fbpx

Sem Caio Henrique, Orinho recebe nova chance após seis meses encostado: “Estou bem fisicamente”

A convocação de Caio Henrique à seleção olímpica abriu espaço para Orinho, contratado em setembro. Depois de jogar 15 minutos no 2 a 1 sobre o Grêmio, há duas semanas, o lateral-esquerdo começou jogando o empate sem gols com o Cruzeiro e estará entre os titulares no jogo das 19h deste sábado, contra o Bahia, no Maracanã.

— Estou bem e preparado para o jogo de sábado. É um jogo importante e estou bem fisicamente — resumiu.

Na quarta-feira, o reforço saiu aos 28′ do segundo tempo para a entrada de Igor Julião, improvisado. Ele, que veio do Santos, não entrava em campo desde o fim de março.

— Todos eles me passaram tranquilidade e em menos de um mês consigo participar de duas partidas. Estou muito feliz e espero dar continuidade ao trabalho que venho desenvolvendo no clube — disse.

Fora da zona de rebaixamento, o Tricolor busca amenizar a fragilidade defensiva. Sob o comando de Marcão, efetivado há duas partidas, a equipe não sofreu gols.

— Marcão e a comissão técnica estão nos passando confiança e trabalhando muito forte para que isso seja corrigido. Já são quatro jogos sem derrotas e isso é muito importante. Vamos continuar o trabalho para melhorar cada vez mais.

Dono da posição, Caio Henrique, assim como Allan, será liberado pela CBF em 15 de outubro. Dois dias depois, o Time de Guerreiros enfrenta, em casa, o Athletico.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: GloboEsporte.com.

Presidente do Flu, Mário Bittencourt confirma ausências de Allan e Caio Henrique

Foto: Divulgação/FFC

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (4), onde comunicou as ausências de Allan e Caio Henrique no confrontos diante de Cruzeiro e Bahia, pelo Campeonato Brasileiro.

A dupla estará a serviço da seleção olímpica que disputará amistosos na data FIFA entre os dias 7 e 15 de outubro e, com isso desfalcará o Tricolor nessas duas partidas.

O presidente chegou a confirmar também que tentou pedir a liberação dos atletas, mas não teve o pedido atendido pela CBF:

– Fui até a CBF por duas vezes tentar pedir a liberação dos atletas. No entanto, a entidade não abriu mão dos jogadores e vamos ficar sem eles nos jogos contra Cruzeiro e Bahia – disse Mário.

Destaque no Flu, Caio Henrique já desperta interesse de outros clubes do Brasil

Foto: Divulgação/FFC

Um dos destaques do Fluminense na temporada, o meia/lateral, Caio Henrique está na mira do Corinthians, que já sondou junto ao Atlético de Madrid – clube detentor dos direitos do jogador, a situação do atleta que está emprestado ao Fluminense até o final do ano.

Recentemente convocado à seleção olímpica, o jogador vê com bons olhos uma continuidade no Brasil e a tendência é que o Atlético não dificulte sua continuidade no país.

Caio chegou ao Fluminense após uma passagem apagada pelo Paraná, em 2018, quando acabou rebaixado com o clube paranaense. No Flu, foi improvisado na lateral esquerda e ganhou destaque, sendo inclusive convocado para a seleção olímpica como lateral.

Caio Henrique destaca importância da vitória e promete: “Vamos tirar o Flu dessa situação”

Autor do segundo gol no triunfo por 2 a 1 sobre o Grêmio, lateral-esquerdo tricolor demonstrou otimismo com o desempenho da equipe

Foto: Mailson Santana / FFC

Depois de cair de rendimento na volta da parada para a Copa América, Caio Henrique aos poucos parece ir se reencontrando dentro de campo. Na vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, no Maracanã, o lateral-esquerdo marcou seu segundo gol com a camisa tricolor e foi crucial para a conquista dos três pontos na 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após a partida, o jogador fez questão de enaltecer a importância do triunfo conquistado para a sequência da competição e demonstrou confiança na capacidade do elenco em tirar o Fluminense dessa situação incômoda.

“Resultado muito importante para o Fluminense. O empate com o Santos não foi o suficiente para nos afastar da zona de rebaixamento. A vitória hoje nos dá uma tranquilidade para podemos trabalhar ainda mais e focar em melhores resultados. De três em três pontos vamos tirar o Flu dessa situação”, afirmou.

Caio Henrique define sentimento após convocação para Seleção Olímpica: “Alegria e felicidade”

Atual lateral-esquerdo tricolor comemorou ao ser lembrado pelo treinador André Jardine e agradeceu ao Fluminense e a seus companheiros de time

Foto: Lucas Merçon / FFC

Após uma temporada bem abaixo em 2018, Caio Henrique foi contratado pelo Fluminense por empréstimo e, desde então, começou a reencontrar seu bom futebol. O jogador, que já havia tido passagens pela Seleção de base, voltou a ter seu trabalho reconhecido e, nesta sexta-feira (20), apareceu na lista de convocados por André Jardine, treinador da Seleção Brasileira Olímpica.

Já de olho em Tóquio 2020, o técnico vem testando diversos nomes. Além de Caio Henrique, o volante Allan foi também foi convocado para os amistosos contra Venezuela e Japão, que serão disputados nos dias 10 e 14, respectivamente. Improvisado na lateral-esquerda desde o início da temporada, o jogador de 22 anos comemorou bastante e fez questão de agradecer ao Fluminense a seus companheiros de equipe.

“Recebi a notícia da convocação com muita alegria e felicidade. Será um prazer voltar a defender a Seleção Brasileira e sei que isso é reflexo do trabalho que venho realizando no Fluminense. Infelizmente terei que desfalcar o time num momento importante do Brasileiro, mas temos um grupo muito qualificado e tenho certeza que isso será bem resolvido pela comissão técnica. Gostaria, inclusive, de agradecer meus companheiros, comissão técnica e a torcida do Fluminense, que sempre me tratou com muito carinho e me apoiou desde que cheguei ao clube”, disse.

Se estar na lista de Jardine é muito bom para Caio Henrique, para o Fluminense é totalmente o oposto. Isso porque o Tricolor não poderá contar com o atleta em duas rodadas. Além do lateral, Allan também desfalcará o time de Oswaldo de Oliveira contra Cruzeiro, no Mineirão, e Bahia, no Maracanã. As partidas serão válidas pelas rodadas de número 24 e 25 do Campeonato Brasileiro.

Convocação deixa Flu desfalcado em um dos “jogos do Campeonato”

Foto: Divulgação/FFC

Dois jogadores do Fluminense, Allan e Caio Henrique foram convocados para amistosos da seleção olímpica, desfalcando desta forma o clube nos jogos contra Cruzeiro (09/10 – 24ª Rodada) e Bahia (12/10 – 25ª Rodada).

Vivendo situação complicada complicada no Campeonato, os desfalques vieram em um momento onde o tricolor terá um dos “jogos do Campeonato”, na partida contra o Cruzeiro, que disputa com o Tricolor a fuga da zona do rebaixamento.

Celso inicia conversas para renovação de Allan e Caio Henrique, mas vê Yony ‘sem muito interesse’ em seguir no Flu

Vice-geral do Tricolor carioca também comentou sobre uma possível compra do zagueiro Nino junto ao Criciúma

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta quarta-feira (18), o presidente Mário Bittencourt concedeu entrevista coletiva para falar sobre os 100 dias da nova gestão. Ao seu lado esteve Celso Barros, vice-geral do Fluminense, que comentou sobre os assuntos relacionados a futebol, principalmente a renovação de atletas. Em foco, o colombiano Yony González.

Um dos principais nomes do Tricolor nesta temporada, o atacante e o clube seguem conversando sobre uma possível extensão de vínculo. Porém, Celso demonstrou pessimismo quanto ao futuro de Yony com a camisa verde, branca e grená. Vale lembrar que o jogador veio para o Fluminense sem custo algum.

“Fizemos uma proposta para o Yony, conversamos com o pai dele. Ele não demonstra muito interesse em permanecer. Como veio sem custos, a gente fez uma proposta até parcelando uma eventual compra dos direitos, mas ele não deu resposta”.

Perguntado sobre Allan e Caio Henrique, que estão emprestados até o final da temporada, o vice-geral mudou de tom e relatou que existe sim a possibilidade de ambos continuarem no clube em 2020.

Foto: Lucas Merçon / FFC

“O Allan tem um representante no Brasil e estamos conversando. O Caio Henrique é representado pelo Deco (ex-jogador do clube), que tem um ótimo relacionamento conosco. As conversas estão ocorrendo e há chance de eles ficarem com a gente no ano que vem. O Daniel estamos esperando a documentação”.

Por fim, Celso Barros comentou a situação de Nino, também emprestado até o fim do ano. Para manter o atleta, que pertence ao Criciúma, o Fluminense precisa pagar R$ 5 milhões ao time catarinense.

“O Nino tem uma cláusula de compra de R$ 5 milhões por 50% e é um jogador que interessa. Vamos conversar com o Criciúma”.

Caio Henrique encara duelo com Corinthians como “final”: “Temos que ir a Brasília e ganhar”

Goleado pelo Palmeiras no meio de semana, o Fluminense vira o turno diante do Corinthians, às 16h de domingo, no Mané Garrincha. Em 17º lugar, com 15 pontos, o Tricolor segue com chance de deixar a zona de rebaixamento, desde que vença e que o Cruzeiro, que terá o Alviverde como adversário, tropece na rodada.

— Sabemos que será uma partida muito difícil. Corinthians tem jogadores muito qualificados. Por nossa situação da tabela, torna-se uma final. Temos que ir a Brasília e ganhar — disse Caio Henrique, que rechaça preocupação por maioria corintiana, apesar de o mando ser do clube carioca.

— Essa questão de torcida não vai pesar. Lá dentro são 11 contra 11. Temos que procurar fazer nosso melhor e buscar os três pontos.

Caio Henrique protagonizou cena curiosa após derrota por 3 a 0 para os palmeirenses, em São Paulo. Ficou no meio-campo, sozinho, sem reação. Na entrevista desta quinta-feira, no CT, o volante improvisado como lateral-esquerdo explicou o episódio.

— Momento de chateação. Quando entramos no campo, entramos para vencer. Ficamos tristes quando saímos do jogo com resultado adverso. Mas não temos muito tempo para lamentar. Temos que pensar no próximo jogo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Apesar da má fase, Caio Henrique prega manutenção de Oswaldo

O Fluminense retornou a Rio de Janeiro após a derrota acachapante para o Palmeiras por 3 a 0, no Alianz Parque, na noite da última terça-feira (10).

Já treinando no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio), o volante/lateral Caio Henrique, comentou sobre a fase atual do Tricolor e falou sobre uma possível mudança no comando técnico da equipe das Laranjeiras.

Para Caio, uma mudança no comando com a temporada em andamento atrapalha o time:

– Quando muda o treinador, muda as características. Estamos adaptando ao professor Oswaldo. Mudar de novo com esse calendário do nosso futebol é complicado – disse o jogador.

Fernando Diniz devolveu ao elenco “alegria em campo” e “vontade de jogar”, dizem jogadores

Fernando Diniz encerrou seu ciclo como técnico do Fluminense na manhã dessa segunda-feira, ao ser avisado da demissão. Na reapresentação depois da derrota por 1 a 0 para o CSA, ele apareceu no Centro de Treinamento, na Barra da Tijuca, para se despedir do elenco.

O discurso ganhou tom emotivo e comoveu os jogadores, especialmente os mais jovens. Miguel, Marcos Paulo e João Pedro, destaques da temporada, foram lançados por Diniz. O treinador pediu esperança e elogiou o presidente Mário Bittencourt.

Marcão, que assume o cargo interinamente, comandou o primeiro treino de olho em jogo das quarta-de-final da Sul-Americana, contra o Corinthians, quinta-feira, em São Paulo. Abel Braga é o plano A da diretoria.

Nas redes sociais, vários integrantes do plantel publicaram agradecimentos a Fernando Diniz. Chamaram a atenção as mensagens de Yony González e Caio Henrique, que disseram que o comandante os devolveu a alegria e a vontade de jogar. Acompanhe:




Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top