Calegari é eleito para Seleção da 30ª rodada do Brasileirão

Autor do cruzamento para o gol Tricolor na vitória por 1 a 0 sobre o Sport no estádio Nilton Santos, Calegari foi eleito em votação popular para a Seleção da 30ª rodada do Campeonato brasileiro.

Confira a Seleção completa: Weverton, Calegari, Junior Alonso, Rodrigo Caio, Guilherme Arana; Hugo Moura, Jair, Diego Ribas (c), Hyoran; Yuri Alberto e Gabigol. Técnico: Jorge Sampaoli.

Na sua conta do Twitter, Calegari comemorou a escolha para o melhor time da rodada 30.

Foto: Maílson Santana/ FFC

Moleque de Xerém, Calegari elogia trabalho feito na base do Flu: “Excelência”

Uma das principais características do Fluminense é a formação de jogadores através de sua categoria de base, um desses atletas é Calegari, o lateral/volante de 18 anos subiu aos profissionais esse ano e vem se destacando. Em coletiva realizada hoje pela manhã, no CT Carlos Castilho, ele fez elogios ao trabalho feito em Xerém.

– Esse trabalho é muito bem feito. Ontem eu até falei com um supervisor de Xerém mais uma vez: “O trabalho que vocês fazem desde o sub-10 até o sub-20, hoje até sub-23, é de excelência. Tanto fora de campo, criando a pessoa para ser um ser humano do bem, como em campo para ser ótimo jogador. Isso está na cara. Desde muitos anos o Fluminense vem revelando grandes jogadores. E esse trabalho será estendido por muito tempo ainda. Tenho certeza. – comentou o jovem.

Além do trabalho feito na base, Calegari também comentou sobre a possibilidade de jogar no meio, como volante, sua posição de origem.

– Como eu já falei com o Marcão, ele já veio falar comigo, eu sempre vou mostrar disponibilidade. Hoje estou na lateral, vou fazer o máximo para ajudar o Fluminense na lateral. Caso ele venha me dar oportunidade no meio, como ali eu já conheço há muito tempo, que é minha posição de origem, vou me sentir confortável também. Vou procurar ajudar o Fluminense sempre. – completou o jogador.

Foto: Lucas Merçon/ FFC

Calegari e Luiz Henrique retornam da Seleção com título do Torneio Internacional

A Seleção brasileira sub-20 entrou em campo na manhã desta sexta-feira (18), quando enfrentou o Chile pela última rodada do Torneio Internacional da categoria.

Com gol de Cauê, a equipe comandada por André Jardine empatou em 1 a 1 com o Chile e ficou com a primeira posição do quadrangular, com seis pontos e maior saldo de gols em relação aos adversários.

O torneio foi organizado como parte da preparação para o Sul-Americano Sub-20 Conmebol, que será realizado em fevereiro de 2021, na Colômbia. Além do Brasil em primeiro lugar e Chile na segunda posição, o Peru ficou com as medalhas de bronze ao vencer a disputa do terceiro lugar por 3 a 0 diante a Bolívia, que terminou em quarto.

Calegari e Luiz Henrique, jogadores do Fluminense que estiverem presentes no grupo, retornam ao Tricolor, porém, só voltam ao treino com o restante da equipe na próxima segunda-feira (21).

Luiz Henrique, que se lesionou ainda no primeiro tempo do primeiro jogo, ficou novamente de fora. Já Calegari, começou no banco de reservas e entrou na segunda etapa.

Foto em destaque: Lucas Fagundes/CBF

Odair minimiza saída de Calegari para Seleção sub-20: “temos outras opções”

Convocado para a Seleção brasileira sub-20, no lugar de Vanderson, do Grêmio, que acabou cortado, Calegari titular da lateral direita do Fluminense, estará a disposição da seleção entre os dias 7 e 18 de dezembro e com isso desfalcará o Flu nos jogos contra Vasco, domingo (13) e Atlético-Go, quarta-feira (16).

O Tricolor ainda pode perder Igor Julião, afastado na delegação no último sábado (5) após apresentar sintomas de gripe. O jogador passará por exames e caso teste positivo para a Covid-19, também desfalcará o Flu no mesmo período que Calegari estará na seleção.

Por conta disso, o técnico Odair Hellmann foi interpelado sobre a possibilidade de pedir a liberação de Calegari da Seleção, e, minimizou a perda do jogador que vem sendo um dos destaques da equipe:

– Isso é uma coisa que nós vamos conversar mais à frente a respeito da situação do Calegari, mas se o Calegari for pra Seleção, nós temos o Daniel, e confiamos também no Daniel, que é mais um jogador das categorias de base, que se tiver a oportunidade vai demonstrar seu talento, sua qualidade, como os que estão entrando estão mostrando. A gente tem confiança total no grupo que temos, nos meninos que temos também no sub-23 e futebol as vezes é oportunidade e talvez falte uma oportunidade para o Daniel. Claro que a gente gostaria de contar com o Calegari, mas também não dá pra ficar a toda hora que os jogadores são convocados, ficar tirando a possibilidade do jogador ir para a Seleção brasileira, até porque ele também quer ir para a Seleção brasileira, também é um sonho dele individual. Mas a gente vai saber administrar essa situação toda para que seja mais importante para o Fluminense no aspecto final.

Vale destacar que Luiz Henrique também foi convocado, e assim como Calegari, desfalcará o Flu contra Vasco e Atlético-Go.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Calegari é convocado pela Seleção Sub-20 e desfalcará o Flu em duas partidas

O lateral de 18 anos foi chamado pelo técnico André Jardine para período de treinos e a disputa do Torneio Quadrangular Internacional na Granja Comary, entre os dias 7 e 18 de Dezembro, em preparação para o Sul-Americano Sub-20 de 2021, na Colômbia.

Calegari irá substituir Vanderson, do Grêmio, que acabou cortado, e se junta ao atacante tricolor Luiz Henrique, que já havia sido chamado na convocação inicial de Jardine.

Os dois jogadores irão desfalcar a equipe do técnico Odair Hellmann nas partidas contra Vasco e Atlético-GO, pela 25ª e 26ª rodadas do Campeonato Brasileiro.

Foto: Maílson Santana/ FFC

Destaque no Flu, Calegari inicia processo para retirar passaporte europeu

Um dos destaques do Fluminense na disputa do atual Campeonato Brasileiro, o jovem Calegari, que atua tanto na lateral direita quanto no meio de campo, deu início ao processo de retirada do passaporte europeu.

O jogador de 18 anos, deu entrada para retirada do passaporte italiano por direito familiar, por sua bisavó ser italiana.

Com contrato até 2025, Calegari que tem passagens pela seleção brasileira de base, tem multa estipulada em cerca de € 40 milhões (cerca de R$250 milhões) e a ideia da retirada do passaporte europeu visa também valorizar uma possível venda do jogador.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Fonte: UOL Esportes

Recuperado, Calegari fala da experiência com a Covid-19: “teve um dia que tive quase todos os sintomas de uma só vez”

O lateral direito Calegari, voltou ao time do Fluminense após se recuperar da Covid-19, contraída ainda no final de setembro. O jogador que demorou quase dois meses para voltar ao time, reconheceu o bom momento vivido pelo seu substituto, Igor Julião, titular da lateral ao longo desse período:

Temos um elenco de muita qualidade, e a disputa pela titularidade é grande em todas as posições. Igor Julião assumiu quando contraí o Covid e fez ótimas atuações, a permanência foi merecida. Mas estou me empenhando ao máximo nos treinos para aproveitar as oportunidades, com o melhor desempenho possível dentro de campo.

Calegari relatou ainda sobre a experiência que teve com a Covid-19, chegando a dizer que chegou a sentir quase todos os sintomas em apenas um dia:

Tive alguns sintomas. Teve um dia que acabei tendo quase todos de uma vez só, com exceção da falta de ar. Graças a Deus consegui vencer o Covid e está tudo bem. Estou muito feliz por voltar e creio que consegui aproveitar essa oportunidade da melhor maneira possível. Foram quase dois meses sem atuar, então estou contente pela minha atuação e a da equipe também – disse o jogador.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Após voltar ao time titular, Calegari se põe a disposição para atuar no meio de campo

O jovem Calegari, chegou ao time titular do Fluminense atuando na função de lateral direito, porém, o jogador que era volante durante sua trajetória na base, já se colocou a disposição para preencher a lacuna deixada no setor do time principal com a saída de Dodi.

Sim, era a mesma função (que fazia) de volante de saída e chegada ao ataque. Eu estou preparado para qualquer desafio. Sendo no meio campo ou na lateral, estarei à disposição e darei o meu melhor para ajudar o Fluminense. Já atuo na lateral direita há algum tempo e me sinto confortável na posição. Temos outros jogadores de muita qualidade para cumprir a função de volante, e isso fica mais para o professor Odair.

Ainda questionado sobre a demora na volta ao time, Calegari viu merecimento e o bom momento vivido por Julião:

Temos um elenco de muita qualidade, e a disputa pela titularidade é grande em todas as posições. Igor Julião assumiu quando contraí o Covid e fez ótimas atuações, a permanência foi merecida. Mas estou me empenhando ao máximo nos treinos para aproveitar as oportunidades, com o melhor desempenho possível dentro de campo – concluiu.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Pelas redes sociais, Calegari celebra vitória e classificação em cima do Figueirense

O lateral Calegari ganhou a posição de Julião pela lateral direita e foi titular na partida desta terça-feira (25) diante do Figueirense, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

O jogador que teve uma atuação segura ao longo de toda partida, foi até as redes sociais para celebrar a vitória e classificação diante o Figueirense. Confira:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Análise – Julião ou Calegari? Odair terá de preparar substituto de Gilberto, para estreia no Brasileiro

As vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro, a torcida Tricolor acabou surpreendida, nesta quarta-feira (05) com o acerto de Gilberto com o Benfica, de Portugal. Mesmo com o Flu negando o acerto imediato, segundo informações apuradas, a saída do lateral-direito é dada como certa, dependendo apenas de questões burocráticas.

Titular absoluto no time de Odair, Gilberto jogou em quase todas as partidas da equipe em 2020. Dos 23 jogos disputado até aqui, ele atuou em 18.

Com poucas oportunidades para os reservas, o técnico Tricolor se vê com um grande problema, que é trabalhar um substituto para o primeiro desafio do time no Brasileiro e para o restante da temporada.
Atualmente Odair conta com mais dois laterais-direito no elenco, onde ambos tem algo em comum, foram formados nas categorias de base do clube. São eles: Igor Julião e Calegari. Porém, a torcida ainda não deposita confiança no primeiro, que está no clube desde 2012. Enquanto o segundo, revelado este ano, ainda é uma aposta.

Julião pouco atuou no time principal. O jogador que conviveu com vários empréstimos, entre 2013 e 2017, retornou ao Flu em 2018, após o fim do Samorim, projeto do clube na Eslováquia. E desde então passou a ser o reserva imediado de Gilberto, que já era o titular.

Talvez seu melhor momento com a camisa verde, branca e grená, tenha sido no ano passado, quando revezou a titularidade com seu companheiro de posição, que foi sacado do time, em algumas ocasiões, por opção técnica. Porém, isso não durou muito. Depois da derrota para o Avaí por 1 a 0, no Maracanã, pela 17° rodada do Brasileiro, o lateral, de 25 anos, amargou o banco de reservas novamente.

Neste ano, Julião teve pouquíssimas chances, uma vez que sofreu com lesões. E quando esteve à disposição entrou em raríssimas oportunidades.

Já no caso de Calegari, a jovem promessa do clube subiu para os profissionais nesta temporada. Podendo atuar tanto como lateral-direito ou volante, o jogador teve a chance de ser titular no amistoso contra o Botafogo, no último dia 25 de julho, já que tanto Gilberto, quanto Julião estavam lesionados.
Com os holofotes virados para si, tendo em vista o anseio da torcida em ver jogadores da base no time principal, Galegari teve, no todo, uma atuação discreta. Porém, destaca-se o lance no qual o lateral salva uma bola em cima da linha, evitando o gol adversário, que naquela altura, se entrasse poderia mudar a história do jogo.
Entretanto, é notório que o atleta precisará de tempo e uma sequencia para que possa desenvolver seu potencial e assim, quem sabe, se tornar o mais novo camisa 2 do Flu.

Uma coisa é certa, o substituto virá da base. E mesmo comparando-os, nota-se que ambos partem da estaca zero, já que nenhum dos dois conseguiu ainda mostrar sua versão 2020. E cabe ao Odair decidir: Optar por aquele já tem maior rodagem e experiência ou Apostar e desenvolver uma jovem promessa da base.

Foto: Fluminense Football Club