CBF divulga calendário do Brasileirão de Aspirantes

Semifinalista na edição passada, o Fluminense conheceu seu caminho na primeira fase do Brasileirão de Aspirantes. O Tricolor está no grupo B, com Avaí, Bahia, Coritiba, CRB, Fortaleza, RB Bragantino e Santos. Pelo regulamento da competição, as equipes não jogam entre si, enfrentando os times do grupo A.

O Fluminense sub-23 estreia na competição em casa contra o Grêmio, no dia 10 de Junho.

Os confrontos do Tricolor na primeira fase são os seguintes:

1ª – Grêmio (C)
2ª – Juventude (F)
3ª – Cuiabá (F)
4ª – Corinthians (C)
5ª – Ceará (F)
6ª – Figueirense (C)
7ª – Ponte Preta (C)
8ª – Vitória (F)

Na temporada passada, o Fluminense foi eliminado na semifinal pelo Vila Nova-GO.

Foto: Maílson Santana/FFC

Sub-20 Tricolor tem data definida para estrear no Carioca da categoria

A Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) divulgou o calendário atualizado do Carioca sub-20 de 2021. O Fluminense enfrenta o Macaé na primeira rodada da competição, dia 15 de maio, às 10hrs, no Estádio Marrentão, em Duque de Caxias.

Inicialmente previsto para começar em março, campeonato foi adiado após pedido das equipes de menor investimento, que alegaram dificuldades financeiras.

Assim como nos profissionais, o carioca sub-20 será disputado em turno único, com 11 rodadas em pontos corridos. As oito primeiras equipes se classificam para a fase de mata-mata, com jogos de ida e volta. Nas quartas e semifinais, vantagem do empate para o time de melhor campanha. Na final, se a decisão terminar empatada, disputa de pênaltis para coroar o campeão.

O brasileiro sub-20 segue sem data definida, assim como os estaduais das categorias sub-17, sub-16 e sub-15. No brasileiro sub-17, o Flu estreia contra a equipe do Fortaleza no dia 8 de maio, nas Laranjeiras.

Foto: Lucas Merçon/FFC

CBF divulga calendário do futebol de base para 2021

A CBF se reuniu na última quarta-feira (6/1) e definiu o calendário das competições de base para a temporada 2021, divulgados nessa sexta (8/1). Confira as datas de início dos torneios disputados pelos Moleques de Xerém:

Brasileiro Sub-17: 23 de Março

Copa do Brasil Sub-17: 27 de Julho

Brasileiro Sub-20: 26 de Maio

Brasileiro de Aspirantes: 10 de Junho

A Ferj também já confirmou a realização dos estaduais sub-15, sub-16 (Guilherme Embry), sub-17 e do Torneio Otávio Pinto Guimarães (OPG), cancelados em 2020 por conta da pandemia, além do Carioca sub-20.

Lembrando que os Moleques de Xerém ainda disputam duas competições de base remanescentes da temporada 2020: a Copa do Brasil Sub-17 (nas quartas de final contra o Atlético-MG) e o Brasileiro de Aspirantes (semifinal contra o Vila Nova-GO).

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Você é a favor ou contra? Jornalista critica possível volta do mata-mata no Brasileirão

O jornalista Mauro Cézar, dos canais ESPN, falou sobre a situação do futebol brasileiro em meio a pandemia do coronavírus e sobre o futuro do principal produto da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), o Campeonato Brasileiro. Sem previsão para retornar as atividades futebolísticas no país, a entidade terá de ajustar o calendário, porém, ao depender do período de paralisação, não está descartado uma mudança no formato do Brasileirão, de pontos corridos para o mata-mata.

– Já tem cartola sugerindo sorrateiramente que o Campeonato Brasileiro tenha mudança de regulamento, a volta do mata-mata. Seria uma tremenda bizarrice e uma maneira de alguns cartolas de tentar mudar o campeonato porque suas equipes não têm a menor condição de disputar o título por pontos corridos, mas no mata-mata teriam alguma chance. É uma tentativa bizarra e cretina por um problema de humanidade. – disparou o jornalista

Diante do tema Mauro sugeriu alternativas para alternativas para organizar a temporada brasileira. E uma delas seria adotar o calendário que é praticado no futebol europeu, iniciando a pré-temporada entre julho e agosto e campeonatos terminando entre maio e junho do ano seguinte.

– Qual a solução? Tentar adaptar o calendário brasileiro ao da Europa. Há muito tempo deveria ter sido feita essa mudança, mas é bem difícil. Reduzir o campeonato ao mata-mata seria só um turno, com oito se classificando, o número de partidas na TV seria muito menor. Será que eles vão aceitar? Acho absurda a ideia. – ponderou

Fonte: UOL
Foto: Divulgação CBF

Saiba como o coronavírus pode afetar o calendário Brasileiro, veja alguns cenários

A paralisação dos principais campeonatos estaduais do Brasil e de todas as competições sob o comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pode gerar algumas mudanças no calendário do futebol do país. Existe a possibilidade de a bola parar somente nas semanas próximas ao Natal, já em meados de dezembro.

No calendário da CBF, divulgado no ano passado, a temporada atual tem 11 meses de duração, iniciando dia 22 de janeiro e terminando dia 6 de janeiro. Porém, com a pandemia do coronavírus e suspensão de todas as competições, restam pouco mais de oito meses para o término das atividades em 2020 (38 semenas)

Sendo assim, uma das possibilidades é a CBF usar as oito datas previstas para os jogos das Eliminatórias e, caso seja necessário, as duas destinadas aos amistosos da Fifa, em 4 e 9 de junho. Além, claro, da data vaga (25 de novembro).

Porém, ainda existe uma incerteza, isso porque,não se tem uma previsão exata de quando será possível retornar as atividades no Futebol Brasileiro, o que pode complicar ainda mais o calendário. Em entrevista coletiva, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o Brasil vai “passar por 60 a 90 dias de muito estresse”

Confira alguns cenários do calendário Brasileiro.

1) Paralisação de um mês, com reinício em 15 de abril
Nesse caso, oito datas teriam de ser repostas. Seria possível, usar todas as reservas destinadas às partidas da seleção brasileira nas Eliminatórias. Os Estaduais e o Brasileirão teriam todas as suas rodadas preservadas, assim como a Copa do Brasil.

2) Paralisação de dois meses, com reinício em 13 de maio
O cenário prevê o surgimento de 16 novas datas que foram perdidas. A saída seria utilizar as oito reservas destinadas às partidas da seleção brasileira nas Eliminatórias e as duas para os amistosos da Fifa, além da data vaga. Faltariam ainda cinco datas. Haveria a necessidade de estender a temporada até o dia 23 de dezembro.

3) Paralisação acima de três meses
A CBF e as federações estaduais teriam de fazer mudanças profundas no calendário, com o encurtamento das competições.

Fonte: UOL
Foto: Divulgação OAB/SE