Flu abre duelo em busca de vaga na final do Carioca Sub-20

Os Moleques de Xerém abrem nesta quinta-feira (23/06) o confronto que vale vaga na decisão do Campeonato Carioca Sub-20. A equipe comandada pelo técnico Guilherme Torres visita o Madureira, em Conselheiro Galvão, pelo jogo de ida da semifinal. A bola rola às 15h.

Em razão da campanha superior à do adversário na Taça Guanabara, o Fluminense possui a vantagem do empate no placar agregado. Além da grande final do Estadual, o duelo garante ao vencedor a classificação para a Copa do Brasil de 2023.

O Tricolor avançou na competição ao vencer o Nova Iguaçu, nas quartas, pelo agregado de 6 a 2. O time vem de vitória por 1 a 0 sobre o Athletico, no CT do Caju, pela segunda rodada do Brasileirão.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Leonardo Brasil/FFC

Sub-20 ganha do Nova Iguaçu e passa para semifinal do Carioca

O Fluminense ganhou por 5×0 do Nova Iguaçu pelas quartas de final do Carioca. A partida foi no CT Vale das Laranjeiras, em Xerém. Arthur foi o destaque do jogo, com dois gols e uma assistência. O camisa 10 fez o primeiro de pênalti, deu assistência para o zagueiro Felipe fazer o segundo e fez um golaço no quarto gol do Flu. O terceiro foi feito por Nathan e Vinícius Mendes fez o quinto e último gol da partida.

O time comandado pelo técnico Guilherme Torres precisava apenas de uma vitória simples para passar para a próxima fase, mas os moleques de Xerém fizeram bonito e ganharam de goleada.

No primeiro jogo, em Nova Iguaçu, o tricolor foi surpreendido e perdeu por 2×1, na partida o gol do Flu foi feito por Luan Brito, o atacante não jogou hoje pois está com a equipe sub-23.

 Foto em destaque: Leonardo Brasil/ FFC 

Fluminense renova contrato com o zagueiro Davi

O Fluminense acertou a renovação do contrato do zagueiro Davi Alves, de 20 anos, nesta sexta-feira (10/06), no Centro de Treinamento Carlos Castilho, na Barra da Tijuca. O novo acordo é válido até o dia 31 de dezembro de 2024.

Davi chegou ao Fluminense em 2012, quando tinha apenas 10 anos de idade, para jogar futsal e, no mesmo ano, foi convidado para os treinos no campo. Um dos destaques do sub-23 tricolor, o zagueiro já defendeu a seleção brasileira sub-17.

“O sentimento de renovar contrato com o Fluminense é maravilhoso. Minha família inteira é tricolor e nasci acompanhando o time. Estamos muito orgulhosos, vou honrar essa camisa até o fim”, comemorou Davi.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Bandeira do Fluminense é hasteada ba FERJ em cerimônia de homenagem ao título carioca

Em cerimônia realizada na manhã desta sexta-feira (10/06), a bandeira do Fluminense foi hasteada na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) como forma de homenagem pelo título do Campeonato Carioca, conquistado pelo Tricolor no início de abril em decisão contra o Flamengo. O presidente Mário Bittencourt e o auxiliar-técnico Marcão estiveram presentes e falaram sobre a importância do evento.

Durante 25 anos da minha vida morei bem pertinho aqui do Maracanã. Eu ia para o estádio a pé e nem no meu maior sonho de criança eu poderia imaginar que um dia fosse hastear a bandeira do Fluminense como campeão carioca do lado do Maracanã. Muito bacana poder viver esse momento e muito bacana poder voltar a botar essa bandeira aqui depois de dez anos. O Campeonato Carioca é muito importante para nós, para a história do clube. Temos conquistas memoráveis, como o gol de barriga do Renato (Gaúcho), os gols do Assis na década de 80. Eu acho que esse campeonato de 2022 também tem momentos marcantes. Foram dois grandes jogos contra nosso maior rival, com três gols do Germán Cano, que surge como um novo ídolo da torcida. Nunca substituindo, mas com a proximidade da aposentaria do Fred, poder ganhar um Carioca com gols do centroavante que o clube trouxe acho que traz um enredo importante para essa conquista. O presidente Rubes (Lopes, da Ferj) disse que eu dei um nó muito forte na cordinha da bandeira e eu disse que é para a gente ficar aqui por longos anos. Rumo ao bicampeonato”, declarou Mário.

pós discursos do presidente tricolor e do presidente da Ferj, Rubens Lopes, a bandeira do campeão anterior foi descerrada para dar lugar ao pavilhão tricolor, que seguirá tremulando até que o Estadual tenha um novo campeão. Durante o hasteamento da bandeira, o hino do Fluminense foi executado pela Banda do Batalhão de Guardas do Exército. Também estiveram presentes Marcelo Vianna, diretor de competições da Ferj, e Marcelo Penha, coordenador administrativo do Flu.

Importante firmar nosso espaço, mostrar que nossa equipe é forte, guerreira, valente. Nós mostramos isso durante o Campeonato Carioca todo e tenho certeza que virão muito mais coisas boas por aí, estamos trabalhando para isso, hoje com nosso professor Fernando Diniz. A equipe vem entregando tudo nos treinamentos e todo mundo tem visto os jogos. E com a ajuda do nosso torcedor o Fluminense fica muito forte. Espero que continuem acreditando, chegando junto desses guerreiros, pois tenho certeza que vão busca mais este ano. É um prazer estar aqui, foi um campeonato em excelência”, disse Marcão.

Fotos: Marina Garcia/FFC
Texto: Comunicação/FFC

Trio do Flu recebe premiação pelo Carioca

Campeão carioca ao derrotar o Flamengo na grande final, o Fluminense teve três representantes na seleção da competição, divulgada pela Ferj e definida por um júri de jornalistas esportivos. O atacante Germán Cano, o zagueiro Nino e o volante André receberam seus prêmios individuais nesta quarta-feira (01/06), no Centro de Treinamento Carlos Castilho.

“Tenho que parabenizar meus companheiros e todo mundo que fez parte dessa premiação e da conquista. Fiquei muito feliz pelo reconhecimento pelo que fizemos no Campeonato Carioca e agora queremos continuar fazendo história aqui no Flu”, disse Cano, autor dos três gols do Tricolor na decisão e artilheiro do time na competição, com sete.

Para Nino, que já havia sido eleito para a seleção do campeonato no ano passado, desta vez o troféu teve um sabor diferente.

“Muito importante. Eu já havia recebido em 2021, mas com um sentimento de frustração por não ter sido campeão. Esse ano, o título vem para abrilhantar o que nosso time fez e fico feliz por esse reconhecimento. Mas fico ainda mais feliz pelo título carioca. Todos os jogadores que entraram em campo na competição foram muito bem, foi um trabalho coletivo, e fica aqui minha gratidão a todos que se empenharam e fizeram um grande campeonato”, disse o zagueiro Nino.

Já para André, o prêmio serve como motivação para seguir em constante evolução para que novas conquistas e troféus venham para as Laranjeiras.

“Fico muito feliz pelo prêmio. A vitória coletiva resultou em benefícios individuais. Isso serve de mais motivação ainda para seguir trabalhando na temporada e, se Deus quiser, conquistar mais título e receber mais prêmios”, afirmou o camisa 7, que já havia sido eleito a revelação do Campeonato Brasileiro o ano passado.

O técnico Abel Braga foi eleito para a seleção da competição. Além do título do Campeonato Carioca, o Fluminense conquistou a Taça Guanabara.

Fotos: Marcelo Gonçalves/FFC

Fred se diz frustrado com empate contra o Santos

O Fluminense recebeu o Santos e empatou em 0 a 0 na estreia da equipes no Brasileirão. O Tricolor foi melhor ao longo de todo jogo, porém, não conseguiu balançar as redes.

Fred, que entrou no segundo tempo e acertou uma bola na trave, disse sair de campo frustrado com o empate:

Saímos frustrados porque estrear com vitória dentro de casa é muito importante. Nos últimos anos fomos bons como mandante e isso ajudou pra nós manter na parte de cima. O jogo de hoje em especial foi contra um Santos que veio fechado esperando o contra ataque e acabou não encaixando nosso jogo – comentou o camisa 9.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

“Ainda bem que seguraram o Fred”, diz David Braz sobre confusão no Fla-Flu

A final do Campeonato Carioca entre Fluminemse e Flamengo por pouco não acabou em grande pancadaria. Isso porquê, os atacantes Fred e Bruno Henrique se desentenderam e tiveram que ser contidos para que não chegassem as vias de fato.

Em entrevista ao programa “Charla Podcast”, da última segunda-feira (04), o zagueiro David Braz afirmou que Bruno Henrique “deu sorte” por terem conseguido segurar o camisa 9 Tricolor.

– Eu vou falar uma coisa para o Bruno Henrique: ainda bem que os caras conseguiram segurar o Fred sábado – disse o zagueiro.

Foto em destaque: Reprodução/Vídeo

David Braz supera desconfiança da torcida, ganha título e fala sobre seu momento: ”Muito feliz”


Titular absoluto na equipe do técnico Abel Braga, o zagueiro David Braz segue criando cada vez mais identificação com o Flu. Contratado em abril de 2021 sob desconfiança por parte da torcida por já ter atuado pelo Flamengo, onde foi campeão carioca em 2011, o jogador de 34 anos terminou a temporada passada em alta, com direito a gols em jogos decisivos para o clube na reta final da Série A. Este ano, novamente, tem sido peça importante.

“Estou muito feliz com este momento. Mas não só pelo título, mas pela sequência que venho tendo. Era o meu objetivo desde a minha chegada. Sabemos que uma desconfiança foi criada por parte de alguns torcedores por eu já ter jogado no arquirrival. Mas procuramos ter personalidade e tranquilidade para lidarmos com esta situação, para aproveitarmos da melhor maneira. Me entregando dentro de campo junto com meus companheiros pelo Flu”, disse David Braz.

Com 11 jogos e um gol em 2022, o zagueiro é um dos pilares do setor defensivo, principalmente pela raça e pela entrega. No último sábado, acostumado a jogar para a torcida, o zagueiro protagonizou cena marcante após título em cima do ex-clube. David Braz fincou um bandeirão no gramado do Maracanã após o time superar o Flamengo e cravou:

“O MARACA É NOSSO, O MARACA É NOSSO

David também comentou:

Sábado conseguimos esse título para o clube depois de um tempo sem conquista em cima do rival. Sabíamos da importância de vencer um título em cima de um rival e procuramos nos entregar o máximo e depois comemorarmos com o torcedor. Foi muito bonita a festa da torcida, que nos incentivou bastante em busca desse título. Demos o máximo para vivermos o que vivemos depois da conquista”, declarou. 

Fonte: ge

Foto: Mailson Santana 

“Não entrei pra ‘furar a bola’, mas não vou tomar enquadro de ninguém”, diz Fred sobre lance da expulsão

Assim como aconteceu contra o Botafogo na semifinal do Campeonato Carioca, o atacante Fred entrou nos minutos finais do Fla-Flu decisivo, mas saiu de campo antes mesmo do apito final, sendo mais uma vez expulso, dessa vez, após se envolver em confusão com Bruno Henrique.

Os jogadores quase foram às vias de fato, porém, situação que finalizou com o fim da partida, pelo menos é o que garante o capitão do Flu:

– Não tenho nada pessoal contra ninguém deles, respeito e admiro todos eles. Morreu em campo, passou. Mas assim, não vou tomar enquadro de ninguém. As vezes não é a melhor postura, mas estamos lá dentro – disse Fred, que seguiu explicando o lance e assumiu parte da responsabilidade pela confusão

“– Sinceramente, a gente tem que assumir as nossas responsabilidades e fazer mea-culpa. Mas, no lance que aconteceu, eu chutei a bola para ganhar tempo, o que é normal, eles fazem, todo mundo faz. Não teve nenhum tipo de deslealdade. E o jogador deles, o Everton (Ribeiro), acabou me dando um bico sem bola. E aí em um clássico, com essa rivalidade nossa, com os nervos à flor da pele, e, meio que sem pensar, a gente acaba alterando – admitiu o capitão Tricolor que finalizou exaltando o título:

– E o mais importante é que fomos campeões. Não entrei para ‘furar a bola’, para acabar o jogo. Isso aí é ruim para qualquer atleta e minha carreira inteira fala que não sou assim. O que acontece é isso: na hora que tiver que jogar para vencer na bola, nós vamos. Na força também, na dividida também. E se for para enquadrar, vamos para o pau também. Nada pessoal! Passou, eles seguem a vida deles lá e nós com a taça aqui comemorando – concluiu o capitão.

Foto em destaque: Leonardo Brasil/FFC

Cachorrinha viraliza ao comemorar o gol do Flu

Um video que circula nas redes sociais mostra a cachorrinha Pretinha comemorando o gol do Fluminense contra o Flamengo.

Com a roupa do Flu, Pretinha fica vidrada no jogo e vai a euforia com o primeiro gol do Fluminense no jogo.