Flu costuma ir bem em estreias do campeonato brasileiro

Fluminense entrará em campo no domingo diante do Goiás na abertura do brasileirão 2019. Se depender dos números em estreias do campeonato nos últimos 10 anos , a torcida pode esper uma vitoria do time de Fernando Diniz. Entre 2009 a 2018 foram sete vitórias e somente três derrotas.

Foto: FFC

Jogos do tricolor nas estreias entre 2009 e 2018:

2009 – Fluminense 1 x 0 São Paulo

2010 – Ceará 1 x 0 Fluminense

2011 – São Paulo 2 x 0 Fluminense

2012 – Corinthians 0 x 1 Fluminense

2013 – Fluminense 2 x 1 Athletico PR

2014 – Fluminense 3 x 0 Figueirense

2015 – Fluminense 1 x 0 Joinville

2016 – América MG 0 x 1 Fluminense

2017 – Fluminense 3 x 2 Santos

2018 – Corinthians 2 x 1 Fluminense

ST,

Guga Assis

“A tática serve para que o jogador se divirta” Diniz em palestra na CBF

Foto:FFC

Na manhã desta segunda feira a CBF realizou no Rio o primeiro dia do “Somos futebol 2019”, evento no qual especialistas debaterão evoluções do futebol com inúmeras palestras e discussões para a melhoria do esporte. Para dar início Foi convidado Tite (Seleção), Jorge Sampaoli (Santos) e Fernado Diniz que falaram sobre táticas e desempenho coletivo.

Diniz em sua fala criticou o futebol pragmático realizado no País e disse que os atletas clamam por ajuda e que eles tem que se divertir em campo e buscar uma forma diferente de jogo junto com o treinador.

“A tática não é para engessar. É para o jogador poder construir junto com o treinador uma maneira diferente de jogar. No Brasil, temos que quebrar a cabeça para fazer um jeito de jogar que favoreça o nosso jogador. A gente importou um jeito europeu de jogar no passado. Nossos jogos são muito bem estruturados na base de defesa. Fazer jogo de construção dá mais trabalho. Já na base tem a pressa. Defender é mais fácil do que construir jogadas”

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Diniz elogiou o trabalho do companheiro de palestra Jorge Sampaoli e disse que prefere o Santos do treinador argentino do que o Corinthians que foi campeão paulista.

“Não importa se o Corinthians ganhou do Santos, eu gosto mais do Santos. Não importa se o Tottenham ganhou do City, eu gosto mais do City (as equipes se enfrentaram pelas quartas de final da Champions League). O jogador brasileiro está clamando por ajuda. A gente tem que conviver melhor (com o resultado). Futebol não é um lugar para assassinar as pessoas”, finalizou Diniz, que foi eleito o técnico da selecão do Campeonato Carioca de 2019.

Acesso a elite e base forte, são as metas do Flu para o futebol feminino

Foto: Bruno Castilho/EC Taubaté

O Tricolor é um dos participantes do Campeonato Brasileiro Feminino A2 (equivalente à segunda divisão nacional). Em parceria com o projeto Daminhas da Bola, o Flu sonha com o acesso à elite do futebol feminino. O Flu planeja também outras metas pra modalidade. De acordo com a técnica da equipe profissional, Thaissan Passos, o projeto é de médio a longo prazo, e tem mais objetivos além do acesso.
A equipe feminina do Fluminense foi montada no final de 2018 e além do profissional o clube também montou times de base fazendo parceria com o projeto Daminhas da Bola.

“Estamos voltando com todas as categorias de base que ainda não tinham no Fluminense. Hoje, trabalhamos desde o sub-12, sub-14, sub-16, sub-18 e profissional. A ideia é trabalhar aquilo que a gente espera que o futebol feminino faça. Não buscar coisas imediatas. Então, é trabalhar de médio a longo prazo, buscando a cada ano um objetivo para que as coisas aconteçam e não terminem de uma hora para outra. Isso que queremos fazer neste momento. O Fluminense quer mostrar que além dos meninos de Xerém, também tem as Meninas de Xerém. A nossa base também treina em Xerém e que a gente possa fazer um futebol feminino consolidado dentro do Fluminense. Isso que nós esperamos” e acrescentou
“A ideia na verdade é estar entre os quatro, subir e estar na A1 e buscando o espaço para o Fluminense, para o futebol carioca. Mas não podemos pensar que existem outros clubes que trabalharam muito tempo com o futebol feminino e achar que é só bater palma e simplesmente faz uma equipe de futebol feminino. Não é assim. Você tem que trabalhar, planejar, estruturar. É isso que estamos fazendo. O Fluminense busca, sim, subir. Mas de acordo com o nosso nível de desenvolvimento e de planejamento”.

Foto: Danilo Sardinha / Globoesporte.com

No último sábado, 20, o Fluminense foi derrotado pela primeira vez no Brasileiro Feminino A2 após duas vitórias nas primeiras rodadas. O revés foi para o Taubaté, por 1 a 0, fora de casa. Com o resultado, o Flu ficou na terceira colocação, com seis pontos.

Apesar da derrota, Thaissan destaca que ficou feliz pelo empenho do time no duelo.

“Sabíamos que seria bem difícil. Acompanho o trabalho do Taubaté. Acho que está entre a terceira e a quarta força do estado. Gostei do jogo. É poder analisar o que o Fluminense pode realizar a partir de agora. Não acho que o resultado tenha sido justo. Nos últimos oito minutos, conseguimos impor, ir para o jogo, fazer elas cansarem. Porém, estamos falando de futebol, não de justiça. Seria muito justo para os dois lados o 1 a 1, pela qualidade do jogo. Mas parabéns para Taubaté” afirmou.

A próxima partida do Fluminense será diante do Aliança-GO, sexto e último colocado do grupo. O jogo será disputado no sábado, 27, às 15h, nas Laranjeiras.

Parte do elenco tricolor distribuiu caixas de bombons para crianças da Cidade de Deus.

Alguns jogadores do elenco profissional do Fluminense aproveitaram a manhã desta Sexta-Feira Santa para presentear crianças da Cidade de Deus com caixas de bombons. Segue fotos da ação:

Paulo Henrique Ganso, Pedro, Mascarenhas, Igor Julião, Digão e Gilberto estiveram no local destribunindo os chocolates para as crianças, garantindo a elas um sorriso nesta Páscoa.

Saudações Tricolores.

Guga Assis

Feliz Páscoa!

Diretoria tricolor faz acordo com Fla e rubro-negros terão sete pontos de vendas para ingressos da semifinal

Foto: Divulgação

Na decisão inicial os flamenguistas só poderiam comprar seus bilhetes no Maracanã e na Gávea.

Um acordo entre as diretorias de Fluminense e Flamengo garantiu aos rubro-negros sete pontos de vendas dos ingressos para o Fla-Flu da semifinal da Taça Rio, nesta quarta-feira (26) às 21hrs e 30, no Maracanã.


Os flamenguistas que num primeiro momento só poderiam adquirir os bilhetes no Maracanã e na Gávea, passarão a poder adquirir seus ingressos em mais cinco pontos, são eles: Shopping Nova Iguaçu; Plaza Niteroi; Rua da Quitanda; Shopping Via Parque na Barra; Nova América.


Antes do acordo, a diretoria do Flamengo já havia sinalizado com a possibilidade de vender os ingressos em suas lojas físicas, mesmo que para isso gerasse um custo às lojas (cerca de mil reais por por loja).


Vale destacar que um acordo previamente definido entre as diretorias deixou estabelecido a divisão da renda nos dois jogos: o clássico do último domingo (24) e o próximo jogo, a semifinal desta quarta-feira (27). Curiosamente, um com o mando do Fla e outro com o mando do Flu. Ou seja, abrindo mais postos para o Flamengo aumenta a chance de gerar uma maior receita para o clássico e consequentemente para os clubes.