fbpx

Marcos Júnior mandou a real sobre vaias para Scarpa

Atletas jogaram juntos pelo Flu.

O jogo entre Fluminense e Palmeiras da última quarta-feira (25) marcou o reencontro da torcida tricolor com Gustavo Scarpa, jogador que busca o passe livre através da justiça.

Tendo o jogador como ingrato, os torcedores que estiveram presentes ao Maracanã, não perdoaram o ex camisa 10 e soltavam uma grande vaia a cada vez que o jogador tocava na bola. Ex companheiro de Scarpa no Flu, Marcos Júnior disse o que achou da vaia ao ex companheiro:

– É meu amigo, mas quem sai pelas portas dos fundos merece ser vaiado! – disse o camisa 35 após a vitória do Tricolor.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Reprodução Instagram

Para Danielzinho: físico não atrapalha desenvolvimento em campo

Segundo o jogador, o “problema” é apenas no visual.

Uma das grandes promessas da base do Fluminense, o meia Danielzinho ainda não conseguiu obter o mesmo sucesso que conquistou na base, nos profissionais. Na visão de muitos torcedores e comentaristas esportivo, o físico franzino do jogador, seria o grande problema, mas Danielzinho discorda:

– Acho que não é algo que me atrapalha dentro de campo, acho que essa impressão é apenas visualmente. Dentro do jogo, não perco facilmente as bolas, ganho várias divididas, não perco bola boba. Isso nos jogos da série B, que são mais pegados, de mais contatos que os da série A. Então, não me considero um jogador fraco fisicamente, acho que isso é um “problema” apenas visualmente, e, acho que no próprio Fluminense eles sabem disso – comentou o jogador.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Mourão Panda / América MG

Solução caseira ? Emprestado ao Oeste-SP, Danielzinho pode ser o meia que o Flu precisa

Jogador está emprestado há três temporadas ao Oeste-SP.

É de conhecimento público que o Fluminense está em busca de um meia para dividir a função de organizador da equipe com o equatoriano Júnior Sornoza. Tanto é, que o próprio técnico, Marcelo Oliveira revelou que o clube está em busca de um jogador da posição. Contudo, a solucão pode estar mais perto que Oliveira imagina, trata-se do jovem Danielzinho, revelado em Xerém, mas que atualmente está emprestado ao Oeste-SP.

Em entrevista ao repórter Douglas Wandekochen, do Canal Flunews, o meia disse estar preparado para um possível retorno ao tricolor e, até mesmo para brigar pela posição de titular com Sornoza:

– Me sinto pronto para voltar ao clube sim, ser um reserva imediato para o Sornoza, ainda mais pela confiança que estou hoje em dia, principalmente por jogar no Oeste, um clube que tem menos posse de bola… mas acredito que estou pronto sim, até mesmo para brigar por posição com ele (Sornoza), apesar de todo respeito que tenho por ele – disse o meia.

Danielzinho ainda revelou que através da experiência adquirida no Oeste-SP, pode desempenhar outras funções além da meia:

– Já na minha primeira temporada no Oeste-SP, com o Fernando Diniz, eu adquiri isso né… cheguei a jogar de primeiro volante, bem recuado, fazendo a saída de bola, marcando o lateral adversário que chegava ao fundo, o que me fez evoluir nesse aspecto defensivo ali no meio de campo. E até mesmo no ano passado, atuei muitas partidas jogando de ponta, também acompanhando o lateral, indo e voltando. Então esse tempo no Oeste-SP me fez evoluir não só na minha função como também em outras posições – destacou o jogador.

Embora tenha o desejo de retornar ao Fluzão, Danielzinho se disse focado no Oeste-SP, atualmente 12° colocado na série B do Brasileirão.

 

ST, 

Douglas Wandekochen

foto: Divulgação / Assessoria Francis Melo

Fluminense divulga nova parcial de ingressos com setor popular já esgotado

Mais de 10 mil bilhetes já foram vendidos.

O Fluminense divulgou na manhã desta quarta-feira (25) mais uma parcial de ingressos vendidos para a partida diante do Palmeiras. De acordo com o Tricolor, mais de 10 mil bilhetes já foram vendidos, esgotando o setor popular.

O Setor Popular que fica na Leste Superior com preços mais acessíveis (R$20 inteira e R$10 meia), é um teste que faz parte da otimização de recursos que vem sendo empregada na gestão dos jogos do clube. O custo de abertura adicional deste setor é potencialmente menor e a ideia do clube é abri-lo com preços mais baixos e facilitar a presença de mais torcedores sem aumentar tanto o gasto operacional.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Top