fbpx

Diretoria Tricolor estuda medidas jurídicas caso a volta do Carioca seja apressada

Firme desde o inicio da pandemia em seu posicionamento de só retornar as atividades com o aval das autoridades governamentais e de saúde, a diretoria do Fluminense estuda internamente medidas jurídicas, caso a volta do Campeonato Carioca aconteça de maneira apressada.

Dos 12 times que participam da Serie A do Carioca 2020, apenas Fluminense e Botafogo são contra a volta de treinamentos e jogos, no caso do Alvinegro o posicionamento é de não mandar o time a campo.

Vale lembrar que ambos, na semana passada, se recusaram assinar o documento feito pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) que seria enviado aos órgãos governamentais e de saúde, pedindo a volta dos treinamentos no CT (Centro de Treinamento).

Fonte: Fox Sports
Foto: FFC

15 anos atrás, Flu comemorava a conquista do Carioca

Antônio Carlos marcou o gol do título na vitória por 3 a 1 sobre o Volta Redonda

Há 15 anos, em 17 de abril de 2005, o Fluminense conquistava o Campeonato Carioca daquele ano com um gol aos 47 minutos do segundo tempo contra o Volta Redonda.

Apesar de péssima campanha na Taça Guanabara, o Tricolor reagiu na Taça Rio. Na final do Estadual, o primeiro jogo foi 4 a 3 para o Voltaço e o Tricolor fez 3 a 1 na volta.

Veja onde estão os jogadores que entraram em campo:

Kléber

O goleiro vestiu a camisa tricolor de 2002 a 2005 e encerrou a carreira em 2007

Gabriel

O lateral-direito também pendurou as chuteiras e não joga desde 2017. Ele teve duas passagens pelo Fluminense. A primeira em 2005 e a segunda entre 2007 e 2008.

Fabiano Eller

Aposentado desde 2016, o zagueiro e lateral-esquerdo atuou pelo Flu apenas em 2005.

Antônio Carlos

Um dos zagueiros com mais gols marcados no Brasileirão, ele foi formado na base tricolor. Foi de Antônio Carlos o gol do título do Estadual, de nuca. Atualmente ele está no Brasiliense.

Juan

Depois de três anos na Inglaterra, o lateral retornou ao Brasil para ser campeão Carioca, vice da Copa do Brasil e chegar nas quartas de final da Sul-Americana em 2005 com o Flu. No ano seguinte ele acabou indo para o rival Flamengo. Se aposentou no ano passado.

Marcão

O ex-volante se aposentou em 2011, quando vestia a camisa do Bangu. Ele fez história no Fluminense e atuou de 1999 a 2006 e marcou o primeiro gol do Tricolor no segundo jogo do Estadual. Em 2005 ele chegou a sair para o Qatar, mas retornou ainda no mesmo ano. Atualmente é auxiliar técnico do Flu.

Arouca

O volante revelado pelo Fluminense atuou na equipe até 2008, quando saiu para o São Paulo. Fez um dos gols daquela decisão. Atualmente está no Figueirense.

Juninho

O meia estava emprestado ao Fluminense pelo Atlético-MG entre 2005 e 2006. Atualmente joga no Piauiense.

Diego Souza

Também formado em Xerém, o atacante ficou no Flu até 2005, quando foi vendido ao Benfica e posteriormente emprestado ao Flamengo. Ele retornou em 2016. Atualmente está no Grêmio

Tuta

Aposentado desde 2016, o centroavante vestiu a camisa do Fluminense entre 2005 e 2007.

Leandro

O atacante, chamado de “Guerreiro”, marcou um dos gols do Flu no primeiro jogo e teve importante passagem pelo Tricolor em 2005. Atualmente está aposentado.

Rodrigo Tiuí

Saiu do banco naquela partida da decisão. Ele é formado pelo Fluminense e acabou emprestado em 2006 e 2007, ano em que foi contratado pelo Sporting (POR). Está no Uberaba.

Alex

Também entrou ao longo da partida. Ele foi revelado pelo Fluminense, onde ficou até 2005, para se transferir para o Nacional da Madeira, de Portugal. Ele ainda passou pela Cabofriense antes de voltar ao Flu, de onde saiu em 2007. Está aposentado.

Abel

No comando daquela equipe estava Abel Braga. Formado pelo Fluminense enquanto jogador, ele estava na primeira passagem pelo clube como treinador. Depois, retornou entre 2011 e 2013 e de 2017 a 2018. Atualmente está desempregado após ser demitido do Vasco.

Fonte- Lance!

Carioca deve retornar em maio para evitar colapso financeiro de clubes

Segundo o presidente da Ferj (Federação esportiva do Estado do Rio de Janeiro), Rubens Lopes a ideia é realizar as partidas com portões fechados, no mais tardar, na segunda quinzena de maio. Essa seria a única maneira de evitar um colapso financeiros das equipes participantes, tendo em vista que a maioria depende das cotas ainda a serem pagas pela TV Globo, detentora dos direitos de transmissão.

A entidade máxima do futebol carioca tenta costurar um consenso entre os equipes participantes para que retomem os treinos após o período de férias coletivas, concedida pelos clubes aos jogadores, que termina dia 21 de abril.
Caso cheguem a um acordo, o próximo passo será conseguir uma liberação junto ao governador do Estado do Rio, Wilson Witzel, para realização das partidas sem a presença do público.

Vale lembrar que no dia 16 de março, em reunião que determinou a paralisação do Carioca 2020, das 16 equipes que disputam, apenas Fluminense e Botafogo foram favoráveis a interrupção.

Fonte: Explosão Tricolor / Gilmar Ferreira – Extra
Foto: Divulgação FERJ

Yago lamenta derrota, aponta alguns erros da equipe e já projeta partida decisiva na sul-americana

Ontem o tricolor conheceu sua primeira derrota na temporada, após ser derrotado pela equipe do Boa Vista, por 1 a 0, no Maracanã.
Com um primeiro tempo apático e um segundo tempo de pouca intensidade, o Fluminense viu a equipe de Bacaxá, sair vitoriosa de campo, com gol marcado após falha de marcação de Orinho.
Dono das duas principais chances de gol do Flu, o meia Yago analisou os erros da equipe.

– A gente caiu um pouco de produção tanto no primeiro, quanto no segundo tempo. No segundo deu até uma melhorada, mas a equipe do Boavista tava bem postada ali atrás. A gente tava errando muito e a gente não conseguiu fazer o gol. – Declarou o jogador.

O camisa 20 tricolor, falou sobre a conversa de Odair com os jogadores,
no intervalo, após a má atuação da equipe nos primeiros 45 minutos.

– Cobrou intensidade né? Acertar o último passe ali. Para que a gente criasse mais chances de fazer o gol. A gente até começou bem ali [o segundo tempo], mas a gente não fez [o gol].

Perguntando se a formação tática que iniciou a partida, foi determinante para o desempenho da equipe, Yago respondeu.

Nem pela formação, mas pelos erros de passes, erros técnicos né ? Pouca intensidade, pelo ritmo de jogo. Então, eu creio que não foi nem pelo padrão tático, mas, pelo técnico mesmo.

Mesmo lamentando a derrota o meia diz que já virou a página e que “Agora o pensamento é no próximo jogo”. E sobre o fim da sequencia de vitórias do Flu, ressalta.

– Assim como a gente não podia se empolgar com quatro vitórias, a gente não pode se abater com derrota.

O Fluminense volta a campo nesta terça-feira, na primeira decisão de 2020, diante do Uníon La Calera, do Chile, às 21h30, no Maracanã. Partida válida pela primeira fase da Copa sul-americana.

Foto: Fluminense Futebol Clube

Já pode estrear! Nome de Michel Araujo está no BID

O nome do atacante Michel Araujo, recém contratado junto ao Racing-URU apareceu no BID (Boletim Informativo Diário da CBF) e com isso, o jogador está regularizado para estrear pelo Flu.

Com isso, basta saber se o técnico Odair Hellmann irá relacionar o jogador para a partida de amanhã contra o Boavista no Maracanã, ás 19h pela quinta rodada da Taça Guanabara.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Esse é o melhor início de Carioca do Flu, desde 2017

Após vencer, neste domingo, a equipe do Bangu por 5 a 1, o tricolor chegou a sua terceira vitória em três jogos disputados.
Líder do grupo B com nove pontos, o Fluminense não vence as três primeiras rodadas do Carioca, desde 2017.
Na ocasião o time comandando pelo técnico Abel Braga venceu na estreia o clássico contra o Vasco por 3 a 0. Na segunda rodada derrotou a equipe do Resende por 1 a 0. E na terceira rodada venceu a Portuguesa-RJ também por 3 a 0.

Em 2018, recheado de garotos, o Flu foi derrotado na estreia pela equipe do Boa Vista por 3 a 1. Na segunda e terceira rodada contra Botafogo e Portuguesa-RJ o tricolor não saiu do 0 a 0 .

Já em 2019, a equipe comandada por Fernando Diniz estreou empatando em 1 a 1 com o Volta Redonda. Na segunda rodada goleou o Americano por 4 a 0. E na terceira rodada venceu a Portuguesa-RJ por 3 a 1.

Na atual temporada o técnico Odair Helmann tem usado o Campeonato Carioca como um ‘laboratório’, rodando o elenco, dando oportunidade para jovens da base e testando escalações e variações táticas.
Até aqui o tricolor soma três vitórias contra: Cabofriense (1×0), Portuguesa (2×0) e Bangu (5×1). Com 8 gols feitos e apenas 1 gol sofrido.

Foto em destaque: Reprodução TV Globo

Confira os relacionados para a estreia do Fluminense

A espera acabou. Hoje, é dia do reencontro do Flu com a sua torcida. O Time de Guerreiros enfrenta a Cabofriense no Estádio Eucy Rezende, em Bacaxá, ás 19h, estreando pelo Campeonato Carioca de 2020.

Para esse jogo, o técnico Odair Hellmann relacionou os seguintes jogadores:

Goleiros: Marcos Felipe e Marcelo Pitaluga

Laterais: Gilberto, Igor Julião e Orinho

Zagueiro: Higor, Luccas Claro e Matheus Ferraz

Volantes: Dodi, Hudson, Nascimento, Paulo Victor e Yuri

Meias: Gabriel Capixaba, Miguel e Nenê

Atacantes: Felippe Cardoso, Lucas Barcelos, Matheus Alessandro e Pablo Dyego.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Pedro Abad quer poupar Ganso no Carioca e planeja estreia na Sul-Americana

Anunciado na quinta-feira, Paulo Henrique Ganso não deve ser atração no Campeonato Carioca. Após polêmica no clássico contra o Vasco, neste sábado, Pedro Abad revelou que pensa em pedir a Fernando Diniz que não escale o craque no torneio.

– A gente acabou de fazer uma contratação importante (Ganso), mas pretendo não estreá-lo no Campeonato Carioca, usar o mínimo possível – disse.

A ideia, segundo o presidente, é promover a estreia do camisa 10 na Sul-Americana. O primeiro jogo no mata-mata internacional está marcado para 13 de fevereiro, no Maracanã, frente ao Antofagasta.

– Vamos focar na Sul-Americana, na Copa do Brasil, fazer uma festa bonita para o Ganso na Sul-Americana. No Campeonato Carioca, a gente usa time reserva, alternativo… Vamos esquecer isso. Pelo jeito, não é para o Fluminense, não. 

Com chegada ao Rio prevista para este domingo, o meia deve ser apresentado no início da próxima semana.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top