fbpx

Mário Bittencourt critica o não uso do VAR e promete nova ida à CBF

Após mais uma rodada onde o VAR teve papel fundamental no empate do Fluminense contra o Avaí, o presidente do clube, Mário Bittencourt, usou as redes sociais para se pronunciar sobre os acontecimentos ocorridos na Ressacada.

O presidente criticou o VAR por não ter avisado ao árbitro de um puxão de camisa em Marcos Paulo dentro da área. O lance ocorreu aos 13 minutos do 1º tempo, quando o jogo ainda estava sem gols.

Foto: Reprodução/Instagram

“Acabei de chegar de Florianópolis onde acompanhei o time e após ver e rever os lances da partida não consigo entender o porquê do VAR não ter sido acionado no pênalti cometido sobre o Marcos Paulo. Não estou nem entrando no mérito do pênalti cobrado duas vezes, mas o pênalti no Marcos Paulo foi claríssimo e não marcado. Acredito que o VAR possua o objetivo de melhorar a arbitragem mas a falta de critério utilizada pelos árbitros vem causando enormes prejuízos aos clubes, em especial ao Fluminense. Como dito outro dia numa coletiva, não vejo intenção em prejudicar, mas o erros em sequência contra o Fluminense e contra outros clubes demonstram que existe a necessidade clara de definição de critérios pela CBF para o ano que vem e que esses critérios sejam divulgados antes da competição ao grande público. Vamos cobrar isso. Em outras oportunidades já fizemos representações e sempre fomos prontamente atendidos pelo Presidente da Comissão de arbitragem Leonardo Gaciba. Amanhã, terça feira, faremos novos questionamentos de forma oficial para entender quais critérios foram adotados no jogo contra o Avaí.” Saudações Tricolores.

Mário Bittencourt

O lance citado pelo presidente não foi nem sequer revisado pelo árbitro de vídeo. No fim do jogo, o Flu sofreu o empate na segunda cobrança de pênalti do Avaí. Na primeira, defendida por Marcos Felipe, o VAR o acusou corretamente de invasão e voltou atrás, anulando a defesa do goleiro.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Mário em visita à CBF, relata: “Bola não bateu na mão do jogador do Inter”

O presidente do Flu, Mário Bittencourt, reconheceu que o time não foi prejudicado na derrota por 2 a 1 para o Internacional, em Porto Alegre, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após visita à CBF e consulta aos vídeos do VAR, o dirigente saiu convencido de que não houve o erro de arbitragem reclamado pelos tricolores.

Naquele dia, entrei no vestiário com a certeza absoluta de que a gente tinha sido prejudicado. Mandei um whatsapp na hora para o presidente da comissão da arbitragem dizendo que queria ver – disse, para completar:

– O presidente da comissão de arbitragem abriu a maior televisão que tem lá, botou o vídeo e o áudio do VAR. Eu vi tudo. Por todas as câmeras. Eu não sou leviano. Quando erra, erra. Eu vou lá e digo que errou. Mas a bola não bateu na mão do jogador do Inter Saí convencido de que vi todas as imagens, até as que a TV não mostra. Tanto que o Sálvio (comentarista de arbitragem do Grupo Globo) mudou de opinião. Sou correto. Se tivesse batido, manteria a posição de que a gente foi prejudicado. Na quele caso, a gente não foi prejudicado.

Fonte: globo esporte

A serviço da seleção olímpica em SP, Allan se reapresenta ao Fluminense com chance de ser escalado contra o Palmeiras

A serviço da seleção olímpica para amistosos contra Colômbia (triunfo por 2 a 0, quinta-feira) e Chile, marcado para esta segunda, às 20h, no Pacaembu, Allan pode ser escalado para o jogo atrasado da 16ª rodada do Brasileirão, entre Palmeiras e Fluminense, às 21h dessa terça-feira, na Arena.

O volante se junta à delegação em São Paulo, mas depende de avaliação física e autorização da Diretoria de Competições da CBF para enfrentar o Alviverde. A entidade garante aos jogadores tempo mínimo de 66 horas de descanso, mas pode abrir exceções. Reserva no duelo com os colombianos, o jovem tem chance de entrar em campo diante da seleção chilena.

Na ausência de Allan, Oswaldo de Oliveira deve optar por Airton, como na vitória por 1 a 0 sobre o Fortaleza, sábado, no Castelão. O camisa 5, na ocasião, acabou substituído por Yuri no segundo tempo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: GloboEsporte.com.

Técnico do Vasco, Luxemburgo define como “covardia” críticas a Ganso: “Ele é gênio”

Um dos convidados da Brasil Futebol Expo, evento organizado pela CBF e em andamento desde quinta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo, que treina o Vasco, discordou das críticas a Paulo Henrique Ganso. O meia saiu vaiado por tricolores na eliminação na Sul-Americana após empate em 1 a 1 com o Corinthians e na derrota por 1 a 0 para o Avaí, pelo Brasileirão.

— Eu acho uma covardia o que fazem com o Paulo Henrique Ganso, de dizer que ele é um péssimo jogador, que ele não joga o futebol moderno. Onde é que é esse futebol moderno, que eu não consigo encontrar? Ele é gênio! – elogiou o treinador, que trabalhou com o camisa 10 no Santos.

Luxemburgo completou a fala ao explicar como deve ser o posicionamento do craque em campo. Nas Laranjeiras desde fevereiro, Ganso marcou quatro gols em 30 jogos e, de acordo com os números, figura entre os jogadores mais participativos do elenco.

— Por que que ele é gênio? Quando o campo é muito grande para ele correr, dar pique para a direita, dar pique para a esquerda e marcar volante, ele perde a capacidade de raciocínio onde ele é melhor, que é próximo da área. Mas aí bota o cara para correr para a direita, para a esquerda, para marcar volante… Se volante fosse bom, ele não seria volante, seria atacante.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Clubes precisam cobrar transparência da CBF em relação ao VAR

Clubes precisam cobrar transparência da CBF , em relação ao VAR.

Não é a primeira vez nem a última que um clube é prejudicado pelo VAR , ou pela falta da solicitação do VAR.
Ganso foi atingido na área e após rever a jogada diversas vezes entendi que houve a penalidade , como sou árbitro formado pela EAFERJ , afirmo existem várias maneiras de se lidar com essa tecnologia , e sim pode ser utilizada por conveniência se não houver transparência, o essencial é transparência , o VAR deve ser gravado , as imagens diversas cedidas , e todas as atitudes da equipe de arbitragem devidamente documentadas , quem não deve não teme!
Veja o caso hoje , e não é choro de perdedor , saibamos separar as coisas , em outra matéria que fiz há minutos atrás , sou bem claro que não se justifica perder tantos gols e ter tanta ineficiência , o Fluminense não mereceu a vitória por pura incompetência. Mas há de se salientar, houve um erro de arbitragem devidamente evidenciado e que a regra permite voltar , o VAR não foi solicitado por que? O Clube precisa cobrar a CBF , e os árbitros precisam em qualquer dúvida dessas, solicitar o VAR, o Fluminense foi prejudicado contra o Goiás e agora contra o CSA em pleno Maracanã! Será mesmo que esse tipo de acontecimento seria possível contra o Flamengo ou Corinthians?! Há de salientar que as imagens diversas para a arbitragem de vários ângulos é cedida gentilmente pela Globo.
Vamos entender que o lance foi capital independente da ineficiência do nosso ataque e de nossa debilidade na defesa, se o VAR fosse devidamente acionado , como manda a regra , evitaria a derrota tricolor! A pergunta que não quer calar : porque o VAR não foi acionado após o Gol do CSA , já que a bola não parou , após polêmico penal sofrido pelo Ganso?!
No vôlei quem pede é o clube , porque precisamos ficar na mão da arbitragem devidamente na solicitação do VAR? Quem deve solicitar o VAR é o clube ! E a transparência tem que ser total , nas decisões da equipe de arbitragem!

Só em jogadas de penalidade, impedimento ou cartão como manda a regra , com um limite de e até 3 pedidos por período. Com a arbitragem prudentemente obviamente também solicitando assim se for necessário!

Imagem : ver-o-fato.com.br

Por Marco Velloso

CBF adia duelo entre Palmeiras e Fluminense, na Arena, pela 16ª rodada do Brasileirão

O primeiro duelo entre Palmeiras e Fluminense no Brasileirão, originalmente marcado para o domingo de 25 de agosto, mudou de dia. Válido pela 16ª rodada, o jogo ocorrerá em 10 de setembro, terça-feira, às 21h, na Arena.

A alteração promovida pela CBF se deu por causa dos compromissos dos clubes em torneios internacionais. Os tricolores jogam contra o Corinthians, pela ida das quartas-de-final da Sul-Americana, no dia 22, quinta-feira, em São Paulo. Os alviverdes, por sua vez, enfrentam o Grêmio, pela Libertadores, no dia 27, terça-feira, em casa.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Seleção define alvos e enviará representante para jogo do Fluminense

De olho na convocação do mês que vem para os amistosos de setembro, contra Colômbia e Peru, a seleção brasileira observará possíveis candidatos a figurar a lista de Tite, que deve ceder mais espaço a jovens. A comissão técnica vai se dividir em sete jogos durante a próxima semana. Um deles é entre Fluminense e São Paulo, pela 12ª rodada do Brasileirão, sábado, no Maracanã, palco da conquista da Copa América de 2019.

Os alvos deste confronto são os atacantes Pedro, do clube carioca, e Antony, do paulista, que serão assistidos pelo auxiliar Thomaz Koerich. O período de avaliação servirá ainda para a formação da seleção pré-olímpica, que vai disputar amistosos simultaneamente à principal, de setembro a novembro.

Em meados do ano passado, Pedro chegou a ser convocado para dois amistosos. Acabou cortado por causa de grave lesão no joelho, que o levou a fazer cirurgia e a só voltar a jogar em abril. Nesta temporada, entrou em campo só 10 vezes, mas acumula cinco gols marcados.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Ceará discorda de gol anulado e prepara representação contra juiz de duelo com Fluminense

Por discordar da anulação do gol que o colocaria em vantagem sobre o Fluminense no duelo desta segunda-feira, no Maracanã, o Ceará prepara representação à CBF contra o juiz Douglas Marques das Flores. As equipes empataram em 1 a 1, pela 10ª rodada do Brasileirão.

Emprestado pelo Tricolor ao Vozão, Mateus Gonçalves marcou o gol em questão. Após lançamento de Thiago Galhardo, ele se antecipa a Nino, que é atrapalhado por Felippe Cardoso, em impedimento, e fica cara a cara com o goleiro Agenor. O lance foi analisado pelo juiz principal e pelo bandeirinha Danilo Ricardo Simon Manis em consulta ao VAR. O técnico Enderson Moreira considerou “um absurdo” a decisão da arbitragem.

O objetivo dos cearenses não é conseguir a invalidação da partida, mas afastar Douglas Marques das Flores de seus confrontos pela Série A.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Richarlison é diagnosticado com caxumba e não deve mais atuar na Copa América

Foto: Divulgação/CBF

O atacante Richarlison, ex Fluminense e atualmente no Everton, da Inglaterra, foi diagnosticado com caxumba e desfalcará a equipe brasileira no confronto da noite desta quinta-feira (27), contra a seleção do Paraguai, às 21h e 30, na Arena do Grêmio, em porto Alegre.

O “problema” pode deixar o jogador de fora inclusive de toda a sequência da competição, uma vez que o tratamento requer repouso e isolamento dos companheiros, já que há risco de contágio.

Temendo exatamente a possibilidade de um contágio no restante do elenco, a CBF realizará uma vacinação em toda a delegação antes da partida desta noite contra o Paraguai.

De qualquer forma, Richarlison não seria titular na partida. O atacante perdeu espaço depois do empate por 0 a 0 contra a Venezuela. No jogo seguinte, contra o Peru, Tite sacou o ex Flu e formou o trio de ataque com Gabriel Jesus, David Neres e Roberto Firmino. Trio que deve ser mantido na partida contra o Paraguai.

Além de Richarlison, Casemiro, suspenso e Fernandinho, com uma entorse no joelho, também desfalcarão a seleção.

O técnico Tite não fez mistérios e já confirmou a equipe que vaia acampo com a entrada de Allan, do Nápoli, da Itália, no lugar de Casemiro, começando a partida desta forma com a seguinte escalação: Allison; Dani Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luiz; Allan, Arthur e Phillipe Coutinho; Gabriel Jesus, David Neres e Roberto Firmino.

Fluminense tem quatro nomes em pré-lista da seleção olímpica

Informalmente, a CBF comunicou ao Fluminense que pôs quatro jovens tricolores na pré-lista da seleção olímpica. São eles o zagueiro Nino, os volantes Allan e Caio Henrique e o centroavante Pedro. Ainda não está decidido se os jogadores estarão na lista final do técnico André Jardine.

Os convocados devem se apresentar no dia 27 de maio, com volta ao clube prevista para 17 de junho. A relação é para o Torneio de Toulon, na França, no qual será usada uma equipe sub-23. Ao lado de anfitriã, Catar e Guatemala, adversário na estreia (2 de junho), o Brasil figura no grupo B. A grande decisão acontece dia 15.

Caso atletas do quarteto sejam chamados, o Tricolor sofrerá importantes desfalques em um período de jogos difíceis, com definições na Sul-Americana e Copa do Brasil, além do Brasileirão. Até a parada para a Copa América, os rivais são Bahia, Atlético Nacional, Athletico-PR, Cruzeiro, Flamengo e Chapecoense.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top