fbpx

Fluminense rompe acordo com clube mexicano e libera Mateus Gonçalves para acertar com o Ceará

Mateus Gonçalves é o segundo reforço contratado em janeiro que deixa o Fluminense no intervalo entre o Campeonato Carioca e o Brasileirão. Depois do lateral-direito Ezequiel, que assinará com o Bahia, o atacante, sondado por times mexicanos e brasileiros, negocia com o Ceará, também da Série A. A informação é do LANCE!.

Ainda em 2018, havia sido combinado com o Zacatepec-MEX, dono do passe do jogador, o contrato de empréstimo por um ano. Sem espaço com Fernando Diniz e incomodado com a reserva, o atleta de 24 anos acabou liberado pelo Tricolor, que rompeu o acordo com o clube do México para repassá-lo ao Vozão. O comandante do Time de Guerreiros não se opôs à dispensa.

Após boas atuações no ano passado pelo Sport, Mateus Gonçalves animou em sua chegada às Laranjeiras. “O raio chegou”, anunciou o Tricolor à época, em alusão à velocidade do atacante. Ele, que sofreu com caxumba no começo de março, só atuou oito vezes e não marcou gols com a camisa verde, branco e grená.

Apesar da baixa, há várias opções para o ataque. Recentemente, por exemplo, foi acertada a contratação de Ewandro e encaminhada a tratativa com Kelvin. Mas o setor corre risco de perder uma importante peça: Everaldo, na mira do Corinthians.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Sem espaço com Diniz, Mateus Gonçalves pode deixar o Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Pouco aproveitado pelo técnico Fernando Diniz ao longo do Campeonato Carioca, o atacante Mateus Gonçalves têm seu futuro incerto nas Laranjeiras e, pode deixar o Fluminense.

O atacante que chegou no início do ano como uma grande aposta da diretoria após bom final de Brasileiro pelo Sport, atuou apenas em oito partidas (uma como titular) pelo Tricolor, acumulando 128 minutos em campo, sem nenhum gol ou assistências.

Sem espaço com o treinador, o destino do atacante pode ser novamente o nordeste, uma vez que o Ceará já buscou informações sobre um possível empréstimo até o final do ano.

No entanto, ainda não houve nenhuma proposta oficial, caso aconteça, o Fluminense não se oporia em liberar o jogador.

Fonte: Globoesporte.com

Com dores na coxa, Airton vira dúvida para jogo contra o Bahia

Paralelamente à pressão exercida pela torcida sobre a diretoria, o elenco do Fluminense se reapresentou, na tarde desta terça-feira, de olho na rodada do meio de semana e com uma dúvida no meio-campo. Airton sentiu dores na coxa direita no fim do jogo contra o Ceará e tem poucas chances de viajar a Salvador. Quinta-feira, o time enfrenta o Bahia, livre do perigo de rebaixamento, na Fonte Nova.

No treino de hoje, na Barra, o volante trabalhou com a fisioterapia. Como de costume, os jogadores que estiveram em campo nesta segunda-feira fizeram apenas uma atividade regenerativa. Ele passará por exames na manhã desta quarta-feira para detectar uma possível lesão.

Aos 40′ do segundo tempo do empate com os cearenses, no Maracanã, Airton acompanhava um contra-ataque quando acusou o incômodo. Ele, inclusive, reduziu o pique e, depois, mancou e segurou a perna. Marcelo Oliveira havia realizado as três substituições, o que obrigou o camisa 5 a terminar a partida.

Para encarar o Bahia, o técnico precisará quebrar a cabeça até encontrar a melhor escalação. Richard também desfalca o Fluminense, pelo terceiro amarelo. Enquanto dois saem, por outro lado, um volta: Jádson, que cumpriu suspensão, se junta novamente à delegação.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Suspenso, Gilberto acusa desgaste em derrota e reclama de curto tempo de descanso

É verdade que o desempenho do Fluminense, derrotado pelo Ceará, por 1 a 0, foi pífio. Mas o intervalo entre o jogo de quarta-feira e o deste sábado, segundo Gilberto, contribuiu para a queda de rendimento do time. Depois de vencer o Palmeiras, no Maracanã, a delegação viajou a Fortaleza e treinou na sexta-feira, antes de enfrentar, no horário de 16h, o sol nordestino.

– Jogamos na quarta-feira; eles, na segunda. Isso fez um pouco de diferença. Não conseguimos repetir o nível de atuação – disse, na saída do estádio Presidente Vargas.

Como tomou o terceiro cartão amarelo, o lateral-direito, que retornou de lesão no meio de semana, marcando até gol, está suspenso para o compromisso do dia 05 de agosto, domingo, quando o Fluminense recebe o Bahia, às 19h.

Durante entrevista coletiva, o técnico Marcelo Oliveira concordou com o jogador e até exemplificou os efeitos que o desgaste provocou em peças do elenco.

– Marcos Júnior não pôde jogar por cansaço, perna pesada, possibilidade de lesão. Júnior Dutra seguiria, eu tiraria o Norton. Mas estava com a perna muito pesada, muito cansado. São situações no futebol brasileiro que precisamos rever. Jogar muito, já sabemos que vamos. Mas tem de organizar – aconselhou.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Mal escalado, Fluminense é derrotado pelo Ceará e perde embalo do pós-Copa

Se comparado ao que venceu o Palmeiras, quarta-feira, por 1 a 0, o time derrotado pelo Ceará, agora há pouco, pelo mesmo placar, foi diferente. Retornando de suspensão, Richard e Sornoza barraram Aírton e Marcos Júnior, presentes no jogo de meio de semana. Matheus Norton foi mantido e, completando o meio-campo, Jádson continuou atuando adiantado. Mas o quarteto teve uma tarde infeliz no Presidente Vargas.

À medida que sentia o apoio de sua torcida, o Ceará encontrava espaços na defesa do Fluminense. Primeiro, obrigou Júlio César a operar um milagre, em bola parada. Pouco depois, o goleiro só olhou o chute de Juninho Quixadá esbarrar na trave. Nas duas vezes que chegou com mais perigo, o time carioca acabou prejudicado pela arbitragem. Teve um gol mal anulado, quando o juiz assinalou falta inexistente no goleiro, e reclamou de suposto pênalti, alegando toque de mão do zagueiro.

Aos 40′ do primeiro tempo, o Vozão abriu o placar, com Leandro Carvalho. Ele passou por dois tricolores e, antes de vencer Júlio César, ainda deixou Gum no chão. Era a prova de que Marcelo Oliveira teria de mexer no time e, principalmente, sacar Richard e Matheus Norton, os piores, sem dúvida, da partida.

Oliveira, entretanto, preferiu tirar Sornoza e Jádson e promover as entradas de Luciano e Everaldo, dono da melhor oportunidade do segundo tempo. Com os mesmos problemas de antes, o Fluminense levou azar com seu reforço, que, livre na área, mandou para fora a bola e a chance de o clube encostar no pelotão de cima do Campeonato Brasileiro. No momento, ocupa o nono lugar, com 21 pontos, e pode terminar a rodada em 13º.


Arbitragem

O juizão do jogo, Leandro Bizzio Marinho, aquele mesmo que nos prejudicou contra o Paraná, no primeiro turno, começou os trabalhos cedo. Marcou perigo de gol no lance que faríamos 1 a 0, nos primeiros minutos. Estamos de olho, CBF!

Cadê o meia?

Fluminense sem meio-campo. Eu era a favor de colocar um armador no segundo tempo para fazer a bola chegar nos atacantes, principalmente a Pedro, apagado. Ah, não tem ninguém no banco…

Minhas alterações 

Marcelo poderia ter trocado Richard e Norton por Ibañez e Luciano, colocando o Júnior Dutra para fazer o mesmo papel de quarta-feira. Jádson também é dose para leão!

Déjà Vu

Replay daquele dilema que vivemos há anos: time embala, parece trazer a torcida para perto e tem a chance de subir na tabela. Mas joga mal e perde para time do Z-4. É dureza!


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Classificação na Copa do Brasil sai com placar apertado: 3 a 2 sobre o Ceará

O placar, apesar de apertado, favoreceu o Fluminense. Com garra e raça, os moleques de Xerém superaram o Ceará e construíram o resultado de 3 a 2. A vaga nas oitavas da Copa do Brasil Sub-20 foi confirmada nas Laranjeiras, na tarde desta quinta-feira, diante de dezenas de torcedores. Os gols foram de Dudu, recorrente entre os reservas do profissional, Geovani e Samuel.

Além da classificação, o triunfo sobre o Ceará mantém a incrível sequência de vitórias do time de Léo Percovich: são 11, consecutivas! O próximo adversário no mata-mata é o Grêmio.

– Sabemos que nem sempre vamos fazer uma grande partida. Hoje não tivemos uma boa atuação, mas fomos guerreiros e mantivemos o espírito de vitória até o fim. Conseguimos a classificação nesta importante competição. Vamos voltar a pensar agora no Carioca e depois nos preparar para o Grêmio – falou Léo.

O Tricolor jogou por um empate, uma vez que venceu a partida de ida, em Fortaleza, por 2 a 1.

Não desacredite da gente, não”

– A nossa equipe, vou ser bem sincero, não conhece a palavra limite. Nós vamos ganhando, ganhando. Não desacredite da gente, não, porque vamos chegar – declarou o goleiro Guilherme Boer, ressaltando o espírito guerreiro.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Copa do Brasil de juniores: Fluminense bate o Ceará e garante vantagem para segundo jogo

Na tarde desta quarta-feira, os Moleques de Xerém estrearam na Copa do Brasil e enfrentaram o Ceará, fora de casa. A vitória por 2 a 1, de virada, dá ao time de Léo Percovich a vantagem do empate na segunda partida, marcada para quinta-feira que vem, nas Laranjeiras.

A desatenção da garotada custou caro. Logo no primeiro minuto, gol do adversário. Com calma, o Fluminense pressionou e, quando parecia estar prestes a marcar, viu Alex, zagueiro, ser expulso.

Passada a etapa inicial, o time retornou disposto a reverter o placar desfavorável. Avassalador, o Tricolor, mesmo com um a menos, buscou o empate. Leandro Spadacio aproveitou a cabeçada de Caio, frequentemente usado nos profissionais, e pôs na rede. Em seguida, Spadacio mostrou, de novo, faro de gol e, de voleio, virou.

Ainda deu tempo de mais um atleta de Xerém ser expulso. Desta vez, Macula. Sobraram, portanto, só nove jogadores em campo. Foi o momento de apresentar força para suportar à pressão do Ceará, que nada pôde fazer e saiu derrotado: 2 a 1.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top