fbpx

Após derrota para Chiquinho, Fluminense é acionado por “moleques de Xerém” na Justiça

Acionado em diversos processos judiciais, o Fluminense vê sua crise financeira, agravada em 2017, cada vez mais longe de uma solução. Nos últimos dias, dois jovens revelados em Xerém recorreram à Justiça por direitos trabalhistas.

Negociado para o Corinthians em julho de 2018 e hoje no Bahia, Douglas solicitou, através de liminar, a penhora de verbas rescisórias. Todavia, a juíza Danielle Soares Abeijon, da 27ª Vara do TRT-1 negou o pedido, alegando ser necessário aguardar a audiência marcada para o dia 4 de junho.

Por sua vez, Wendel, que deixou o clube rumo ao Sporting em 2017, cobra, por exemplo, verbas rescisórias e 40% do FGTS. A audiência deste caso ocorreria na próxima semana. No entanto, o volante pediu o adiamento para a segunda quinzena de junho.

DERROTA NOS TRIBUNAIS PARA CHIQUINHO

Após conseguir R$ 100 mil em ação trabalhista em setembro passado, Chiquinho, que passou pelas Laranjeiras em 2014 e pôs Fluminense e sua ex-patrocinadora Unimed na Justiça, elevou a multa para férias de 2014 mais 1/3, FGTS de dezembro de 2014 e 50% do salário que recebia. A decisão é da juíza Flávia Alves Mendonça Aranha, da 57ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1).

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: LANCE!

Top