Roger analisa campeonato carioca e expectativa para o clássico contra o Botafogo

Em entrevista para a Flutv, treinador tricolor comentou sobre as dificuldades ao longo do Campeonato Carioca.

As dificuldades do Carioca se mostram jogo a jogo, ainda mais em um clássico. Temos que reproduzir o que temos trabalhado, tanto nos jogos quanto nos treinamentos, para fazer uma boa partida e conquistar mais três pontos importantes. 

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Com Cazares e Manoel, Flu divulga relacionados para o clássico

A uma vitória de encaminhar a classificação para a próxima do Carioca, o Fluminense divulgou os relacionados para a partida de hoje contra o Botafogo, às 16hrs, no Maracanã.

Anunciados nessa semana, o zagueiro Manoel e o meia Cazares podem fazer suas estreia, assim como o lateral Samuel Xavier, contratado no início da temporada mas que ainda não jogou com a camisa Tricolor.

Apesar de ser anunciado ontem como reforço, o atacante Abel Hernández não pode jogar por ter sido regularizado no BID da CBF na véspera da partida.

Confira a lista completa de relacionados pelo técnico Roger Machado:

GOLEIROS: Marcos Felipe e Muriel;

LATERAIS: Calegari, Danilo Barcelos, Egídio e Samuel Xavier;

ZAGUEIROS: Luccas Claro, Manoel e Nino;

MEIAS: Cazares, Hudson, Gabriel Teixeira, Ganso, Martinelli, Nenê, Wellington e Yago;

ATACANTES: Caio Paulista, Fred, John Kennedy, Kayky, Lucca e Luiz Henrique.

Foto: Maílson Santana/FFC

Locais definidos para os jogos contra Sport e Botafogo

Sem poder utilizar o Maracanã nos próximos dois jogos com mando de casa, o tricolor já definiu onde jogará as partidas válidas pela 30ª e 32ª rodada contra Sport  e o clássico com o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro.

Contra o time pernambucano, o jogo será disputado no estádio Nilton Santos, mais conhecido como Engenhão, no dia 16 de janeiro, às 19h. Já o clássico vovô, está marcado para São Januário, no dia 23 de janeiro, também às 19h.

O motivo da não utilização do Maracanã, é por conta que o estádio estará entregue para a Conmenbol, que realizará a final da Libertadores no local. O próximo jogo no estádio será somente no dia 2 de fevereiro contra o Goiás. 

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Em treinamento, Odair esboça time para encarar o Botafogo

O Fluminense entra em campo no próximo domingo (04) para enfrentar o Botafogo, às 11h, no Estádio Nilton Santos, pela 13° rodada do Campeonato Brasileiro.

Com uma série de desfalques, 11 no total – 10 por Covid-19 e Wellington Silva lesão muscular, o técnico Odair Hellmann começou a esboçar o time que entrará em campo para o clássico vovô.

Caso nada mude, o treinador deve repetir a mesma escalação que venceu o Coritiba, na última segunda-feira (28), com excessão a Wellington Silva. Fernando Pacheco é o mais cotado e deve assumir a vaga.

Desta forma, o Fluminense deve iniciar a partida com a seguinte escalação: Muriel; Igor Julião, Nino, Matheus Ferraz e Danilo Barcelos; Hudson, Dodi, Michel Araujo e Nenê; Fernando Pacheco e Fred.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Pendurados, Digão e Yago Felipe podem ser poupados no clássico vovô

O Fluminense entra em campo na tarde deste domingo (09) para enfrentar o Botafogo pela última rodada da Taça Guanabara.

Já classificado, o Tricolor deve entrar com força máxima, exceto Digão e Yago, pendurados com dois cartões amarelos.

Em contra partida, o técnico Odair Hellmann pode contar com o reforço dos recém chegados Wellington Silva e Fernando Pacheco, que foram regularizados a tempo para disputarem o clássico. Wellington Silva inclusive, é cotado para começar entra os titulares.

Ganso, que está a disposição pela primeira vez em 2020, deve começar no banco de reservas. Com isso, o Fluzão deve entrar em campo com a seguinte escalação: Muriel, Gilberto, Luccas Claro Matheus Ferraz e Egídio; Yuri, Henrique e Nenê; Wellington Silva, Marcos Paulo e Evanilson.

Vale destacar que caso entrem em campo e tomem o terceiro amarelo, Digão e Yago não poderão atuar na semifinal. Hudson, com o terceiro amarelo, cumpre suspensão hoje.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fluminense pode entrar em campo já classificado no domingo

O Fluminense recebe o Botafogo no próximo domingo (09) pela última rodada da Taça Guanabara, no estádio do Maracanã, às 16h.

Segundo colocado do grupo B com 12 pontos, ficando atrás do Volta Redonda apenas pelo critério de desempate e a frente do Madureira, terceiro colocado, com 10 pontos, o Fluminense pode entrar em campo no domingo (09), já classificado. Isso porque, a partida entre Flamengo x Madureira foi antecipada de domingo (09) para sábado (08). Sendo assim, caso o Flamengo ganhe a partida, o Fluminense já se garante em uma das semifinais.

Mais do que isso, o Tricolor pode até subir para a primeira colocação antes mesmo de entrar em campo.

Assim como o jogo do Madureira, Boavista x Volta Redonda também foi antecipado para sábado (08), e caso a equipe do Aço perca, automaticamente cai para a segunda posição.

Se caso esses resultados acontecerem: vitórias de Flamengo e Boavista, além de classificar o Fluminense, elimina o Botafogo.

Os jogos que estavam marcados para acontecerem todos ao mesmo dia e horário, domingo (09), às 16h, tiveram que ser remanejados, segundo a Ferj, por conflitos de locais.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Após empate pela Sul-Americana, Fluminense mira no clássico contra o Botafogo

Após empatar por 1 a 1 com Unión La Calera, do Chile, na noite da última terça-feira (4) no Maracanã e deixar o campo debaixo de vais, o Fluminense tenta virar a chave e focar no clássico diante do Botafogo, próximo domingo (09), pela última rodada da Taça Guanabara.

Lider do grupo B,empatado em todos os quesitos com o Volta Redonda, o Fluminense pode depender do resultado diante do Botafogo para garantir uma vaga na semifinal da competição, uma vez que com 12 pontos, pode ser ultrapassado pelo Madureira, que vem na terceira colocação, com 10 pontos.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Torcedores do Botafogo seguram filho de Marcão pelo pescoço em abordagem depois do Clássico Vovô

Familiares de Marcão, vestidos com camisas do Fluminense, foram vítimas de abordagem violenta por botafoguenses na saída do Clássico Vovô de domingo, no Nilton Santos, vencido pelo Tricolor. O filho, Felipe, chegou a ser segurado pelo pescoço.

— Foi um momento de tensão, de preocupação, todo mundo de cabeça quente. Mas não teve agressão, nem nada. Ficou aquele nervosismo, eles nunca tinham passado por isso. Mas, no momento, causa nervosismo. Graças a Deus, ficou tudo bem – disse o ex-volante, que detalhou o episódio em entrevista ao Globo Esporte:

— Minha esposa deixou o carro no estacionamento e, na volta, teve que sair do estádio. Meu filho e meu sobrinho estavam passando na calçada, tinha uma aglomeração de torcedores do Botafogo. Meu filho e minha esposa estavam com a camisa do Fluminense, algumas pessoas não gostaram. Um torcedor questionou ao meu filho o porquê de ele estar passando ali na calçada e pegou ele pelo pescoço. Minha esposa, na mesma hora, se colocou, disse que era filho dela, que eles só estavam passando por ali para pegar o carro. Mas os próprios torcedores do Botafogo se acalmaram e pediram para eles atravessarem.

Marcão revelou o enorme susto sofrido pela mulher, Fabiana, e lamentou o ocorrido.

— Quando eu cheguei, ela estava nervosa. “O que houve?”. Ela: “Aconteceu uma situação ruim” e me passou tudo. Meu filho estava mais calmo que ela (risos). Fico triste por isso, mas acho que o próprio pessoal do Botafogo viu que eram dois meninos. Eles não estavam afrontando, era só o caminho, estavam passando para pegar o carro. Mas eles atravessaram, e ficou tudo bem. Graças a Deus, não houve nada além – concluiu.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Derrota em clássico provoca queda de Eduardo Barroca no Botafogo

Eduardo Barroca, 37 anos, não resistiu à derrota por 1 a 0 no Clássico Vovô desse domingo, no Nilton Santos, e deixou o comando do Botafogo, que perdeu os quatro jogos do returno do Campeonato Brasileiro. O Alvinegro (12º) soma 27 pontos e vê o próprio Fluminense (15º), com 25, encostar.

— Foi necessária essa alteração, precisamos de reação imediata nesse momento — resumiu o vice-presidente de futebol botafoguense, Gustavo Noronha.

Yony González marcou o gol que sacramentou a demissão do treinador, ainda no estádio, após reunião da diretoria. Barroca conseguiu 10 vitórias, três empates e 14 derrotas desde a sua contratação, em abril.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense vence Botafogo com gol de Yony González e respira na briga contra o rebaixamento

Na estreia de Marcão como técnico oficial, o Fluminense venceu o Botafogo no Nilton Santos, por 1 a 0, com gol de Yony González, de cabeça, aos 34′ de um primeiro tempo de pouquíssimas chances para ambos os lados. O colombiano, servido por cruzamento de Gilberto, deu fim a jejum de dois meses sem marcar – desde o triunfo por 2 a 1 sobre o Internacional, no Maracanã – e comemorou se “limpando” da “zica”.

— Gol importante para mim, Yony e equipe inteira. É sempre importante ganhar um clássico. Aumenta a moral do time e da torcida — disse Gilberto, no intervalo.

Na segunda etapa, o Tricolor construiu boas jogadas em contra-ataques. Wellington Nem e João Pedro, no fim, chegaram a ficar cara a cara com o goleiro Gatito Fernandéz, mas não liquidaram o Clássico Vovô. O arqueiro alvinegro, inclusive, ainda precisou trabalhar quando Yony finalizou após tirar o zagueiro Gabriel para dançar dentro da área.

Embora estivesse bastante presente no campo do Time de Guerreiros, o rival pouco ameaçou Muriel. Ele, porém, entrou em ação para espalmar cabeçada perigosa de Rodrigo Pimpão, num momento de maior pressão.

O resultado leva o clube das Laranjeiras à 15ª colocação, com 25 pontos – momentaneamente, cinco acima do Z-4, cujo primeiro integrante é o Cruzeiro, próximo adversário, quarta-feira, no Mineirão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.