fbpx

Fernando Diniz projeta clássico menos tenso

Fluminense e Flamengo se enfrentam no próximo sábado no quarto Fla-Flu do ano, com vantagem até aqui para o rubro-negro, que venceu dois contra uma vitória do Tricolor.

Aliás, o último jogo entre as equipes, o clássico da semifinal da Taça Rio foi marcado por um jogo com verbos a flor da pele, acumulando duas expulsões na partida.

Nesse próximo, que será o jogo mais importante do confronto até aqui, o técnico do Fluminense, Fernando Diniz, acredita que será bem diferente do que foi o último:

– Ninguém quer que tenha aquele número de cartões e a confusão dos outros Fla-Flus neste próximo jogo. Eu espero que seja um jogo bem jogado e que vença o melhor em campo – comentou o comandante do Flu

Promessa de casa cheia: mais de 27 mil ingressos já foram vendidos para o Fla-Flu

Foto: Nelson Perez / Fluminense FC

Setor Norte, destinado aos rubro-negros já está esgotado.

O Fla-Flu do próximo domingo (24), válido pela última rodada da Taça Rio, promete encher o Maracanã.

Até o início da tarde desta sexta-feira (22) mais de 27 mil ingressos já haviam sido comercializados, com um grande número para os torcedores rubro-negros, que esgotaram o setor Norte, destinado exclusivamente aos flamenguistas.

O jogo pode ter um ar de revanche para o rubro-negro, que foi derrotado pelo Tricolor no primeiro encontro das equipes neste ano, quando se enfrentaram pelas semifinais da Taça Guanabara e o Flu saiu vencedor por 1a 0 com gol de Luciano nos minutos finais da partida.

Na ocasião o jogo já havia registrado um bom público e com ampla maioria rubro-negra.

Campeão brasileiro pelo Fluminense, Duílio cita expectativa para o clássico contra o Flamengo: “Tem que jogar para ganhar”

Foto: Matheus Gevaerd

Ex-zagueiro, que foi capitão nos títulos cariocas de 83 e 84, justamente sobre o Rubro-Negro, concedeu entrevista exclusiva ao Canal Flu News

Nesta quinta-feira (14), o Fluminense encara o Flamengo por uma vaga na decisão da Taça Guanabara. O duelo acontece às 20h30 (de Brasília), no Maracanã. Um dia antes do clássico, o Canal Flu News conversou exclusivamente com um ex-jogador que entende muito bem o que é derrotar o rival regional. Duílio, capitão tricolor nos títulos cariocas em 83 e 84 – ambos sobre o Rubro-negro -, e na conquista do Brasileirão, também em 84, comentou sobre sua expectativa para o Fla-Flu e analisou o momento do clube de Laranjeiras.

“A expectativa para o Fla-Flu é grande, é claro. Nós esperamos que o Fluminense jogue como Fluminense pois é um Fla-Flu. Tem que jogar para ganhar. Jogar para eliminar o Flamengo, pois o empate é do Flamengo. A expectativa é muito grande. Que ele possa fazer um bom jogo e sair com a vitória, para que possa decidir a Taça Guanabara”.

Veja abaixo mais tópicos da entrevista com Duílio:

Influência da tragédia no Ninho do Urubu, CT do Flamengo

“Espero que dentro dessa expectativa o Fluminense não se deixe envolver por essa situação que aconteceu no CT do Flamengo, porque não é um problema do Fluminense. Aconteceu uma fatalidade, todos nós ficamos tristes com a perda de vidas e de garotos, mas vida que segue. É um clássico que decide uma vaga para a final e o Fluminense tem que fazer o seu melhor. Espero que isso não abale os jogadores, que eles entrem para fazer o seu melhor e que consigam o resultado que coloca o Fluminense para disputar a final”.

Trabalho de Fernando Diniz 

“Eu acho que o trabalho do Diniz, que foi meu jogador na época que eu era auxiliar e trabalhava no Fluminense, está surtindo efeito. Mas ainda precisa e carece de peças que possam fazer com que dê mais mobilidade e mais corpo à equipe. Para se jogar daquela tem que ter jogadores que entendam o que ele deseja e que não vire uma pelada. Que não usem aquilo como se fosse um brinquedo. A responsabilidade também é do jogador. É uma filosofia que ele implanta e que o jogador tem que fazer o seu melhor. Acho que o Fernando está fazendo um bom trabalho e esse elenco, se jogar da maneira que o Fernando propõe, pode surpreender”.

Sentimento de disputar um Fla-Flu

“Fla-Flu sempre foi um ingrediente dentro das nossas vidas, na época que eu jogava no Fluminense, essencial. Eu sempre disse que quem passou pelo Fluminense, e não jogou um Fla-Flu, não jogou no Fluminense. Acho que um Fla-Flu é tudo que um jogador está em um clube grande como Fluminense pode disputar. Ganhei alguns Fla-Flus, fomos campeões em cima do Flamengo em 83 e 84, perdi uma Taça Guanabara, mas no geral ganhei mais do que perdi. O Fla-Flu era algo que nos motivava, era algo que enchia o Maracanã com 150, 160 mil pessoas. Hoje com 40 mil todo mundo acha que está muito bom… Vamos esperar que, como dizia Nelson Rodrigues: ‘O melhor Fla-Flu está por vir’. Que o resultado seja um fator do trabalho que os jogadores façam em campo, porque era o que nos fazia mexer e correr atrás. Era o Flamengo, dava sempre um gostinho melhor”.

Palpite para o jogo

“Eu não tenho palpite para o jogo, mas desde que o Fluminense ganhe pode ser um gol impedido aos 50 minutos do segundo tempo de mão, porque como eles dizem ‘roubado é mais gostoso’, então vamos nessa”.

Vasco x Flu: Tricolor têm retrospecto completamente desfavorável para o clássico de logo mais

foto: Reprodução / Twitter

O Fluminense entra em campo logo mais às 19hrs para enfrentar o Vasco no primeiro grande teste do Tricolor na temporada.

Com ambas equipes invictas no ano, o clássico pode definir quem será o primeiro colocado do grupo e, enfrentar teoricamente um adversário mais fácil, uma vez que na outra chave o Flamengo já tem o primeiro lugar garantido e Bangu com 7pts, Boa Vista com 6, Resende com 5 e Cabofriense com 4 brigam pela segunda colocação, o Botafogo com apenas um ponto ganho em quatro jogos disputados já está matemáticamente eliminado.

Além do primeiro lugar do grupo, uma vitória do Fluzão pode quebrar um longo jejum, já que o clube das Laranjeiras está há quase dois anos sem uma vitória diante do Vasco. O último triunfo Tricolor aconteceu em abril de 2017 pela semifinal do Estadual daquele ano. De lá para cá, foram seis partidas, com dois empates e quatro derrotas.

O Fluzão leva desvantagem também no confronto histórico, onde em 367
partidas, somando 118 vitórias, 104 empates e 145 derrotas. O último clássico aconteceu em novembro do ano passado, com o Vasco vencendo por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Não é só no confronto que o Tricolor tem desvantagem. O palco do jogo, o estádio Mané Garrincha, traz um grande incômodo ao Fluzão, que atuou por lá desde que o estádio foi reformado para a disputa da Copa do Mundo de 2014, em oito oportunidades, acumulando seis derrotas, um empate e uma vitória.

Ou seja, o jogo de hoje vale muito mais do que os tradicionais três pontos…

Torcida Tricolor terá só dois dias para comprar ingressos do FlaxFlu

Apesar de jogar no Maracanã, o mando de campo é rubro-negro.

A torcida do Fluminense que planeja ir ao Maracanã no próximo sábado para acompanhar o FlaxFlu válido pela 29° rodada do Campeonato Brasileiro, só terão dois dias para garantirem seus ingressos.

Através de seu perfil oficial do Twitter, o clube das Laranjeiras informou que por determinação da Ferj a torcida Tricolor não poderá comprar as entradas no sábado, dia da partida, ou seja, só terá quinta e sexta-feira para adquirirem os bilhetes.

Vale destacar que apesar de jogar no Maracanã, o mando de campo é do Flamengo.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Top