fbpx

Após empate Marcão explica mudanças no segundo tempo

Foto: Douglas Wandekochen/FFC

O gol sofrido aos 44 minutos do segundo tempo não só deixou a situação do Fluminense na tabela complicada, como também deixou o torcedor Tricolor ainda mais contrariado com a atuação do time, principalmente com as mexidas do técnico Marcão.

Duas das trocas feitas no segundo tempo por exemplo, na partida deste sábado (16) diante do Atlético Mineiro foi bastante questionada durante a coletiva do treinador após o empate.

Segundo Marcão, as trocas foram feitas por motivo de desgaste físico dos jogadores, Ganso e Yony Gonzalez:

– Vimos que no segundo tempo o time deles resolveu arriscar tudo e vir pra cima. Abaixamos nossas linhas e precisávamos de um gás novo pois o Yony já estava bastante esgotado. Logo depois o Paulo (Ganso) também sentiu pois estava atuando de área a área. Optamos por preencher o meio – disse o treinador.

Marcos Paulo reconhece momento difícil, mas vê bom futebol na equipe

Foto: Divulgação/FFC

Tudo como uma das grandes revelações do Fluminense nos últimos anos, o meia Marcos Paulo ainda não havia sido utilizado pelo técnico Marcão até a última partida contra a Chapecoense, no último sábado (26), reconheceu o momento difícil que atravessa a equipe, mas também viu um bom futebol no time:

– A gente vem jogando bem, criando oportunidades. Nesse jogo mesmo (Chapecoense), a gente jogou bem Não jogamos para estar ali (parte de baixo da tabela). É uma posição que a gente não tem que estar, vamos sair. Vamos fazer jogos melhores para sair. A gente vem jogando bem, vamos conquistar pontos para subir –

Yony de centro avante, saída de Daniel e preparação contra o Ceará: veja a coletiva de Marcão na íntegra

Foto: Douglas Wandekochen/Canal Flunews

Após o empate conta a Chapecoense no Maracanã, o técnico Marcão concedeu uma coletiva onde teve que explicar algumas de dias escolhas durante a partida, como a entrada de Yony Gonzalez no comando de ataque do Tricolor, saída de Daniel quando o meia era um dos principais jogadores da partida e, já projetou o duelo decisivo contra o Ceará, na próxima quarta-feira (30).

Acompanhe a coletiva de Marcão na íntegra:

Marcão analisa a derrota contra o CAP e já mira o clássico

Foto: Douglas Wandekochen/Canal Flunews

Pós a derrota de virada de 2 a 1 para o Athletico-PR, o Fluminense tem pouco tempo para digerir o resultado. Isso porque no domingo (20), o Tricolor volta à campo para enfrentar o Flamengo, líder da competição.

Após a derrota que pós fim há uma série de cinco partidas de invencibilidade, o treinador analisou o resultado às vésperas de um clássico:

Perder nunca é bom, mas a gente sabia que seria uma partida difícil. Jogando em casa, diante do nosso torcedor, a gente nunca imagina a situação de sair derrotado, mas enfrentamos uma grande equipe, estruturada, e tentamos minimizar erros do jogo passado. Infelizmente, alguns detalhes fizeram a diferença a favor deles – disse Marcão, que já projetou o confronto ante o Flamengo, no próximo domingo (20).

Agora, é corrigir nesse espaço curto de tempo para que domingo a gente esteja com a cabeça boa para enfrentar um grande rival – completou o comandante, dando indícios que não deve mexer na equipe, pelo menos para o próximo jogo.

Veja a coletiva de Marcão não integra:

Em meio à crise, Fluminense adota silêncio para tentar sair do Z-4

Foto: Divulgação/FFC

Após a derrota de 3 a 0 para o Goiás, no último domingo (22) no estádio Serra Dourada, em Goiânia, o Fluminense retornou à zona do rebaixamento, um ponto atrás do CSA, primeiro time fora do Z-4.

Além do resultado, a forma apática que o te apresentou, incomodou e muito a torcida, que passou a cobrar a atitude da direção do clube, como por exemplo, a demissão do técnico Oswaldo de Oliveira.

Buscando evitar um aumento na crise, a diretoria Tricolor adotou o silêncio.

Com dois jogos num intervalo de no máximo três dias de um para o outro, haverá apenas uma coletiva de imprensa, marcada para quarta-feira (25).

Não se sabe porém quem falará com a imprensa, mas dificilmente será o técnico Oswaldo de Oliveira, que deverá falar normalmente com os jornalistas na coletiva pós jogo.

Luccas Claro não define data para estreia, mas já se diz ansioso

Foto: Fernanda Teixeira/Lancenet!

Apresentado oficialmente na tarde desta quinta-feira (19), o zagueiro Luccas Claro já falou sobre a ansiedade em estrear com a camisa Tricolor. O jogador no entanto, preferiu não determinar uma data.

– Em questão de tempo, prefiro não falar ainda porque será um trabalho conjunto com médicos, fisiologistas… Espero estar pronto logo. Estou muito ansioso para estrear – disse o zagueiro que ainda opinou sobre uma possível carência no setor dentro do elenco Tricolo:

– Quanto a carência, não concordo muito. Desde que surgiu a chance de vir eu comecei a acompanhar os meus companheiros e vi que a concorrência vai ser boa – declarou o zagueiro.

Presidente Tricolor, Mário Bittencourt confirma coletiva para esta quarta-feira

Foto: Lucas Merçon/FFC

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, confirmou presença na entrevista coletiva desta quarta-feira (18) no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio).

O mandatário Tricolor já havia se pronunciado na tarde da última segunda-feira (16) a respeito de seu “sumiço” das redes sociais e também das coletivas.

Ainda de acordo com a informação divulgada pelo clube, o presidente deve começar a responder à imprensa no horário atual, por volta de meio de dia.

Apesar da má fase, Caio Henrique prega manutenção de Oswaldo

O Fluminense retornou a Rio de Janeiro após a derrota acachapante para o Palmeiras por 3 a 0, no Alianz Parque, na noite da última terça-feira (10).

Já treinando no CTPA (Centro de Treinamento Pedro Antônio), o volante/lateral Caio Henrique, comentou sobre a fase atual do Tricolor e falou sobre uma possível mudança no comando técnico da equipe das Laranjeiras.

Para Caio, uma mudança no comando com a temporada em andamento atrapalha o time:

– Quando muda o treinador, muda as características. Estamos adaptando ao professor Oswaldo. Mudar de novo com esse calendário do nosso futebol é complicado – disse o jogador.

Top