Maurício Dulac – auxiliar de Odair, faz balanço positivo do Fluminense

As atividades no mundo do futebol estão suspensas, mas o Fluminense e seus jogadores adotaram uma rotina neste momento de quarentena. Os jogadores receberam uma cartilha com as instruções e recomendações para se cuidarem: treinos em casa para manter o condicionamento físico. E com a comissão técnica não é diferente. Em entrevista ao Lance! Maurício Dulac, braço direito do técnico Odair falou um pouco sobre essa rotina proposta:

– Na verdade a gente continua fazendo as análises, todas de casa. O cara que trabalha com o futebol, ele não para, só está momentaneamente fora da rotina de treinos, do convívio, mas a questão do estudo, o próprio aprofundamento de análise, em relação aos rivais e ao time, está ainda maior. Não tem como parar. Apenas as atividades em grupo é que estão suspensas.

Maurício Dulac, chegou ao Fluminense no início deste ano, 2020, junto com o técnico Odair Hellmann, pelo Tricolor eles somam: 15 jogos, com 10 vitórias, dois empates e três derrotas, 32 gols marcados (média de 2,13 por jogo) e 10 gols sofridos (0,67). O auxiliar faz um balanço positivo da atual situação do Fluminense.

– Nós tivemos uma infelicidade no começo da temporada, perdendo alguns principais jogadores do ataque e aí ocasionou naquele jogo que não conseguimos construir as ações ofensivas contra o Unión La Calera. Acabamos saindo de uma forma prematura da Copa Sul-Americana. Depois disso, a avaliação do trabalho é muito boa. Temos essa eliminação que ninguém gostaria. Era um objetivo do clube e da comissão técnica, mas são coisas que o futebol nos coloca – Dulac completou.

Foto Reprodução: Mailson Santana/FFC