fbpx

A mando da Conmebol, ingressos não serão vendidos no Maracanã no dia de Fluminense x Antofagasta

Cumprindo o regulamento da Conmebol, o Fluminense não venderá ingressos para o jogo contra o Antofagasta, pela Sul-Americana, nas bilheterias do Maracanã nesta terça-feira. Estas, logo, funcionarão até às 20h desta segunda.

Demais pontos de venda, porém, seguirão trabalhando no dia da estreia do clube na Sula (clique aqui para conferir os disponíveis). Em apoio aos torcedores, a diretoria promete determinar novos locais e horários para a comercialização das entradas. Sócios-torcedores podem carregar o bilhete na carteirinha até às 13h de amanhã.

Os ingressos variam de R$ 15 a R$ 50. Não há, por enquanto, nenhuma parcial divulgada.

Leia o comunicado do Fluminense:

Por conta do regulamento da Conmebol não é permitida a venda de ingressos nas bilheterias dos estádios nos dias dos jogos da Copa Sul-Americana. Dessa forma, não haverá venda amanhã (26/02) no Maracanã, para o jogo contra o Antofagasta (CHI). Hoje as bilheterias do Maracanã estarão abertas até às 20h. Para reduzir os transtornos para nossos torcedores, o FFC buscará novos pontos de vendas e extensão dos horários de venda

O clube reforça o pedido aos sócios para realizarem seu check-in antecipado (até 13h de terça-feira, dia 26/02) e o carregamento do ingresso no cartão de sócio ou celular (E-ticket). Os demais torcedores precisam trocar o voucher nos PDVs.”

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Conmebol reconhece irregularidades em inscrições na Sul-Americana; Fluminense incluso

Em comunicado publicado nesta quarta-feira, a Conmebol avisou que reconhecera irregularidades em 21 inscrições na Sul-Americana e na Libertadores. Fluminense e mais sete brasileiros (Atlético-MG, São Paulo, Botafogo, Santos, Bahia, Corinthians e Chapecoense) estão na lista.

As equipes nacionais, responsabilizadas pela federação continental pelo envio de seus cadastros nos torneios, garantem que repassaram a documentação à CBF no prazo estabelecido. Um membro da diretoria do Santos, por outro lado, disse ao Globoesporte.com que desconfia de que a entidade tenha demorado a encaminhá-la adiante.

Segundo o regulamento da Sula, a lista com 30 jogadores deve ser enviada com até 72h de antecedência ao jogo que estreia a competição – neste ano, em 5 de fevereiro, entre Chapecoense e La Calera. Assim, o limite era o dia 2. Até por isso, aliás, o Fluminense não pôde inscrever Paulo Henrique Ganso.

Mesmo com o erro, a Conmebol recebeu as inscrições. Porém, quer que o Tribunal Disciplinar que a compõe analise os casos. Não há risco de punições mais severas, como eliminação. Pode, sim, haver multas.

Adiado por conta da mudança no calendário do Campeonato Carioca provocada pela tragédia no Ninho do Urubu, o primeiro compromisso do Tricolor na Sul-Americana está marcado para o próximo dia 26, quarta-feira, contra o Antofagasta, no Maracanã.

Veja a nota:

“A apresentação em tempo e forma das listas de jogadores é responsabilidade exclusiva dos clubes e associações, e nenhum caso é atribuível à Conmebol;

Os regulamentos foram entregues e aceitos pelos clubes participantes na carta de conformidade e compromisso em dezembro de 2018 e, em seguida, ficaram disponíveis no site da Conmebol;

21 clubes participantes da Libertadores e da Copa Sul-Americana apresentaram erros no processo de envio da lista de jogadores. Diante dessa situação, a Conmebol atuou diligentemente e, de acordo com os procedimentos normativos, remeteu tais erros ao Tribunal Disciplinar para estudo e consideração. Por isso, enquanto o Tribunal Disciplinar não toma uma decisão a respeito, a competição continua normalmente“. 

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

 

Fluminense perde vaga para inscrição na Sul-Americana

Problema é decorrente da demora na inscrição de Luan Peres.

O Fluminense terá um jogador a menos na lista de inscritos para a Copa Sul-Americana – 29 ao invés de 30 – isso porquê o clube teve um problema na inscrição do zagueiro Luan Perez, que já deixou o Tricolor rumo ao Clube Brugge, da Bélgica.

Entenda o caso

Ainda na primeira fase da competição, o Fluminense enviou uma lista com os 28 jogadores inscritos e dois pré-inscritos. Exatamente as duas contratações feitas na época, e, que aguardavam o envio das documentações para serem oficializadas: Luan Peres e João Carlos. Faltando apenas detalhes burocráticos para o anúncio, ambos os nomes foram enviados para a Conmebol.

A Cabofriense enviou a documentação a tempo do atacante ser inscrito no prazo estipulado. Já o Ituano, atrasou no envio da papelada e fez com que o Fluzão ficasse com uma vaga em aberto. O Tricolor ainda tentou entrar em contato com a Conmebol, que confirmou que o clube só terá direito as 29 vagas.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

fonte: Lance! 

Autuori reclama da Conmebol e ameaça não viajar a Bolívia

Viagem do Tricolor segue marcada para a tarde desta terça-feira.

Diante do conturbado momento político que atravessa a Bolívia, com manifestantes fechando as estradas por conta da disputa por royalties de uma reserva de gás situada entre os estados de Chuquisaca e Santa Cruz. Diante de tal situação, o diretor de futebol do Flu, Paulo Autuori, cobrou um posicionamento da Conmebol, e, não descarta cancelar a viagem:

– Seguimos esperando um posicionamento (da Conmebol) que vem sendo adiado. Se a gente vai depender de uma aeronave que não faz parte do nosso planejamento, por mim, abortaríamos esta viagem. Não podemos colocar em risco a segurança do nosso grupo por conta de um jogo. Dependemos de um posicionamento da Conmebol – Declarou Autuori.

Apesar do jogo do Tricolor ser em Potosí, o Fluminense havia planejada a logística passando por Santa Cruz de la Sierra, que fica em Santa Cruz, e Sucre, antes de chegar no local da partida.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon
Top