fbpx

Allan se irrita com pergunta sobre Diniz e vê como injusta desclassificação na Sula: “Merecíamos vencer”

Volante tricolor afirmou também que o time não se perdeu entre os modelos dos dois técnicos e pregou foco total no Brasileirão

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta última quinta, o Fluminense foi eliminado da Copa Sul-Americana ao empatar em 1 a 1 com o Corinthians, no Maracanã. Como o jogo de ida em Itaquera havia sido 0 a 0, o Tricolor deu adeus a competição nas quartas de final. O jogo, que marcou a estreia de Oswaldo de Oliveira no comando da equipe, mostrou um time voltado mais para a defesa e sem buscar o ataque com tanta ênfase como era antes.

Após a eliminação, o volante Allan falou na zona mista e negou que os jogadores tenham se perdido em meio a essa mudança de estilos. De acordo com ele, o Fluminense atuou de forma organizada e deve entender rapidamente a metodologia aplicada por Oswaldo.

“Acho que não ficamos perdidos, pelo contrário. Fomos organizados. São metodologias diferentes sim (Diniz e Oswaldo), mas os jogadores que têm de entender, não o treinador se adaptar aos jogadores. Então temos de entender o mais rapidamente possível a metodologia do Oswaldo e dar sequência”.

Perguntado sobre a diferença entre o modelo de Oswaldo e de Fernando Diniz, Allan se irritou e pediu para que se foque no presente, apesar de gostar do ex-treinador.

“Meu, temos que esquecer o Diniz. Gosto muito dele como pessoa, como treinador. Mas é passado. Todo jogo ficar comparando Diniz ao Oswaldo é complicado. Temos de entender o Oswaldo, a metodologia dele e dar continuidade ao trabalho”.

Por fim, o jovem volante comentou sobre o empate com o Corinthians e definiu como ‘injusta’ a eliminação da Sul-Americana. De acordo com o jogador, a equipe jogou bem e não vai se abalar para a sequência do Campeonato Brasileiro.

“Para a sequência, não (peso da eliminação). A gente ficou bem triste pelo resultado. Acho que jogamos bem, merecíamos vencer o jogo. Temos uma sequência que não é fácil, temos que tirar o Fluminense dessa situação. É virar a chave e o que nos resta é o Brasileiro”.

Ganso diz que vaias da torcida são justas e analisa mudança de treinadores: “Estilos diferentes”

Camisa 10 tricolor, que saiu de campo vaiado no empate com o Corinthians, evitou comparar Diniz com Oswaldo de Oliveira e deu razão aos torcedores

Foto: Lucas Merçon / FFC

Um dos principais jogadores do Fluminense, Paulo Henrique Ganso não teve uma boa atuação no empate em 1 a 1 com o Corinthians, que culminou na eliminação da equipe da Copa Sul-Americana, e saiu de campo vaiado no segundo tempo. Diante de uma defesa adversária sólida e difícil de se penetrar, o camisa 10 pouco conseguiu produzir e acabou sendo substituído justamente por Pablo Dyego, autor do gol de empate.

Após a partida, Ganso desconversou quando perguntado sobre a diferença entre Fernando Diniz e Oswaldo de Oliveira, mas afirmou que são ‘estilos diferentes’. Além disso, o meia disse ver com normalidade as vaias da torcida, principalmente quando o resultado positivo não vem.

“São treinadores com estilos diferentes, acaba sendo assim, mudando um pouco a forma de jogar. Não tenho nenhum recado para mandar, precisamos sair da zona de rebaixamento. O torcedor vai vaiar quando o time não vence, não consegue uma classificação, justo”.

Muriel cita ‘infelicidade’ no gol adversário e afirma que equipe sai da Sul-Americana de cabeça erguida

Goleiro fez quatro boas defesas ao longo do jogo e evitou que o número de gols sofridos fosse maior; arqueiro agradeceu bastante o apoio da torcida

Foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense deu adeus a Copa Sul-Americana após empatar em 1 a 1 com o Corinthians, no Maracanã. Com uma atuação aquém do esperado do Tricolor, poucos jogadores se salvaram na eliminação. Um deles foi Muriel, que apesar de ter errado em uma saída de bola fez quatro boas defesas e impediu que o resultado fosse pior. Vale lembrar que o arqueiro já havia feito uma intervenção importantíssima nos acréscimos em Itaquera.

Após a partida, o goleiro tricolor conversou com os jornalistas na zona mista, fez uma breve análise sobre o jogo e agradeceu o apoio dos mais de 57 mil torcedores que estiveram no estádio empurrando a equipe. Além disso, Muriel garantiu que o Flu sai da competição de cabeça erguida.

“A gente teve uma infelicidade no gol deles, um chute que acabou sobrando para o Pedrinho. Era tudo o que o Corinthians queria. Ficar posicionado e explorando o contra-ataque. Lutamos, conseguimos o gol de empate. Pressionamos até o final tentando o gol da vitória, infelizmente não deu. Saímos de cabeça erguida. Saímos fora no gol qualificado e agora é girar a chave e ter esse espírito de entrega no Brasileiro. Agradecemos o apoio da torcida, que acreditou do início ao fim, queríamos ter dado essa classificação para eles, infelizmente não deu, mas seguimos fortes no Brasileiro”.

Oswaldo de Oliveira lamenta eliminação e comenta estratégia escolhida: “Precisávamos nos precaver”

Novo treinador tricolor estreou com empate em 1 a 1 com o Corinthians, que acabou resultando na desclassificação do Flu na Copa Sul-Americana

Foto: Lucas Merçon / FFC

Contratado para assumir o Fluminense após a demissão de Fernando Diniz, Oswaldo de Oliveira estreou com empate em 1 a 1 com o Corinthians, no Maracanã. Como o primeiro jogo havia sido 0 a 0, em Itaquera, o Tricolor carioca foi eliminado da Copa Sul-Americana devido ao gol sofrido dentro de casa. Após a partida, o novo treinador concedeu entrevista coletiva e lamentou o resultado negativo após a expectativa criada em torno do jogo.

“Minha expectativa era muito otimista. Procuramos criar um ambiente, um clima que nos favorecesse, sabíamos das dificuldades que iríamos encontrar, principalmente, pela minha estreia com uma equipe diferente, que ainda não conhecia bem. Se tivesse o resultado positivo, o ânimo iria lá para cima, mas temos uma caminhada longa e vamos ter que nos equilibrar para dar sequência ao trabalho com os pés no chão”.

Oswaldo também comentou sobre a postura adotada para a partida decisiva. Diferentemente do que vinha fazendo, o Fluminense jogou mais fechado e propôs menos as jogadas. De acordo com o técnico, a estratégia visava precaver o time dos contra-ataques potentes do Corinthians.

“Jogamos com um adversário que explora muito o contra-ataque e precisávamos nos precaver. Eles fizeram o gol no que eles são fortes e nós fizemos o gol no que nós treinamos. Infelizmente, não fizemos o gol lá e precisávamos evitar o gol aqui, no contra-ataque eles fizeram o gol e isso aumentou muito a dificuldade de reverter”.

Apesar da eliminação, o comandante garantiu que o elenco tem qualidade e que a solução para os resultados aparecerem é trabalhar cada dia mais, para assim atingir um equilíbrio defensivo sem abdicar do ataque.

“Trabalho para melhorar e a melhora vem com o treinamento, com as coisas que a gente tem para desenvolver na equipe. Vamos prosseguir nessa linha, nesse caminho, pois vejo a capacidade da equipe do Fluminense bastante alta. Temos jogadores com qualidade e vamos procurar progredir nesse sentido, mantendo o equilíbrio defensivo e também, com agressividade no ataque para vencer as partidas”.

Por fim, Oswaldo falou brevemente sobre as mudanças que pretende fazer na equipe e no modelo de jogo praticado pelo Tricolor.

“Temos que trabalhar para fazer as coisas melhorarem, para a equipe se tornar competitiva e vencer as partidas. Já estamos observando, conversando, treinando para alçar essa maneira de jogar, provocar no time a ambição de vencer, de fazer os gols e prevenir para que não sofra gols também”.

Com Pedrinho na lista, Corinthians divulga relacionados para enfrentar o Fluzão

Foto: Ag. Corinthians

A equipe do Corinthians já está no Rio de Janeiro para enfrentar o Fluminense pelo confronto de volta da Copa Sul-Americana, nesta quinta-feira (29), às 21h e 30, no Maracanã.

No início da manhã desta quinta-feira (29) o técnico Fábio Carille divulgou os relacionados para o jogo, com a presença de Pedrinho, que chegou a ser dúvida para a partida.

O meia-atacante que vem sendo um dos destaques da equipe paulista na temporada, ficou de fora dos treinamentos no início da semana por conta de dores no quadril, mas participou dos últimos treinamentos, e deve inclusive ser titular na partida.

Recuperado, Digão deve ser titular contra o Corinthians; veja a provável escalação do Flu para o duelo decisivo

Capitão tricolor ficou de fora da partida de ida, mas já está livre de dores musculares; atacante colombiano, que foi poupado de treinos durante a semana, também vai para o jogo

Foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense encerrou a preparação para o duelo decisivo contra o Corinthians na última quarta. A partida, válida pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, será realizada no Maracanã. A bola rola às 21h30 (de Brasília). Mais de 45 mil ingressos foram vendidos de forma antecipada e a promessa é de casa cheia no Rio de Janeiro. Com o empate em 0 a 0 na semana passada em Itaquera, o Tricolor avança de fase com uma simples vitória. Em caso de nova igualdade sem gols, a decisão vai para os pênaltis.

O jogo marcará a estreia de Oswaldo de Oliveira no comando da equipe. O treinador teve uma semana inteira para trabalhar visando a partida desta quinta (29). De acordo com os treinamentos, apenas uma mudança deve acontecer no time que começou jogando fora de casa. O capitão Digão, recuperado de dores musculares, deve voltar a ser titular no lugar de Frazan. O novo técnico deve manter Wellington Nem no banco, dando mais uma chance ao jovem Marcos Paulo.

Poupado de treinos no CTPA devido ao desgaste, Yony González participou das últimas atividades normalmente e vai para o jogo normalmente. O meia Nenê, titular em Itaquera, deve ser mantido entre os 11 que iniciarão o duelo decisivo. João Pedro, cria de Xerém, começa entre os reservas.

Com isso, a provável escalação do Fluminense é a seguinte: Muriel; Igor Julião, Digão, Nino, Caio Henrique; Allan, Daniel, Paulo Henrique Ganso, Nenê; Marcos Paulo e Yony González.

Veja a lista de relacionados para a partida contra o Corinthians:

Foto: Reprodução

Vai rolar a festa: além de lotar o Maraca, torcida Tricolor promete grande festa

Foto: Divulgação

Além de lotar o Maracanã, a torcida do Fluminense promete fazer uma grande festa para recepcionar os jogadores na entrada do gramado.

Com público já confirmado de mais de 45 mil pessoas de acordo com a última parcial oficial, uma grande recepção está sendo preparada para o Setor Sul, do Maracanã.

Diante de todas as proibições da CONMEBOL, a torcida conseguiu a liberação do tradicional pó de arroz, onde a promessa é uso de mais de meia tonelada do artifício. Além do tradicional pó de arroz, outro grande espetáculo é o mosaico de LED, que também será levantado na entrada da equipe ao gramado.

Fluminense x Corinthians se enfrentam nesta quinta-feira (29) às 21h e 30 no estádio do Maracanã, em jogo válido pelo confronto de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana.

Nenê destaca importância da Sula e comemora grande movimentação da torcida do Flu: “Precisamos de vocês”

Titular no jogo de ida, experiente meia não escondeu a ansiedade em encontrar o Maracanã cheio de tricolores, mas pregou pés no chão e destacou a necessidade de tomar cuidado com os contra-ataques

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta quinta-feira (29), o Fluminense recebe o Corinthians em uma das partidas mais importantes do ano até aqui. O duelo, válido pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, será no Maracanã, às 21h30 (de Brasília). Com o empate em 0 a 0 no jogo de ida, em Itaquera, o Tricolor precisa apenas de uma simples vitória para garantir vaga nas semis.

Treinando de olho no confronto decisivo desde domingo, já que não jogou pelo Brasileirão nesse final de semana, o elenco terminou a preparação para o embate nesta quarta-feira. Após a atividade no CTPA, o meia Nenê, titular em São Paulo, concedeu entrevista coletiva e comentou sobre a semana de preparação do elenco.

Vale lembrar que a partida marcará a estreia de Oswaldo de Oliveira no comando do Fluminense. Perguntado sobre o que o novo treinador fez até aqui, Nenê disse que o sistema defensivo foi o foco e que o ‘dedo’ do técnico começará a fazer a diferença já amanhã.

“A semana foi bastante intensa. Vimos muitos vídeos. Ele frisou bastante em relação ao setor defensivo, para estarmos preparados. Na frente o time está indo bem. Ele conversa bastante, tenta criar algumas coisas além do que a gente já estava trabalhando. A gente vai ver o dedo dele no jogo de amanhã”.

O experiente meia não escondeu a animação com a movimentação em massa da torcida na busca de ingressos para o jogo. Já são mais de 45 mil ingressos vendidos e quatro setores do Maracanã esgotados. Apesar de comemorar o fato de ter ‘casa cheia’, o atleta de 38 anos evitou o oba-oba e destacou a necessidade de tomar cuidado com os contra-ataques do Corinthians.

“A nossa torcida é muito importante, é bem legal o estádio estar lotado. Temos a vantagem de jogar em casa, mas vai ser um jogo muito equilibrado. É o tipo de jogo que eles gostam. Vamos fazer o nosso jogo, buscar o gol a todo momento, e ter cuidado com o contra-ataque, que é o forte do time deles. Temos que neutralizar essa parte. O mais importante vai ser o foco. Esse tipo de jogo é definido no detalhe”.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nenê também frisou a importância da Sul-Americana para o grupo. Vale lembrar que caso avance de case, o Fluminense garantirá uma bolada milionária, além de dar mais um passo rumo ao primeiro título internacional e a uma vaga direta na Libertadores do ano que vem.

“É crucial para o clube. Não só para o clube como para nós, que sofremos um pouco no Brasileiro. Temos que aproveitar e dar a vida. São mais quatro jogos para conquistar um título que o clube nunca conquistou. Além da vaga direta na Libertadores. É um foco a mais para todo mundo trabalhar. Conquistar essa Copa é uma oportunidade única. Para todo mundo e para nós, jogadores, que queremos colocar nosso nome na história do clube”.

Veja mais respostas de Nenê na coletiva no CTPA:

Primeiros treinos de Oswaldo de Oliveira

“É pouco tempo, mas ele demonstrou a vontade que ele está de ajudar o nosso time. Ele disse para continuarmos com as coisas boas que estávamos fazendo com o Diniz, nossa parte com a bola, ofensivamente… E ele está complementando com a filosofia dele, principalmente com estar mais protegido defensivamente. Isso está sendo o principal nesses dias”.

Numeração peculiar na Sul-Americana (camisa 4)

“O Fábregas é um cara que eu admiro bastante. Também tive a oportunidade de vestir a 12 do Falcão. Mas é para ser algo diferente, nunca usei. Achei bacana. Espero poder render como nas épocas dele de Chelsea, Arsenal… ”

38 anos e ainda jogando em alto nível

“Meu sonho era ser jogador de futebol, não importava onde. Depois, jogar em time grande, ir para a Europa, ir para a Seleção… Foi acontecendo tudo isso e fico feliz. Essa minha ida para a Europa novo me ajudou, porque no Brasil é muito desgastante. Mais jogos, mais viagens, mais pressão… É tudo acima. Nem sempre a estrutura é a ideal também”.

Parceria com Ganso no meio-campo

“Mudou um pouco a minha posição. Ele é um cara muito inteligente, é um jogador extraordinário. É um prazer jogar com ele. Muita gente falou sobre isso e demonstramos que podemos jogar juntos. Assim como não tem relação com a minha idade. Estamos focados, queremos ajudar o time. Em cada jogo e gente vai se entrosar. Jogar do lado dele fica fácil”.

Mais que a vaga: classificação contra o Corinthians garante valor milionário aos cofres do Flu

Foto: Ag. Reuters

O Fluminense enfrenta o Corinthians nesta quinta-feira (29), em jogo que vale uma vaga na semifinal da Copa Sul-Americana, às 21h e 30, no Maracanã.

Além de brigar pela classificação, o Tricolor busca também uma alívio em seus cofres. Isso porque, a classificação garante ao semifinalista uma bagatela de cerca de R$3 milhões.

Como empatou o primeiro jogo, em São Paulo, em 0 a 0, o Fluminense precisa de uma vitória por qualquer placar para avançar as semifinais. Empate com gols garante classificação ao Corinthians, repetindo o placar do primeiro jogo, a vaga será decidida nos pênaltis.

Para o jogo, o Fluzão terá o grande apoio da torcida, que já adquiriu mais de 35 mil ingressos e, a expectativa é de um público superior aos 50 mil presentes.

Corinthians pode ter importante desfalque para jogo contra o Fluminense

Foto: Daniel Augusto Jr./AG Corinthians

Fluminense e Corinthians se enfrenta nesta quinta-feira (29), quando disputam uma vaga na semi final da Copa Sul-Americana.

Após o empate em 0 a 0 em São Paulo, o clube paulista joga por qualquer empate com gols. Caso se repita o placar, a vaga será decidida nos pênaltis.

Apesar de ter poupado boa parte do elenco na partida do final de semana contra o Avaí, o Carille ainda têm uma dúvida para a partida decisiva contra Tricolor: o meia atacante Pedrinho.

Com dores no quadril, o jogador sequer viajou para Florianópolis, porém, sua presença contra o Fluzão ainda não é confirmada.

Top