fbpx

Fluminense compra Nino e aguarda assinatura de contrato de três anos: “Falta acerto salarial”

Para garantir Nino no ano que vem, o Fluminense montou negociação que, além do Criciúma, envolveu o Corinthians, em dívida com o clube carioca. A operação levou à compra de 70% do passe do zagueiro por R$ 5 milhões, dos quais a maior parte será paga pelos alvinegros. O contrato de três anos depende somente de acordo salarial para ser assinado.

— Estamos muito bem encaminhados com o Nino. Havia uma opção de compra por 50% dos direitos. Consegui comprar um percentual maior pelo mesmo valor. A gente negociou, o Criciúma foi cordial e sensato, e já triangulamos uma negociação. Corinthians pagará um pedaço direto ao Criciúma. O contrato da opção de compra deve ser assinado hoje, falta só o acerto salarial com ele. A não ser que tenha uma grande reviravolta, o Nino tem 95% de jogador do Fluminense pelos próximos três anos — explicou o presidente Mário Bittencourt.

Nino chegou às Laranjeiras emprestado pela equipe catarinense, no fim de fevereiro. Fez 50 jogos e um gol e entrou na lista de nomes observados por André Jardine, comandante da seleção olímpica. O jovem de 22 anos, avaliado com potencial de venda, sonha com a disputa das Olimpíadas de Tóquio, em 2020.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Destaque no Flu, Caio Henrique já desperta interesse de outros clubes do Brasil

Foto: Divulgação/FFC

Um dos destaques do Fluminense na temporada, o meia/lateral, Caio Henrique está na mira do Corinthians, que já sondou junto ao Atlético de Madrid – clube detentor dos direitos do jogador, a situação do atleta que está emprestado ao Fluminense até o final do ano.

Recentemente convocado à seleção olímpica, o jogador vê com bons olhos uma continuidade no Brasil e a tendência é que o Atlético não dificulte sua continuidade no país.

Caio chegou ao Fluminense após uma passagem apagada pelo Paraná, em 2018, quando acabou rebaixado com o clube paranaense. No Flu, foi improvisado na lateral esquerda e ganhou destaque, sendo inclusive convocado para a seleção olímpica como lateral.

Olho no olho! Allan responde sobre marcação inusitada contra o Corinthians: “Tentei intimidar”

Convidado do “Bem, Amigos” da semana, Allan explicou durante o programa a marcação para cima de Mateus Vital, do Corinthians, no triunfo por 1 a 0, domingo, no Mané Garrincha.

– Eu já estava cansado, aí tentei intimidar no olhar (risos). Eu sei que funcionou, vamos ver nas próximas. Agora, ele (Gustavo Scarpa, também no estúdio do SporTV) já conhece.

Após o jogo, a mulher do volante compartilhou em rede social vídeo do lance e, em tom de brincadeira, escreveu: “Acho que ele vai dormir em outro quarto. Tô com medo real”.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Torcedor encontra Cássio em aeroporto e agradece por falha em gol de Ganso

No embarque de volta a São Paulo, Cássio ouviu de um torcedor do Fluminense agradecimento pela falha no gol de Paulo Henrique Ganso, aos 39′ do primeiro tempo, em chute de longa distância. O Tricolor derrotou o Corinthians por 1 a 0 no Mané Garrincha e subiu para a 16ª posição. Veja vídeo:

Foi uma tarde ingrata para goleiro alvinegro. Primeiro, ainda durante o aquecimento, ele levou uma bolada, devido à irregularidade do gramado, e quase ficou fora do jogo. Para completar, sofreu “frango” que virou piada nas redes sociais.

— Infelizmente, a bola saiu do meu braço. Acabei falhando, uma falha que não pode acontecer. Mas faz parte do jogo. Não adianta querer dar justificativa. Lógico, levei uma bolada ali, mas não tenho esse problema. Errei, foi falha minha, não tem que justificar – afirmou no intervalo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Ganso diz aprovar posicionamento mais avançado e analisa lance do gol: “Bola balançou um pouco”

Antes jogando um pouco mais recuado, camisa 10 tricolor voltou a jogar bem, achou bons passes e, com contribuição do goleiro Cássio, marcou o gol da vitória em chute de fora da área

Foto: Mailson Santana / FFC

Depois de ser vaiado pela torcida no Maracanã e cair de rendimento nos últimos jogos, Paulo Henrique Ganso voltou a se destacar pelo Fluminense. Voltando a jogar avançado após Oswaldo de Oliveira escalar Yuri e Allan juntos, o camisa 10 participou mais das jogadas, conseguiu ótimos passes e marcou o gol da vitória em chute de fora da área, onde Cássio colaborou bastante.

Em entrevista à TV Globo, o meia disse aprovar o posicionamento mais perto da meta adversária, pois assim pode ser mais decisivo e criar chances reais para que o Tricolor balance as redes. Ganso também analisou o lance do gol e afirmou que o goleiro Cássio falhou.

“Quando estou mais próximo do gol, acredito que possa levar mais chances para nossa equipe. Fui bem no chute, bola balançou um pouco, Cássio também falhou. Bom para a gente”.

Outro atleta que teve seu posicionamento modificado foi Nenê. Com o meio composto por dois volantes e com Ganso adiantado, o jogador de 38 anos foi deslocado para a ponta, onde atuou como um meia-atacante pelo lado direito. Após a partida, ele comentou essa alteração.

Foto: Mailson Santana / FFC

“Mudou um pouco o posicionamento. Joguei um pouquinho mais avançado pela direita. Oswaldo me deu total liberdade com a bola. Pude me movimentar pelo meio. E ter um cara a mais ali no meio dificultou o trabalho deles. Se concretizou dentro do jogo. Foi bem tranquilo”.

Nenê e João Pedro celebram parceria, e meia elogia: “Time se entregou o jogo inteiro”

Abraçados, Nenê e João Pedro falaram à imprensa após o fim do jogo contra o Corinthians, derrotado por 1 a 0 no Mané Garrincha. A dupla celebrou a parceria em campo e destacou a “força do grupo” como elemento crucial na briga contra o rebaixamento. O Fluminense, ainda em busca de maior tranquilidade no Brasileirão, ocupa a 16ª colocação, com 18 pontos.

— Fiquei satisfeito com o resultado, o time se entregou o tempo inteiro. João Pedro era o centroavante e ajudou várias vezes lá atrás. O time está junto, a intensidade melhorou. O time mereceu. Fico feliz de ajudar esse moleque e ele me ajudar – disse o meia.

— Nenê é um excelente jogador, então jogar ao lado dele deixa tudo mais fácil. É a força do grupo. Mostramos mais uma vez que, jogando juntos, vamos conquistar os resultados, o mais importante para a gente sair dessa situação – afirmou o centroavante.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Allan destaca alívio após triunfo e mira arrancada no Brasileirão: “Agora, engrenamos”

O Fluminense saiu da zona de rebaixamento e quebrou a invencibilidade de 14 jogos do Corinthians com o triunfo desse domingo, por 1 a 0, no Mané Garrincha. Na saída de campo, Allan exaltou o desempenhos dos companheiros e disse confiar em arrancada no Brasileirão.

— Não só a minha (atuação foi boa), mas a de todos. Muita dedicação, acho que a gente tem que jogar assim todos os jogos, com o coração mesmo. Nosso momento não é dos melhores, mas a gente vai sair dessa. Se Deus quiser, vamos dar continuidade e vai dar tudo certo. Agora, engrenamos.

Para esse jogo, Oswaldo de Oliveira apostou numa escalação diferente da habitual. Pôs Yuri ao lado de Allan para liberar Paulo Henrique Ganso, autor do gol, para mais próximo da área. Tal esquema, de acordo com o técnico, demorou a ser usado por ausência de jogadores por lesão.

— Hoje usamos essa formação diferente, a primeira vez que a gente joga assim nessa temporada. Temos que ajustar umas coisinhas, mas hoje foi um ufa. Não dá muito para comemorar essa vitória, foi um ufa mesmo — concluiu Allan.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

“No coração”, Fluminense vence Corinthians e fecha 1º turno fora da zona de rebaixamento

Foi, segundo Allan, “no coração” que o Fluminense superou o Corinthians no Mané Garrincha, nesse domingo, por 1 a 0, para sair da zona de rebaixamento na 19ª rodada do Brasileirão. A escalação de dois volantes, com Paulo Henrique Ganso mais adiantado, liberou o camisa 10 para distribuir bons passes e, numa falha de Cássio, marcar o gol que deu fim à invencibilidade de 14 jogos da equipe paulista.

Um episódio curioso, ainda durante o aquecimento, quase tirou Cássio do jogo. Ele levou uma bolada no rosto e ficou caído por alguns minutos, enquanto atendido pelos médicos. Foi reavaliado, entrou em campo e virou um dos personagens principais.

Aos 7′, o Alvinegro, melhor em boa parte da primeira etapa, assustou em cabeçada de Gil na trave. Depois, Pedrinho e Gustavo conseguiram finalizações perigosas ao gol de Muriel.

Em seguida, a intensidade corintiana caiu, e o Tricolor começou a se animar. Nenê cobrou bela falta e quase correu para o abraço. Não demorou e Ganso abriu o marcador. De longe, mandou bomba em cima do goleiro, que soltou a redondinha para o fundo da rede.

“Mais próximo do gol, posso criar mais chances. Fui bem no chute, a bola balançou um pouco, mas Cássio falhou. Bom para a gente (risos)”, explicou o meia. Cássio deu sua versão e negou que bolada sofrida anteriormente o tivesse atrapalhado.

“Infelizmente, a bola saiu do meu braço. Acabei falhando, uma falha que não pode acontecer. Mas faz parte do jogo. Não adianta querer dar justificativa. Lógico, levei uma bolada ali, mas não tenho esse problema. Errei, foi falha minha, não tem que justificar”.

No segundo tempo, o Time de Guerreiros perdeu fôlego no ataque e pouco explorou as brechas deixadas por um adversário cujo técnico trocava volantes por jogadores ofensivos. Apoiado nas faltas que a equipe de Oswaldo de Oliveira cometia, o Corinthians abusou dos lançamentos na área, porém, sem exigir grande esforço de Muriel.

Passados os 52 minutos de partida, o juiz apitou pela última vez. O clube das Laranjeiras vai aos mesmos 18 pontos do Cruzeiro, mas o empurra para o Z-4 por uma vitória a mais e assume o 16º lugar. No returno, estreia diante do Goiás (15º), no Serra Dourada, domingo que vem. Nino, por suspensão, é desfalque.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Oswaldo de Oliveira escala Fluminense com dois volantes e Ganso adiantado para encarar Corinthians

Oswaldo de Oliveira promete novidades na escalação para o jogo contra o Corinthians, às 16h de domingo, no Mané Garrincha, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Confirmada nesse sábado a recuperação de Allan, que sentia dores no pé direito desde o início da semana, o técnico comunicou ao elenco que usará o ex-Liverpool ao lado de Yuri. Ou seja, dois volantes, o que indica Paulo Henrique Ganso mais próximo da área.

Allan retomou treinos com bola na sexta-feira, quando o treinador testou esquema com dois jogadores de marcação no meio-campo em atividade voltada ao sistema defensivo. Nesse sábado, o grupo encerrou a preparação e, sem Airton e Wellington Nem, suspensos, viajou a Brasília.


Provável escalação: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Caio Henrique; Yuri, Allan e Paulo Henrique Ganso; Nenê, Yony González e João Pedro.


O posicionamento de Ganso, que vinha atuando recuado, virou assunto nas últimas semanas. Ao Globo Esporte, Oswaldo afirmou que adequou o camisa 10 à formação do meio, com ele como segundo homem, e que busca recolocá-lo na posição em que se destacou em Santos e São Paulo.

— Ganso é um dos grandes jogadores do futebol brasileiro. Mas tem características muito pessoais. Quando ele está no melhor dele, ele é muito importante para a equipe. Ele estando pleno, e estamos trabalhando para que isso aconteça, vai ser importantíssimo para a arrancada que estamos buscando.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top