Mesmo recuperado da Covid-19, John Kennedy segue de fora do time

Após ficar 14 dias afastado do elenco Tricolor depois que testou positivo para a Covid-19, o atacante John Kennedy se reapresentou na última quinta-feira (13), porém, ainda seguirá de fora da equipe.

O time que enfrenta o Flamengo neste sábado (15), no primeiro jogo da decisão do Estadual, também não deve ter Fred e Nenê, ambos poupados.

John Kennedy começou a sentir sintomas de gripe próximo ao jogo contra o River Plate, no dia 22 de abril, pela estreia na Libertadores, e foi afastado preventivamente ficando fora, inclusive, da viagem para a Colômbia, na semana seguinte, para o jogo contra o Santa Fe, dia 28. Neste mesmo dia, o atacante testou positivo para Covid-19.

Os 14 dias de isolamento determinados pelo clube após o resultado positivo para Covid-19 se encerrou nesta terça-feira. Como o Fluminense joga nesta quarta pela Libertadores, contra o Santa Fé, no Maracanã, a reavaliação do jogador ficou para quinta-feira.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Apesar da indefinição, Fluminense seguirá viajem para Bogotá nesta segunda

A equipe do Fluminense já encontrou seu primeiro grande problema extracampo na disputa desta Libertadores da América 2021. Com decreto visando conter o avanço da Covid-19, o jogo desta quarta-feira (28) entre Santa Fé x Fluminense, não deve acontecer Bogotá, cidade de origem da equipe colombiana. Contudo sem receber nenhuma confirmação oficial, o clube Tricolor manteve a programação e embarca daqui a pouco para a Colômbia.

Ao longo do dia surgiu algumas incertezas quanto ao palco do jogo, porém, de acordo com o governo local, não poderá acontecer em Bogotá, exatamente por conta do decreto. Assim, surgiu a possibilidade da partida ser realizada em Tunja, outra cidade colombiana. Não foi descartado também a possibilidade de uma transferência para o Paraguai, onde as medidas contra a Covid-19 são mais brandas em relação ao esporte.

Porém, como não houve nenhum comunicado oficial da Conmebol, o Fluminense seguirá para Bogotá. Confira a bota enviada pelo clube: “O Fluminense Football Club mantém a programação estipulada em protocolo da CONMEBOL para a partida desta quarta-feira (28/04) contra o Santa Fé (COL), na Colômbia. A delegação treinou normalmente pela manhã e, após o almoço, embarca para Bogotá às 15h30″, disse a nota.

Vale destacar que segundo a própria programação que o clube divulgou, ainda não há uma definição para a atividade de terça-feira (27), coisa que deve ser definida quando a delegação chegar em solo colombiano.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Decreto em Bogotá pode alterar local e horário do jogo entre Santa Fé x Fluminense

O Fluminense viaja na tarde desta segunda-feira (26) para Bogotá, na Colômbia, onde irá enfrentar o Santa Fé, pelo segundo jogo da fase de grupos da Libertadores, na próxima quarta-feira (28), às 21h (horário de Brasília). Contudo, os planos podem ser alterados devido à Covid-19.

Um decreto assinado nesta manhã pela prefeita da cidade, Claudia López Hernández, prevê algumas medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid-19 em Bogotá. Assim, o jogo entre Santa Fé e Fluminense pode mudar de local e até de horário.

De acordo com o parágrafo 4, do artigo 2, “durante o processo de restrição previsto no presente decreto, não se poderão realizar atividades esportivas, tais como o futebol profissional”. As linhas gerais passam a ser válidas já nesta segunda-feira (26), mas a proibição para eventos esportivos só se inicia no sábado (01). Em tese, o decreto não interfere na partida válida pela segunda rodada do Grupo D da Libertadores, no entanto, há um problema com o toque de recolher, que dá permite circulação em Bogotá até 20h (horário local) e por si só já obrigaria a remarcação do duelo, marcado para 19h horário local (21h de Brasília). Uma permissão especial para o evento não está descartada.

Deve haver mudança no horário da partida entre Santa Fe e Fluminense. Se jogaria neste mesmo dia, mas mais cedo. Nas próximas horas, iremos confirmar se terá solicitação para mudança de horário ou se haverá uma permissão especial para este dia — conta Yerson David Caucha, jornalista do Noticias Uno.

Vale destacar que a imprensa colombiana ainda trabalha com a alteração no local da partida, porém, uma decisão definitiva é esperada ainda para esta segunda-feira (26).

Foto em destaque: Divulgação

Fonte: O Globo

Covid-19 altera arbitragem para Fluminense x River Plate

Dois casos de Covid-19 levaram à Conmebol a alterar a equipe de arbitragem para o jogo entre Fluminense x River Plate, nesta quinta-feira (22), às 19h, no Maracanã.

O árbitro assistente 1, Christian Schiemann, do Chile, e o quarto árbitro, Eduardo Gamboa, também do Chile, testaram positivo para a Covid-19 e foram substituídos pela dupla uruguaia Richard Trinidad e Andres Matonte .

A nova formação ficou assim:

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Assistente 1: Claudio Rios(CHI)

Assistente 2: Richard Trinidad (URU)

4° árbitro: (URU) Andres Matonte

Foto em destaque: Divulgação

Próximo de acerto com o Flu, David Braz testa positivo para a Covid-19

O zagueiro David Braz,que está em negociações com o Fluminense, teria pedido para não atuar mais pelo Grêmio, que enfrenta o Independiente Del Valle, nesta quarta-feira (14). Porém, segundo publicação do próprio jogador pelas redes sociais, ele testou positivo para a Covid-19, e por isso não atuará pelo clube gaúcho.

Como alguns já tiveram conhecimento, infelizmente fui testado positivo para Covid-19 logo após o retorno do jogo com o Del Valle. Estou apenas com sintomas leves e desde então sigo isolado e cumprindo as orientações dos médicos. Por conta disso, não poderei ajudar a equipe na próxima partida. Sempre cumpri meus compromissos com o Grêmio com total profissionalismo e respeito e seguirei com a mesma postura até o meu último dia de contrato com o clube – escreveu Braz em suas redes sociais.

Tendo contrato com o Grêmio até dezembro deste ano, Braz não deve mais vestir a camisa da equipe gaúcha. Em negociação avançada com o Flu, o zagueiro espera apenas a liberação do Grêmio para acertar com o Flu, coisa que deve acontecer até o final desta semana.

Foto em destaque: Lucas Uebel/GFPA

Após superar a Covid-19, Branco recebe alta hospitalar

Ex-lateral e ex-dirigente do Fluminense, Branco deixou o Hospital na tarde deste sábado (03) após vencer a Covid-19.

Branco esteve internado no hospital Copa Star, onde ficou grande parte do tempo na UTI e até entubado por conta de complicações com a Covid-19. Agora, de alta, o ex-jogador e campeão do mundo com a seleção brasileira em 94, seguirá a recuperação em casa.

Foto em destaque: Divulgação

Campeão pelo Flu, ex-lateral Aldo passa por dificuldades com a esposa em São Paulo

Um dos jogadores com o nome marcado na história do Fluminense, o ex-lateral Aldo, está passando por uma grande dificuldade em São Paulo. O ex-atleta, campeão Brasileiro e Tricampeão Carioca pelo Fluminense está com sua esposa internada com Covid-19.

Ao saberem da notícia, um grupo de torcedores do Fluminense iniciaram uma campanha de ajuda ao ex-jogador, na realização inclusive de algumas doações financeiras através do Pix – 09694129249

O Flunews entrou em contato com Aldo que confirmou a situação que vem passando com sua esposa:

Ela está no Hospital Santa Catarina, porque ela tem câncer nos rins e está com metástase para o pulmão, e infelizmente lá ela pegou a Covid-19 – disse o ex-jogador, que fez questão de agradecer a mobilização da torcida Tricolor nas doações:

– Vindo só da torcida eu aceito, porquê não quero meter a instituição Fluminense no meio, porque só a torcida é só os amigos que puderem dar. Mas quem não puder, só de mandar um abraço pra mim como muita gente está fazendo, também ajuda – completou.

Aldo atuou no Fluminense entre os anos de 1982 a 1987, jogando em 211 partidas, com 106 vitórias, 65 empates e 40 derrotas, marcando 14 gols. Ele era o titular da lateral direita da equipe que conquistou o tricampeonato carioca em 1983, 1984 e 1985, além do Brasileirão de 1984.

Foto em destaque: Divulgação

Samuel Xavier revela ter sentido fortes sintomas da Covid-19: “nunca tinha sentido algo parecido”

O lateral-direito Samuel Xavier foi apresentado de forma oficial na tarde desta quinta-feira (25) quando participou de entrevista coletiva. O jogador que foi diagnosticado com a Covid-19 logo após chegar ao Tricolor, revelou ter sentido fortes sintomas da doença:

Foi um momento difícil pra mim, porquê quando eu testei positivo acabei sentindo sintomas muito forte e cabei perdendo muita massa muscular… não é brincadeira esse vírus. Tinha dia em casa que tive falta de ar muito forte, dor no peito muito forte, dor no corpo. Nunca tinha sentido algo parecido com o que eu passei. É horrível ! – disse Samuel.

O jogador também deu seu posicionamento sobre a manutenção do futebol mesmo com o país apresentando um número significativo de pessoas se infectando pela Covid-19:

Muito difícil entrar nesse assunto de paralisação ou não. Vemos muitos lugares fechando. Sabemos que temos que ter muito cuidado. Essa questão da paralisação envolve muitas coisas, temos que tomar muito cuidado, usar máscara, distanciamento social. Eu acredito que a gente, tomando os devidos cuidados, consegue vencer o vírus, mas temos que respeitas as normas que passam para gente. Essa questão da máscara que muitas pessoas já falaram e vou falar também, tem locais que pessoas não usam máscaras e estão perto uma das outras. Essa questão da paralisação envolve muitas coisas, tem muitas famílias que dependem de um salário, claro que não pode colocar o dinheiro na frente da saúde, mas são duas coisas que estão ligadas uma na outra. Enfim, a gente não pode entrar muito na área da política porque estamos aqui para falar de futebol. Mas o que eu tenho a dizer é que a gente tem que tomar todos os cuidados possíveis porque não é brincadeira esse vírus – completou o jogador.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fluminense se posiciona em favor das restrição no combate à Covid-19

O Fluminense Football Club respeita e apoia as restrições determinadas pelas Prefeituras do Rio de Janeiro e de Niterói, que se somam àquelas medidas anunciadas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro. O clube aguarda manifestação oficial das entidades dirigentes do futebol (Conmebol, CBF e Federação de Futebol do Rio de Janeiro), às quais cabe organizar todos os calendários de competições frente à nova onda de contaminações pela Covid-19, que apresenta características ainda mais preocupantes do que a primeira.

Caso as autoridades esportivas decidam pela paralisação de todas as atividades (e não somente aquelas a serem realizadas nas cidades citadas), o Fluminense, em nome da ciência e da preservação das vidas estará perfeitamente alinhado, cumprindo o que for determinados pelas autoridades desportivas a respeito dos calendários, e continuará  mantendo todas as cautelas na prevenção, como tem feito desde o início da pandemia, garantindo a máxima segurança a seus atletas e funcionários.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Reforço Tricolor, Samuel Xavier testa positivo para Covid-19

Recém contratado, lateral direito de 30 testou positivo para Covid-19 e já está em isolamento. O Fluminense informou sobre a situação do atleta na manhã deste sábado.

Com vínculo até o fim de 2022, Samuel Xavier não seria utilizado nas primeiras rodadas do Carioca, assim como a maior parte do elenco principal.

O próximo compromisso Tricolor é contra a Portuguesa, no Domingo (7/3), às 16hrs.

Foto: Divulgação Fluminense