fbpx

Digão e Everaldo desfalcam o Flu contra o Cruzeiro

Zagueiro cumprirá cláusula do contrato enquanto atacante se recupera de lesão.

Após vencer o Corinthians por 1 a 0 no Maracanã na noite da última quarta-feira (22), o Fluminense enfrentará o Cruzeiro no próximo sábado (25) no Mineirão. Para o confronto, o Tricolor terá os desfalques do zagueiro Digão e do atacante Everaldo.

Digão, assim como Júnior Dutra contra o Corinthians, ficará de fora por estar emprestado ao Fluzão pelo clube mineiro. Por sua vez, Everaldo seguirá em observação no hospital após sofrer uma pancada na nuca ao bater a cabeça no chão após uma dividida com Douglas, ex Flu e atualmente no Corinthians. O atacante Tricolor que teve de ser levado ao hospital após o lance deve receber alta já nesta sexta-feira (24) e a previsão que volte a treinar com a equipe na próxima semana.

Para a zaga, Ibanez deve ganhar a vaga de Digão, já no ataque, os mais cotados são Júnior Dutra e Matheus Alessandro.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Digão prefere Fluminense ao Vasco e acerta retorno às origens

Com as saídas de Luan Peres, vendido para o Club Brugge (Bélgica), e Nathan Ribeiro, emprestado para o Kashiwa Reysol (Japão), o Fluminense, com poucas opções para a zaga, anunciou o retorno de um velho conhecido da torcida. Aos 30 anos, Digão deixou o Cruzeiro para voltar a vestir a camisa do clube onde foi revelado, em 2009. As partes definiram empréstimo até o fim do ano.

Segundo o jornalista Samuel Venâncio, da Rádio Itatiaia, Vasco e Vitória estavam interessados no jogador, sem espaço na Raposa, onde estava há uma temporada. O rival fez proposta, mas Digão recusou e preferiu acertar com o Fluminense. O reforço foi indicado por Marcelo Oliveira e se junta ao elenco nos próximos dias.

Nos seus quatro anos nas Laranjeiras, Digão levantou três taças: Campeonato Brasileiro de 2010 e de 2012 e o Carioca de 2012. Ajudou, ainda, na campanha contra o rebaixamento, em 2009, ano em que subiu para o profissional. Fez, no total, 92 jogos e marcou quatro gols.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

 

 

 

Renato Chaves vê time mais maduro e relembra jogo com o Cruzeiro: ‘Para se guardar’

Aniversariante da semana (completou 28 anos na sexta-feira), Renato Chaves avalia que, além dele, o Fluminense amadureceu. Depois de três grandes desafios no Campeonato Brasileiro, o zagueiro vê pontos positivos e aposta no crescimento do time durante a temporada, principalmente pelo ‘acordo’ firmado com o elenco.

– A gente começou o ano comprando a ideia do treinador. Ele falou que seria um ano difícil. Mas que, se todos nós nos fecharmos como grupo, faremos um grande Campeonato. E estamos fechados nessa ideia. Tenho certeza que o time, do jeito que está, no decorrer do ano, vai melhorar mais ainda – acredita.

Apesar de limitado, o Fluminense se mostra valente. Aquele grupo que nunca se entrega e luta até o fim. Foi assim, por exemplo, contra o Cruzeiro, pela segunda rodada do Nacional. Mesmo com Gilberto expulso aos 15′ do primeiro tempo, os jogadores abriram vantagem no placar e suportaram a pressão. O contexto marcou um jogo que, para Chaves, é ‘para se guardar’.

– A gente se olhava e falava que estava difícil. Mas o Gum falava “vamos, vamos” e eu falava “vamos, vamos”. Foi um dos jogos mais difíceis que ganhei. Sair com a vitória, com um jogador a menos desde os 15 minutos do primeiro tempo, foi um jogo para se guardar. É bom jogar ao lado de gente competitiva. Você olha para o lado e vê que pode contar com o cara. Mesmo em situação ruim, como foi com o Cruzeiro. A gente perdeu um jogador, você está dando a vida, no limite, e olha para o lado e vê que ele está no limite também e isso dá ainda mais força para continuar.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Cara abençoado: Com gol de Pedro, Fluminense bate o Cruzeiro por 1 a 0 no Maracanã

Tricolor jogou com um a menos desde os 15 minutos do primeiro tempo, quando Gilberto foi expulso.

Fluminense e Cruzeiro se enfrentaram no Maracanã na tarde deste domingo (22) em busca da primeira vitória no Brasileiro. A vida do tricolor ficou complicada logo aos 15 minutos do primeiro tempo, quando Gilberto entrou de forma totalmente imprudente em Sassá, acertando a cabeça do atacante mineiro com uma voadora.

Embora estivesse em inferioridade numérica, o Fluminense suportou bem o primeiro tempo e não deixou o Cruzeiro chegar com perigo ao gol de Júlio César. Por sua vez, o Tricolor pouco também ameaçou raposa.

O cenário passou a ficar favorável logo no início da segunda etapa com o gol de Pedro. Sornoza cobrou falta pela esquerda, Gum raspou de cabeça e Pedro, de rosto, colocou o Flu na frente do placar.

Depois do gol sofrido o Cruzeiro buscou mais o ataque, mas a Thiago Neves e De Arrascaeta não estavam numa tarde muito feliz, sorte do Flu, que ainda viu o jogo ganhar contornos dramáticos quando Gum tirou uma bola em cima da linha após De Arrascaeta finalizar na trave, e, Júlio César salvar de forma espetacular o gol do uruguaio, que finalizou da pequena área e o goleiro Tricolor salvou com os pés.

Guerreiro, o Fluminense conseguiu levar o 1 a 0 até o fim e conquistar sua primeira vitória na competição, onde volta a campo no próximo domingo (29) para enfrentar o São Paulo, de novo no Maracanã, às 16h, e o Cruzeiro vai até Porto Alegre, também no domingo para enfrentar o Internacional, às 19h, no Beira-Rio.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon
Top