fbpx

Daniel destaca entrosamento da equipe e enaltece qualidade na saída de bola

Meia fez questão de levantar a moral de Frazan e Yuri, que formaram a dupla de zaga do Fluminense no clássico

Foto: Mailson Santana / FFC

Mais uma vez o Fluminense jogou melhor, envolveu o Flamengo em vários momentos do jogo, criou oportunidades de gol, mas não conseguiu sair com a vitória. Porém, o empate em 0 a 0 no Maracanã não desmotivou os atletas tricolores, que elogiaram bastante a atuação do time no clássico carioca. Titular da equipe, Daniel atuou bem na construção das jogadas e, após o apito final, rasgou elogios a saída de bola do clube das Laranjeiras. O meia também afirmou que o entrosamento está ficando cada vez mais forte, fazendo com que os atletas não tenham dificuldade em colocar em prática o estilo passado por Fernando Diniz, onde se valoriza a posse de bola e a troca de passes com confiança.

“Entrosamento está fluindo, estamos melhorando, prendendo mais a bola. Dificuldade nenhuma em sair a bola. Fla tentou apertar, de 10 vezes roubou uma bola, nossa saída foi muito bem com eles (Yuri e Frazan)”.

O último desafio de Daniel e do Fluminense antes da parada para a Copa América é na próxima quinta (13), às 20h (de Brasília), contra a Chapecoense, na Arena Condá. O confronto será válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é atualmente o 16º colocado, com 7 pontos conquistados.

Daniel comemora boas atuações pelo Flu e destaca parceria com Ganso

Meia mostrou-se bastante satisfeito com suas performances pelo Fluminense e frisou que atuar ao lado do camisa 10 é muito bom

Foto: Lucas Merçon / FFC

Quando Paulo Henrique Ganso chegou ao Fluminense, muito se discutiu qual seria o meio de campo formado por Fernando Diniz para ajustar a equipe de acordo com o camisa 10. Aos poucos, o treinador foi achando sua formação ideal e colocando um time veloz e com bom toque de bola. No meio disso tudo, Daniel, que havia sido sacado, recuperou seu espaço e, desde então, vem convencendo com boas atuações. Perguntado sobre o momento que vive com a camisa tricolor, o meia se disse bastante feliz com seu nível de performance e afirmou que sempre acreditou ser possível formar uma parceria bem sucedida ao lado de Ganso.

“Fico feliz de estar dando certo nosso meio de campo, eu e Ganso juntos. Quando ele veio, todo mundo me perguntava como seria jogar ao lado dele e sempre falei que seria muito bom, que poderíamos jogar juntos. Não à toa, estamos jogando juntos e jogando bem. Fico feliz com minhas atuações, contra adversários grandes, hoje estou conseguindo provar meu valor em jogos decisivos”.

Em 2019, Daniel jogou 25 vezes pelo Fluminense. A revelação de Xerém não marcou nenhum gol até aqui, mas deu cinco assistências. Três no Campeonato Carioca, uma na Copa Sul-Americana e uma no Campeonato Brasileiro. Para a partida contra o Athletico- PR, neste domingo (02), às 11h (de Brasília), na Arena da Baixada, o jogador de 23 anos deve comandar o meio de campo do Tricolor carioca, já que Ganso será poupado.

Daniel supera passado de poucas chances e lembra desconfiança: “Falou-se que eu não conseguia ir bem em jogo grande”

Uma das boas revelações de Xerém, Daniel sofreu com poucas chances em seu começo no elenco principal. Rodou com três empréstimos ao Oeste e mais um ao Botafogo-SP, até ser reintegrado em meados de 2018 e, de novo, amargar a reserva. Com a chegada de Fernando Diniz, porém, conquistou seu espaço e, como o próprio disse, vem “provando seu valor” em sucesso da dupla com Paulo Henrique Ganso.

– Fico feliz de estar dando certo o nosso meio de campo, eu e Ganso juntos. Quando ele chegou, sempre me perguntavam, e sempre falei que seria boa a chegada dele e que poderíamos jogar juntos. E estamos conseguindo jogar bem. Fico feliz com minhas atuações contra adversários grandes. Muito se falou no começo do ano que eu não conseguia jogar bem em jogo grande, importante, e hoje estou provando meu valor – destacou.

Quinta-feira, no Maracanã, o meia serviu João Pedro, dono da goleada por 4 a 1 sobre o Atlético Nacional. Na entrevista na reapresentação, aliás, contou uma cena curiosa com o jovem de 17 anos, que marcou três vezes e, por isso, pôde ficar com a bola do jogo. A questão é que ele não sabia.

– Ele não acreditou muito em mim, achou que eu estava brincando. Eu falei: “Pega a bola, pega a bola!”. Ele falou: “É sério? Tá brincando comigo. O juiz vai me dar cartão!”. Acho que ele não assiste futebol, não, só joga! – disse, aos risos.

Apesar da empolgação com a vantagem que leva para a Colômbia no confronto da segunda fase da Sul-Americana, o Tricolor concentra suas atenções no compromisso deste domingo, contra o Bahia, em Salvador, pela 6ª rodada do Brasileirão.

– Será muito difícil. Virão embalados, a gente também… Tenho certeza que será um grande jogo. Procuram ficar bastante com a bola e são muito rápidos, os contra-ataques são muito rápidos. Temos de tomar muito cuidado – avisou Daniel.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Daniel diz que empate com Cruzeiro foi frustrante

Foto: FFC

Nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, o Fluminense realizou uma partida de amplo domínio diante do Cruzeiro, foram 20 chutes a gols contra apenas 1 dos mineiros, porém esse solitário lance se perigo terminou em gol, com o Flu buscando empate somente no último minuto de partida com João Paulo.

Daniel, titular na partida, em entrevista à Rádio Tupi lamentou o resultado, “Não tem como a gente sair feliz, não tem sabor de vitória, mas a gente pode conquistar a classificação lá em Minas. É frustrante martelar, finalizar mais, eles estavam sem oferecer perigo nenhum e conseguiram fazer um gol. A gente sabe que eles jogam assim, mas a gente conseguiu fazer o gol no finalzinho e podemos classificar lá em Minas”.

Flu volta a campo diante do próprio Cruzeiro sábado no Maracanã, mas agora pelo Campeonato Brasileiro.

ST,

Guga Assis

Daniel lamenta resultado negativo no Clássico Vovô: “Fica aquele sentimento ruim”

Meia afirmou que trocaria a boa atuação pela vitória diante do Botafogo

Foto: Mailson Santana / FFC

A derrota por 1 a 0 para o Botafogo teve um sabor amargo para o Fluminense. Dominante durante quase todo o jogo, o time de Fernando Diniz teve boa posse de bola e criou grandes oportunidades de balanças as redes, mas não conseguiu aproveitá-las e viu o rival marcar o gol da vitória na segunda etapa. Após a partida, o meia Daniel, titular no clássico, não escondeu a frustração pelo resultado negativo e afirmou que preferia sair de campo com os três pontos do que com a boa atuação.

“Eu trocaria a atuação pela vitória. Quando a gente joga bem e o time não consegue vencer o jogo, fica aquele sentimento ruim de que não adiantou muita coisa o que fizemos”.

Com as lesões de Bruno Silva e Airton, Diniz pode optar por manter Daniel na equipe titular para o duelo com o Cruzeiro, pelas oitavas da Copa do Brasil, na próxima quarta (15), às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. Caso o treinador mantenha o mesmo time que foi à campo contra o Botafogo, o meio-campo será formado por Allan, Daniel e Paulo Henrique Ganso.

Fernando Diniz justifica escalação de Guilherme e elogia Daniel: “Entrou muito bem”

Negociado para o Corinthians, Everaldo seguiu a decisão da diretoria, tomada em conjunto com Fernando Diniz, e deixou a delegação no Sul para retornar ao Rio de Janeiro. Abriu, então, uma vaga ao lado de Yony González e Luciano. Com Pedro no banco por precaução após lesão, o técnico promoveu a estreia de Guilherme, reforço anunciado nesta semana.

– Ele jogou comigo assim (como hoje). A recomposição defensiva dele pesou para ser escalado. Mas estava 50 dias sem jogar, deu a contribuição dele no jogo. Temos a semana toda para imaginar e preparar o time para o clássico contra o Botafogo – justificou Diniz.

Depois do início da reação ao 3 a 0 do Grêmio, o treinador resolveu largar o esquema com três volantes e, no lugar de Airton, apostou em Daniel, que não jogava desde o dia 10 de abril. A mudança tornou o Tricolor mais agressivo no segundo tempo, resultando na virada por 5 a 4 em plena Arena.

– A gente mudou com duas linhas de quatro e fizemos uma pressão mais organizada. Isso funcionou muito bem. Daniel entrou muito bem. É um jogador que eu gosto muito. Ele entrou e fez uma grande partida. A mudança na estratégia funcionou – elogiou.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Com improvisação e Daniel no meio-campo, Fluminense deve repetir escalação de quarta-feira

Assim como o Flamengo, que sacou Gabriel para pôr Uribe, o Fluminense deve ir a campo neste sábado com apenas uma mudança em relação à escalação do jogo no meio de semana. Fernando Diniz perdeu Paulo Henrique Ganso por expulsão no último encontro entre os rivais. A vaga, logo, deve ser de Daniel. Confira os relacionados:

São diversos os desfalques para o clássico, principalmente na zaga. Machucados, Digão, Léo Santos e Paulo Ricardo não jogam. Sobram só Matheus Ferraz e Nino, que serão titulares, além do reserva Frazan.

Com o volante Airton também lesionado, o treinador, já no empate em 0 a 0 com o Luverdense, precisou recolocar Caio Henrique no meio-campo, ao lado de Bruno Silva, e improvisar Ezequiel na lateral-esquerda. Essa composição deve ser repetida mais tarde.


Veja a escalação provável:

Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Ezequiel; Bruno Silva, Caio Henrique e Daniel; Luciano, Yony González e Everaldo.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Com belas jogadas e assistências, Daniel se destaca na vitória Tricolor

foto: Lucas Merçon / FFC

Embora o atacante Yony Gonzales tenha chamado atenção pelo(s) gol (s), o meia Daniel também conseguiu se destacar na vitória Tricolor.

O meia que foi bastante cobrado no primeiro jogo da equipe no ano, começou a partida de forma tímida, mas aos poucos foi se soltando e pegando mais confiança.

Participou ativamente dos lances de ataque, com participação direta em três dos quatro gols do Tricolor.

No primeiro, Daniel deu uma bela enfiada de bola para Luciano, que acontece o trabalho de rolar para o meio para Everaldo abrir o placar. Ainda no primeiro tempo, Daniel participou de um belo lance, quando deu uma linda caneta no adversário.

No segundo tempo, o meia demonstrou qualidade também na bola parada, quando em cobrança de falta na intermediária, “achou” Matheus Ferraz livre para fazer o terceiro gol.

Pra fechar, Daniel ainda fez uma bela enfiada de bola longa explorando a velocidade de Yony Gonzales no quarto gol.

Mesmo não sendo o meia dos sonhos do torcedor, o jovem jogador demonstrou que tem habilidade e qualidade para fazer parte do elenco Tricolor.

Clubes da Série B procuram o Fluminense por Daniel

Apenas com Sornoza como armador no elenco, o Fluminense pediu o retorno de Daniel, que estava emprestado ao Oeste, em meados do ano. Mas sua esperança de, enfim, ser valorizado nas Laranjeiras acabou, mais uma vez, frustrada. Foram só seis jogos desde agosto. 

Como parece esquecido no clube, Daniel vem sendo especulado no mercado da bola da Série B. Criciúma, Vitória e mesmo o Oeste se mostraram interessados na contratação, por empréstimo, do meia de 22 anos. As primeiras conversas, inclusive, começaram a acontecer.

Ricardo Rocha, assessor de futebol, e Doriva, treinador, apoiam a ida do jovem para o Criciúma. Por sua vez, o Oeste se agrada do jogador e, quando faz contato com o Fluminense, menciona a chance de um quarto empréstimo. Paralelamente, os times, que mantêm boa relação, decidem o futuro do goleiro Rodolfo.

Embora considere a saída de Daniel, o Tricolor prefere definir a questão a partir da chegada do novo técnico. Por exemplo, se houver acerto com Fernando Diniz, o meia, provavelmente, permanecerá na equipe, uma vez que os dois trabalharam juntos no Oeste, em 2016.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Marcelo Oliveira anuncia mais duas mudanças na inscrição da Sul-Americana

Daniel e Paulo Ricardo entram nas vagas de Renato Chaves e Robinho.

Após a vitória de 1 a 0 do Fluminense em cima do Atlético Mineiro, o técnico do Tricolor, Marcelo Oliveira, anunciou que a equipe terá mais duas mudanças na lista de inscritos para a Copa Sul-Americana. O zagueiro Paulo Ricardo e o meia Daniel entraram nos lugares de Renato Chaves, negociados com clube árabe e, Robinho, emprestado ao América Mineiro.

Desta forma, Cabezas, é o único contratado que não está na inscrito na competição. O atacanre que ainda não fez sua estreia pelo Tricolor ainda poderá ser inscrito na competição Continental caso o Flu chegue nas semifinais. Regulamento permite ainda mais duas trocas na semifinal.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Lucas Merçon

Top