fbpx

Primeira-dama do Fluminense assume torcida pelo Fla no passado: “Quem nunca trocou de time?”

Daniella Maximiano usou, no início da semana, uma rede social para responder a torcedores enfurecidos com a gestão do marido, Pedro Abad. Além de defender o trabalho do presidente, que termina o triênio em novembro do ano que vem, a primeira-dama e diretora-social do Fluminense esclareceu uma história que circula há tempos entre os tricolores: a de que ela, supostamente, torce para o Flamengo.

– Já fui mulamba e, antes de virar tricolor, em 2012, era América. Isso porque Pedro me pedia para ficar sem falar com ele por 2 horas caso o Fluminense perdesse. Eu, para não aborrecê-lo, torcia para o América. Não ligava – contou, antes de finalizar:

– Em 2012, quando nosso filho tinha 4 anos, o avô (flamenguista) queria que o neto torcesse e eu não deixei. Assim virei tricolor. Meu pai tinha dado uma cartela de adesivos do Flamengo e disse ao meu filho que iríamos dar a quem torcesse por aquele time. Mas nós somos Fluzão. Nunca iria permitir. Por anos, troquei de time mais uma vez. Só que dessa vez foi diferente. Me apaixonei.

Ainda com a desconfiança de internautas, ela publicou um vídeo em um jogo da campanha do tetracampeonato brasileiro do clube de Laranjeiras, em 2012, e lançou um questionamento. “Quem nunca trocou de time por amor?”, escreveu.

https://twitter.com/dannymaximiano/status/1065239224146907137

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top