fbpx

Após saída, Diniz convoca coletiva para esta tarde

Foto: Lucas Merçon / FFC

Após ser demitido do comando técnico do Fluminense, Fernando Diniz convocou uma coletiva para a tarde desta segunda-feira (19).

A coletiva foi convocada por conta do próprio treinador que foi dispensado do cargo na manhã desta segunda-feira (19).

Expectativa é que o treinador esclareça alguns pontos importantes, principalmente a pressão dos dirigentes.

Fim da linha: após derrota para o CSA, Fernando Diniz é demitido do Fluminense

Foto: Lucas Merçon/FFC

Após a derrota de 1 a 0 para o CSA dentro do Maracanã, o técnico Fernando Diniz não resistiu a pressão e foi demitido do comando técnico do Fluminense.

A saída do treinador foi confirmada pelo clube na manhã desta segunda-feira (19) em um breve comunicado enviado pelas redes sociais.

O clube ainda informou que vai buscar um profissional para assumir a função. Mas, por enquanto, Marcão assume interinamente.

Veja o comunicado:

O Fluminense FC desligou, na manhã desta segunda-feira (19/08), o técnico Fernando Diniz. O clube agradece ao treinador e deseja sorte em sua carreira.

A diretoria trabalha na contratação do novo treinador e o auxiliar técnico Marcão assume a equipe interinamente.

Balançou: derrota contra o São Paulo deixa futuro de Diniz ameaçado no Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Após a derrota de 2 a 1 para o São Paulo, na noite do último sábado (27), no Maracanã, manteve o Fluminense na 17º colocação, primeiro time na zona de rebaixamento.

O resultado, segundo o jornal Extra, deixou o técnico Fernando Diniz, ameaçado de demissão.

A pressão é fruto de uma péssima campanha do Tricolor neste início de Brasileirão: em 12 jogos, o Flu venceu apenas dois; empatou três e, perdeu sete vezes, somando apenas nove pontos em 36 possíveis.

A campanha igualou a pior do clube até aqui: a de 2008, quando o time que chegou à final da Libertadores daquele ano fez uma campanha rigorosamente igual nas 12 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro: duas vitórias, três empates e sete derrotas.

Assim como em 2008, o Fluminense chega forte na competição continental que disputa, dessa vez, a Copa Sul-Americana. Competição essa que pode ser a tábua de salvação do treinador. Caso passe pelo Peñarol, Diniz deve ganhar uma sobrevida no cargo e ganhar mais tempo para tentar a recuperação no Brasileiro. Em caso de eliminação, o treinador passa a ter grandes chances de ser demitido.

Após goleada no Maracanã, Paulo Autuori deixa o Atlético Nacinonal

Foto: Carl de Souza/AFP

A goleada de 4 a 1 sofrida pelo Fluminense na noite desta última quinta-feira (23), no Maracanã, culminou com a saída de Paulo Autuori do comando técnico do clube Colombiano.

O clima que já não era muito bom entre o treinador e os jogadores, se tornou insustentável após a goleada. Vale destacar que o treinador já havia pedido o boné no último domingo (19), quando o Atlético foi derrotado em casa, de virada, para o Deportivo Cali, por 3 a 1, mas foi convencido pela diretoria a seguir a frente do cargo.

Contudo, após a contundente derrota para o Flu, Autuori voltou a pedir demissão e, dessa vez foi atendido. Em nota, a direção do Atlético Nacional confirmou a saída do treinador:

“O Atlético Nacional informa que o professor Paulo Autuori renunciou ao cargo como treinador do time principal” – Disse a nota.

O clube inclusive já confirmou que Alejandro Restrepo, e seu auxiliar, Nicolás Herazo, comandarão o time já no domingo, contra o Deportivo Cali, pelo Colombiano. E deverão estar à frente também na próxima quarta-feira, quando o Fluminense visitar o estádio Atanasio Girardot podendo perder por até dois gols de diferença para avançar na Sul-Americana.

Após eliminação na Sul-Americana, Fluminense dispensa Marcelo Oliveira

Eliminado na Sul-Americana para o Atlético-PR e numa seca de mais de um mês sem gols, o Fluminense decidiu dispensar, nesta quinta-feira, o técnico Marcelo Oliveira, mesmo ainda sobrando um jogo para o fim do ano. Domingo, o clube decide a permanência na primeira divisão, contra o América-MG, no Maracanã. Fábio Moreno, auxiliar-técnico permanente, ocupará o cargo. 

Paralelamente às reclamações de torcedores na internet, havia, também, uma pressão grande de membros e conselheiros da Flusócio pela demissão de Marcelo. Alguns deles, inclusive, apoiavam a promoção de Léo Percovich, treinador da base, ao time principal. A derrota desta quarta-feira, para o Furacão, por 2 a 0, no Rio, tornou inviável a sequência do trabalho do profissional de 63 anos.

Contratado em junho, durante a pausa para a Copa do Mundo, Marcelo Oliveira assinou contrato que termina em dezembro e comandou o Fluminense em 33 jogos. Venceu 12, empatou 8 e perdeu 13, configurando um aproveitamento de 44,4%. Em nota, o clube confirma a demissão:

“O Fluminense Football Club comunica que Marcelo Oliveira não é mais técnico do clube. A decisão foi tomada pela diretoria após a sequência de resultados negativos que a equipe vinha tendo. Na partida contra o América-MG, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor será comandado pelo auxiliar técnico permanente do clube, Fábio Moreno. Este confronto é decisivo para o Flu permanecer na elite do futebol brasileiro”. 

Indicado por Abel Braga, Fábio Moreno, que assume a equipe na última rodada do Brasileirão, começou sua trajetória no Fluminense em 2012, como observador técnico. Na mesma função, foi campeão olímpico com a Seleção em 2016. Desde que deixou Laranjeiras, trabalhou na Ponte Preta e no Internacional. Retornou no início da temporada passada, ainda com Abel Braga, e se tornou auxiliar com Marcelo Oliveira.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top