fbpx

Nunca, nunca será só futebol: torcedor de 73 anos vive espectativa de conhecer elenco Tricolor

Foto: Arquivo Família

Sabe aquele torcedor apaixonado pelo Fluminense ? Esse é o seu Rosival. Um senhor de 73 anos e que tem o sangue Tricolor nas veias.

Vítima de um AVC há mais de quinze anos, que o deixou com sequela na fala e no lado esquerdo do corpo, seu Rosival viveu uma grande alegria nos últimos dias.

Apaixonado pelo Tricolor que ainda proporcional alguns momentos de alegria ao nosso senhorzinho, seu Rosival recebeu um vídeo do zagueiro Digão, o convidando para viver a experiência de conhecer o elenco tricolor e até mesmo ir ao estádio do Maracanã acompanhar um jogo do seu amado clube.

Devido a sua situação de saúde ser um pouco debilitada, a família estuda uma maneira de viabilizar o encontro, uma vez, que além do problema de saúde do seu Rosival, ainda têm a distância, pois a família reside em Guapimirim, região serrana do Rio de Janeiro.

Diante da dificuldade de locomoção de seu Rosival, um vídeo feito pelos jogadores do elenco já o encheria de imensa alegria, assim como ficou quando recebeu a homenagem do nosso zagueiro e capitão, Digão.

Léo Santos diz estar preparado para substituir Digão

Foto: Lucas Merçon/FFC

Zagueiro no entanto não poderá atuar na Copa Sul-Americana.

Sem Digão, fora dos gramados por aproximadamente dois meses por conta de uma fratura na fíbula, o técnico Fernando Diniz deve optar por Léo Santos como provável substituto do camisa 26.

Contratado por empréstimo junto ao Corinthians no início do ano, Léo Santos não foge da responsabilidade e se diz preparado para substituir o capitão Tricolor:

– O Digão é um cara muito querido pelo grupo, um dos mais experientes e me recebeu muito bem na minha chegada aqui no clube. Não sei muito sobre a lesão dele, mas sei que ficará um tempo fora. Só os médicos podem dizer melhor, mas sei da responsabilidade de substituir ele e estou preparado – afirmou Léo.

Vale destacar no entanto que o zagueiro não poderá atuar pela Copa Sul-Americana por já ter sido inscrito pelo Corinthians na competição.

Desfalque por dois meses, Digão diminui média de gols sofridos pelo Fluminense em 2019

Um dos líderes do elenco, Digão tem sido peça essencial para o sistema defensivo do Fluminense em 2019. Segundo o quadro “Espião Estatístico”, do Globoesporte.com, o zagueiro esteve em ação em 50% dos minutos jogados pela equipe na temporada. Com ele, apenas um gol sofrido – na final da Taça Guanabara, contra o Vasco. Sem ele, o número sobe para cinco.

As estatísticas evidenciam o quanto a lesão do jogador pode ser prejudicial ao time de Fernando Diniz. Digão, que não atuou na goleada por 3 a 0 sobre o Boavista, no meio de semana, desfalcará o Fluminense por dois meses devido a uma fratura na fíbula da perna esquerda. Por ora, não há necessidade de cirurgia.

Sem o camisa 26, Léo Santos, recém-emprestado pelo Corinthians, deve assumir a vaga ao lado de Matheus Ferraz, como em outras duas ocasiões. É o segundo problema físico do capitão no ano: o primeiro, logo na estreia no Campeonato Carioca, em janeiro, o afastou dos gramados por quatro jogos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Pior do que pensava: exame aponta lesão e Digão para por longo período

Foto: Lucas Merçon/FFC

Zagueiro se contundiu durante o segundo tempo da partida contra a Cabofriense.

O zagueiro Digão, que sequer foi relacionado para a partida desta quinta-feira (14) contra o Boavista, em Bacaxá, foi submetido a realização de uma ressonância que apontou uma fratura na fíbula do jogador.

O zagueiro que sofreu uma entorse na perna esquerda no segundo tempo do jogo contra a Cabofriense, fez tratamento conservador no local durante a semana e, como as dores não diminuíram, foi encaminhado para fazer uma ressonância magnética na manhã desta quinta-feira (14). O resultado não foi nada bom e diagnosticou uma fratura na fíbula.

O tratamento, inicialmente, requer imobilização no local, que a princípio deve afastá-lo das atividades por aproximadamente oito semanas.

Digão é reavaliado e não deve ser problema para quinta-feira

Na reapresentação do elenco após vencer a Cabofriense por 2 a 1, Digão passou por reavaliação física em razão das dores na panturrilha esquerda que o levaram a ser substituído aos 30′ do segundo tempo do jogo de domingo. Ficou decidido que ele não precisará realizar exames.

O zagueiro, que jogou a última rodada à base de injeção, sente menos dores no local e pôde acompanhar os colegas no treino regenerativo desta terça-feira. A tendência é de que ele vá a Saquarema quinta-feira enfrentar o Boavista.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Digão diz que alivia dores na panturrilha com injeção e quer se recuperar para enfrentar o Boavista

Aos 30′ do segundo tempo do jogo deste domingo, contra a Cabofriense, Digão precisou deixar o campo em maca. Na saída do Maracanã, após o Fluminense vencer por 2 a 1, o zagueiro disse que não suportou as dores na panturrilha, problema que o vem afetando há algum tempo. A solução para aliviar o incômodo é aplicar injeção no local.

– No fim, saí com uma dor que estava incomodando há muito tempo. Estava tomando injeção para jogar. Quando botei a perna esquerda como apoio, senti uma fisgada forte. Mas não vai ser nada grave nada, não. Vou estar pronto para a próxima partida.

Embora queira enfrentar o Boavista na quinta-feira, em Saquarema, o jogador depende de reavaliação, prevista para esta segunda, para saber se terá condições de atuar. Caso vire desfalque, Fernando Diniz deve optar por Léo Santos, recém-emprestado pelo Corinthians e que substituiu o veterano duas vezes: na última rodada e no empate em 1 a 1 com o Resende.

– Se preocupar, eu tomo injeção e jogo. Não tem problema nenhum. No momento ali deu uma dor bem chatinha, mas tenho certeza que quinta-feira vou estar inteiro para o jogo – declarou Digão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Cruzeiro pode ceder atacante para ter Everaldo

Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Ideia da Raposa É conseguir a liberação imediata do jogador.

O Cruzeiro está mesmo disposto a fechar com Everaldo e, ao que tudo indica, poderá ceder dois jogadores ao Fluminense para conseguir a liberação imediata do camisa 37 Tricolor.

Um desses jogadores seria Digão, que já está emprestado ao Fluminense até o final de 2019 e o Cruzeiro que tem contrato com o zagueiro até dezembro de 2020, toparia liberar o jogador em definitivo para o Flu.

A novidade no entanto é no outro nome. Um atacante, que segundo informou o site Saudações Tricolores, seria Sassá, que já atuou no Rio de Janeiro, defendendo as cores do Botafogo.

Digão ganha “prêmio” por gol contra o Bangu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Zagueiro fez um golaço para abrir os caminhos da vitória Tricolor.

O gol que o zagueiro Digão marcou diante do Bangu, na última sexta-feira (22) no Maracanã, foi eleito o gol mais bonito da rodada.

O zagueiro que abriu os caminhos para a vitovit do Tricolor diante do alvirrubro, acertou uma bela raquetada sem a menor chance de defesa para o goleiro Jeferson.

Com o belíssimo gol, Digão ganhou o “prêmio” de gol mais bonito da rodada, em escolha feita pela Ferj.

Acompanhe o golaço do capitão Tricolor:

Recuperado de lesão, Digão deve ser titular contra o River

foto: Héctor Werlang/Globoesporte.com

Zagueiro está afastado por lesão desde a estréia no Carioca.

Fora da equipe desde a estréia na Taça Guanabara, quando o Fluminense empatou em 1 a 1 contra o Volta Redonda, o zagueiro Digão se recuperou do estiramento na coxa direita e participou normalmente da atividade do Fluminense nesta segunda-feira (04) em Teresina, Piauí.

O zagueiro que já havia viajado com a equipe, mas não foi relacionado para a partida do último final de semana, quando o Flu perdeu para o Vasco por 1 a 0 no estádio Mané Garrincha, em Brasília, tem grandes chances de começar a partida que inicia a campanha do Tricolor na Copa do Brasil entre os titulares.

O Fluminense enfrenta o River, do Piauí, nesta terça-feira (05),  jogo único e que vale vaga na segunda fase da Copa do Brasil.

Com Digão e Yony em Brasília, Diniz considera escalar força máxima em clássico contra o Vasco

No sábado, o Mané Garrincha sedia o clássico entre Fluminense e Vasco, que decidem o primeiro lugar no grupo B da Taça Guanabara. O líder ganha a vantagem do empate e pegará um clube pequeno na semifinal, marcada para o dia 10.

Na chegada a Brasília, o técnico Fernando Diniz disse que considera escalar força máxima para o jogo. Ele, porém, não revelou se haverá jogadores poupados, tampouco a escalação que mandará a campo. 

A novidade entre os relacionados é Digão, que não atua desde a estreia na temporada, frente ao Volta Redonda, em razão de um estiramento na coxa direita.

— Podemos repetir a escalação, podemos poupar jogadores. Vamos conversar internamente com todos os departamentos envolvidos e depois tomar a melhor decisão. Mas os dois cenários são possíveis. Ainda não sei o que faremos – disse o treinador, na quarta-feira.

Com desgaste muscular, Yony González era dúvida, mas deve começar jogando. Ele havia sentido dores na perna esquerda, região da virilha, na goleada sobre o Americano. O problema persistiu contra Portuguesa e Madureira. Mesmo com dois amarelos, Airton também deve ser escalado.

A delegação viajou completa nesta sexta-feira, inclusive com possíveis desfalques no fim de semana, uma vez que o Fluminense não volta ao Rio após duelar com o rival. A próxima parada é o Piauí, onde a equipe encara, na terça-feira, o River, pela primeira fase da Copa do Brasil. 

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.


Top