De acordo com jornalista, Flu TV irá transmitir o Campeonato Carioca inteiro!

A transmissão via FluTv não será gratuita. No momento ainda não existe a definição de um valor. Segundo o jornalista Gabriel Amaral, ainda há todo um estudo em andamento para saber mais ou menos quantas pessoas assinariam o pacote, qual a melhor viabilidade, entre outras coisas mais. 

Em princípio, a transmissão seria feita via o YouTube do clube. Atualmente a plataforma tem cerca de 625 mil inscritos. Mas não está descartada a utilização de outras plataformas sem ser o YouTube. 

Fonte: Canal Raíz Tricolor

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Attachment.png

Ferj abre negociações pelo Carioca e Globo e SBT disputam o direitos se transmissão da competição

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro, a Ferj, já abriu negociações para a transmissão Campeonato Carioca de 2021 e, de acordo com o UOl Esportes, SBT e Globo estão na briga para realizarem a transmissão dos jogos.

Ainda de acordo com o UOL, a Ferj estuda um contrato em múltiplas plataformas, sem estar preso em uma só empresa, atingindo desta forma um valor similar ao arrecadado em anos anteriores. Com isso, SBT e Globo – que rescindiu o contrato de exclusividade com a federação no último Campeonato, são as principais interessadas.

Ainda há também possibilidade de exploração de uma plataforma de pay-per-view própria da competição. Nesse caso, cada clube ficaria com o percentual do que for arrecadado pela sua torcida. Quem acompanha as negociações do Carioca de perto prevê novidades para os próximos dias.

Pela proposta que está sendo alinhavada, os clubes poderiam conseguir até R$ 17 milhões, um valor próximo ao que era pago a Globo. Mas isso dependeria de atingir determinados parâmetros.

Detentoras do diretos nos anos anteriores, a Globo teria feito uma proposta em valores menores do que os R$ 120 milhões originais, porém, não foi aceito. Mas a emissora segue monitorando o caso. Assim, o SBT é apontado como principal candidato a ocupar a faixa de TV aberta, sendo exploradas ainda outras mídias para aumentar a renda.

Análise – Fim da Guerra de transmissão? ‘MP do mandante’ não deve ser votada pelo Congresso

Mesmo com 16 das 20 equipes da Serie A do futebol brasileiro se posicionando a favor, a Medida Provisória 984/2020, que prevê os direitos de transmissão para o mandante da partida, não deve ser votada pelo congresso brasileiro.

Caso se confirme, as leis de transmissão das partidas de futebol devem voltar a ser como era antes da ‘MP do mandante’, onde era necessário que as duas equipes envolvidas em um jogo precisavam ter contrato com a mesma emissora. Qualquer medida tem validade de 60 dias, podendo ser prorrogada “automaticamente por igual período caso não tenha sua votação concluída nas duas Casas do Congresso Nacional”

A alegação dada, pelo presidente da câmara, Rodrigo Maia, para a não votação, é de que a MP teria se tornado um instrumento político de Jair Bolsonaro contra a Rede Globo. A partir daí, com base no entendimento do político, entrasse o embate daqueles que seriam os ‘bodes expiatórios’, que são os clubes e as emissoras de TV.

Apenas quatro equipes são contrárias a Medida Provisória, o Fluminense é uma delas, juntamente com: Grêmio, São Paulo e Botafogo, que entendem que para haver uma mudança é necessário “cautela, informação e a busca por conceitos de regulação” – Comunicado do Grêmio –, além do “papel de cada player e os riscos envolvidos.” – Comunicado do Fluminense – Enquanto as outras 16, que inclusive, já fizeram um manifesto em conjunto, se colocam a favor das novas normas de transmissão. O movimento pró-MP é liderado pelo presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, que regressou a Brasília nos últimos dias, para pedir aos deputados que a medida fosse a votação.

Já em relação as emissoras, a batalha tende a ser mais intensa, uma vez que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou a tabela das primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro, baseada na MP 984.

O grupo ‘Turner’, que tem contrato com 7 equipes da Serie A, indicou que vai exibir as partidas quando os clubes nos quais têm vínculo forem os mandantes. Do outro lado o grupo Globo, contrário a medida, promete levar levar as questões para os tribunais, se necessário.

Por tanto, com a validade da MP até 18/08/2020 – quando completa 60 dias – e com uma data limite até 18/10/2020, caso haja a prorrogação. E tendo o término do Brasileirão somente para fevereiro de 2021, a tendência é que as batalhas judiciais envolvendo as transmissões dos jogos, infelizmente, ganhem destaque igual ou até mesmo superior ao espetáculo principal.

Por: Moises Costa
Foto: Divulgação mktesportivo

Site explica porque Flu não negociou transmissão do primeiro jogo da final do Carioca

Segundo o portal UOL, o Fluminense optou por não negociar os direitos de transmissão do primeiro jogo da final do Carioca, contra o Flamengo, por entender que, mesmo rescindindo o contrato, a partida na teoria seria da TV Globo, já que o clube tinha vínculo com ela para o Estadual desse ano.

Mesmo com aval da emissora permitindo a venda para outras emissoras, a cúpula Tricolor decidiu por exibir a primeiro confronto da decisão na FluTV.

Vale lembrar que a Rede TV! procurou o Fluminense, para a transmissão da final da Taça Rio na última quarta (8) e ouviu esta justificativa.

O Tricolor inclusive já anunciou nas redes sociais que a partida será transmitida de forma exclusiva pela plataforma do clube no Youtube.

TJD autoriza transmissão da final da Taça Rio na FlaTV

Na tarde desta quarta-feira (08), pouco mais antes da bola rolar para Fluminense e Flamengo, que se enfrentam pela final da Taça Rio, o Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) autorizou Flamengo a transmitir a final da Taça Rio na FlaTV.

Mandante da partida através do sorteio feito pela Ferj, o Fluminense se fez valor da Medida Provisória 984/2020 – que prevê os direitos de transmissão para o mandante da partida – já que a TV Globo, não iria exibir a decisão. Mas, o entendimento do TJD foi de que, como a decisão é em jogo único, ambos os clubes têm o direito a realizarem as próprias transmissões.

Fonte: Globoesporte
Foto: Divulgação

Ferj defende posicionamento do Flamengo e apoia transmissão na FlaTV

Poucas horas antes da bola rolar para Fluminense e Flamengo – que se enfrentam nesta quarta-feira (08), às 21h30, no Maracanã, pela final da Taça Rio – o embate em relação a transmissão da partida segue a todo vapor.

Isso por que nos bastidores a equipe da Gávea segue buscando o direito de transmitir a decisão pela FlaTV, tendo inclusive encaminhado um manifesto ao TJD-RJ (Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro). O repórter Venê Casagrande, do jornal ‘O Dia’ trouxe em primeira mão o texto feito pelo rubro-negro.

Pouco depois, o jornalista publicou um comunicado feito pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), onde a entidade se posiciona a favor do Flamengo dizendo que “Em razão do exposto não há como desconsiderar a razoabilidade do pedido deduzido pela Procuradoria”

No entendimento do rival o regulamento do Carioca foi feito antes da MP 984/2020 – que prevê que os mandantes dos jogos detém os direitos de transmissão – e que apesar de ser visitante na final, ele não terá o direito de ser mandante contra o Fluminense, já que a competição não terá o um jogo de volta. Por conta disso, deve ter, assim como o Tricolor, o direito de transmissão do confronto.

Fonte: O Dia
Foto: Úrsula Nery