fbpx

Fluminense prioriza quatro nomes em primeiras conversas sobre técnico para 2019

Em reuniões realizadas durante a semana, o Fluminense selecionou quatro nomes de onde, provavelmente, sairá o preferido a assumir o comando do time a partir de 3 de janeiro, quando o elenco se reapresenta para a pré-temporada. A princípio, estão descartados Ney Franco, ex-Goiás, e profissionais estrangeiros, como Diego Aguirre, ex-São Paulo.

As primeiras opções avaliadas foram Roger Machado, ex-Palmeiras, Dorival Júnior, ex-Flamengo, Jair Ventura, ex-Corinthians, e Gilson Kleina, ex-Ponte. Nenhum deles, por ora, foi procurado para negociação. Também considerados, Enderson Moreira (Bahia) e Maurício Barbieri (Goiás) estão empregados.

Roger Machado, talvez, leve vantagem por ser o plano A do presidente Abad em 2016, quando venceu a eleição. À época, porém, as conversas não evoluíram e o clube contratou Abel Braga, que pediu demissão em junho deste ano e deu lugar a Marcelo Oliveira, dispensado há uma semana. Dorival Júnior, com futuro incerto no Fla, em razão da eleição do fim de semana, surgiu no radar da diretoria durante a pausa para a Copa do Mundo.

No jogo que assegurou a permanência do Fluminense na primeira divisão, domingo, Fábio Moreno, auxiliar-técnico permanente, comandou a equipe.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Mais um não ! Assim como Zé Ricardo, Dorival recusa oferta do Flu

Diretoria segue com a intenção de fechar com o próximo treinador até o dia 26.

O Fluminense segue em busca de um novo nome para assumir o cargo de treinador da equipe, vago após a saisade Abel Braga. Contudo, a tarefa vai se mostrando ser bem complicada.

Após ouvir a recusa de Zé Ricardo que aguarda uma proposta da Arábia, a diretoria tricolor ouviu um não de Dorival Júnior, que alegou motivo de problemas de saúde na família para recusar o convite. Além disso, a própria diretoria tricolor já havia de assustado com o valor do salário pretendido pelo treinador em caso de um possível acerto.

Diante das duas recusas, a Fox Sports informou que a direção do Flu chegou a cogitar o nome do ex treinador e ídolo do clube, Ricardo Gomes, porém, ainda de acordo com a Fox,  o profissional está  vias de acertar com o Santos, onde assumiria o cargo de diretor de futebol.

 

 

ST, 

Douglas Wandekochen

foto: Marcos Ribolli

Pedida de Dorival assusta e treinador fica mais distante do Flu

Diretoria tricolor já analisa inclusive outros nomes.

Tido como o nome favorito para assumir o comando técnico do Fluminense, o treinador Dorival Júnior teria feito uma pedida acima do teto tricolor e com isso ficou mais improvável um acerto e o tricolor já começa a trabalhar com outras hipóteses.

De acordo com informações do UOL esportes e confirmadas pelo canal Flunews, os nomes de Guto Ferreira ex Bahia e Marcelo Cabo atualmente no CSA – 4° colocado da série B – são os que mais se aproximam de um acerto com o tricolor. Contudo, e possível que a direção do tricolor tente um novo contato com Dorival Júnior.

Vale destacar que a intenção da diretoria é definir o próximo comandante até o dia 26 desse mês, quando o elenco se reapresenta para seguir a preparação para o restante da temporada.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Marcos Ribolli

Após recusa de Zé Ricardo, nome de Dorival Júnior ganha força no Flu

Treinador é o nome favorito do presidente Pedro Abad.

O nome do técnico Dorival Júnior ganhou força após a recusa de Zé Ricardo e, surge como favorito para assumir o comando técnico do Fluminense.

O ex técnico do São Paulo é o favorito do presidente tricolor, Pedro Abad, que viu um bom desempenho no último trabalho do treinador quando comandou o Fluminense em 2013, mesmo não tendo livrado a equipe do rebaixamento na época.

O diretor executivo Paulo Angioni, que ainda não foi anunciado no cargo, trabalha ao lado de Abad e do vice de futebol Fernando Camargo para anunciarem o substituto de Abel até o dia 26, data marcada para a reapresentação do elenco.

Outro nome que surge como alternativa é onde Guto Ferreira, demitido do Bahia e que já teria sido inclusive sugerido aos dirigentes do flu.

 

ST,

Douglas Wandekochen

fonte: Globoesporte.com

Fluminense trabalha com dois nomes para técnico e busca selar negócio em uma semana

Essencial para recuperar o elenco do desgaste pela maratona de jogos, o recesso da Copa do Mundo servirá, também, para a diretoria resolver problemas acumulados. Entre eles, a grande novidade: a demissão de Abel Braga, consumada no sábado, em reunião com Pedro Abad. Depois de confirmada a saída do agora ex-técnico, o Fluminense trabalhar para contratar um substituto em uma semana – a ideia é ter um novo treinador à frente do time até o dia 26, data da reapresentação.

A busca é realizada pelo próprio presidente, em parceria com o vice-presidente de futebol, Fabiano Camargo. Os nomes que mais agradam nas Laranjeiras são Zé Ricardo, ex-Vasco, e Dorival Júnior, ex-São Paulo. Considerado o melhor de sua geração, Zé, que também treinou o Flamengo, talvez largue na frente. Dorival, no entanto, conta com a admiração de Abad – fã do trabalho do comandante desde antes de assumir a presidência do clube. O que era temido por torcedores, a possibilidade de Léo Percovich, responsável pela equipe do sub-20, ser promovido ao profissional sequer foi cogitada.

Com a saída de Abelão, a comissão técnica será reformulada. Leomir, auxiliar-técnico, e Manoel Santos, preparador físico, deixam o Fluminense. Estas são, por enquanto, as únicas baixas. Para o cargo principal, vale destacar que a diretoria dificilmente tentará alguém que esteja empregado.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Top