fbpx

Emanuel engrandece o olímpico do Fluminense e revela sua missão no clube

Aposentado do vôlei de praia há dois anos, Emanuel está longe de abandonar a rotina agitada. O ex-jogador, de 44 anos, acumula diversas funções, uma delas desempenhada no Fluminense. Em 2017, tornou-se diretor-executivo de esportes olímpicos do clube, ao qual rasgou elogios.

– Fiquei muito surpreso com o quanto o Fluminense é grande a nível de Brasil. Não tinha dimensão de como o clube é envolvido com o esporte olímpico brasileiro. Hoje, os saltos ornamentais do Fluminense são um dos melhores do Brasil. O polo aquático foi campeão brasileiro, da Copa do Brasil e vice da Liga Nacional. Temos o vôlei feminino na Superliga Feminina e o basquete se estruturando – conta.

A categoria, embora bastante valorizada internamente, é, por ora, pouco atrativa para o torcedor. A contratação de Emanuel, em setembro passado, fazia parte do processo de profissionalização do Fluminense. Para melhor esclarecer sobre seu cargo nas Laranjeiras, o campeão olímpico de Atenas, 2004, explicou seus objetivos.

– Minha contribuição é procurar novas tecnologias para que todos se sintam muito importantes. Minha missão é chegar um dia e dizer: “O Flu Olímpico é um dos melhores clubes do Brasil”. Precisamos tornar isso sustentável.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

Top