Volante Wellington projeta grande Campeonato Brasileiro com a camisa do Fluminense

O meio-campo do Fluminense, Wellington, 30 anos, vai para a disputa de seu 14⁰ Campeonato Brasileiro na carreira. A expectativa é alta, já que ele resume a temporada tricolor até aqui como boa e sabe da força do grupo tricolor.

Estou feliz por estar jogando mais um Brasileirão, um dos campeonatos mais difíceis do mundo. No Fluminense, o pensamento é sempre de vitória e de alcançar objetivos grandes, com pensamento de jogo a jogo, mas com objetivo de ser campeão – comentou.

Wellington também comentou sobre a estreia do Flu ser logo contra o São Paulo, no Morumbi, seu clube formador e onde disputou seu primeiro campeonato, em 2008, sendo campeão logo na estreia:

Será um jogo diferente para mim, pois passei 14 anos no São Paulo, clube que conquistei títulos e o Brasileiro está entre estas conquistas, em 2008. Tenho um carinho e um respeito muito grande pela instituição, mas sou Fluzão agora e vamos sempre com o objetivo de vitória – explicou.

O meio-campo também comentou sobre a sequência em jogos, calendário apertado na temporada e a forte maratona que o Fluminense sofrerá no restante do ano:

Estamos no caminho certo, o primeiro objetivo foi alcançado, agora vamos por mais. Sobre sequência nos jogos, fico tranquilo e trabalhando para estar preparado. Quando ganhar a oportunidade, estarei pronto para uma sequência de jogos. Sempre procurando ajudar meus companheiros e o clube a conquistar títulos que é o grande objetivo nosso – contou.

O Fluminense entrará em campo no próximo sábado (29), às 21h, contra contra o São Paulo, no Morumbi, em jogo válido pela estreia do Campeonato Brasileiro.

Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC

Já apresentado, Roger Machado ainda não tem data para estrear pelo Fluminense

O novo técnico do Fluminense, Roger Machado, foi apresentado de forma oficial neste sábado (27), quando participou de coletiva ao lado do presidente Mário Bittencourt e do diretor executivo de futebol, Paulo Angioni.

Contudo, apesar de já ter sido apresentado, o treinador ainda não tem uma seta definida para fazer sua estreia na beira do gramado pelo Flu. Embora a equipe estreie no Campeonato Carioca, na próxima quinta-feira (04), o time que vai à campo será o Sub-23, comandado por Ailton.

Roger, estreará somente no comando da equipe principal, que segue sem data definida de volta, uma vez que depende da decisão da Copa do Brasil para saber seu futuro. Em caso de vitória do Palmeiras, o Flu entra na Libertadores apenas na fase de grupoa. Já em caso de vitória do Grêmio, o Flu já terá compromisso no próximo dia 9 de março, contra o Ayacucho, do Peru.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Mesmo sem mando de campo, Fluminense estreará no Carioca 2021 no Maracanã

Embora o Campeonato Brasileiro tenha terminado na última quinta-feira (25), o Carioca 2021 inicia já na próxima semana, com o Fluminense entrando em campo na próxima quinta-feira (04), às 18h.

E o jogo que estava sem local definido foi confirmado para o Maracanã. A confirmação partiu da própria Ferj, que manteve o mesmo horário, às 18h.

A estréia do Tricolor é contra o Resende, mandante do jogo, clube que optou por levar a partida para o estádio, que é a casa do Flu.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Recém chegado, Michel Araújo participa de primeiro treino com elenco Tricolor

Um dia após a estreia com vitória no Campeonato Carioca, quando venceu a Cabofriense por 1 a 0, o Fluminense se reapresentou na manhã da última segunda-feira (20) no CT Carlos Castilho com novidades.

Uma delas, o uruguaio Michel Araújo, que já havia acompanhado a vitória da equipe no último domingo (19), e participou de seu primeiro treino com o elenco Tricolor. A outra, trata-se de um velho conhecido da torcida: o zagueiro Digão, que acertou sua permanência no clube na última quarta-feira (15), e participou do primeiro treino com o grupo em 2020.

Digão e Michel Araújo participam de treino pela primeira vez com o grupo Tricolor no CT Carlos Castilho. (Foto: Lucas Merçon/FFC)

Digão, que entrou em campo pela última vez na vitória do Fluminense por 2 a 1 sobre o Corinthians pela última rodada do Brasileirão 2019, vinha mantendo a forma física por conta própria. Já Araújo vem de inatividade desde o dia 5 de dezembro de 2019, quando entrou em campo pela última vez pelo Racing-URU, na derrotas por 3 a 2 para o Plaza Colônia, que culminou com o rebaixamento do Racing-URU. Na oportunidade, o novo jogador do Flu ainda anotou um dos gols da partida.

Devido ao longo tempo de inatividade, ainda não há previsão de quando a dupla que também aguarda regularização, ficar a disposição do técnico Odair Hellmann.

Enquanto isso, o Fluminense volta a campo nesta quinta-feira (24) para enfrentar a Portuguesa-RJ pela segunda rodada da Taça Guanabara, no Maracanã, às 20h. A partida deve marcar as estreias de Egídio e Yago Felipe.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Flu obtém liminar da justiça e novos atletas já podem estrear

foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense obteve uma ótima notícia nesta quarta-feira (23). O clube conseguiu a liberação judicial para registrar os novos contratados.

Em notícia publicada pelo portal NetFlu, dá conta que a Justiça determinou, em caráter de urgência, a liberação dos jogadores, salientando para isso que o caso não era da competência do foro do Espírito Santo, estado onde o Real Noroeste-ES havia entrado com uma ação.

Dessa forma o Tricolor poderá registrar os novos contratados Yony Gonzales, Mateus Gonçalves e Caio Henrique, além das renovações de Marlon e Nathan Ribeiro.

Vale salientar que o simples registro dos atletas não garante a participação dos jogadores na partida desta quinta-feira (24). Para que isso ocorra é necessário que tenham o nome publicado no BID (Boletim Informativo Diário) até o fim desta quarta-feira (23), para aí sim estarem aptos a entrar em campo.

Vale ressaltar ainda que a resolução do imbróglio liberou os atletas Fernando Neto e Wellington Silva para fazerem suas estreias por Paraná e Internacional respectivamente, uma vez que como tinham vínculo com o Fluminense, a ação movida pelo Real Noroeste os impedia de serem inscritos por seus novos clubes.