fbpx

Governo realiza reunião na FERJ, e Secretário de Esportes defende jogo aberto ao público

O clássico que decide o campeão da Taça Guanabara, neste domingo, está cercado por dúvidas. Com a sentença que determina portões fechados no Maracanã, o Governo do Rio de Janeiro realiza, neste momento, uma reunião com Fluminense e Vasco na FERJ, a fim de resolver o imbróglio.

– Estamos aqui em uma reunião para tentar dar um direcionamento a isso. Uma atitude por parte do Fluminense resolveria a situação. Estamos nesse caminho por um entendimento. Não ter jogo hoje, a própria polícia militar não está nessas condições. Uma atitude do presidente seria uma atitude nobre, para a realização da festa. Esta é a intenção de todos – declarou o Secretário de Esportes, Felipe Bornier.

A intenção de Bornier é demover Pedro Abad da ideia de proibir entrada dos 30 mil torcedores que compraram ingressos para o jogo. Ele quer que o presidente vá à Justiça e reconsidere seu posicionamento.

– O caminho de mais fácil entendimento, uma vez que está nesta parte judicial, seria essa atitude do presidente do Fluminense. Conseguiríamos resolver a situação e dar um encaminhamento positivo. Nossa intenção hoje é dar segurança para a população e ter o intuito da festa. E não provocar ainda mais um clima negativo. Que tenhamos de fato uma final à altura, com o torcedor.

Principalmente nas redes sociais, percebe-se que o clima entre as torcidas é ruim. Por isso, existe um temor por eventuais confusões no entorno do estádio. A rivalidade levou a PM a aumentar o efetivo para 400 policiais.

– O que vemos na internet é um clima negativo, que a gente não quer. O Governo quer ordem, quer, de fato, resolver a situação. E isso se resolve com entendimento, diálogo – disse Bornier, completando:

– De uma certa forma, a torcida já está se mobilizando para ir ao Maracanã. Nossa preocupação é que a polícia foi preparada para agir dentro do Maracanã. Não adianta você ter hoje 20, 30 mil torcedores do lado de fora sem jogo, se confrontando. Então estamos nos prevenindo para resolver.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Top