fbpx

Querendo trabalhar com Cuca, Felippe Cardoso apressa rescisão com o Fluminense

Fora dos planos do Fluminense para a sequência da temporada o atacante Felippe Cardoso já vem negociando sua rescisão de empréstimo junto ao Fluminense há algumas semanas. Porém, com a chegada de Cuca ao Peixe, o negocio deve enfim ser concretizado.

Cuca foi um dos responsáveis pela ida de Felippe Cardoso ao Santos, quando em sua última passagem pelo Peixe, em 2018, o treinador pediu a contratação do atacante que na ocasião defendia a Ponte Preta.

O atacante no entanto não conseguiu destaque no Santos, atuando apenas nove partidas e marcando um gol. Acabou sendo emprestado ao Ceará em 2019, onde mesmo não sendo titular absoluto, atuava com mais frequência, disputando 18 jogos e marcando dois gols. No início de 2020 foi emprestado novamente, dessa vez ao Fluminense, quando atuou em cinco oportunidades com a camisa tricolor, tendo marcado um gol em cinco jogos.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: Esporte News Mundo

Fora dos planos de Odair, quarteto pode deixar o Flu

Pouco aproveitados pelo técnico Odair Hellmann, a dupla Orinho e Felippe Cardoso não desempenharam um bom papel quando acionados pelo treinador e podem ter a passagem pelas Laranjeiras encurtada.

Segundo informou o portal UOL Esportes, a dupla que tem contrato de empréstimo com o clube até o final de 2020, pode nem cumprir o vínculo até o final.

Ainda sem um reserva para Egídio, atual titular da lateral esquerda, Orinho ainda segue treinando com o grupo principal, fato diferente de Felippe Cardoso. O atacante que chegou a entrar ao longo da final do Estadual contra o Flamengo, mas, mais uma vez não agradou e já treina em separado do grupo.

Pablo Dyego e Matheus Alessandro, crias da base do clube também vêm treinando em separado e não devem seguir no Flu. Ainda de acordo com o UOL, a dupla já teria sido informada inclusive que estariam livres para procurar outra equipe.

De saída? Felippe Cardoso pode ser devolvido ao Santos

Contratado início do ano, o atacante Felippe Cardoso, pode estar próximo de deixar o Fluminense. Isso porque, segundo o portal ‘UOL’, com a chegada de Fred e a ascensão de Evanilson, o jogador de 21 anos, deve perder ainda mais espaço com Odair Hellmann. Com isso existe a grande possibilidade do centroavante ser devolvido ao Santos, clube ao qual pertence.

Pelo Flu, Felippe Cardoso atuou seis vezes e marcou apenas um gol, na goleada sobre o Bangu, na Taça Guanabara. A avaliação interna é que o jogador ainda precisava de um maior processo de maturação, mas sem espaço, não terá oportunidades para isso no clube.

Fonte: Explosão Tricolor / UOL
Foto: Fluminense Football Club

Após goleada contra Bangu, Felippe Cardoso faz uma autocrítica sobre partidas passadas do Flu

Autor do quatro gol na partida deste domingo (26) contra o Bangu, Felippe Cardoso destacou sua persistência na jogada e fez uma autocrítica em relação à participação nos jogos contra Cabofriense e Portuguesa:

– Eu não desisti da jogada, a bola foi curta. Imaginei que ele ia proteger e fui feliz de colocar o pé e a bola ter entrado. Motivo de muito alegria vestir essa camisa sagrada que é a do Fluminense. O Odair sempre dando oportunidade, conversando, pedindo paciência, porque é assim mesmo.

– Tenho consciência que nos dois primeiros jogos eu não fui bem, mas eu tenho a plena convicção que eu posso dar o meu melhor e ir bem. Jogadores experientes sempre passam experiência aos mais novos. Estou muito feliz.


Foto: André Durão

Fonte: Globo Esporte

Novos reforços, Caio Paulista e Felippe Cardoso já tem numeração definida

Anunciados oficialmente como jogadores do Fluminense na última terça-feira (7), os atacantes Caio Paulista e Felippe Cardoso tiveram a numeração que vão utilizar no uniforme definidas.

Nesta sexta-feira, os jogadores tiveram o primeiro contato com a imprensa e na oportunidade revelado que vestirão as camisas de número 18 para Caio Paulista e 19 para Felippe Cardoso.

Os números foram utilizados na última temporada por jogadores que não estão mais no elenco. Luciano e Wellington Nem vestiram a camisa 18 enquanto Caio Henrique, negociando com o Grêmio, vestiu a 19.

Além dos números, os nomes que os atletas usarão no uniforme também foi revelado, com Caio Paulista usando apenas “Caio” e Felippe Cardoso, usando “F. Cardoso”.

Fluminense anuncia primeiras contratações para 2020: Caio Paulista e Felippe Cardoso

Caio Paulista e Felippe Cardoso, de 21 anos, são os primeiros reforços do Fluminense para 2020. Ao lado de Egídio e Henrique, cada vez mais perto das Laranjeiras, o ex-jogador do Avaí, com passagem pela base do Tricolor, realizou exames médicos em uma clínica do Rio de Janeiro na tarde desta quarta-feira. Pela manhã, os novos contratados acompanharam o restante do elenco na reapresentação no CT Carlos Castilho.

Emprestados, respectivamente, por Tombense e Santos, os atacantes Caio e Felippe assinaram por uma temporada. O contrato deste segundo possui opção de compra fixada.

Caio Paulista: “É um momento muito importante para mim. Estou bem motivado. Já joguei no Flu na base. Coloquei na minha cabeça que um dia eu iria voltar e esse dia chegou. É muito gratificante para mim. Que seja um ano de muitas conquistas e realizações”.

Felippe Cardoso: “Estou muito feliz com essa oportunidade na minha carreira e espero corresponder todas as expectativas. Chego num grande clube, com uma estrutura muito boa e tenho certeza que 2020 será um ano ótimo para o Fluminense. Espero fazer parte disso e ajudar o time na conquista dos objetivos. É um clube que já teve grandes jogadores da minha posição e isso me motiva ainda mais para chegar e realizar um bom trabalho. Vou me dedicar ao máximo. Agora é fazer uma boa pré-temporada”.

Pelo Avaí, rebaixado à Série B do Brasileirão, Caio Paulista disputou 35 jogos em 2019, sem marcar gols. Felippe Cardoso, por sua vez, jogou pelo Ceará no ano passado e balançou a rede duas vezes em 18 partidas.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Reforços do Fluminense vão ao CT e passam por exames médicos em clínica do Rio

Prestes a serem anunciados como reforços do Fluminense, Egídio, Henrique, Yago Felipe e Caio Paulista acompanharam o restante do elenco na reapresentação no CT Carlos Castilho, na manhã desta quarta-feira.

Logo depois, os jogadores se encaminharam a uma clínica em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro, para passar por exames médicos. O próximo passo é a assinatura do contrato.

Dos quatro, somente o lateral-esquerdo Egídio, que rescindiu com o Cruzeiro, acertou em definitivo, por um ano. Chegam por empréstimo até o fim de 2020 o volante Henrique (Cruzeiro), o meia Yago Felipe (Vitória) e o atacante Caio Paulista (Tombense).

Cedido pelo Santos, o centroavante Felipe Cardoso já havia concluído a etapa de avaliação clínica. É aguardado nesta quinta-feira na Cidade Maravilhosa o volante Hudson, contratado por empréstimo junto ao São Paulo. Ambos fizeram acordo de uma temporada.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.
Fonte: GloboEsporte.com.

Mário Bittencourt diz ter “cinco ou seis contratações encaminhadas”

Mesmo sem nenhum reforço apresentado, o Fluminense, segundo o presidente Mário Bittencourt, evolui em negociações para encorpar o elenco de Odair Hellmann, que se apresenta no dia 8 de janeiro, no CT.

— Temos cinco ou seis contratações bem encaminhadas. Mas tenho uma filosofia de falar em jogador só quando assinar contrato, porque pode haver reviravolta.

O dirigente associou, principalmente, à crise financeira a demora para oficializar contratações.

— É bem nítido que o mercado está pouco aquecido. Poucos jogadores apresentados nos clubes, exceto naqueles que têm poderio financeiro. Os clubes passam por dificuldade financeira, então vão tentando boas opções. Mas há uma concorrência. Trabalhamos no fim de ano, tivemos reunião nos dias 30, 31… Temos bastante coisa adiantada. Não vou citar nomes porque abre concorrência e aumenta o valor.

Mário, apesar do sigilo quanto à movimentação no mercado da bola, confirmou Yago (ex-Goiás), Caio Paulista (ex-Avaí) e Felippe Cardoso (ex-Ceará) como prováveis novidades para 2020. Os três dependem da aprovação nos exames médicos para assinarem contrato.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top