fbpx

Prazo de pagamento vence, e Fluminense conversa com a Udinese sobre dívida por Marquinho

A dívida do Fluminense por Marquinho, segundo o determinado pela FIFA, deveria ser paga até o final de março. O prazo venceu, e a pendência ainda está em aberto. o débito, corrigido por juros, é de 1,3 milhão de euros (R$ 5,2 milhões, na cotação atual).

A compra de 100% do meia, acertada à época de Peter Siemsen, custou 1 milhão de euros (R$ 4 milhões, na cotação atual). A quitação deveria acontecer em 2017, na gestão de Pedro Abad, mas as dificuldades financeiras impediram a regularização da situação.

O clube teme uma eventual punição da entidade máxima do futebol e, por isso, retomou conversas com os italianos, em busca de um acordo. A diretoria verde, branco e grená confirma:

“O Fluminense busca acordo com a Udinese, com conhecimento da Fifa, tendo inclusive protocolado petição no processo movido na entidade pelo clube italiano”.

Antes de o caso ser comunicado à FIFA, a Udinese recusou uma proposta do Fluminense. O Tricolor ofereceu parte de eventual futura venda de Richarlison, agora no Watford.

Mesmo machucado, Marquinho figurou a lista de dispensa anunciada em dezembro e deixou o clube. A medida visava reduzir os gastos da folha salarial.

Em sua segunda passagem pelas Laranjeiras, o atleta fez 41 jogos e três gols.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fluminense descumpre acordo por Marquinho, e Udinese aciona a Fifa

Marquinho foi contratado, em julho de 2016, e dispensado, em dezembro de 2017. Passou pouco mais de 500 dias no Fluminense, que ainda deve à Udinese o pagamento da compra do meia.

Na ocasião, o presidente era Peter Siemsen. O negócio envolvia a aquisição de 100% dos direitos econômicos por 1 milhão de euros (R$ 4 milhões, na cotação atual). As partes acertaram que o valor deveria ser depositado em 2017, quando Pedro Abad assumiu a presidência. A dificuldade financeira, porém, atrapalhou o cumprimento do acordo, que agora gera problemas aos tricolores.

Campeão brasileiro em 2010, Marquinho foi dispensado após um ano e meio nas Laranjeiras. (Foto: Nelson Perez)

Em razão da cobrança da Udinese, o Fluminense tentou uma proposta, recusada pelos estrangeiros. Tratava-se de garantir ao time italiano parte do que for lucrado com eventual futura venda de Richarlison, hoje no Watford- ING.

O Tricolor, mesmo acionado pela Fifa, ainda conversa por um consenso. No entanto, a entidade determinou, após avaliação do caso, que o pagamento seja feito até 31 de março. Do contrário, será aplicada uma sanção ao time de Laranjeiras. A dívida, com juros, é de 1,3 milhão de euros (R$ 5,2 milhões, na cotação atual).

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

Top