fbpx

Após vitória, tricolores usam a internet para zoar o rival

Foto: Lucas Merçon/FFC

E mais uma vez a alusão ao cheirinho não ficou de fora.

Após a vitória de 1 a 0 do Fluminense sobre o Flamengo, a torcida Tricolor não perdeu tempo e foi logo pra “grande rede” zoar o rival.

Dentre tantos memes, os tricolores usaram duas paródia do programa humorístico, Chaves, para fazer mais uma vez alusão ao tradicional cheirinho, que é sempre lembrado pelos rivais toda vez que o Flamengo é eliminado de um campeonato.

Acompanhe os vídeos: 

Autor do gol da vitória, Luciano comemora: marcar num Fla-Flu é diferente

Foto: J. Ricardo Fernandes

Atacante marcou aos 47 minutos do segundo tempo.

Autor do gol da classificação do Fluminense à final da Taça Guanabara, o atacante Luciano comentou sobre a alegria de marcar um gol no maior rival do Tricolor:

– Marcar num Fla-Flu é diferente. Eu tinha te falado outro dia sobre isso. Vi a jogada rápida ali, quando o Caio roubou a bola, o Airton ligou logo para o Yony, que rolou e eu tive a felicidade de acertar um chute bem colocado. Fico muito feliz com isso – comentou o atacante.

Antes disso, má saída do campo logo após o final do jogo, o atacante comentou sobre a possível vantagem técnica do Flamengo:

– Outro dia eu falei na coletiva, que futebol se ganha onze contra onze e não que investiu mais e em salário de jogadores. Hoje isso ficou vem claro, fomos superiores durante o jogo quase todo. Os caras quase não tiveram chance há não ser em uma cabeçada. E, sobressaiu o trabalho: uma mês quena gente sai duas horas da tarde, oito horas da noite. E graças a Deus a gente foi presenteado – falou o jogador.

Em preto e branco, Fluminense homenageia vítimas do Ninho

O Tricolor fará toda a cobertura da partida em preto e branco.

Flamengo e Fluminense entram em campo logo mais para decidirem uma vaga à final da Taça Guanabara.

Em partida que promete uma gigantesca carga emocional ainda por conta da tragédia ocorrida na última sexta-feira (08) no Ninho do Urubu, quando um incêndio vitimou 10 atletas da base rubro-negra.

Diversas homenagens vem sendo preparadas antes da bola rolar. E, o Flu não ficou de fora dessa. O clube das Laranjeiras anunciou que fará toda a cobertura da partida em preto e branco, em luto aos meninos falecidos no incêndio.

Vale destacar que o Vasco também prestou sua homenagem aos meninos. Em seu primeiro jogo pós tragédia, o cruz maltino entrou em campo com uma pequena bandeira do Flamengo em sua camisa.

Dia de Fla-Flu: Recordar é Viver…

Foto: Divulgação/FFC

Guerreiros da Sul, Tricolores e Tricolindas: Hoje é dia de Fla – Flu ! O clássico mais charmoso do Futebol brasileiro.

O meu primeiro eu tinha uns oito ou nove anos, criança, encantado com aquelas cores. Com a vibração e alegria da torcida TRICOLOR ! Detalhes do jogo ? Não lembro (Kkk). Mas com certeza naquele momento começou uma PAIXÃO !

Os anos foram passando, virando adolescente e começou aquela fase de ir ao Maraca já sem a companhia dos pais e sim dos amigos. Período em que começa às aventuras e fatos que ficam em nossas memórias. Sou da época da geral, da cadeira azul, da arquibancada sem divisão nenhuma. Há não ser aquele corredor humano de policiais, um em cada degrau.

Aí os meninos da Bravo 52 irão perguntar: como assim ? Isso mesmo molecada, e as rampas não eram uma para cada torcida não. Todos ficavam juntos e misturados. Formava-se aquele tumulto na entrada, uma multidão de camisas misturadas e embaralhadas em meio a um empurra empurra só. Pulavam a roleta, pulavam os muros, passavam dois juntos. Mas confusão ? Brigas ? Na entrada, jamais. Na saída: descia as rampas cada torcida na sua metade. Cantando, zoando lado a lado com o adversário. As vezes até tinha uma confusão, mas como chamávamos na época: NA MÃO, sem covardia ou excessos e, terminava logo. Época boa, onde os seres humanos se respeitavam e valorizavam a vida também.

Quantas vezes ia lá para baixo zoar os geraldinos !? Na época existia a FLA GERAL. A Coca-Cola era vendida por verdadeiros astronautas: com uma carcaça imensa nas costas. Ganhava-mos um copo de papel e os vendedores injetavam aquela espuma toda no copo. Mas o refrigerante, era o de menos: o importante era o copo, para urinar dentro e fazer chover na geral, em cima da mulambada. Hoje sei que era errado, reprovável. Mas passou.

A torcida deles sempre foi maior. Empurrava o cordão humano de policiais, onde andavam de 20 em 20 metros e, cada espaço desse que ganhavam do nosso lado era comemorado como um gol por eles.

Me recordo de uma vez que se aproximaram muito da Young, no saído Giesta. Aí, despertou o espírito de guerreiros que sempre tivemos – uma das cenas mais lindas que vivenciei no Maracanã – a torcida tricolor toda se locomoveu em direção aos policiais para que os rubro-negros parassem de andar. Deixamos claro que: aqui é o limite. CHEGA ! No canto ficava a nossa Jovem Flu – camisa vinho – torcida que já foi umas das maiores, e sempre se posicionava colada na tribuna, onde hoje em dia ficou um buraco.

Enfim, Fla – Flu é especial !

O careca do talco lá embaixo andando de um lado para o outro nervoso, que sempre ao receber uma doação jogava o talco, sempre com aquele sorriso de dentes amarelos e aquela cara gorda, branca e redonda.

Sempre que chegava perto do fim dos jogos eles cantavam aquela música: “OH MEU M ……. !!! EU GOSTO DE VC” ! Vou contar para vocês: era sinistro, 100 mil vozes. Era a música mais possante deles, o Maraca tremia !

Mas, em um Fla Flu histórico, Duílio bateu uma falta curta para Deley que lançou Assis e, na saída de Raul: Golllllllll ! Aos 45 minutos do segundo tempo. Aquela música estrondosa foi bruscamente interrompida, que espetáculo ! Explosão de alegria, não acreditávamos !

Dali em diante, em todo Fla-Flu, quando começavam a cantar, nós retrucavamos: “RECORDAR É VIVER, ASSIS ACABOU COM VC !”

Aí, em um toque de mágica, como um nocaute, paravam na hora. Daí surgiu o: “SILÊNCIO NA FAVELA !” Enfim, SAUDADES para os antigos e NOVIDADE para os novos !

E HJ ? É DIA DE FLA – FLU !

Os onze de Diniz: treinador deverá repetir no Fla-Flu a equipe que goleou na estréia da Copa do Brasil

Foto: Lucas Merçon/FFC

Marlon deve ser mantido no lugar de Mascarenhas, fora por caxumba.

Ainda sem poder contar com o meia e maior reforço recente do Flu, Paulo Henrique Ganso, o Tricolor está praticamente definido para encarar o Flamengo em uma das semifinais da Taça Guanabara.

Para a partida, o técnico Fernando Diniz deve manter a mesma equipe que goleou o River-PI, na estréia da Copa do Brasil na semana passada. Dessa forma, Marlon segue como titular da lateral esquerda, substituindo Mascarenhas, fora por caxumba.

Dessa forma, o provável time Tricolor irá iniciar o Fla-Flu, de ser o seguinte: Rodolfo; Ezequiel, Digão, Matheus Ferraz e Marlon; Airton, Bruno Silva e Daniel; Everaldo, Yony Gonzales e Luciano.

Ganso, novo reforço, não pode atuar pois as inscrições para a Taça Guanabara se encerraram antes da assinatura de contrato do jogador com o clube. O lateral direito, Gilberto,que voltou aos treinos nesta quarta-feira (13), também segue de fora da equipe.

 

Em coletiva, Arão elogia Diniz: “Tem um estilo único”

Foto: Divulgação/CRF

Jogador ainda declarou que espera um jogo muito complicado.

Escolhido para participar da entrevista coletiva da equipe do Flamengo nessa quarta-feira (13), o volante William Arão comentou de como espera ser o jogo entre Flamengo e Fluminense.

Na visão do volante, o jogo tem tudo para ser muito equilibrado e, aproveitou para elogiar o estilo de jogo do Fluminense:

– A gente espera um jogo difícil, jogo complicado. Fendando Diniz tem um estilo único de montar as equipes deles – disse o jogador.

Arão ainda comentou sobre a vantagem rubro-negra, que garante a classificação com qualquer empate:

– Nós vamos entrar pra atacar, manter a bola e esquecer o empate de início. A gente não pode entrar pensando em empatar – concluiu o volante.

Flamengo e Fluminense se enfrentam nesta quinta-feira (14) às 20hrs30, no Maracanã, quando decidem uma vaga para a final da Taça Guanabara.

Com direito a VAR, Ferj divulga equipe de arbitragem do Fla-Flu

Foto: Divulgação

O sistema será utilizado nas semifinais e finais de turno, além da final do Estadual.

Aguardados por muitos, o Fla-Flu desta quinta-feira (14) irá definir um dos finalistas da Taça Guanabara 2019.

Para comandar a partida, a Ferj escalou o árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda, de 39 anos. Ele será auxiliado por Silbert Faria Sisquim e Michael Correa.

Rodrigo apitou ao todo três partidas nessa atual edição Estadual: ainda na seletiva ele apitou a vitória do Macaé sobre o Goytacaz por 2 a 1. Já na fase de grupos da Taça Guanabara, comandou o empata de 0 a 0 entre Botafogo e Bangu, além da vitória do Flamengo de 3 a 1 sobre o Boavista.

A partida ainda contará com a presença do árbitro de vídeo, o VAR, sistema que será utilizado nas semifinais e finais de turno, além da final do Estadual.

Acompanhe a equipe completa de arbitragem:

Árbitro 1: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Auxiliar 1: Silbert Faria Sisquim

Auxiliar 2: Michael Correia

4º árbitro: Grazianni Maciel Rocha

VAR: Bruno Arleu de Araújo

AVAR: Luiz Cláudio Regazone

Apoio VAR: Daniel de Sousa Macedo

Supervisor VAR: José Carlos Santiago

Resta um: setor Sul é o único local com ingressos disponíveis para o Fla-Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

Mais de 40 mil bilhetes já foram comercializados.

O Fla-Flu desta quinta-feira (14) está com promessa de “casa cheia”. Com mais de 40 mil ingressos já vendidos, o clássico têm a expectativa de alcançar o maior número de públicos desse estadual.

Contudo, a maior parte do público deve ser de torcedores flamenguistas, que já esgotaram todos os setores destinados a sua torcida, restando apenas a comercialização dos ingressos no setor Sul, local destinado aos tricolores.

Procurado pela nossa reportagem, o Fluminense não se pronunciou para informar quantos ingressos já haviam sido vendidos e quanta consequentemente ainda haviam por vender. No entanto, as vendas seguem durante toda essa quarta-feira (13) e quinta-feira (14) até às 17hrs nas Laranjeiras e, no Maracanã, depois das 17hrs de quinta-feira (14).

Em acordo com o Flamengo, mandante da partida, o Fluzão conseguiu também a liberação para compras on lines por parte de sei torcedor.

Vale destacar que a torcida tricolor tem o hábito corriqueiro de chegar em maior número momentos antes das partidas.

Mesmo com alerta de temporal, Ferj mantém datas da Taça Guanabara

Depois dos jogos serem adiados por conta da tragédia do Ninho, a chuva agora era a ameaça.

Começou a circular na tarde desta terça-feira (12) rumores de qua as semifinais da Taça Guanabara pudessem novamente ser reagendadas.

Depois de serem adiadas por conta da tragédia no Ninho do Urubu, quando um incêndio vitimou 10 atletas da base rubro-negra, o alerta de forte chuva que está previsto para cair na cidade do Rio de Janeiro a partir desta quarta-feira (13) fez com que levantes se a possibilidade de remanejamento BA partida entre Vasco x Resende, previsto para acontecer nesta quarta-feira (13).

Contudo, após uma reunião entre os representantes dos clubes, a Ferj e autoridades do BEPE (Batalhão Especial de Patrulhamento nos Estádios) ficou determinado a permanência do joga entre Vasco e Resende para quarta-feira (13) com o Fla-Flu permanecendo na quinta-feira (14).

A manutenção das datas foi confirmada pela própria Ferj através do perfil oficial da entidade pelo Twitter.

Ainda na tarde desta terça-feira (12) chegou a ser levantada a hipótese de as duas partidas acontecerem no mesmo dia, porém como a própria Ferj explica em seu Twitter oficial, a PM inviabilizou esta opção.

Às vésperas do clássico, Fla-Flu do Créu completa 11 anos

Foto: Divulgação/FFC

Na ocasião, o meia anotou o hat-trick diante do rival.

No dia 10 de fevereiro de 2008 Flamengo e Fluminense se enfrentavam pela fase grupos da Taça Guanabara. Já classificados na ocasião, ambas as equipes foram à campo com os times reservas, melhor para o Fluminense, que aplicou uma goleada por 4 a 1, com a partida ficando conhecida como o Fla-Flu do creu. Funk de sucesso na época e dançado por Thiago Neves durante as comemoração do terceiro gol.

Com todos os gols saindo só na segunda etapa, o Tricolor viu o Flamengo abrir o placar com Kleberson, mas Thiago Neves, em noite inspirada, anotou três gols, sendo dois de falta, virando o jogo para o Fluzão. O volante Maurício ainda fechou o placar.

No terceiro gol, Thiago Neves, que ainda buscava seu espaço na equipe Tricolor, comemorou o gol fazendo a dança do Créu, funk de maior sucesso no momento. Com a comemoração o meia caiu nas graças da torcida tricolor, que batizou o jogo como o “Fla-Flu do Créu”

Acompanhe o vídeo com os melhores momentos da partida:

Top