fbpx

Gilberto lamenta desatenção no primeiro gol do Flamengo: “Ficamos conversando”

Lateral tricolor afirmou que o sistema defensivo ‘deu bobeira’ no gol marcado por Bruno Henrique logo aos três minutos de jogo

Foto: Lucas Merçon / FFC

Dominado praticamente durante o jogo todo, o Fluminense perdeu por 2 a 0 para o Flamengo no Maracanã e viu sua situação no Campeonato Brasileiro voltar a se complicar bastante. Após a partida, Gilberto lamentou bastante um lance em especial: o primeiro gol do rival, logo aos três minutos de partida. No lance, Bruno Henrique recebeu cruzamento e subiu soberano para marcar e colocar o Rubro-negro em vantagem.

De acordo com o lateral-direito tricolor, o sistema defensivo ‘deu bobeira’ e acabou pagando pela desatenção. Porém, Gilberto afirmou que é importante virar a página e vencer o próximo jogo, contra a Chapecoense.

“A gente deu bobeira no primeiro gol, ficamos conversando e o cara bateram curto, desmontou a nossa defesa. Temos que levantar a cabeça, porque o campeonato é difícil e temos que ganhar o próximo jogo”, disse.

Parcial indica baixa procura de ingressos por parte da torcida Tricolor para o Fla-Flu

O clássico entre Fluminense e Flamengo deste domingo (20) é de suma importância para as pretensões do Tricolor para fugir da parte de baixo da tabela, porém, a procura por ingresso por parte da torcida não está sendo muito alta.

De acordo com informações apuradas pelo Canal Flunews a torcida Tricolor adquiriu apenas 1600 bilhetes até o meio dia deste domingo (20), faltando cerca de seis horas para o jogo.

Em contra partida, a torcida do Flamengo deve comparecer em massa, uma vez que já haviam esgotado todos os ingressos destinado ao público rubro-negro.

De acordo com repórter, flamenguistas já teriam esgotado todos seus ingressos para o clássico

O clássico Fla-Flu, que será realizado no próximo domingo (20) deve ser mais uma vez de casa cheia, porém, com a grande maioria de rubro-negros.

De acordo com informações do repórter Marcos Coelho, da Rádio Tupi, a torcida do Flamengo já teria esgotado todos os ingressos disponíveis para o setor Norte, além da carga destinada ao setor misto, restando apenas ingressos do setor Sul, destinados a torcida do Fluminense.

A venda para o confronto esta aberta desde quinta-feira (17) pela manhã e, desde o início a procura por parte dos rubro-negros tem sido realmente grande.

Gabriel explica pedido a Jorge Jesus para enfrentar o Fluminense: “Todos os jogadores do mundo querem jogar Fla-Flu”

Semana de Fla-Flu é sempre especial, inclusive para os jogadores. Do lado de lá, Jorge Jesus prometeu escalar o que possui de melhor, a começar por Gabriel. O centroavante, após triunfo sobre o Fortaleza na quarta-feira, revelou pedido ao técnico português para disputar o Clássico Mais Charmoso do Brasil, no Maracanã, às 18h de domingo.

— Acho que ele tem esse costume de não poupar ninguém. Todos os jogadores do mundo querem jogar um Fla-Flu. Temos hoje e amanhã para descansar e chegar no Fla-Flu muito bem. Temos tempo para trabalhar ainda. Então, vamos ver o que ele vai fazer para esse jogo. Mas creio que jogar no Flamengo, no Maracanã lotado e contra um grande time, é algo que todos os jogadores querem. Eu pedi para ele, quero jogar. Vamos aguardar — disse.

Como não sofreu suspensões na derrota por 2 a 1 para o Athletico, o Time de Guerreiros deve entrar em campo com força máxima, à exceção de Digão, com lesão muscular. O capitão tem como substituto imediato o jovem Frazan, autor do único gol tricolor desta quinta-feira.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Marcão analisa a derrota contra o CAP e já mira o clássico

Foto: Douglas Wandekochen/Canal Flunews

Pós a derrota de virada de 2 a 1 para o Athletico-PR, o Fluminense tem pouco tempo para digerir o resultado. Isso porque no domingo (20), o Tricolor volta à campo para enfrentar o Flamengo, líder da competição.

Após a derrota que pós fim há uma série de cinco partidas de invencibilidade, o treinador analisou o resultado às vésperas de um clássico:

Perder nunca é bom, mas a gente sabia que seria uma partida difícil. Jogando em casa, diante do nosso torcedor, a gente nunca imagina a situação de sair derrotado, mas enfrentamos uma grande equipe, estruturada, e tentamos minimizar erros do jogo passado. Infelizmente, alguns detalhes fizeram a diferença a favor deles – disse Marcão, que já projetou o confronto ante o Flamengo, no próximo domingo (20).

Agora, é corrigir nesse espaço curto de tempo para que domingo a gente esteja com a cabeça boa para enfrentar um grande rival – completou o comandante, dando indícios que não deve mexer na equipe, pelo menos para o próximo jogo.

Veja a coletiva de Marcão não integra:

Diego López volta a comparar a dupla Fla-Flu

Foto: Divulgação/Peñarol

Após mais uma vitória do Fluminense contra o Peñarol, do Uruguai, o técnico da equipe aure-rubra voltou a elogiar a equipe de Fernando Diniz. E assim como fez em em Montevidéu, López comparou mais uma vez o futebol apresentado pela dupla Fla-Flu.

– Não sei se, na verdade, é melhor do que o Flamengo. Para a gente, o Flu foi mais difícil do que o Flamengo. Jogamos muito bem na defesa contra o Flamengo, mas o Flu nos desgastou mais para recuperar a bola. Em Montevidéu foi pior do que aqui. Lá, a gente não recuperou nunca. Aqui melhoramos. No segundo tempo, estivemos melhor – analisou o uruguaio.

A diferença no entanto está que no Uruguai a comparação saiu espontaneamente, enquanto no Rio, foi induzido a resposta.

É Campeão ! Fluminense bate o Flamengo em Laranjeiras e conquista a Taça Guanabara sub-17

Foto: Maílson Santana/FFC

O sábado foi de Fla-Flu em com gostinho de título para o Tricolor, que bateu o rival por 2 a 1 em Laranjeiras e conquistou a Taça Guanabara sub-17.

Melhor no jogo no início do primeiro tempo, o Fluzão abriu o placar aos 23 da primeira etapa com Miguel, que aproveitou um lançamento do goleiro Cayo e bateu cruzado no canto para abrir o placar.

Ainda no primeiro tempo, as equipes tiveram dois jogadores expulsos: Davi, do Fluminense, e Ryan, do Flamengo tomaram o cartão vermelho e foram para o vestiário mais cedo.

Na volta do intervalo, logo aos seis minutos, o Tricolor leva um duro golpe com o gol de empate do rival, porém não desanimou e voltou à frente do placar aos 17 da etapa complementar: depois de bela troca de passes pela esquerda, a bola é cruzada e John Kennedy, destaque do Flu na competição escorou para os fundos da redes para garantir a vitória e o título dos Mulekes de Xerém.

Após o jogo, com o título já garantido, os autores dos gols, Miguel e John Kennedy, agradeceram o apoio da torcida.

Experiente, Ganso comenta relação com Moleques de Xerém: “Estou desfrutando muito”

Camisa 10 tricolor também elogiou a boa atuação de Diego Alves, que com boas defesas evitou a vitória do Fluminense no clássico

Foto: Mailson Santana / FFC

Diego Alves. O goleiro do Flamengo foi o nome do Fla-Flu deste último domingo, no Maracanã. Com uma grande atuação, o goleiro fez ótimas defesas, garantiu o empate em 0 a 0 e evitou que o Fluminense saísse de campo com os três pontos. Após a partida, Paulo Henrique Ganso, um dos principais nomes do elenco tricolor, elogiou o desempenho do atleta adversário e lamentou os dois pontos que a equipe deixou de conquistar.

“O mais importante seriam os três pontos. O Diego realmente fez duas ou três defesas muito bonitas, ele salvou o time do Flamengo. Eles tiveram uma bola na trave também, não podemos tirar os méritos deles, mas faltaram esses dois pontinhos pra gente”, disse.

Camisa 10 do time de Fernando Diniz, Ganso alia técnica com experiência. Perguntado sobre sua relação com os “Moleques de Xerém”, que vem sendo importantíssimos para o Fluminense em 2019, o meia disse ser ‘uma honra’ poder passar conhecimento para os jovens e enalteceu a qualidade da base tricolor.

“Uma honra passar um pouco da minha experiência. Estou desfrutando muito jogando com eles (jovens). Terminamos com cinco ou seis da base em campo. Mostra que a base de Xerém é muito forte”, finalizou.

Luciano exalta postura do time apesar dos atrasos salariais: “Estamos dando a vida”

Atacante revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do Fluminense, bateu um papo com os atletas antes da partida

Foto: Mailson Santana / FFC

A situação financeira delicada que o Fluminense vive não é mais surpresa para ninguém. Porém, é sempre válido destacar a postura dos atletas com relação a essa realidade. Atualmente, são dois meses de salários atrasados e cinco de direito de imagem. Mas, apesar disso tudo, os jogadores seguem se doando em campo e jogando um bom futebol. Pelo menos é o que afirma Luciano, capitão da equipe no empate em 0 a 0 com o Flamengo. Após a partida, o atacante exaltou a hombridade dos atletas em seguir ‘dando a vida’ mesmo com os problemas extracampo e revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do clube das Laranjeiras, conversou com o grupo antes do clássico.

“Questão de salário é complicada. Mesmo com tantos salários atrasados, não paramos de correr. Hoje tivemos conversa bacana com novo presidente. Precisam resolver o quanto antes. Pagaram uma parte de março. Estamos correndo, batalhando, com direito de imagem atrasado. Estamos dando a vida. Espero que o novo presidente dê jeito”, disse.

O atacante finalizou com perigo duas vezes e quase abriu o placar para o Fluminense, mas esbarrou nas boas defesas de Diego Alves. Perguntado sobre a atuação do goleiro adversário, Luciano afirmou que o arqueiro estava em uma noite inspirada e garantiu a igualdade no Maracanã.

“Diego Alves estava inspirado hoje, a gente poderia ter saído com três pontos. Tivemos mais chances claras, mas Diego ajudou o Flamengo com o empate”, concluiu.

Daniel destaca entrosamento da equipe e enaltece qualidade na saída de bola

Meia fez questão de levantar a moral de Frazan e Yuri, que formaram a dupla de zaga do Fluminense no clássico

Foto: Mailson Santana / FFC

Mais uma vez o Fluminense jogou melhor, envolveu o Flamengo em vários momentos do jogo, criou oportunidades de gol, mas não conseguiu sair com a vitória. Porém, o empate em 0 a 0 no Maracanã não desmotivou os atletas tricolores, que elogiaram bastante a atuação do time no clássico carioca. Titular da equipe, Daniel atuou bem na construção das jogadas e, após o apito final, rasgou elogios a saída de bola do clube das Laranjeiras. O meia também afirmou que o entrosamento está ficando cada vez mais forte, fazendo com que os atletas não tenham dificuldade em colocar em prática o estilo passado por Fernando Diniz, onde se valoriza a posse de bola e a troca de passes com confiança.

“Entrosamento está fluindo, estamos melhorando, prendendo mais a bola. Dificuldade nenhuma em sair a bola. Fla tentou apertar, de 10 vezes roubou uma bola, nossa saída foi muito bem com eles (Yuri e Frazan)”.

O último desafio de Daniel e do Fluminense antes da parada para a Copa América é na próxima quinta (13), às 20h (de Brasília), contra a Chapecoense, na Arena Condá. O confronto será válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é atualmente o 16º colocado, com 7 pontos conquistados.

Top