fbpx

Experiente, Ganso comenta relação com Moleques de Xerém: “Estou desfrutando muito”

Camisa 10 tricolor também elogiou a boa atuação de Diego Alves, que com boas defesas evitou a vitória do Fluminense no clássico

Foto: Mailson Santana / FFC

Diego Alves. O goleiro do Flamengo foi o nome do Fla-Flu deste último domingo, no Maracanã. Com uma grande atuação, o goleiro fez ótimas defesas, garantiu o empate em 0 a 0 e evitou que o Fluminense saísse de campo com os três pontos. Após a partida, Paulo Henrique Ganso, um dos principais nomes do elenco tricolor, elogiou o desempenho do atleta adversário e lamentou os dois pontos que a equipe deixou de conquistar.

“O mais importante seriam os três pontos. O Diego realmente fez duas ou três defesas muito bonitas, ele salvou o time do Flamengo. Eles tiveram uma bola na trave também, não podemos tirar os méritos deles, mas faltaram esses dois pontinhos pra gente”, disse.

Camisa 10 do time de Fernando Diniz, Ganso alia técnica com experiência. Perguntado sobre sua relação com os “Moleques de Xerém”, que vem sendo importantíssimos para o Fluminense em 2019, o meia disse ser ‘uma honra’ poder passar conhecimento para os jovens e enalteceu a qualidade da base tricolor.

“Uma honra passar um pouco da minha experiência. Estou desfrutando muito jogando com eles (jovens). Terminamos com cinco ou seis da base em campo. Mostra que a base de Xerém é muito forte”, finalizou.

Luciano exalta postura do time apesar dos atrasos salariais: “Estamos dando a vida”

Atacante revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do Fluminense, bateu um papo com os atletas antes da partida

Foto: Mailson Santana / FFC

A situação financeira delicada que o Fluminense vive não é mais surpresa para ninguém. Porém, é sempre válido destacar a postura dos atletas com relação a essa realidade. Atualmente, são dois meses de salários atrasados e cinco de direito de imagem. Mas, apesar disso tudo, os jogadores seguem se doando em campo e jogando um bom futebol. Pelo menos é o que afirma Luciano, capitão da equipe no empate em 0 a 0 com o Flamengo. Após a partida, o atacante exaltou a hombridade dos atletas em seguir ‘dando a vida’ mesmo com os problemas extracampo e revelou que Mário Bittencourt, novo presidente do clube das Laranjeiras, conversou com o grupo antes do clássico.

“Questão de salário é complicada. Mesmo com tantos salários atrasados, não paramos de correr. Hoje tivemos conversa bacana com novo presidente. Precisam resolver o quanto antes. Pagaram uma parte de março. Estamos correndo, batalhando, com direito de imagem atrasado. Estamos dando a vida. Espero que o novo presidente dê jeito”, disse.

O atacante finalizou com perigo duas vezes e quase abriu o placar para o Fluminense, mas esbarrou nas boas defesas de Diego Alves. Perguntado sobre a atuação do goleiro adversário, Luciano afirmou que o arqueiro estava em uma noite inspirada e garantiu a igualdade no Maracanã.

“Diego Alves estava inspirado hoje, a gente poderia ter saído com três pontos. Tivemos mais chances claras, mas Diego ajudou o Flamengo com o empate”, concluiu.

Daniel destaca entrosamento da equipe e enaltece qualidade na saída de bola

Meia fez questão de levantar a moral de Frazan e Yuri, que formaram a dupla de zaga do Fluminense no clássico

Foto: Mailson Santana / FFC

Mais uma vez o Fluminense jogou melhor, envolveu o Flamengo em vários momentos do jogo, criou oportunidades de gol, mas não conseguiu sair com a vitória. Porém, o empate em 0 a 0 no Maracanã não desmotivou os atletas tricolores, que elogiaram bastante a atuação do time no clássico carioca. Titular da equipe, Daniel atuou bem na construção das jogadas e, após o apito final, rasgou elogios a saída de bola do clube das Laranjeiras. O meia também afirmou que o entrosamento está ficando cada vez mais forte, fazendo com que os atletas não tenham dificuldade em colocar em prática o estilo passado por Fernando Diniz, onde se valoriza a posse de bola e a troca de passes com confiança.

“Entrosamento está fluindo, estamos melhorando, prendendo mais a bola. Dificuldade nenhuma em sair a bola. Fla tentou apertar, de 10 vezes roubou uma bola, nossa saída foi muito bem com eles (Yuri e Frazan)”.

O último desafio de Daniel e do Fluminense antes da parada para a Copa América é na próxima quinta (13), às 20h (de Brasília), contra a Chapecoense, na Arena Condá. O confronto será válido pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor é atualmente o 16º colocado, com 7 pontos conquistados.

Yuri elogia boa atuação do Fluminense no clássico e afirma: “Faltou o gol”

Volante de origem, jogador atuou improvisado na zaga e fez um belo segundo tempo ao lado de Frazan

Foto: Mailson Santana / FFC

O Fluminense foi à campo nesse último final de semana enfrentar o Flamengo com 11 desfalques. Entre todas as ausências, estiveram os zagueiros Digão (lesionado), Matheus Ferraz (também lesionado) e Nino (suspenso). Diante desse panorama, o treinador Fernando Diniz foi obrigado a escalar Frazan, terceiro reserva, e a improvisar Yuri, volante de origem. Apesar da dificuldade que os esperava, os dois jogadores tiveram uma boa atuação, principalmente na etapa final, e anularam o perigoso ataque adversário. Após a partida, Yuri elogiou a atuação do Fluminense, que criou diversas oportunidades de gol, mas lamentou o fato do time não ter conseguido balançar a rede adversária e sair com a vitória do Maracanã.

“Sensação de que faltou o gol. A gente criou bastante, a gente buscou essa vitória o jogo inteiro, isso foi bem claro. Faltou o gol, fica esse sentimento ruim”, afirmou o volante.

Para o duelo da próxima quinta (13) contra a Chapecoense, às 20h (de Brasília), na Arena Condá, Diniz contará com o retorno de Nino, que cumpriu suspensão no Fla-Flu. Com isso, a dupla de zaga deve ser formada por Frazan e pelo próprio Nino. Os defensores atuaram juntos contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil.

Marcos Paulo lamenta empate no Fla-Flu: “Não saímos daqui felizes”

Jovem atacante entrou no segundo tempo e quase marcou para o Tricolor

Foto: Lucas Merçon / FFC

O Fluminense jogou melhor, criou chances, finalizou mais, mas esbarrou em uma noite inspirada de Diego Alves e não conseguiu sair do zero no clássico contra o Flamengo. Uma dessas oportunidades foi criada por Marcos Paulo, que deixou dois marcadores para trás e finalizou forte, parando em uma grande defesa do goleiro adversário. De volta após o Tricolor conseguir sua desconvocação da Seleção de Portugal, que disputa o Torneio de Toulon, o jovem atacante lamentou não conseguir os três pontos, mas frisou que é importante o elenco virar a chave focar no próximo desafio.

“A gente sabe que o Fla-Flu é sempre assim, jogo muito petado. A gente veio pra ganhar o jogo, não saímos daqui felizes com o empate. Tem jogo importante com a Chapecoense, agora é virar a chave”, disse.

Na 16ª posição com 7 pontos conquistados até aqui, o Fluminense volta à campo na próxima quinta-feira (13), às 20h de Brasília, fora de casa, contra a Chapecoense, pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Essa será a última partida da competição antes da parada para a Copa América.

Domínio Tricolor quase garante vitória contra o Flamengo

Crédito: Mailson Santana / FFC

O Fluminense ditou quase toda a partida contra o seu rival da Gávea. O grande destaque da partida foi o goleiro Diego Alves. Só essa informação já diz muito sobre como foi o confronto. Com o resultado em 0 a 0 o Tricolor está em 16º com sete pontos e não dormiu na zona de rebaixamento.

A partida foi bastante movimentada, o Flamengo até tentou pressionar o Fluminense no primeiro tempo, porém o único susto contundente foi uma bola na trave do meia Diego. Do outro lado, Luciano e João Pedro complicavam a vida do arqueiro flamenguista. No segundo tempo, o domínio da equipe das Laranjeiras aumentou, Marcos Paulo e Caio Henrique também deram trabalho ao Diego Alves, porém, o gol adversário saiu ileso ao final da partida.

Mesmo com os desfalques, o time comandado por Diniz manteve o seu jeito de jogar.

“O que facilita é que treinamos muito. Trabalhamos muito a parte tática, repetimos muitas vezes a informação e treinamento tático. São jogadores que confio. A parte tática funcionou, mas a disposição e a qualidade individual dos jogadores também fizeram a diferença”, afirmou o treinador.

O treinador também elogiou os jogadores que entraram e deram conta do recado no clássico de domingo.

“O Frazan estava treinado, o Yuri estava treinado. Yuri, cuja posição original é volante, já tinha entrado com um jogador a menos contra o Athletico e conseguiu dar equilíbrio para a equipe. O Igor Julião é outro que está desde o começo e é um jogador muito inteligente, que fez bela partida. E fico muito contente com o desempenho individual da equipe. Porque não foi só a parte tática. Os jogadores souberam se sobressair. O Julião ganhou praticamente todos os duelos individuais, assim como Frazan e Yuri também”, completou.

A próxima partida do Fluminense é contra a Chapecoense, jogando fora de casa na quinta-feira (13). Após esse jogo, o Campeonato Brasileiro faz uma parada em decorrência da Copa América, só retornando após a competição.

João Pedro se recupera da febre e é relacionado para encarar o Flamengo

Foto: Lucas Merçon/FFC

O garoto sensação do Fluminense, João Pedro, de 17 anos, era dúvida para o clássico diante do Flamengo neste domingo (09), por conta de febre, contudo, o jogador se recuperou e será relacionado para enfrentar o rival, logo mais, às 19h, no Maracanã.

O jogo tem todo um diferencial para o atacante, uma vez que foi exatamente contra o Flamengo que o garoto marcou seu primeiro gol como profissional. Ainda no Carioca, João Pedro entrou durante o segundo tempo e marcou o segundo gol do Flu na derrota por 3 a 2 sobre o rival.

De lá pra cá, o garoto desandou a fazer gols, 9 em 14 jogos, sendo o último, um golaço de bicicleta diante do Cruzeiro, no último minuto.

Allan descarta atrasos salariais como motivo das derrotas e se diz feliz no Fluminense

Acumulando boas atuações pelo Tricolor, volante comentou sobre os problemas financeiros e reafirmou a necessidade do grupo se fortalecer

Foto: Mailson Santana / FFC

Nesta sexta-feira (8), Allan concedeu entrevista coletiva antes do treinamento no CTPA. Como já era de se esperar, o volante não fugiu do assunto mais incômodo que vem cercando o clube das Laranjeiras nesses últimos tempos: os atrasos salariais. Apesar de ter quitado um mês atrasado da CLT, o Fluminense ainda deve três meses de salários e cinco de direitos de imagem. Entretanto, apesar de todos os problemas e insatisfações, o jogador de 22 anos negou que a situação financeira seja o motivo das derrotas da equipe. Além disso, frisou que é muito importante o grupo se fortalecer e seguir trabalhando para conquistas melhores resultados.

“Insatisfação todos têm, porque temos contas e família. Mais de três meses atrasado. Mas não é o motivo das derrotas. Temos que fortalecer ainda mais o grupo. Não tem outra maneira de sair desse momento. Se isso virar mais uma pedra no caminho, só vai piorar as coisas. Temos que trabalhar para voltar a vencer”.

Perguntado sobre o clássico contra o Flamengo, que acontece neste domingo (9), às 19h (de Brasília), no Maracanã, Allan destacou a necessidade de vitória – o Tricolor já acumula uma série de quatro jogos sem ganhar -, e revelou grande expectativa para mais um Fla-Flu.

“Vai ser um clássico bonito, de futebol bem jogado. Não vamos mudar muito a forma de jogar, só ajeitar algumas coisas. A estrutura não muda, mas precisamos entrar ligados. Eles têm um time muito bom na frente. Qualquer erro pode comprometer. É um jogo importantíssimo para a continuidade do trabalho. A gente sabe que precisa ganhar. Faz um tempo que a gente não ganha, e isso incomoda. O Fluminense é grande. Estamos consertando algumas coisas para ir bem no clássico”.

O volante assumiu que a equipe ainda está um pouco abatida pela eliminação na Copa do Brasil após perder nos pênaltis para o Cruzeiro. Porém, afirmou que é necessário virar a chave e focar totalmente no clássico contra o Flamengo. Questionado sobre os desfalques para a partida, o titular do meio-campo tricolor garantiu que quem entrar em campo irá dar conta do recado.

“Foi difícil, o gol no último minuto nos deu muitas esperanças. Merecíamos a classificação. Ainda estamos um pouco para baixo, mas temos que esquecer isso. Temos um jogo muito importante no domingo. Vai entrar um time com muita vontade de vencer, independentemente de quem seja. O departamento médico está tentando fortalecer os que estão lesionados, são jogadores importantes, que vêm de uma sequência boa. Mas quem entrar vai dar conta do recado”.

Colecionando boas atuações pelo Fluminense, Allan caiu nas graças da torcida e vem sendo bastante elogiado nas redes sociais. De acordo com ele, apesar do bom momento, é preciso que o time pare de oscilar tanto e siga trabalhando, pois o ano ainda está na metade.

“Procuro evitar olhar redes sociais, essas coisas. No momento bom virão os elogios. Nos momentos ruins, as críticas. Já passei por isso no próprio Fluminense. Prefiro evitar para não me iludir. Faltam muitos jogos na temporada, não estamos nem na metade do ano. O momento é delicado, difícil. O trabalho está sendo bom, mas a torcida espera o resultado. Em pouco mais de cinco meses fizemos um trabalho bom, passamos por etapas importantes. Só falta um detalhe para conseguir as vitórias. Temos que parar de oscilar tanto”.

Por fim, o atleta comentou sobre sua estadia no clube carioca. Emprestado pelo Liverpool-ING, que acabou de se sagrar campeão da Liga dos Campeões, o volante reiterou o desejo de jogar pelos ‘Reds’, mas disse que ainda está longe dos padrões exigidos para atuar no futebol europeu. O jogador de 22 anos ainda assumiu torcer por uma renovação com o Fluminense, que buscará mantê-lo até o final da temporada.

“Tenho o sonho de jogar no Liverpool, foi o clube que abriu as portas para mim no futebol profissional. Tenho esse sonho, mas preciso viver na realidade. Ainda não estou no nível e nem na experiência dos que estão lá. Aqui, estou bem e gosto de todos do clube. Não pretendo voltar para o Liverpool no momento. Quero que dê tudo certo na renovação”.

Com gripe e febre, João Pedro fica de fora do treino e vira dúvida para o Fla-Flu

Destaque do Tricolor carioca nesta temporada, atacante de 17 anos tem até domingo para se recuperar para o clássico

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta sexta-feira, o técnico Fernando Diniz ganhou uma dor de cabeça para o clássico contra o Flamengo, no próximo domingo (9), às 19h (de Brasília), no Maracanã, válido pela oitava rodada do Brasileirão. Gripado e com febre, João Pedro, principal destaque do Fluminense em 2019, ficou de fora do treinamento no CTPA e se tornou dúvida para o clássico carioca. Na 16ª posição com seis pontos conquistados, o Tricolor vai para o Fla-Flu pressionado e precisando de um bom resultado para não entrar no Z4.

Conforme noticiado pelo Globoesporte.com, o atacante de 17 anos vem sentindo os sintomas desde a volta de Medellín, onde o Fluminense enfrentou o Atlético Nacional, pela Sul-Americana. O jovem inclusive jogou contra o Cruzeiro gripado, e mesmo assim foi decisivo com um gol de bicicleta aos 52 minutos do segundo tempo, levando a decisão para os pênaltis. Incorporado ao elenco profissional nesta temporada, João Pedro ganhou espaço no time e, desde então, balançou as redes nove vezes em 14 partidas com a camisa tricolor.

O centroavante tem até domingo para se recuperar. Caso não esteja apto, Diniz poderá optar por Ewandro, Kelvin, Léo Artur, Pablo Dyego e, agora, com Marcos Paulo, que foi liberado pela Seleção Portuguesa e retorna do Torneio de Toulon diretamente para o Fla-Flu. Nas pontas, o treinador deve manter Luciano e Brenner. Vale lembrar que para o clássico, o Fluminense ainda terá os desfalques de Matheus Ferraz e Yony González, lesionados, e também de Nino, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, a zaga deve ser formada por Frazan e Yuri, que provavelmente será improvisado.

CBF altera data do próximo Fla-Flu

Foto: Lucas Merçon/FFC

A CBF confirmou neste sábado (11) que o próximo Fla-Flu, válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro será disputado em uma nova data.

O clássico que estava marcado para um sábado, 8 de junho, foi remarcado para um dia depois, domingo, 9 de junho.

O local no entanto ainda está por definir, uma vez que existe a expectativa enquanto a liberação do Maracanã devido a disponibilidade do estádio para a disputa da Copa América.

Coincidentemente, a data anterior, 8 de junho, é a mesma data a qual está marcada a eleição no Fluminense, em pleito antecipada pelo atual presidente Pedro Abad.

Top