fbpx

Flamengo x Fluminense: Odair Hellmann prepara escalação com retorno de Gilberto, Hudson e Nenê

Odair Hellmann ensaiou no treino da tarde desta terça-feira, no Centro de Treinamento Carlos Castilho, a escalação que deve levar a campo no primeiro clássico do Fluminense no ano, amanhã, contra o Flamengo, no Maracanã, pela 4ª rodada da Taça Guanabara.

Poupados na goleada por 5 a 1 sobre o Bangu, Gilberto, Hudson e Nenê devem recuperar suas posições. Assim, saem Igor Julião, Dodi e Lucas Barcelos. Ausente do jogo de domingo, Matheus Ferraz não deve enfrentar o Rubro-Negro em razão do desgaste. Logo, a vaga continua com Digão. Veja:


Muriel; Gilberto, Digão (Matheus Ferraz), Luccas Claro e Egídio; Henrique, Hudson e Yago; Nenê, Miguel e Matheus Alessandro.


Publicado por: Nicholas Rodrigues.
Fonte: GloboEsporte.com.

Egídio se coloca à disposição de Odair Hellmann para clássico com Flamengo: “Se precisar, pode contar”

Depois da boa estreia pelo Fluminense, inclusive com assistência para gol de Lucas Claro na goleada por 5 a 1 sobre o Bangu, Egídio pensa no clássico de quarta-feira, frente ao Flamengo, no Maracanã, pela 4ª rodada da Taça Guanabara. Ele se colocou à disposição de Odair Hellmann para o jogo.

— Estou treinando e me preparando para jogar. Hoje tive oportunidade, consegui ir bem, suportar. No fim, o sol quente deu uma abafada, mas o jogo já estava praticamente definido e deu para dar uma seguradinha. Agora é treinar, descansar e se preparar. Se precisar contar com a gente, pode contar – disse o lateral-esquerdo, que elogiou o grupo:

— É continuar treinando forte. O planejamento é muito bom, no geral. É continuar mantendo a humildade. O nosso conjunto é muito bom. Assim, vamos conseguir chegar aos nossos objetivos finais.

Em entrevista após o compromisso deste domingo, Odair Hellmann desconversou sobre a escalação para enfrentar o Rubro-Negro.

— Ainda estamos construindo um time. Saíram muitos jogadores e entraram muitos jogadores. Precisamos errar e acertar para depois errarmos menos. Vamos colocar os que estiverem 100% dentro das nossas avaliações.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Ex Flu, Pedro consegue liberação da Fiorentina e deve acertar com o Flamengo

Pouco mais de seis meses após deixar o Fluminense rumo a Fiorentina, o centro avante Pedro está muito próximo de acertar seu retorno ao futebol brasileiro para defender o principal rival do Flu, o Flamengo.

Sem espaço na equipe de Florença, Pedro já conseguiu a liberação junto aos italianos e deve chegar ao Rio ainda está semana para selar k acordo com o rubro-negro.

Como clube formador o Fluminense ainda não deve receber nenhuma quantia pela transação, uma vez que Pedro deve chegar ao Flamengo por empréstimo de um temporada, porém, o Fla teria a opção de compra em passe fixado no valor de €13 milhões (pouco mais de R$59 milhões)

Vale destacar que na negociação com a Fiorentina o Flu manteve 20% do jogador em uma futura venda, ou seja, caso o Flamengo adquira Pedro no final do contrato, o Fluminense receberia cerca de R$12 milhões pela sua porcentagem.

Foto em destaque: Divulgação/Fiorentina

Ex-Flu, Ayrton Lucas é oferecido ao Flamengo

Atualmente no Spartak Moscow, o lateral-esquerdo ex-Fluminense Ayrton Lucas foi oferecido ao Flamengo.

Segundo informações da Coluna do Fla, o rubro-negro ainda não respondeu ao empresário. Ayrton tem 22 anos e fez sua segunda temporada pelo clube russo. O lateral-esquerdo é titular do Spartak Moscou e, em 2019, disputou 21 jogos.

Foto: Divulgação/Spartak Moscow

Esse é mais um jogador que o rival sonda e com passagem pelo Flu. Recentemente, Wendel (Sporting-POR), Pedro (Fiorentina-ITA) entraram no radar do clube mas as negociações não foram para frente.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Opinião – A Teoria do Heliocentrismo segundo muitos da Nassão

Consoante a pacífica Teoria do Heliocentrismo, o Sol é o centro do Universo.

Entretanto, desdizendo o modelo engendrado, principalmente, por Copérnico e Galileu Galilei, muitos rubro-negros acham o Flamengo o centro do Universo. Assim sendo, tudo o mais giraria em torno do urubu. Nós seríamos os “… antis…” – como se o prefixo “anti” admitisse plural.

PQP!!!

Para os flamenguistas – ou melhor, para a relevante parte dos que padecem de delírios doentios de grandeza – arrolo três fatos, dois deles são notórios e o último, pessoal:

a-) em 1976, na semifinal do Campeonato Brasileiro, disputada entre Fluminense e Corinthians, havia, num Maracanã lotado, pelo menos 20 mil flamenguistas à direita das cabines de rádio torcendo pelo Timão. Não há registro histórico de nada similar, ao menos no Brasil. Era a “Fla-Fiel”. Quem são os “… antis…”?

b-) em 2008, na final da Libertadores de 2008, os flamenguistas criaram a LDU – “Liga dos Urubus” especialmente para torcer contra o Fluminense. Quem são os “… antis…”?

c-) após o triste desenlace da final da Libertadores, um desinfeliz, com quem não falava há anos, me mandou um e-mail para me sacanear. O FDP nunca me contatara para saber de minha saúde – então bastante debilitada -, mas para me torrar o saco, ele apareceu do nada. Naturalmente, mandei o espírito de porco para a esquina seguinte à Casa do Cacete. Quem é o “… anti…”?

O Flamengo não nasceu de parto normal, tampouco anda com as próprias pernas. Diferentemente, o urubu é produto artificial de um modelo excludente – para os demais – e veiculador de privilégios financeiros e esportivos odiosos – para si.

Do ponto de vista financeiro, a Televisão patrocina um Plano Marshall às avessas, pois, ao invés de reconstruir os que necessitam de apoio, fortalece quem já é privilegiado. Há método nessa leviandade! Genuína mamadeira de piroka.

E, do ponto de vista esportivo, o quadro é ainda mais vergonhoso. Alguém pode citar o último jogo decisivo no qual o Flamengo foi prejudicado? Vale recorrer ao Google.

Caiam em si, escrotos!

Quando o Flamengo perde, não se comemora a derrota em campo. Festeja-se o malogro do sistema – elaborado por mentes diabólicas da nação e sustentado por muitos imbecis da Nassão.

Saudações tricolores!

Destaque do Fluminense pode parar no Flamengo em 2020

O volante/lateral esquerdo Caio Henrique, destaque do Fluminense no último Campeonato Brasileiro, pode pintar como reforço do Flamengo para a temporada de 2020.

O jogador que estave emprestado ao Fluminense pelo Atlético de Madrid é cobiçado por outros clubes do Brasil também,como Grêmio e Santos.

Embora saiba da valorização do atleta, o Fluminense ainda não desistiu de contar com o futebol de Caio e busca uma renovação de empréstimo junto ao clube espanhol como confirmou o próprio presidente Tricolor, Mário Bittencourt, em coletiva concedida na última sexta-feira (13).

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Fiorentina-ITA não pretende negociar Pedro com Flamengo

Apesar do interesse do Flamengo, a Fiorentina-ITA não pretende negociar Pedro, de 22 anos. De acordo com o diretor esportivo do clube italiano, Daniele Prade, sequer houve contato do Rubro-Negro pelo jovem revelado em Xerém.

Segundo o GloboEsporte.com, a equipe da Gávea sondou somente os empresários do jogador sobre a possibilidade de empréstimo de um ano, com opção de compra fixada.

Vendido aos italianos em agosto, por R$ 50,2 milhões (dos quais R$ 36,8 milhões ficaram nas Laranjeiras), após o Fluminense recusar proposta do rival carioca, o centroavante renderá ao ex-time 20% do montante de uma futura transação.

Desde a ida à Itália, Pedro, que assinou por cinco temporadas, soma três partidas, saindo do banco de reservas, e 35 minutos jogados. A estreia ocorreu apenas no início do mês passado, em empate em 1 a 1 com o Parma, pelo campeonato nacional.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Jornal O Dia.

A pedido de Jesus, Flamengo pode buscar ex Tricolor Wendel em 2020

Foto: Divulgação/FFC

Não é de hoje que o Flamengo busca jogadores com raízes Tricolor para reforçar seu elenco, e o bola da vez parece ser o volante Wendel, revelado no Fluminense e atualmente no Sporting.

Tendo começado a temporada como titular no Sporting, Wendel foi afastado da equipe após ser visto em bares lusitanos após às 23h, sendo essa a quinta advertência sofrida pelo atleta.

De acordo com o jornal português, A Bola, foi o técnico flamenguista, Jorge Jesus quem teria indicado o jogador ao rubro-negro, que pode ainda de acordo com o jornal, fazer uma proposta pelo ex tricolor em janeiro de 2020.

Wendel tem contrato com o Sporting até junho de 2023 e uma cláusula de recisão de €60 milhões (cerca de R$224 milhões). Por conta do alto valor, o Flamengo poderia tentar o empréstimo do jogador ainda de acordo com o jornal lusitano.

Jorge Jesus elogia Fluminense: “Se jogasse sempre assim, não estaria nessa situação”

Vencedor no duelo de domingo, Jorge Jesus elogiou o Fluminense de Marcão e assumiu ter assistido a jogos passados do Tricolor no Maracanã, como a derrota para o Avaí, em setembro, quando flagrado em camarote.

— Gostei muito do Fluminense hoje. Já vi vários jogos deles no Maracanã e nunca os vi jogar assim taticamente. O Flamengo poderia até ter vencido por mais gols, mas foi um jogo muito difícil – opinou.

Em 15º e ainda com risco de rebaixamento, o clube das Laranjeiras, segundo JJ, poderia, com atuações semelhantes à do clássico, viver um cenário mais tranquilo no Brasileirão. Treinador, porém, usou expressão do hino rubro-negro para explicar pouco perigo oferecido pelo Time de Guerreiros.

— Não foi um “Ai, Jesus”. Se o Fluminense jogasse sempre assim, não estaria nessa situação. Equipe de muita qualidade, muito talento. Mas, ofensivamente, não criaram muitos problemas. Tiveram duas bolas paradas, mas, caso fosse gol, estavam impedidos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Marcão reconhece insucesso de plano para segurar Flamengo e destaca gol cedo: “Tudo muda”

O Fluminense não conseguiu parar o Flamengo e acabou derrotado por 2 a 0, domingo, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na entrevista pós-jogo, Marcão reconheceu o insucesso do plano pensado para encarar o líder e destacou a influência do gol aos 3 minutos, marcado por Bruno Henrique em falha da zaga.

— A equipe do Flamengo veio marcando muito forte e fizeram um gol no início. Não encaixamos nosso jogo de apoiar e furar a linha alta deles. Montamos uma estratégia, tivemos algumas chances, mas foi aquém do que imaginávamos. Eles marcaram muito forte e foram muito felizes. Não fomos eficientes.

— A gente tentou mudar o posicionamento para incomodar o Flamengo. Eles jogam com uma linha muito alta. Por isso, tentamos ter velocidade pelos lados. Aconteceu em alguns momentos. A gente treinou para isso, para não marcar os zagueiros deles e apertar os volantes. Mas, tomamos um gol muito rápido, e tudo muda.

Vindo de duas derrotas seguidas, o Tricolor se reaproximou da zona de rebaixamento – pode perder uma posição e empatar em pontos com o CSA, 17º colocado, a depender dos resultados dessa segunda-feira. A equipe buscará a recuperação nos próximos confrontos diretos, contra Chapecoense (em casa) e Ceará (fora).

— Temos que pegar as coisas positivas e o que não funcionou. Vai ser dessa forma. Precisamos estar fortes para brigar contra as equipes que também estão nessa parte da tabela. Temos que elevar o mental da nossa equipe, porque serão jogos difíceis — disse o técnico do clube.


CONFIRA MAIS RESPOSTAS DE MARCÃO:

Estratégia para o clássico: “A gente busca uma transição em velocidade. Nem sempre vou usar dois homens por dentro. Temos as passagens do Yony, do Nem… E foi o que a gente buscou nesse jogo, tirar o homem por dentro para buscar a penetração pelos lados. Para pegar a equipe do Flamengo, tem que jogar muito rápido, porque eles reagem muito rápido. Se não tiver essa velocidade, e foi isso que aconteceu, eles marcam bem e usam as armas que tem”.

Lucão: “Tem entrado bem, evoluído nos treinamentos. Tem se dedicado 100% para buscar um espaço na equipe. Ele é candidato, está dentro do grupo e compromissado. Pode nos ajudar”.

Desempenho da defesa: “A equipe do Flamengo tem uma rotação muito forte dos homens de frente, o que cria uma dificuldade muito grande para os adversários. Em um momento está o Gabriel; depois o Bruno, o Everton… Para jogar contra o Flamengo, tem que ter uma equipe que fala muito, que cobra muito, para pegar essas trocas. O Flamengo criou muitas dificuldades, mas serve de aprendizado”.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top