fbpx

Em seu blog PVC destaca “Palmeiras, Botafogo e Fluminense foram os líderes do bom senso”

O jornalista Paulo Vinicius Coelho destacou as posições de liderança das equipes para que houvesse a paralisação dos estaduais de Rio e São Paulo, diante da pandemia que afeta não apenas o esporte, mas todas as esferas da sociedade no âmbito mundial.

Após as rodadas do último final de semana dos campeonatos estaduais, as federações, que tinham a autonomia por parte da CBF para decidir o futuro de suas competições, optaram pela suspensão dos jogos.

Nesta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) anunciou pela manhã a paralisação do Paulistão. Já a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ), após três horas de reunião, seguiu o mesmo caminho.

Entretanto algo que teoria parecia ser apenas uma reunião para bater o martelo e determinar os cancelamentos das partidas, se tornou uma polêmica. Isso porque, houve quem divergisse e fosse favorável a continuação dos torneios, o que gerou motivos de criticas e até mesmo indignação por parte da mídia jornalistica.

Clubes como Santos, São Paulo, Flamengo e Corinthians (que só mudou de opinião após ter seu jogador Luan submetido a exames para saber se portava o corona vírus) foram contrários a paralisação do Paulistão e do Carioca. Enquanto Fluminense, Botafogo e Palmeiras insistiram na suspensão por tempo indeterminado das competições.

A sugestão para a continuação seria a antecipação das últimas rodadas das fases de grupos do Campeonato Paulista e Taça Rio, restando apenas o mata-mata. Para os clubes pequenos, o principal argumento era em relação aos contratos dos jogadores, pois, a ideia era liberar os atletas cujos contratos terminam no final do estadual. E a paralisação obriga a uma renovação mesmo sem haver calendário, para algumas equipes, no segundo semestre

PVC destaca ainda que “as posições de liderança de Palmeiras, Botafogo e Fluminense foram decisivas para os campeonatos de São Paulo e Rio de Janeiro não passarem pelo ridículo de não serem paralisados”

Fonte: globoesporte.com

Flamengo é denunciado pelo TJD-RJ por cantos homofóbicos da torcida em clássico contra Fluminense

Os cantos homofóbicos de parte da torcida rubro-negra direcionados ao Fluminense no clássico de quarta-feira, no Maracanã, pela semifinal da Taça Guanabara, renderam ao Flamengo uma denúncia pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ).

A acusação, protocolada nessa sexta-feira, é de autoria do procurador Luís César e enquadra o clube da Gávea nos artigos 243-G e 191 (três vezes: pela violação ao Regulamento Geral das Competições, ao Código Disciplinar da FIFA e pelo Estatuto do Torcedor) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Veja o que dizem:


Art. 243-G: Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência: (Incluído pela Resolução CNE nº 29 de 2009);

Art. 191: Deixar de cumprir, ou dificultar o cumprimento:
I – de obrigação legal; (AC).
II – de deliberação, resolução, determinação, exigência, requisição ou qualquer ato normativo ou administrativo do CNE ou de entidade de administração do desporto a que estiver filiado ou vinculado; (AC).
III – de regulamento, geral ou especial, de competição. (AC).


Leia nota do TJD-RJ:

“O TJD-RJ, em razão da insegurança jurídica que porventura possa ser causada, vem a público esclarecer que foi protocolada no final da tarde desta sexta-feira (14) denúncia em face do Clube de Regatas do Flamengo pelos supostos gritos homofóbicos entoados por sua torcida no último Fla-Flu, válido pela semifinal da Taça Guanabara.

A Procuradoria de Justiça Desportiva é a signatária da peça acusatória, sendo ela absolutamente independente, na forma da lei, cabendo ao Procurador avaliar a conveniência da instauração do procedimento acusatório.

O TJD-RJ esclarece, por fim, que na próxima segunda-feira (17) será divulgada a Comissão Disciplinar sorteada para julgamento da denúncia, o que se pretende fazer com a eventual celeridade que pauta a Justiça Desportiva do Estado do Rio de Janeiro”.


Publicado por: Nicholas Rodrigues.
Fonte: Globoesporte.com | Foto: Paula Reis

Clássico desta quarta marcará o reencontro de Pedro com o Fluminense

Em noite de Fla-Flu que vale vaga na final da Taça Guanabara, o atacante, enfrentará o tricolor pela primeira vez. Formado nas categorias de base do Flu, Pedro está relacionado para o duelo de logo mais. A tendência é que comece no banco de reversas.

Em sua coletiva de apresentação, o atacante afirmou que irá comemorar caso faça gol contra o Fluminense.

– Claro! A reverência (comemoração) é minha marca.

Pedro foi vendido a Fiorentina, da ítalia, por 11 milhões de euros (Cerca de R$ 50 milhões), em setembro do ano passado. Do total o Fluminense ficou com 8 milhões de euros (cerca de R$ 37 milhões), o restante foi para o Artsul, que detinha 50% dos direitos econômicos do atleta.
Emprestado por uma temporada, caso o Flamengo exerça opção de compra fixada em 11 milhões de euros, o tricolor terá direito a 10% do valor.

Foto: Lucas Merçon / Fluminense e Alexandre Vidal / Flamengo

Ingressos estão à venda para Fluminense x Flamengo, pela semifinal da Taça Guanabara

Começa na manhã desta segunda-feira a venda de ingressos para mais um jogo entre Fluminense e Flamengo, que disputam vaga na decisão da Taça Guanabara. A bola rola às 20h30 de quarta-feira, no Maracanã.

A comercialização ocorre pela internet e nos pontos de venda. Os bilhetes custam R$ 20 para sócios e R$ 60 (R$ 30 a meia) para não-sócios nos setores Sul (Fluminense), Norte (Flamengo), Leste e Oeste (mistos). A entrada para o Maracanã Mais custa R$ 130 para sócios e R$ 195 (R$ 130 a meia) para não-sócios.

O regulamento do Campeonato Carioca pede que haja acordo entre os clubes quanto aos valores dos ingressos e ao desconto para associados em clássicos, semis e finais. Clique aqui e veja mais informações.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Luccas Claro valoriza vitória sobre Botafogo e destaca clássico com Fla: “Até então, jogo mais importante do ano”

A goleada por 3 a 0 sobre o Botafogo não só garantiu a classificação em primeiro lugar do grupo B, mas ainda elevou a confiança do Fluminense, que decide com o Flamengo um dos finalistas da Taça Guanabara. É o que pensa Luccas Claro.

— Sem confiança não se ganha jogo. Precisamos disso. Foi uma pré-temporada curta, não deu para trabalhar muito. E o Fluminense foi evoluindo a cada partida. Sem dúvida, estamos preparados para esse jogo, que vai ser grande e dificílimo. Mas temos condições, sim, de vencer – disse.

O zagueiro, inclusive, não poupou adjetivos para definir o clássico de quarta-feira, no Maracanã.

— É um jogo importantíssimo, enorme, que vale muito. Até então, o jogo mais importante do ano. Faremos de tudo para vencer – garantiu, para completar:

— Será um jogo dificílimo. É clássico. A diferença é que, agora, é mata-mata. Você perde e já não tem mais tempo de recuperar. Nós vamos entrar com tudo. Sabendo que o jogo vai ser difícil, mas sempre confiando no nosso potencial. É descansar bem nesses dois dias que temos para entrar forte na partida.


CONFIRA OUTRAS FALAS DO ZAGUEIRO

Postura no Clássico Vovô e preparação para Fla-Flu: “Sempre tem que entrar sério, para ganhar. Foi o que fizemos. Agora é concentrar, descansar. Não temos muito tempo para isso. Mas, da melhor forma possível, vamos nos preparar para o próximo jogo”.

Vencer sem sofrer gols: “É importante. Nós nos cobramos muito para isso. Principalmente a linha de quatro defensiva. Esperamos manter isso para o próximo jogo”.

Titularidade: “É aproveitar as oportunidades que estou tendo. A alegria de estar jogando futebol, de estar dentro de campo… Viver cada momento, cada jogo, sem pensar muito na frente. É o que eu tenho feito. Graças a Deus, estou muito feliz com meu desempenho”.

Matheus Ferraz: “É um grande jogador e uma excelente pessoa. Está voltando pouco a pouco por conta da lesão. Não tenho dúvida de que ele vai adquirir a sua melhor forma e vai nos ajudar muito. Tem que ter um pouco de paciência. O Fluminense já sabe da qualidade dele. Os torcedores têm total confiança no Matheus”.


Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Fluminense e Flamengo farão semifinal da Taça Guanabara

Ao golear o Botafogo nesse domingo, no Maracanã, por 3 a 0, o Fluminense chegou a 15 pontos e ficou com a liderança do grupo B, tornando-se dono da melhor campanha da Taça Guanabara. Sendo assim, duelará com o Flamengo na semifinal e terá a vantagem do empate.

Devido ao compromisso do clube da Gávea na Supercopa do Brasil, o clássico ocorrerá na quarta-feira, às 20h30, no Maraca. O segundo finalista sairá do confronto entre Boavista e Volta Redonda, domingo, no qual o time de Saquarema possui a vantagem do empate.

Tricolor e Rubro-Negro jogaram uma vez em 2020, no dia 29 de janeiro, e a equipe comandada por Odair Hellmann levou a melhor: 1 a 0, com gol de Nenê.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Derrota do Madureira antecipa classificação do Fluminense para semi da Taça Guanabara

A derrota do Madureira para o Flamengo por 2 a 0, nesse sábado, antecipou a classificação do Fluminense para a semifinal da Taça Guanabara. O resultado do Clássico Vovô deste domingo, no Maracanã, definirá o adversário do Time de Guerreiros na próxima etapa do primeiro turno do Campeonato Carioca.

Se vencer ou mesmo empatar com o Botafogo, o Tricolor duelará com o Rubro-Negro por uma vaga na decisão com a vantagem do empate. Caso perca, pode ser ultrapassado pelo Volta Redonda. Nesse cenário, terá pela frente o Boavista.

Um possível confronto com o clube da Gávea ocorrerá na quarta-feira, devido ao compromisso do rival na Supercopa do Brasil, no fim de semana seguinte.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Fluminense é denunciado pelo TJD-RJ por cantos de “Time assassino” contra Flamengo e pode perder pontos na Taça Guanabara

Os cantos de “Time assassino” direcionados por tricolores ao Flamengo no clássico de semana passada, em alusão à tragédia no Ninho do Urubu que matou dez jogadores da base há um ano, renderam ao Fluminense, nessa segunda-feira, uma denúncia pela Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). A oficialização ocorre nessa terça.

O clube das Laranjeiras é acusado de “praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência”, de acordo com o artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

O caso será levado a julgamento e, ainda segundo o CBJD, pode provocar a perda dos três pontos conquistados pelo Tricolor no duelo com o Rubro-Negro, no Maracanã, pela 4ª rodada da Taça Guanabara: “Caso a infração prevista neste artigo seja praticada simultaneamente por considerável número de pessoas vinculadas a uma mesma entidade de prática desportiva, esta também será punida com a perda do numero de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida”.

A uma rodada do fim da fase de grupos do primeiro turno do Campeonato Carioca, o Time de Guerreiros ocupa a segunda colocação da chave B com os mesmos 12 pontos do líder Volta Redonda, que leva vantagem por um gol a mais.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.
Fonte: UOL.

Flamengo planeja mover ação contra Fluminense por canto de torcedores em alusão à tragédia no Ninho do Urubu

Durante o primeiro duelo entre Flamengo e Fluminense em 2020, quarta-feira, no Maracanã, alguns tricolores direcionaram ao rival o coro de “Time assassino”, em alusão à tragédia que matou dez jogadores da base no Ninho do Urubu em fevereiro do ano passado.

Descontente com o episódio, o Rubro-Negro, segundo o EXTRA, planeja mover ação contra o Tricolor no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ). O caso está a cargo do advogado Michel Assef Filho.

No dia seguinte ao clássico, vencido pelo Time de Guerreiros por 1 a 0, o clube das Laranjeiras e seu presidente, Mário Bittencourt, se pronunciaram através de nota e entrevista para repudiar o ato.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Dodi revela “segredo” de Odair e despista sobre possível uso de reservas diante do Boavista: “Todo mundo quer jogar”

Invicto e quase classificado para a semifinal da Taça Guanabara, o elenco do Fluminense, segundo Dodi, ainda não pensa em relaxar. Sábado, pela penúltima rodada do turno, o Tricolor enfrenta o Boavista. E, na terça-feira, faz a estreia na Sul-Americana duelando com o Unión La Calera, do Chile. Ambos os jogos serão no Maracanã.

— Para mim é difícil falar. Todo mundo quer jogar, quer estar em campo. Vai do professor decidir. Mas aposto que todos vão estar à disposição e vão querer jogar. Claro que tem a Sul-Americana, que é um campeonato muito importante. Mas, como eu falei, todo mundo vai querer estar em campo no próximo jogo — avisou o volante, que alerta para erros que precisam ser reparados:

— Na vitória temos mais tranquilidade para trabalhar. Todo mundo sabe disso. Sabemos que ainda tem muita coisa para acertar. Mas, como o professor falou (em entrevista), durante a semana vamos corrigir para fazer melhor e, se Deus quiser, vencer.

Questionado sobre o entrosamento da equipe mesmo com as várias mudanças na escalação, Dodi revelou “segredo” de Odair Hellmann.

— O professor falou no início da temporada que gosta de trabalhar com o grupo todo. Todo mundo faz a mesma coisa. Na hora em que entra em campo, todos já sabem o que tem de fazer. O grupo está aproveitando, desfrutando ao máximo. E as vitórias estão vindo. Espero continuar assim.

Assim como o companheiro de posição Henrique, Dodi minimizou a ausência da equipe principal do rival e ainda parabenizou os colegas pelo triunfo no primeiro clássico do clube em 2020.

— Independente de quem joga. Se é o sub-20 ou o principal deles. Estou muito feliz pela vitória. A equipe está de parabéns. Agora é manter a humildade, trabalhando firme, em busca da próxima vitória.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Top