fbpx

Flu cede CT para treino do Barcelona de Guayaquil

Adversário do Flamengo nesta quarta-feira pela Libertadores, o Barcelona de Guayaquil, do Equador, treinou no CT Carlos Castilho e agradeceu ao Fluminense nas redes sociais.

E o Tricolor retribuiu a mensagem de gratidão na internet.

9 gols em 2 jogos: Flu comemora bom desempenho

O desempenho do Fluminense na Taça Rio não dá brecha para pessimismo. Nove gols em dois jogos. Depois do 5 a 1 sobre o Madureira, a goleada da vez foi diante do Resende: um robusto 4 a 0, que expôs o poderio de um ataque dinâmico e com várias faces.

Não é porque o artilheiro do Flu na temporada é Nenê — ele chegou ao nono gol em 11 partidas — que as jogadas de definição se concentram nele. O time de Odair Hellmann se valeu do talento de Marcos Paulo mais uma vez, do dinamismo de Wellington Silva e de um incansável Gilberto.

— É um momento muito bom. O mais importante é continuar conquistando vitórias. Estamos no caminho certo. O Odair já conseguiu achar o sistema. Está todo mundo unido — disse Nenê.

Há de se reconhecer a eficiência do time que não deixa pontos pelo caminho e lidera a classificação geral do Carioca. Pensando na briga pelo título, algo crucial, ainda que o favoritismo seja do rico Flamengo.

A título de comparação com outro rival, o Vasco, esse Resende arrancou um empate por 1 a 1 na primeira rodada, mas não ofereceu resistência ao Fluminense.

Na próxima rodada, o próprio cruz-maltino será adversário, domingo, às 18h, também no Maracanã. Antes, quarta-feira, o Flu enfrenta o Figueirense, fora de casa, às 19h15, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Fonte: o globo

Foto: Mailson santana

‘Trabalho, determinação, vontade de vencer, continuar quebrando barreiras”, Nenê celebra boa fase

Fluminense está de volta ao Rio de Janeiro. Com a suada vaga para a segunda fase da Copa do Brasil na bagagem, o Tricolor desembarcou na tarde desta quinta-feira no Aeroporto do Galeão, após a vitória por 4 a 2 sobre o Moto Club no Maranhão. E Nenê, herói da classificação com dois gols e uma assistência, foi o escolhido para falar com a imprensa na chegada do time.

Aos 38 anos, o meia vive grande fase: é o goleador do Campeonato Carioca com cinco gols e artilheiro disparado do time na temporada com sete bolas na rede, quatro a mais do que Luccas Claro. Tem feito tanto sucesso que até um vascaíno que passava pelo saguão pediu para Nenê “voltar para o Vasco”. E o camisa 77 tricolor, que fará 39 no dia 19 de julho, atribuiu o momento à vontade de querer mais:

– Trabalho, determinação, vontade de vencer, continuar quebrando barreiras. Vontade de estar sempre jogando mais e melhor, ajudando meus companheiros. É um pouco de tudo assim. Realmente é uma alegria para mim muito grande, vou fazer 39 anos esse ano e isso me dá uma confiança muito grande. E mais motivação ainda para continuar dessa maneira.

Desde que voltou do futebol europeu em 2015, Nenê viveu sua temporada mais artilheira em 2016, quando fez 21 gols em 55 jogos pelo Vasco. Questionado se dá para quebrar essa marca em 2020, após já bater 1/3 dela em dois meses, ele brincou (sem deixar de sonhar):

– Não vou prometer nada, para com essa resenha. Mas é uma coisa que pode acontecer. Vamos trabalhar para que aconteça, mas não prometo nada, não (risos).

Foto: MAILSON SANTANA

Fonte: Globo Esporte

Depois de vitória contra Flamengo, jogadores do Flu são avaliados

Seguro na marcação e com qualidade no passe, Hudson joga bem mais uma vez; já Miguel tem atuação discreta na vitória tricolor por 1 a 0

Nenê: decisivo, foi o melhor do Fluminense no clássico. Criou as melhores chances da equipe no primeiro tempo: quase abriu o placar com um chute cruzado pela esquerda e, depois, cobrou uma falta na trave. Na segunda etapa não foi diferente e coroou a atuação com um golaço de calcanhar para decidir a vitória. Deu dinamismo ao ataque e mostrou disposição nos 90 minutos. NOTA: 8,0

Hudson: fez bem o papel de primeiro volante, ajudando bastante na marcação – inclusive, salvou a zaga tricolor em mais de um lance. Com qualidade no passe, também conseguiu sair jogando e armou contra-ataques. Mais uma boa atuação do volante. NOTA: 7,0

Miguel: não funcionou no esquema inicial de Odair – sem centroavante. Ficou perdido no meio da marcação dos zagueiros mais altos. E quando voltou para tentar armar jogadas, também não conseguiu criar. Foi discreto em seu primeiro Fla-Flu como profissional. NOTA: 5,5

Confira todas as notas do Fluminense:

  • Muriel (GOL) – 6,0
  • Gilberto (LAD) – 6,0
  • Luccas Claro (ZAG) – 6,5
  • Digão (ZAG) – 6,0
  • Egídio (LAE) – 5,5
  • Henrique (VOL) – 5,0
  • Hudson (VOL) – 7,0
  • [Dodi (VOL) – Sem nota]
  • Yago Felipe (MEC) – 5,5
  • Miguel (ATA) – 5,5
  • [Felippe Cardoso (ATA) – 5,5]
  • Nenê (ATA) – 8,5
  • Matheus Alessandro (ATA) – 5,0
  • [Lucas Barcelos (ATA) – 5,5

Fonte: Globo Esporte

Foto: André Durão

Diretor de futebol declara que é difícil a permanência de Orejuela diante das exigências do Flu

Devido ao alto valor pedido pelo Fluminense, que quer negociar Jefferson Orejuela por 4 milhões de dólares (R$ 16,5 milhões), a diretoria da LDU admite dificuldade para manter o volante para a temporada 2020.

A informação foi publicada pelo site NetFlu e confirmada pelo Torcedores.com. A diretoria do Fluminense tem como política não comentar a movimentação do clube mercado. Por isso, não confirma a saída de Orejuela de 26 anos, que tem contrato válido com o Tricolor das Laranjeiras até dezembro de 2020. Ainda segundo a reportagem, além de diminuir o valor, a LDU deseja parcelar a compra. Com o recesso de fim de ano, a negociação entre brasileiros e equatorianos deve se prolongar até os primeiros dias de janeiro antes de ter um desfecho seja positivo ou negativo.

Em entrevista ao Torcedores.com, Estebán Paz, diretor de futebol admitiu que é difícil a permanência de Orejuela diante das exigências do Fluminense, que analisa oferta de um clube russo.

“É muito difícil competir na parte econômica pela renovação do contrato de Orejuela. Infelizmente o clube (LDU) não tem condições financeiras para atender as exigências do Fluminense. Apresentamos uma oferta de compra. Agora, cabe ao Fluminense analisar a nossa proposta. Mas acho que a sua diretoria ficou em uma situação confortável. Além disso, o clube tem uma proposta da Rússia para analisar. Sabemos que os números são bem mais vantajosos que os valores apresentados pela Liga de Quito, mas temos a sensação de que fizemos o que era possível nesta negociação. Nos resta aguardar uma posição do Fluminense”, disse o dirigente.

FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Fonte:torcedores.com

Flu é campeão invicto do Estadual Juvenil Feminino de Vôlei

O Fluminense conquistou de forma invicta o título do Campeonato Estadual Juvenil Feminino de Vôlei. No jogo decisivo, neste domingo (15/12), em Laranjeiras, as tricolores não deram chances para o rival Flamengo e venceram por 3 sets a 0, parciais de 25/14, 25/11 e 25/19. A equipe comandada pelos técnicos Hylmer Dias e Claudio Mota fechou sua participação na competição com dez vitórias em dez partidas. Foram apenas dois sets perdidos em todo o Estadual.

Além de Hylmer Dias, outras integrantes do time que disputa a Superliga  entraram em quadra neste domingo. Enfrentaram o Flamengo a líbero Lelê, a levantadora Rose, as opostas Pamela e Mayara e a ponteira Giovanna Fant.

No primeiro jogo da série final, o Fluminense também havia vencido o adversário por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/09 e 25/17.

Pelo Estadual Juvenil Masculino, o Fluminense faturou a medalha de prata ao ser derrotado pelo Flamengo na série final. Após perder o primeiro jogo da decisão por 3 sets a 2, na terça-feira passada (10/12), o Tricolor foi superado na segunda partida por 3 sets a 0, parciais de 26/24, 25/19 e 25/16, domingo (15/12), em Laranjeiras.

Na categoria mirim feminina, o Tricolor derrotou o Tijuca por 3 sets a 2 (16/25, 25/16, 15/25, 25/15 e 15/12), neste sábado (14/12), pela semifinal, e agora aguarda o adversário da decisão.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Arquivo pessoal

Atacante do Flu é anunciado pelo Sport

De acordo com o site superesportes, nessa última terça-feira (17), o Sport anunciou a chegada do atacante Ewandro para a próxima temporada.

Revelado pelo São Paulo, o jogador de 23 anos pertence à Udinese, da Itália, e disputou o Campeonato Brasileiro deste ano pelo Fluminense. Ele reforça o Leão até o final de 2020.

Ewandro estreou pelo time profissional do Tricolor Paulista em 2014. Pouco depois, foi emprestado ao Athletico-PR, onde ficou por um ano e registrou oito gols em 36 jogos. Em 2016, foi negociado com a Udinese por 3 milhões de euros (R$ 11,3 milhões na época).

Fonte: superesportes

Foto: Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)

Meia mais jovem a jogar no profissional, Miguel se declara surpreso

Meia faz balanço da primeira temporada no time de cima e aposta em pré-temporada para ganhar mais tempo em campo em 2020.

Com apenas 16 anos, a promessa subiu para o time principal, fez a estreia e se tornou o mais jovem a estrear entre os profissionais do Flu.

Ao GloboEsporte.com, o garoto foi sincero: não esperava ganhar espaço na equipe de cima tão jovem.

“- Foi muito bom. Pude realizar um sonho de infância tão cedo e conseguir quebrar esse recorde pelo clube no Brasileirão. Não esperava alcançar tudo isso tão jovem e acabou sendo tudo muito rápido e sensacional para mim” – disse.

Fonte: globo esporte

Foto: Lucas Merçon/Fluminense

Flu espera por vaga na Sul-Americana para buscar novo técnico


Apesar dos apelos da torcida para Ariel assumir o cargo como técnico, a direção dificilmente contratara um treinador estrangeiro. Além disso, não há nenhuma negociação em andamento para o próximo ano.

Flu, que ja definiu que Marcão voltará a ser auxiliar na equipe, ainda não começou a buscar nenhum treinador para 2020.

A direção do time está aguardando o desfecho da disputa pela classificação na Sul-Americana para escolher novo comandante.

Caso garanta a vaga ( que está sendo disputará com o Botafogo), Flu terá 4 competições no calendário (Carioca, Copa do Brasil e Brasileirão estão garantidos). Desta forma, poderá aumentar o investimento em um ano no qual o contexto de dificuldade financeira permanecerá – a folha salarial do futebol é de R$ 2,8 milhões e pouco aumentará.

De acordo com o site Globo Esporte, desde a demissão de Oswaldo de Oliveira e a efetivação de Marcão, técnico que livrou o Flu do risco de rebaixamento, alguns nomes foram sondados: Odair Hellmann, ex-Internacional, e Eduardo Barroca, ex-Botafogo. Ambos negaram ter sido procurados.

foto de: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Marcão ganha experiência no Flu, mas futuro é incerto

O Fluminense chega na última rodada do Campeonato Brasileiro buscando uma vaga na Copa Sul-Americana e sem risco de rebaixamento. Esse cenário é bastante positivo levando em consideração tudo que aconteceu com o clube na temporada. Dentre as incertezas que cercam o Tricolor para 2020, está a permanência de Marcão no cargo de técnico.

O ex-auxiliar técnico assumiu o time sem grandes perspectivas a não ser evitar a queda para a Série B. O então interino fez a equipe vencer o Grêmio, no Maracanã e na véspera de um clássico diante do Botafogo, foi efetivado como treinador. Não decepcionou e, além de vencer o clássico, empatou com Cruzeiro, no Mineirão, e derrotou o Bahia, no Maracanã.

Os 10 pontos conquistados em 12 disputados, fizeram o discurso mudar, com os jogadores mirando a parte de cima da tabela, ao menos a primeira página. No entanto, cinco jogos sem vencer, somando dois empates e três derrotas, colocaram Marcão em xeque, tanto com o vice-presidente geral, Celso Barros, quanto com os torcedores.

A intensa pressão por uma troca de comando culminou com o racha político entre o então homem forte do futebol e o presidente Mário Bittencourt, que bancou a permanência do treinador. A decisão se mostrou acertada e o Fluminense voltou a somar pontos. Desde então, o time venceu o São Paulo e o CSA, fora de casa, o Palmeiras, no Maracanã, empatou com Atlético-MG, Avaí e Fortaleza, com apenas uma derrota para o Internacional, no Beira-Rio.

Fonte: Lance!

FOTO: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Top