Sub-19: Fluminense é um dos clubes confirmados no torneio Karel Stegeman

Time Tricolor é um dos clubes confirmados no torneio Karel Stegeman, em Ruurlo, na Holanda.

Os Moleques de Xerém também vão participar do Torneio de Terborg, também nos Países Baixos, e que acontecerá uma semana antes. Ambos são Sub-19.

As datas de nenhum dos torneios foi divulgada ainda, mas o site do torneio Karel Stegeman confirmou a participação dos Moleques de Xerém em ambas as competições.

O Torneio Terborg não é novidade para o Fluminense, que disputou e conquistou o campeonato em 2015 em cima do Tottenham.

Diretoria executiva da Ponte Preta interessada em nome Tricolor, confira!

De acordo com jornalista Lucas Rossafa, setorista do Guarani e Ponte Preta, diretoria executiva da Ponte Preta realizou sondagem por Danilo Barcelos no final do ano passado, mas desde então não fez nenhuma proposta oficial ao Fluminense pelo lateral esquerdo.

No momento não há possibilidade do jogador voltar a vestir a camisa da Macaca. Clube paulista já tem a folha salarial no limite e sem margem para investimentos, como foi com Dedé e Lucca, principais salários do elenco.

Danilo Barcelos ainda está resolvendo seu futuro no Fluminense e não há definição se rescindirá ou sairá por empréstimo, mas alguns clubes da Serie A monitoram. Recentemente, o lateral mudou de apartamento, mas continua no Rio.

Nathan

Análise: Como joga Nathan? E como irá se encaixar no time de Abel Braga?

Nathan está prestes a assinar com o Fluminense. Empréstimo de um ano, junto ao Atlético-MG. Seria a “cereja do bolo” tricolor para a temporada 2022. Praticamente fechará a lista de reforços, caso Cano e Cristiano sejam confirmados como novos jogadores do Flu.

Nathan é um meia polivalente. Algo raro dentro do futebol brasileiro. Sabe fazer a função de 10, mas também a de 8. Ou seja, pode jogar como segundo volante, auxiliando na saída de bola. Mostramos essa polivalência no vídeo do Tática Didática, que segue abaixo.

O futuro jogador do Flu também pode atuar como falso 9. Fez isso no Galo, mesmo em algumas partidas. Não é a forma como se sente mais confortável, mas consegue jogar. Também tem a opção, como falamos no vídeo do Tática Didática, de ser um ponta pela esquerda. Mas atua um pouco diferente de um extremo clássico. Nathan não chega na linha de fundo. Ele afunila para o meio, buscando o passe ou finalização de perna direita.

Obviamente, nem tudo são flores. Nathan tem alguns problemas. O principal deles é que “desliga” do jogo. Algo que o torcedor tricolor está acostumado. Parece ser uma sina: o Fluminense só contrata meia com dificuldade de ser regular ao longo dos 90 minutos. Tanto Ganso, quanto Cazares, sofrem do mesmo mal.

Ir para o Fluminense é um passo importante na carreira de Nathan. Após ser contratado a peso de ouro pelo Atlético-MG, viu as conquistas de 2021 praticamente do banco de reservas. Agora terá a possibilidade de comandar o meio-campo de um time que vai disputar a Libertadores e voltar a mostrar porque é um dos talentos do futebol brasileiro.

Análise: Como deve jogar o Fluminense de Abel Braga?

Abel Braga inicia sua 4ª passagem pelo Fluminense e terá pela frente um desafio gigantesco: fazer o time jogar bem e brigar por títulos.

Considerado por muitos um treinador ultrapassado, vem de uma grande campanha pelo Internacional e foi vice-campeão brasileiro em 2020, onde perdeu o título na última rodada. No clube gaúcho foi possível observar um Abel com um modelo de jogo bem definido, organização e uma saída de bola pelos laterais em amplitude. As bolas longas de Cuesta também foi um ponto positivo no Inter, e podemos ver isso também no Fluminense com a chegada de Felipe Melo, analisamos o volante no Tática Didática.

Abel utiliza uma linha de 4 defensiva que varia para uma linha de 3 na organização ofensiva, André e Felipe Melo serão importantes na temporada, principalmente na saída de bola. Os laterais de Abel jogam em amplitude e com Pineida isso ficará mais evidente, já que o lateral vindo do Barcelona de Guayaquil é um atleta bem ofensivo e com bom passe. Fred será uma referência no ataque, como em 2012, além dos extremos que farão um papel de marcação quando realizarem a transição defensiva.

O que podemos esperar de Abel Braga na temporada 2022? A resposta é um Fluminense bem organizado, com linhas em sincronia e pressão na saída de bola do adversário. E você torcedor tricolor, acredita que Abel vá levar o Fluminense aos títulos novamente?

Flu fecha Brasileiro Interclubes de Tênis de Mesa com cinco medalhas

Os mesatenistas do Fluminense fecharam o TMB Platinum – Campeonato Brasileiro Interclubes, disputado de 4 a 12 de dezembro, em Joinville, Santa Catarina, com cinco medalhas conquistadas (dois ouros, uma prata e dois bronzes). Os tricolores ainda subiram ao pódio na disputa entre seleções estaduais. Defendendo o Rio de Janeiro, os atletas faturaram duas medalhas de ouro e três de bronze.

A jovem Sophia Kelmer, de 14 anos, mais uma vez foi um dos destaques do Fluminense com o tricampeonato (2019, 2020 e 2021) na Classe 8 do torneio paralímpico. Sophia ocupa a 15ª colocação no ranking mundial paralímpico da Classe 8 na categoria adulto e a terceira posição na categoria sub-23.

Mário Ribeiro, Flávio Seixas e Marcelo Guedes também obtiveram bons resultados, com a medalha de ouro, pelo Fluminense e pela seleção carioca, na Classe 9 do paralímpico.

Confira os resultados do Fluminense no TMB Platinum:

Campeonato Brasileiro Interclubes

Olímpico – Individual

Veterano 40

2º – Michele Nogueira

Veterano 50

3º – Mário Ribeiro

Paralímpico – Individual

Classe 8

1º – Sophia Kelmer

Olímpico – Equipes

Absoluto B

3º – Michele Nogueira, Sophia Kelmer e Sarah Monteiro

Paralímpico – Equipes

Classe 9

1º – Mário Ribeiro, Flavio Seixas e Marcelo Guedes

Seleções Estaduais

Olímpico – Equipes

Veterano 40

1º – Michele Nogueira

Infantil

3º – Sophia Kelmer

Juvenil

3º – Leonardo Lopes

Absoluto C

3º – João Sampaio

Paralimpico – Equipes

Classe 9

1º – Mário Ribeiro, Flávio Seixas e Marcelo Guedes

Fluminense arrecada R$ 31.431 em leilão de camisas com nomes de personalidades negras do clube

Em parceria com a Play For a Cause, o Fluminense arrecadou R$ 31.431 no leilão das camisas utilizadas na partida contra o América-MG, no último dia 21 de novembro, pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, os atletas levaram às costas nomes de grandes personalidades negras da história do clube, na campanha que recebeu o nome #HerdeirosDeChicoGuanabara.

O leilão recebeu 138 lances ao todo. Foram 23 itens vendidos, que geraram um ticket médio de R$ 1.366,57. A camisa que recebeu o lance mais alto foi a que o atacante Fred vestiu na partida, vendida ao preço de R$ 5.000,00. Na ocasião, o capitão, segundo maior artilheiro da história do clube, usou o nome de Waldo, primeiro colocado na lista. Durante o período em que o leilão esteve ativo, o site da Play for a Cause recebeu 18.600 acessos na página destinada ao clube, que vieram de dez países diferentes (Brasil, Estados Unidos, Portugal, Suécia, Irlanda, Canadá, Indonésia, Argentina, Reino Unido e França).

A quantia arrecadada no leilão será destinada às entidades “Nóiz Projeto Social” e “Escola de boxe Eduardo Cardoso – Team Cachorrão”.

O leilão foi uma entre tantas ações que o Fluminense promoveu em homenagem ao Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro. O clube lançou uma web série produzida pela FluTV cujo foco é abordar a temática tendo como fio condutor a história de Chico Guanabara, um negro, favelado, capoeirista e tricolor. Dividida em 12 capítulos, a “Herdeiros de Chico Guanabara” vai se aprofundar na história daquele que é historicamente reconhecido como o primeiro torcedor de futebol do Brasil.

Confira as 5 camisas que receberam os maiores lances no leilão:

1) Camisa em homenagem a Waldo (9, usada por Fred) – R$ 5.000
2) Camisa em homenagem a Washington e Assis (20, usada por Yago Felipe) – R$ 4.000
3) Camisa em homenagem ao Cartola (44, usada por David Braz) – R$ 2.500
4) Camisa em homenagem ao Chico Guanabara (34, usada por Luiz Henrique) – R$ 2.150
5) Camisa em homenagem a Cafuringa (11, usada por Cazares) – R$ 1.500

De virada, Fluminense derrota o Barueri pela Superliga Feminina

O Fluminense conquistou uma importante vitória sobre o Barueri Volleyball Club, nesta terça-feira (14/12), no Ginásio João Coelho Netto, pela nona rodada da Superliga Feminina. Superado no primeiro set, o Tricolor mostrou poder de reação e derrotou o time do técnico José Roberto Guimarães de virada por 3 a 1, parciais de 22/25, 25/19, 26/24 e 32/30.

Com a vitória, o Time de Guerreiras se mantém na sexta posição na tabela de classificação, com 16 pontos, e abre quatro de vantagem sobre o Barueri, sétimo lugar com 12. O quinto colocado, Sesc RJ Flamengo, tem apenas um ponto a mais que o Fluminense.

Com 15 pontos, sendo nove de ataque, cinco de bloqueio e um ace, Lara foi escolhida a melhor jogadora em quadra e ganhou o Troféu VivaVôlei. Kimberlly também teve atuação decisiva. A oposta foi a maior pontuadora do jogo com 20 acertos.

“Fico muito feliz de ganhar o VivaVôlei, mas todo o time merece esse troféu. A Kimberlly esteve muito bem, ela vem treinando muito e merecia uma atuação como a de hoje. Agora é pensar no Pinheiros, outro adversário direto na tabela de classificação”, analisou Lara após a partida.

A ponteira Gabi Cândido, ainda com dores no abdômen, foi poupada mais uma vez. 

Agora, o time do técnico Guilherme Schmitz folga nesta quarta-feira (15/12) e embarca no dia seguinte para São Paulo, onde enfrenta o Esporte Clube Pinheiros, na sexta-feira (17/12), às 18h30, no Ginásio Henrique Villaboim, pela décima rodada da Superliga.

O Fluminense começou o jogo com: Bruna Costa, Lara, Paula, Mayara, Lays, Kimberlly e Lelê.
Entraram: Francine, Jada e Fran.

Texto: Comunicação/FFC
Foto: Mailson Santana/FFC

Goiás avança nas tratativas com Caio Vinícius

De acordo com jornalista Guilherme Gonçalves, Goiás avançou nas tratativas com Caio Vinícius e tendência é que ele fique no esmeraldino. O vice de futebol Harlei Menezes confia na permanência e negocia com o Fluminense e o empresário do volante.

Caio tem contrato com o Fluminense até o final de 2022 e está fora dos planos para a próxima temporada. No esmeraldino, ele ajudou a equipe a conquistar o acesso para a Serie A.

Foto: Lucas Merçon