fbpx

Fluminense deve pagar dívida para encerrar Samorin

Após anunciar em janeiro o desejo de encerrar o Samorin, o Fluminense negocia a rescisão, que deve ser concluída no início do próximo semestre. Para dar fim à parceria, porém, o clube precisa pagar uma dívida de R$ 2,2 milhões.

O contrato não prevê pagamento de multa no ato do distrato. Em contrapartida, exige que as mensalidades estejam em dia. O repasse de verba à Eslováquia não é cumprido desde junho de 2018.

Dada a crise financeira, o Fluminense reconheceu a impossibilidade de prosseguir com a filial europeia. Até o ano passado, o investimento era de 63 mil euros (R$ 278 mil). Para a nova temporada, a diretoria buscou patrocínios, mas sem sucesso. Assim, reduziu os gastos a 15 mil euros (R$ 63 mil).

Nono colocado na segunda divisão eslovaca, que termina em sete rodadas, o Samorin tem no elenco quatro jogadores tricolores: Luquinhas, Peu, Diodo e Gabriel Capixaba.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fluminense marca estreia de patch na camisa e planeja cerimônia pelo centenário das Laranjeiras

A estreia do patch em alusão ao centenário das Laranjeiras ocorrerá no dia 11 de maio, sábado, em clássico com o Botafogo, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, no Maracanã. Será nesse dia, inclusive, que a sede do Fluminense fará aniversário.

Por isso, a ideia é, na mesma data, realizar uma cerimônia de lançamento das moedas elaboradas em parceria com a Casa do Moeda, projeto também voltado para homenagear os 100 anos do estádio Manoel Schwartz.

Na ocasião, os jogadores estarão de roupa nova. A camisa número 1 da coleção 2019 vai ser usada a partir de jogo contra o Goiás, em 28 de abril. A logo que será adicionada ao uniforme pode ser adquirida pelos torcedores interessados, nas lojas do clube.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: LANCE!

Marcos Paulo marca na vitória da seleção sub-18 de Portugal

Foto: Divulgação/FPF

Tratado como uma das maiores revelações de Xerém nos últimos anos, o atacante Marcos Paulo segue fazendo sucesso na seleção sub-18 de Portugal. Titular no duelo contra o México pelo Torneio Internacional do Porto, o brasileiro abriu o placar na vitória por 3×1 sobre os mexicanos.

O bom desempenho de Marcos Paulo pela seleção portuguesa aumenta as chances do jogador optar por defender o país profissionalmente. O atacante ainda não teve chances na seleção brasileira sub-20 (o Brasil não possui sub-18).

Foto: Twitter pessoal Marcos Paulo

Com multa de R$ 205 milhões, o jogador treina no profissional do Fluminense, mas dificilmente é utilizado. Com a iminente saída de Everaldo para o Corinthians e de Calazans para o São Paulo, Marcos Paulo deve receber mais chances durante a temporada.

Nino celebra boas atuações pelo Fluminense: “Muito feliz”

Foto: Lucas Merçon / FFC

Zagueiro vem se firmando cada vez mais no Tricolor carioca

Contratado este ano para compor o elenco do Fluminense após uma boa temporada pelo Criciúma em 2018, Nino demorou a ter espaço na equipe. Graças as lesões de Digão, titular absoluto, e de Léo Santos, reserva imediato, o zagueiro viu a oportunidade aparecer e não desperdiçou. Colecionando boas atuações com a camisa tricolor, o defensor vem se destacando e ganhando mais moral a cada dia mais.

Em entrevista, Nino comemorou o bom início pelo Fluminense e afirmou estar focado em melhorar cada vez mais.

Fico muito feliz de ter o trabalho reconhecido neste meu começo aqui no clube. É apenas o começo e espero que seja uma longa jornada no Fluminense. Vou continuar trabalhando para ajudar o time a ganhar títulos e ter o meu trabalho ainda mais reconhecido no cenário nacional“, disse.

O próximo desafio do zagueiro e do time de Fernando Diniz é na quinta-feira (25), contra o Santa Cruz, fora de casa, pelo jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Na ida, no Maracanã, o Tricolor triunfou por 2 a 0, gols de Gilberto e Luciano.

Parte do elenco tricolor distribuiu caixas de bombons para crianças da Cidade de Deus.

Alguns jogadores do elenco profissional do Fluminense aproveitaram a manhã desta Sexta-Feira Santa para presentear crianças da Cidade de Deus com caixas de bombons. Segue fotos da ação:

Paulo Henrique Ganso, Pedro, Mascarenhas, Igor Julião, Digão e Gilberto estiveram no local destribunindo os chocolates para as crianças, garantindo a elas um sorriso nesta Páscoa.

Saudações Tricolores.

Guga Assis

Feliz Páscoa!

Fluminense e Mascarenhas acertam renovação de contrato

Foto: Lucas Merçon/FFC

O lateral esquerdo Matheus Mascarenhas chegou a um acordo com o Fluminense e renovou seu contrato até dezembro de 2021.

As partes que vinham conversando há algum tempo chegaram a um acordo e prorrogaram o vínculo que ia até dezembro deste ano.

Titular no começo do ano, Mascarenhas está afastado do time por conta de uma sequência de lesões, inclusive com uma caxumba. Neste período, Caio Henrique assumiu a posição e vêm dando conta do recado.

Pedro comemora “reestreia” pelo Fluminense e sonha com Copa América

Uma lesão no joelho direito, sofrida em agosto do ano passado, interrompeu uma carreira em ascensão e provocou o corte de Pedro na sua primeira convocação à Seleção. Após tratamento que durou quase oito meses, o centroavante estreou na temporada no primeiro jogo da 4ª fase da Copa do Brasil, contra o Santa Cruz.

– Estou feliz demais com o retorno. Superei esse momento complicado na minha vida. Deus me deu força para superar, minha família me apoiou da melhor maneira… Voltei a fazer o que mais amo na minha vida, que é jogar futebol. Espero que essa alegria permaneça – comemorou.

De olho numa chance na Copa América, que será sediada no Brasil entre junho e julho, Pedro revelou que recebeu o apoio de Tite na época da contusão e no dia em que voltou aos gramados.

– É claro que a gente sonha (com Copa América). Quando parei, tinha sido convocado. Espero poder voltar. Tite me mandou mensagem dando força quando machuquei. Ontem (quarta-feira), ele mandou de novo desejando bom jogo. Fiquei feliz.


LEIA MAIS RESPOSTAS DE PEDRO:

“Reestreia” pelo Fluminense
– Fiquei feliz por ter jogado quase um tempo, não era o previsto. Foi bom pois voltei . Acordei bem, sem dor hoje. Só cheguei um pouco cansado em casa ontem, foi normal. Estou bem”.

Adaptação ao estilo de Fernando Diniz
– Com o dia a dia, ficará fácil. Diniz gosta que o time dele jogue com a bola. Isso facilita ao atacante, que recebe a bola redonda. Vai ser fácil se adequar. É só movimentar bastante fora da área e a bola chegará limpa porque o time está trabalhando muito bem a bola.

Parceria com Fernando Diniz
A gente conversa muito. Eu sou um cara que gosto de sair da área para assistência. Falei com ele que ele vai me ajudar a crescer nesse quesito de movimentação no ataque. Fico feliz de poder trabalhar com ele. É um grande treinador e tem de tudo para fazer um grande trabalho aqui.

Recuperação
Quando machuquei, não acreditava que seria tão sério pelo lance. Infelizmente aconteceu a pior lesão, que tinha de fazer cirurgia. A minha família me ajudou nesse momento complicado. No primeiro mês a recuperação é bem difícil, porque você não pode andar, não pode fazer nada. Mas graças a Deus consegui superar. Tenho de agradecer ao trabalho de todos, da fisioterapia, da preparação física… Que me ajudaram muito nesse momento. Procurei sempre deixar minha cabeça bem tranquila, tentar me alegrar mesmo nos momentos complicados, e graças a Deus consegui superar.

Amadurecimento
Amadureci muito. Eu estava em um momento tão feliz na minha carreira. Creio que voltarei mais forte ainda. Serviu de aprendizado para saber valorizar o tempo que estou dentro de campo. é muito bom fazer o que você mais ama na vida. No momento difícil você não consegue fazer o que você gosta, que é jogar, treinar, estar com os companheiros no dia a dia… Consegui superar e coisas melhores virão pela frente.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Dores na coxa persistem, e Ganso pode ser desfalque para o jogo da volta contra o Santa Cruz

No jogo contra o Santa Cruz, quarta-feira, no Maracanã, quatro importantes jogadores do Fluminense, que venceu por 2 a 0, alegaram problemas físicos. Airton, Paulo Henrique Ganso e Yony González, aliás, acabaram sendo substituídos. Luciano, por sua vez, precisou ficar em campo até o fim do duelo, posto que o número máximo de alterações havia sido atingido.

Ganso é o caso mais preocupante. Com dores na coxa esquerda, ele será reavaliado e passará por exame que vai indicar se tem condições de enfrentar o time pernambucano na volta da 4ª fase da Copa do Brasil, quinta-feira que vem (26), no Arruda. Fernando Diniz, porém, se mostrou tranquilo ao falar sobre o camisa 10.

– Ele sentiu uma lesão que já vinha se evidenciando há algum tempo, mas não parece ser nada de mais grave. Esperamos contar com ele já no próximo jogo.

Também com incômodo na coxa esquerda, Airton deve estar liberado para o próximo compromisso. Assim como Yony, que acusou problema no tornozelo esquerdo. Luciano está recuperado das dores na coxa direita.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Visado em 2018, Pedro afirma que não jogaria em outro clube brasileiro: “Quero ser ídolo aqui”

De volta aos gramados após lesão no joelho direito, Pedro espera reviver o bom momento que, em 2018, lhe rendeu propostas de grandes europeus, como o Real Madrid. Aos 21 anos, porém, ele quer marcar seu nome na história do Fluminense, único clube brasileiro que pretende defender em sua carreira.

– Tive propostas, claro, antes de machucar. Estava em um momento bom. Meu foco é recuperar meu futebol e agradecer a torcida, que sempre me ajudou. Quero fazer o que sei dentro de campo. Agora, para mim, não chegou nada. Meu foco é futebol. Creio ser só sondagem mesmo – disse, completando:

– Não (jogaria em outro time brasileiro). Acho que a torcida já me mostrou… Quero ser ídolo aqui. Quero dar o meu melhor.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Para jornalista trabalho de Diniz diminuiu a diferença técnica entra Flamengo e Fluminense

Foto: Lucas Merçon/FFC

Em participação no programa Redação SporTV da última quinta-feira (18), o jornalista Carlos Eduardo Eboli comentou sobre o trabalho que o técnico Fernando Diniz vem fazendo nesse início de temporada no Fluminense.

Na visão do comentarista, os jogadores conseguiram assimilar com uma certa rapidez o estilo implementado pelo treinador, fazendo com que o Fluminense na maioria das vezes mande mais no jogo que o adversário.

Eboli citou ainda a dificuldade que o Tricolor levou para o Flamengo, que tem reconhecidente um elenco mais qualificado tecnicamente. Segundo o jornalista, o trabalho feito pelo técnico Fernando Diniz diminuiu a diferença técnica entre as duas equipes.

Acompanhe o vídeo:

Reprodução/SporTV
Top