fbpx

Desejado pelo Flu, Everaldo é liberado pela Chapecoense

Atacante, que pertence ao Querétaro-MEX, estava emprestado ao clube catarinense para a disputa desta temporada

Foto: Marcio Cunha / Chapecoense

Um dos alvos do Fluminense para 2020, Everaldo foi liberado pela Chapecoense. Após sofrer seu primeiro rebaixamento, o clube catarinense preparou uma reformulação, onde 15 jogadores tomaram outro destino. Entre eles, está o atacante de 28 anos, que estava emprestado até o fim desta temporada. Porém, vale ressaltar que o atleta pertence ao Querétaro, do México.

Entre os nomes que foram liberados consta também o de Gum, zagueiro bicampeão brasileiro pelo Fluminense e que foi para a Chapecoense após não renovar seu contrato com o tricolor carioca. Outro que deixou o clube foi o meia Camilo, que já chegou a ser ventilado como possível reforço para o Flu, quando Wellington Silva foi para o Internacional.

Em enquete, torcida tricolor aprova chegada de Odair Hellmann para 2020

Novo treinador do Fluminense recebeu aprovação de 82% dos votantes

Foto: Divulgação / FFC

No último dia 11, o Fluminense anunciou oficialmente a contratação de Odair Hellmann para 2020. O novo treinador do Tricolor, que estava sem clube desde que foi demitido do Internacional, assinou com o clube carioca até o fim da próxima temporada e trouxe também o auxiliar técnico Maurício Dulac. Com isso, Marcão voltará ao antigo posto e, de quebra, comandará também o sub-23.

Em meio a muitos nomes ventilados para assumir o Flu, o de Odair Hellmann parece ter animado a torcida. Em enquete realizada no twitter do Canal Flu News, 82% dos tricolores aprovaram a chegada do novo treinador. Vale lembrar que o técnico de 42 anos jogou pelo Fluminense quando atuava como profissional e inclusive balançou as redes com a camisa verde, branca e grená.

Destaque do Fluminense pode parar no Flamengo em 2020

O volante/lateral esquerdo Caio Henrique, destaque do Fluminense no último Campeonato Brasileiro, pode pintar como reforço do Flamengo para a temporada de 2020.

O jogador que estave emprestado ao Fluminense pelo Atlético de Madrid é cobiçado por outros clubes do Brasil também,como Grêmio e Santos.

Embora saiba da valorização do atleta, o Fluminense ainda não desistiu de contar com o futebol de Caio e busca uma renovação de empréstimo junto ao clube espanhol como confirmou o próprio presidente Tricolor, Mário Bittencourt, em coletiva concedida na última sexta-feira (13).

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Após risco de falência, Luverdense destaca jogo contra Fluminense no Maracanã: “Jamais nos esqueceremos”

O Luverdense incluiu na sua retrospectiva de 2019 o jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Fluminense, em abril. Foi a primeira vez que a equipe mato-grossense pisou no gramado do Maracanã.

— 2019. O ano mais turbulento de nossa história. Daquele clube que fazia história ao pisar nos gramados do Maracanã pela 1ª vez para jogar contra o Fluminense, jogo em que perdemos, mas jamais nos esqueceremos, à equipe rebaixada de forma inédita à Série D e à quase falência — diz publicação em rede social.

Naquela ocasião, após empate em 0 a 0 no campo adversário e adiamento da segunda partida devido à chuva no Rio, o Time de Guerreiros, sob novo temporal, venceu por 2 a 0, com gols de Luciano, hoje no Grêmio, e Yony González, que se despediu dos tricolores e deve seguir para o Benfica no ano que vem.

— Parabéns pela classificação, Fluminense. Queríamos entrar na história com a zebra, mas jogar no Maracanã já é histórico. Também agradecemos a hospitalidade dada ao Luverdense — escreveu o rival em post na época.

Crise no Luverdense

O time de Lucas do Rio Verde destacou a façanha ao relembrar a grave crise sofrida no segundo semestre, com rebaixamento à Série D e risco de falência por causa da falta de candidatos à presidência. Filho do fundador e ex-presidente do clube, Guilherme Lawisch se propôs a assumir o comando.

Campeão da Copa Mato Grosso, o Luverdense se classificou para a Copa do Brasil de 2020. Terá pela frente o Bahia de Feira de Santana.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Jornal revela longa conversa entre Mário e Fred e diz que salário do centroavante precisa cair em 50%

Mário Bittencourt e Fred se encontraram e tiveram longa conversa a sós há duas semanas, com o Campeonato Brasileiro em andamento, quando o Cruzeiro treinou nas Laranjeiras. A recepção do presidente ao centroavante deixou claro o desejo compartilhado por ambas as partes e, ainda, pela torcida: “E aí, vamos assinar logo esse contrato?”, disse o dirigente, em tom de brincadeira.

Apesar do interesse na contratação, o Tricolor espera a definição da saída do jogador do Cruzeiro, que, rebaixado à Série B, se vê obrigado a liberar medalhões. O contrato com a Raposa, válido por mais uma temporada, deve ser rescindido.

– O desejo de repatriar o Fred sempre existiu, até antes da eleição. Jogador que gosto muito e um dos maiores ídolos da história do clube. Temos uma relação de amizade também. Eu acabei o encontrando sem querer nas Laranjeiras. Quando acabou o treino, ele foi na minha sala e me deu um abraço. Tivemos uma conversa de amigos. Desejei sorte a ele na reta final do Brasileirão. E, de lá para cá, não mais nos falamos — declarou Mário.

O que pode dificultar a contratação é o salário do ídolo, na casa dos R$ 800 mil. Fred toparia uma redução salarial, embora não se saiba de quanto. O valor máximo que poderia ser proposto pelo clube carioca é de R$ 400 mil — ou seja, uma queda de 50% nos vencimentos atuais do veterano de 36 anos. Bônus e adicionais atrelados a desempenho e conquistas são vistos como alternativas.

— Ele tem contrato com o Cruzeiro até o fim de 2020, com salário muito além das nossas possibilidades. Não temos nem como chegar perto do que ele ganha lá. Não fomos procurados por nenhum representante dele e do Thiago Neves. Nem nós procuramos. É isso. Neste exato momento, não há nenhuma conversa aberta com ele. Zero. Sigo dizendo que há um interesse, sim. Mas, no momento, ele está vinculado a outro clube. Mas futebol é um dia após o outro — concluiu Bittencourt.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Jornal O Globo.

Com aval de Odair, Fluminense busca contratação de Thiago Galhardo

Prestes a deixar o Ceará, com quem possui contrato até o fim do mês, Thiago Galhardo virou alvo do Fluminense, que recebeu o aval de Odair Hellman para buscar a contratação. O clube sondou os representantes do meia de 30 anos, que marcou 12 gols no Brasileirão e interessa a mais três equipes da Série A.

A concorrência torna mais difícil a negociação com o Tricolor. Por outro lado, o jogador, além de desejar jogar por um grande time em 2020, aprova possível volta ao Rio de Janeiro, onde vestiu as camisas de Bangu (2010-11), Botafogo (2011), Madureira (2015) e Vasco (2018-19). A diretoria das Laranjeiras sinaliza boa proposta salarial aliada a um vínculo extenso.

“Namoro” antigo

Em 2016, emprestado pelo Coritiba ao Red Bull Brasil, Thiago Galhardo negociou ida para o Time de Guerreiros e, depois, para o Santos, mas acabou se transferindo para a Ponte Preta.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Marcos Junio visita sede do Fluminense

Marcos Junio, que passa férias no Brasil após ser campeão e artilheiro do Campeonato Japonês pelo Yokohama Marinos, curtiu a tarde de sexta-feira na sede do Fluminense, em Laranjeiras.

Imagem postada pelo jogador em rede social

O atacante de 26 anos não teve o contrato por divergências na negociação e deixou o Tricolor, sem custos, em dezembro de 2018. Além disso, saiu descontente com os atrasos salariais e com Pedro Abad, presidente da época.

Promovido aos profissionais em 2012, a cria de Xerém, que chegou a ser cedida ao Vitória em 2014, acumula 243 jogos e 36 gols pelo Time de Guerreiros. Conquistou Taça Guanabara (2012 e 2017), Campeonato Carioca (2012), Brasileirão (2012), Primeira Liga (2016) e Taça Rio (2018).

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense avalia renovações com Wellington Nem e Pablo Dyego: “Ainda não conversamos”

Reservas acionados frequentemente ao longo dos jogos, Wellington Nem e Pablo Dyego, em fim de contrato, têm futuro incerto e ainda não se reuniram com a diretoria do Fluminense. Isso porque o clube ainda avalia as renovações dos vínculos.

— Nem e o Pablo Dyego ainda não conversamos. O Nem tem outro clube (Shakhtar Donetsk) e, para renovar, envolve uma outra negociação. O Pablo é mais fácil pois foi revelado pelo clube e fica sem contrato. Estamos avaliando — afirmou Mário Bittencourt.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Após dobrar número de sócios, Fluminense projeta chegar a 100 mil em 2020

No balanço dos 180 dias à frente do Fluminense, Mário Bittencourt reafirmou o desejo de alavancar o sócio-torcedor em 2020. Segundo ele, o Tricolor conseguiu 11,1 mil associações desde o início da gestão — crescimento de 100% — e, hoje, possui 21.731 sócios. No período de junho a dezembro, o clube arrecadou R$ 4,5 milhões dos R$ 8 milhões gerados pelo programa no ano.

A ideia é, através de projetos em desenvolvimento, como DNA Tricolor e FluInvest, chegar a 100 mil ao fim do próximo ano. O presidente, inclusive, prometeu implementar um contador do número de sócios. Ele ainda destaca que uma grande quantidade de afiliados pode entregar ao clube lucros maiores que um patrocinador master.

Imagem
Confira o que o clube pretende com DNA Tricolor e FluInvest (Imagem: Felipe Siqueira)

No mês passado, a diretoria colocou em promoção o plano de associação que dá mais de 50% de desconto em ingressos, além de prioridade na compra e outras vantagens. Foi quando Paulo Henrique Ganso e Marcos Felipe, por vontade própria, se associaram.

Também tem sido frequentes programações destinadas aos sócios e com a presença de ídolos tricolores, como no dia do último jogo da temporada, frente ao Corinthians, em São Paulo. Houve, ainda, reaproximação da torcida com o Estádio das Laranjeiras por meio da transmissão, em telão, de duelos pela Sul-Americana.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Saudades do ex?Mário fala sobre Fred e Thiago Neves em coletiva

Nessa sexta-feira (13), Mário deu uma coletiva em que esclareceu as dúvidas e achismos sobre a volta de Fred e Thiago Neves. Confira o que o presidente declarou:

” Desejo de repatriar o Fred sempre existiu, é um dos maiores ídolos do clube, temos uma relação de amizade, não é segredo. Tivemos uma boa conversa de amigos quando esteve nas Laranjeiras. Depois não nos falamos, mas ele sabe que não temos como pagar o que ele ganha lá. “

“Não procuramos e nem fomos procurados por empresário dele, nem do Thiago Neves. Nesse momento, não há conversa, zero. Se ele entender que podemos fazer um grande projeto juntos, dentro da realidade do clube, claro que vamos fazer .”

Fonte: Victor Lessa.

FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Top