fbpx

Através de vídeo, Fluminense convoca a torcida para a estreia de Ganso

Foto: Reprodução/FluTV

Partida acontece nesta sexta-feira (22) contra o Bangu.

Está chegando a hora: a estreia de Paulo Henrique Ganso vai acontecer nesta sexta-feira (22) em partida contra o Bangu, às 21hrs, no Maracanã.

O clube já anunciou nesta quarta-feira (20) que mais de cinco mil ingressos já foram vendidos para a partida.

Contudo, a expectativa é que o torcedor compareça em um número bem maior, e visando animar o torcedor que ainda está indeciso, o Fluminense lançou nas suas redes sociais um vídeo com o próprio jogador convocando a torcida para o jogo.

Acompanhe o vídeo na íntegra: 

 

TJD-RJ julgará personagens de Vasco x Fluminense na próxima semana

Marcada pela polêmica envolvendo o setor Sul do Maracanã, a final entre Fluminense e Vasco, que acabou se sagrando campeão da Taça Guanabara por vencer por 1 a 0, ganhará desdobramentos nos tribunais. Na próxima terça-feira, em sessão a ser iniciada às 16h, o TJD-RJ julgará personagens do clássico do último domingo.

Denunciado por André Valentim, procurador-geral do TJD-RJ, Pedro Abad responderá pelos artigos 43-D (incitar publicamente o ódio ou a violência) e 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Na véspera da decisão, o presidente chamou os torcedores para a “guerra”, no sentindo de lotar o setor Norte, onde os tricolores ficaram alocados na ocasião. Valentim o considera o único responsável pelo tumulto ocorrido nos arredores do estádio. A pena pode chegar a dois anos de suspensão. 

Até o Fluminense entrou na mira de André Valentim, que enquadrou o clube nos artigos 231 e 258-D por recorrer à justiça comum sem que se esgotassem as alternativas na esfera esportiva. Ele pede, inclusive, a exclusão do time do Campeonato Carioca, possibilidade, segundo Marcelo Jucá, presidente do órgão, “remotíssima”.

Expulso no duelo por empurrar Andrey, em lance que “estreou” o VAR no Estadual, Luciano será julgado por “praticar ato desleal ou hostil” e pode pegar até três jogos de suspensão. Também por cartão vermelho, Airton é acusado de ofender o árbitro Bruno Arleu de Araújo, que relatou os xingamentos na súmula. Está sujeito a gancho de até seis partidas.

Em vídeo que circula na internet, Fellipe Bastos, do Vasco, entoa cântico homofóbico, infração pela qual foi indiciado nos artigos 243-G (Praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência) e 258 (Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva). Corre o risco de ser suspenso por até 16 jogos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

 

Após greve por salários, Abad reúne grupo para conversa e diminui dívida milionária

Em protesto aos atrasos salariais, o elenco se recusou a ir a campo na reapresentação após o vice para o Vasco na Taça Guanabara. Trabalharam apenas na academia. A paralisação, comunicada a Fernando Diniz, que repassou a Paulo Angioni, era planejada há algum tempo, mas ocorreu só agora pois os jogadores entenderam que não seria prejudicial à preparação da equipe, que vem de dois clássicos seguidos.

Na manhã desta quarta-feira, porém, os atletas retomaram os treinos normalmente, depois de uma conversa demorada com a diretoria. Acompanhado por Fabiano Camargo e Angioni, integrantes da cúpula de futebol, Pedro Abad se encontrou com o grupo, no CT, para uma reunião que retardou em uma hora o início da atividade programada para hoje e fechada para a imprensa.

Conforme divulgado pelo repórter Victor Lessa, da Rádio Globo, o clube conseguiu pagar, nesta tarde, as premiações referentes ao Brasileirão de 2018 e à Copa do Brasil deste ano, o que reduz a dívida que girava em torno de R$ 11 milhões. A dificuldade em honrar com os compromissos se explica, especialmente, pelas penhoras judiciais que tem sido impostas ao Tricolor.

No momento, as pendências são, na CLT, o 13º, férias e o mês de janeiro. Os diretos de imagem estão atrasados desde novembro. Antes de enfrentar o Bangu, sexta-feira, no Maracanã, o time fará mais um treinamento, amanhã.

“Climão” nos bastidores

O incômodo entre os jogadores é decorrente de contratações, mesmo que sem investimento, efetuadas sem que as dívidas fossem regularizadas e, ainda, pelo descumprimento das promessas de que o problema seria solucionado. A greve, inclusive, era combinada para as vésperas do duelo com o Flamengo. Diniz impediu que o plano se confirmasse.

A chegada de Paulo Henrique Ganso, que deixou o Sevilla, da Espanha, não agradou. Ele veio sem custos, o que, aliás, fora esclarecido ao elenco. Também não recebeu a primeira remuneração, que, em 2019, será de R$ 300 mil. Entretanto, não há ressalvas pessoais a nenhum dos reforços.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Em carta, Pedro Antônio confirma que não participará da eleição antecipada

Ele ainda afirma que o atual processo eleitoral é um desastre anunciado.

O ex VP de Projetos Especiais, Pedro Antônio, confirmou através de uma carta na tarde desta quarta-feira (20), que não participará das próximas eleições no Fluminense caso a mesma aconteça de forma antecipada, como vem se desenhando.

Na carta que contém cinco páginas, Pedro Antônio descreve todos os pontos que fez com que ele tomasse tal decisão. Um desses pontos, o ex VP deixa claro que apenas a mudança na gestão do clube não mudará o cenário atual, muito pelo contrário.

Pedro Antônio ainda questiona a atual “oposição”, que na opinião dele, anseia apenas o poder e não o bem do Fluminense Futebol Clube.

Ainda em um dos trechos, Pedro Antônio destaca a importância de transformar o clube em: “Clube Empresa”, que em sua visão, é o futuro do futebol Mundial.

Por fim, Pedro Antônio deixa aberta a possibilidade de concorrer em uma eleição que atinja todos os trâmites legais e tempo hábil para o planejamento de um eventual candidato.

Acompanhe a carta na íntegra: 

Foto: Maílson Santana

Fluminense apresenta projeto 2019 para o futsal do clube

Foto: Maílson Santana
Foto: Maílson Santana/FFC

Evento contou com a participação do meia Daniel, oriundo da base e hoje nos profissionais.

O Fluminense apresentou na noite da última terça-feira (19) o projeto para o futsal Tricolor em 2019. O evento contou com presença do meia Daniel, dos auxiliares técnicos Leo Percovich e Edevaldo de Freitas, e do preparador de goleiros André Carvalho, todos oriundos da base e hoje integrantes do Futebol profissional.

Familiares das crianças do futsal estiveram presentes em Laranjeiras para acompanharem o evento que tem a proposta de apresentar, aos pais e responsáveis, o planejamento para o ano de 2019, abordando a filosofia do clube, a integração direta com Xerém e sua força.

Importante no clube, o futsal já ajudou na revelação de grandes nomes da equipe, como: Marcelo, Gerson, os gêmeos Fábio e Rafael além do próprio Daniel.

– Quando eu cheguei aqui com o Daniel, com 7 anos, sabia da responsabilidade. Tenham cuidado com a transferência dessa responsabilidade para as crianças. Eu tive muita ajuda na minha época, procurem ajudar outros pais também com a experiência que adquiriram. Boa sorte para todos vocês – disse o pai do meia Daniel, Edilson Simões.

Diniz começa a preparar o time para estreia de Ganso

Foto: Lucas Merçon/FFC

Treinador utilizou pela primeira vez à frente do clube o esquema com dois atacantes.

O Fluminense realizou uma atividade na manhã desta quarta-feira (20) já pensando na estreia do grande nome da equipe nesta temporada: o meia Paulo Henrique Ganso.

E para a entrada do meia, o técnico Tricolor optou pela utilização do esquema com dois atacantes, com Ganso entrando na vaga deixada por Luciano, suspenso por ter sido expulso na final da Taça Guanabara contra o Vasco.

Desta forma, a equipe que deverá começar o jogo diante do Bangu deve ser formada por: Rodolfo; Ezequiel, Digão, Matheus Ferraz, Marlon; Caio Henrique, Dodi, Daniel, Ganso; Everaldo e Yony Gonzalez.

O que chamou bastante atenção na formação utilizada pelo treinador foi a composição de meio de campo, com Caio Henrique e Diego, nos lugares dos também suspensos Airton e Bruno Silva, indo ao campo desta forma com  jogadores que possuem mais agilidade e bom toque de bola.

Filhos de Ganso já vestem a camisa na espera pela estreia do pai

Foto: Maílson Santana/FFC

Foto foi publicada pela esposa do jogador em sua rede social.

O meia Paulo Henrique Ganso está muito próximo de realizar sua estreia com a camisa Tricolor e, esperando pelo primeiro jogo do pai, os filhos do meia já vestiram a camisa do Fluzão para acompanhar a primeira partida do meia em seu novo clube.

Foto: Reprodução/Instagram

Em foto publicada pela esposa do jogador, Giovanna Costurada, em sua conta oficial no instaInst, as duas crianças aparecem com a camisa do clube da Laranjeiras e com a descrição: “Aquecendo pra estreia”.

Paulo Henrique Ganso entrará em campo pela primeira vez com a camisa do Fluminense em uma partida oficial, nesta sexta-feira (22), às 21hrs, contra o Bangu, no Maracanã, em jogo que marca a abertura da Taca Rio.

Fluminense é notificado pela justiça e pode até ser excluído do Ato Trabalhista

Foto: Lucas Merçon / FFC

Clube tem cinco dias para quitar atrasados, que totalizam R$ 2,4 milhões

Se dentro de campo o estilo de Fernando Diniz vem revigorando o time, fora dele a situação do Fluminense está complicada. Na última terça-feira, não foi só a greve dos jogadores – que não treinaram por causa dos salários atrasados -, que movimentou o clube. A edição do Diário Oficial da Justiça colocou o clube na berlinda. O Tricolor carioca foi notificado de um atraso no Ato Trabalhista e, conforme prevê o texto, tem cinco dias para quitar as pendências, que totalizam R$ 2,4 milhões. Caso não cumpra com o que foi pedido, pode até ser excluído desse parcelamento de dívidas trabalhistas.

De acordo com o texto divulgado, assinado pelo desembargador José da Fonseca Martins Junior, presidente do Tribunal Regional da 1ª Região, o Fluminense não quitou os meses de dezembro (2018) e janeiro (2019), e deve apresentar os comprovantes no tempo estipulado. Conforme divulgado pelo globoesporte.com, a assessoria do time das Laranjeiras informou que já acertou o mês de dezembro e corre para regularizar janeiro o mais rápido possível. A exclusão do Ato Trabalhista seria terrível para o clube, tendo em vista que o mesmo é um parcelamento pago mensalmente para quitar reivindicações de ex-funcionários e ex-jogadores.

Veja abaixo o texto que consta na edição da última terça (19) do Diário Oficial da Justiça:

Foto: Reprodução

 

Após “greve” Fluminense volta aos treinos nesta quarta-feira

Foto: Lucas Merçon/FFC

Dia será de atividade somente pela manhã.

Após ter passado o dia de terça-feira (19) realizando apenas trabalhos na academia do CTPA por conta de um protesto referente aos atrasos salariais, o elenco tricolor voltou a campo na manhã desta quarta-feira (20) e realizou as atividades normalmente.

Ao estilo Fernando Diniz, o time realizou bastante movimentação e toque de bola sob pressão, com a atividade sendo realizada em campo reduzido.

Vale destacar que o dia será de atividade só pela manhã, com o grupo ganhando folga na parte da tarde. Vale destacar ainda que o treinamento em apenas um período já fazia parte da programação do clube e nada tem haver com a “greve” da última terça-feira (19).

acompanhe uma parte do treinamento:

Sem alcançar critérios, Fluminense fica de fora da Copa do Brasil Sub-20

Foto: Lucas Lima/CBF

A tabela com os confrontos foi divulgada na última segunda-feira (18).

A CBF divulgou na última segunda-feira (18) a tabela com o confrontos da oriprime fase da Copa do Brasil Sub-20.

Uma das ausências, o Fluminense não alcançou os critérios definidos pela confederação para participar da atual edição da competição.

De acordo com o regulamento, os participantes foram definidos de acordo com os seguintes critérios:

1 – Ter sido campeão estadual na categoria Sub-20 em 2018;

2 – Ter sido vice-campeão estadual na categoria Sub-20 em 2018 (critério restrito às 5 (cinco) federações melhores colocadas no Ranking Nacional de Federações).

*No caso de não realização da competição na categoria estabelecida, a vaga ficou com a equipe Campeã (ou vice-campeã) Estadual Sub-19. Não havendo nenhuma das duas competições, a vaga foi destinada à equipe Sub-20 do campeão (ou vice-campeão) estadual profissional.

O Fluminense não alcançou sua vaga exatamente por ter terminado o Carioca em terceiro lugar, ficando atrás de Vasco e Flamengo; Campeão e vice campeão respectivamente.

Top