fbpx

Segundo turno perfeito: Fluminenense é campeão invicto com melhor ataque e melhor defesa

Tricolor passou ainda por quatro clássicos.

Campeão da Taça Rio neste domingo (25) após bater o Botafogo por 3 a 0, o Fluminense não só conquistou a taça, como foi de fato a melhor equipe do segundo turno do Campeonato Carioca.

Invicto durante toda a Taça Rio, tendo passado por quatro clássicos ( 4 a 0 contra Flamengo, 0 a 0 contra o Vasco, 1 a 1 contra o Flamengo e 3 a 0 contra Botafogo), o Fluminenense teve também a melhor defesa e melhor ataque. Em oito jogos foram 17 gols marcados e apenas quatro sofridos.

Depois da conquista, o tricolor volta a campo na próxima quinta-feira (29) quando enfrenta o Vasco pela semifinal do Estadual. Como foi campeão, o tricolor tem a vantagem do empate.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Foto: Divulgação FFC

Fluminense faz postagem desejando recuperação a Fred

Tricolor postou a mensagem pelo seu perfil oficial nas redes sociais.

Minuots depois de estourar a informação que Fred havia rompido os ligamentos do joelho direito, o Fluminense por meio de seu perfil oficial nas redes sociais postou um texto desejando pronta recuperação ao jogador do Cruzeiro, mas que teve uma passagem marcante pelas Laranjeiras, sendo considerado por muitos como o maior ídolo do clube.

A lesão que ainda não foi confirmada pelo Cruzeiro, fato que deve acontecer nesta segunda-feira (25), deve afastar o jogador do restante da temporada.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Fred rompe os ligamentos do joelho e não deve mais atuar em 2018

Atacante se contundiu aos 27 minutos do primeiro tempo.

A vitória do Cruzeiro na manhã deste domingo (25) em cima do Tupi, que garantiu a raposa na final do Campeonato Mineiro, teve seu momento de ruim. Aos 27 minutos do primeiro tempo, Fred dividiu uma bola com o zagueiro Cidmar e deixou o campo sentindo fortes dores no joelho direito.

A apreensão que tomou conta do Mineirão logo virou drama para o camisa 9, que foi constatado com rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho direito.

O Cruzeiro chegou a anunciar uma coletiva do médico do clube, doutor Sérgio Campolina, mas foi desmarcada e o clube ao deve se pronunciar oficialmente nesta segunda-feira (26). Porém a informação da lesão foi confirmada pelo repórter Samuel Venâncio, da rádio Itatiaia.

Com a lesão sendo confirmada, o centro avante terá que passar por uma cirurgia e dificilmente volta a atuar em 2018.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Fluminense goleia e assume liderança na Taça Rio sub-20

Tricolor aplicou a segunda goleada seguida na competição.

O Fluminense segue sua campanha irretocável no sub-20. Neste sábado (24), o tricolor foi até Cabo Frio e goleou os donos da casa por 4 a 0.

Com três gols de Leandro Spadacio e um de Macula (que inclusive já atuou entre os profissionais) o tricolor aplicou sua segundo goleada seguida na competição, (na quarta-feira, 21, já havia vencido de 4 a 0 o Volta Redonda) e segue invicto na competição, chegando a seis vitórias em seis jogos. Com o resultado o Fluminense chegou a liderança isolada do grupo B da Taça Rio além da liderança isolada também no geral.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Romerito dedica sua trajetória no Fluminense a três figuras e se rende à torcida: ‘A mais bonita do Brasil’

O ídolo Romerito, sempre brincalhão, se emocionou durante o lançamento da raspadinha ‘Super Craques’, novidade da LOTERJ. Homenageado pelo jornal O Dia, o craque recebeu a capa de uma edição, emoldurada num quadro, em que só se falava dele, sucesso no Brasil na década de 80. Ao agradecer o presente, o ex-meia fez uma graça, mas logo destacou três figuras tricolores importantes na sua trajetória no Laranjal.

– Quero agradecer ao ‘Dia’ pela capa. Eu era bonito quando novo (risos). Lembrando de Fluminense, tem três pessoas de quem tenho que falar: Carlos Alberto Torres, que me trouxe para o clube; a torcida, que é mais a bonita do Brasil; Washington e Assis, meus parceiros. Muita saudade deles. Estou emocionado de estar aqui, ao lado de grandes craques – disse.

Trabalho social da LOTERJ anima Romerito

A raspadinha visa, também, dar continuidade ao projeto social da LOTERJ. Em 2017, por exemplo, mais de R$ 5 milhões foram destinados a instituições dedicadas à assistência de deficientes físicos. A bela iniciativa da empresa carioca ganhou elogios de Dom Romero, que revela ser comandante de programas sociais no Paraguai.

– Já comprei várias raspadinhas, nunca ganhei nada (risos). Mas me sinto muito bem, é uma atividade ótima. A responsabilidade social que a LOTERJ tem com o povo carente é grande. Isso é emocionante. Eu adoro projetos sociais, faço no meu país. Mas a forma como a LOTERJ está encarando isso é muito boa – parabenizou.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Túlio prevê clássico disputado e aponta a velocidade como trunfo de Abelão: ‘Garotada está voando’

Depois de despachar o Flamengo na quinta-feira, o Fluminense põe suas atenções para o Clássico Vovô que decidirá o campeão da Taça Rio, domingo, no Maracanã. Presente a evento da LOTERJ, no Rio, Túlio Maravilha, ídolo do Botafogo, acredita numa final disputada. Lembra-se que, em caso de empate, o jogo se estende aos pênaltis.

– Não há favoritos. É claro que vou torcer pelo meu Botafogo, mas é um clássico imprevisível – admitiu, durante entrevista exclusiva ao Canal FluNews.

A formação com três zagueiros, adotada por Abel Braga para a temporada, dá a Gilberto e Ayrton Lucas, os alas, maior liberdade para atacar. Ou seja, num time recheado de jovens, a velocidade é a aposta do técnico. A rapidez do ataque tricolor, inclusive, preocupa o ex-atleta alvinegro, que pede atenção aos botafoguenses.

– A velocidade do ataque (é o maior perigo). É um time jovem, a garotada está voando. O Botafogo tem que tomar cuidado com a rapidez dos atacantes do Fluminense – avisa o craque.

Análises sobre bola rolando à parte, Túlio reforça o coro por paz nos estádios, como fez durante o lançamento da raspadinha ‘Super Craques’. Ele ressalta a importância do duelo entre Fluminense e Botafogo e torce por zero violência.

– É o clássico mais antigo do futebol carioca. Vamos torcer para que seja um grande jogo e que a torcida possa ir em paz, sem violência. É isso o que a gente quer.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Romerito vê superioridade tricolor no Fla-Flu e projeta final contra o Botafogo: ‘Dá Fluminense’

Na tarde desta sexta-feira, o Maracanã recebeu o evento de lançamento da nova raspadinha da LOTERJ, a ‘Super Craques’. Cada time do Rio esteve representado por um de seus ídolos. No caso do Fluminense, quem vestiu as três cores foi Romerito, que atendeu aos convidados, inclusive rivais, e falou ao Canal FluNews com exclusividade. De início, a avaliação do ex-jogador sobre o empate e classificação do Tricolor no duelo com o Flamengo, quinta-feira. Apesar do 1 a 1, o paraguaio frisou a superioridade do time de Abel Braga e cobrou melhor aproveitamento nas chances mais claras de gol.

– Na realidade, o clássico foi duro, o Flamengo empatou no final. Mas, para mim, o Fluminense jogou melhor, mais tranquilo. Teve chances e devia matar o jogo. O time tem jogadores muito novos, que sentem a pressão. Mas a defesa se saiu muito bem – elogia.

Após uma semifinal emocionante, os torcedores e jogadores, agora, estão de olho na grande final, diante do Botafogo, marcada para a tarde de domingo. O palco será o Maraca, que, segundo Romerito, verá mais um título do clube de Laranjeiras.

– Acho que dá Fluminense na Taça Rio. Tomara, também, que a gente ganhe o Campeonato Carioca. Nós precisamos.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense desiste de acordo pelo Nilton Santos, e Maracanã vira principal opção

Após mandar duas partidas no Nilton Santos (contra Salgueiro e Avaí, pela Copa do Brasil), o Fluminense pretendia fechar um pacote de jogos no estádio. As conversas com o Botafogo foram iniciadas e, em razão da divergência sobre o preço do aluguel, paralisadas.

A negociação previa acerto por dez duelos. O Bota topou, inclusive, reduzir o valor de R$ 180 mil. No entanto, propunha que a quantia variasse conforme a expectativa de público. Ou seja, o aluguel oscilaria abaixo e acima do preço-referência. O Tricolor recusou.

O clube de Laranjeiras tentou, ainda, mudar fornecedores e reduzir os gastos operacionais. Mas nada se concretizou.

Dado o desentendimento com o Alvinegro, a tendência é que o Fluminense use o Maracanã, onde paga aluguel de R$ 100 mil, com mais frequência. Como os custos para atuar no Maior do Mundo são mais elevados, a diretoria vai atrás de alternativas para evitar prejuízos. Foi como aconteceu diante do Nova Iguaçu, pela Taça Rio, quando só o anel inferior foi aberto à torcida – na ocasião, porém, houve prejuízo de R$ 300 mil, pelo público-pagante de pouco mais de 3 mil.

Além dos confrontos pela Copa do Brasil, o Nilton Santos recebeu o Tricolor outras duas vezes em 2018: no empate com o Vasco e na classificação sobre o Flamengo, quinta-feira. Nos clássicos, lucro e despesa são divididos entre os rivais.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

Romerito alerta para falta de confiança de Pedro e cobra reforços: ‘Principalmente um artilheiro’

Craque da década de 80 nas Laranjeiras, Romerito, agora com 57 anos, anotou gols importantes com a camisa tricolor. Quem tenta trilhar o mesmo caminho é Pedro, centroavante do time de Abel Braga. O jovem, porém, tem demorado a deslanchar e, segundo o ídolo do Fluminense, carece de confiança.

– Ele precisa ser mais decisivo, fazer mais gols. Ele tem medo de pular, de cabecear. Falta confiança e presença de área – opinou, em entrevista concedida ao Canal FluNews.

A posição de 9, aliás, precisa ser encarada como prioridade pela diretoria. É o que pensa Romerito, que cobra contratações de qualidade e faz, ainda, um alerta ao clube.

– Espero que o Fluminense consiga trazer bons reforços, principalmente um artilheiro. Está precisando de um jogador de área, um cara forte. Porque o Campeonato Brasileiro vai ser duro.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Abel elogia Gum e diz já ter dispensado o zagueiro

Treinador revelou ter dispensado Gum em 2006 quando treinava o Inter.

Autor do gol que garantiu o empate tricolor diante do Flamengo, Gum deu a volta por cima em 2018 após ter passado um 2017 quase todo fora do time, as vias de ser dispensado pela diretoria.

Na coletiva após a classificação, o treinador destacou o espírito guerreiro do zagueiro e revelou já ter dispensado Gum quando era treinador do Internacional em 2006:

– Eu dispensei o Gum em 2006. Ele fazia experiência lá no Inter. Depois eu o encontrei em 2011, nos classificamos para a Libertadores. Fomos campeões brasileiros em 2012.  Depois as coisas não correram muito bem e a torcida não queria mais saber de Gum. Ele conseguiu ultrapassar os momentos difíceis. É mérito dele. Era “Gum não” e virou “Gum Guerreiro” novamente – declarou o treinador, exaltando  espírito guerreiro do zagueiro.

 

 

ST,

Douglas Wandekochen

Top