Lei do ex ? Avaí terá três jogadores com passagem pelo Flu

Ambos os atletas tiveram passagens sem brilho pelo tricolor.

Fluminense e Avaí se enfrentam na noite desta quinta-feira (01) no primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil. Para o confronto, os catarinenses contam com três jogadores que já passaram pelo tricolor.

O lateral esquerdo, João Paulo, o meia André Moritz e o atacante Martinuccio, tiveram passagens sem brilho pelo Fluminense.

Depois de um começo turbulento, o Fluminense melhorou e já está há oito jogos invicto – dois empates e seis vitórias – O Avaí por sua vez, é o terceiro colocado no Campeonato Catarinense, acumulando cinco vitórias fora de casa.

O jogo entre Fluminense e Avaí acontece nessa quinta-feira (01) no estádio Nilton Santos, às 19h15.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Pedro explica recusa à ceifada em gol no Fla-Flu: ‘Agora é reverência’

Na goleada no Fla-Flu de sábado, em Cuiabá, por 4 a 0, Pedro deixou o seu e, ao comemorar, reverenciou a torcida. Logo depois, ensaiou a ‘ceifada’, marca do rubro-negro Henrique Dourado, seguida de sinal negativo. Apontou para o peito e para o chão, um gesto que representa sua presença e responsabilidade no time. Mais simples: significa, em palavras, ‘Eu estou aqui’. A atitude, que fez sucesso entre os tricolores, foi justificada pelo garoto.

– O Dourado é meu amigo fora de campo. Mas eu quis falar é que ceifada, não mais. Agora é reverência. Fui feliz no gol e na comemoração também – explica.

Desde a saída de Dourado para a Gávea, Pedro assumiu o posto de centroavante. Ainda que seja alvo de desconfiança de parte da torcida, garante estar preparado para lidar com a pressão e para chamar a responsabilidade para si.

Pedro sai para festejar após marcar bom Fla-Flu. (Foto: Lucas Merçon)

– Estou preparadíssimo. É um momento que sempre sonhei na minha carreira: ser titular com a camisa do Fluminense. Não vou deixar isso escapar. O trabalho está sendo bem feito, com os pés no chão. Estou trabalhando duro. A pressão é normal. Esse ano, se Deus quiser, vai ser o meu ano e o do Fluminense – torce.

No elenco, Abel Braga conta com só dois camisas 9 de ofício. Portanto, é natural que a diretoria vá ao mercado em busca de reforços para a posição. Quanto a isto, Pedro demonstra estar tranquilo e pronto para a luta pela vaga entre os titulares.

Tem que chegar, sim. Tem que agrupar mais ainda o elenco, como está sendo feito o trabalho. Se chegar, vai chegar para somar. E eu vou buscar sempre a titularidade dentro do Fluminense.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

Júlio César pode bater marca pelo Fluminense e comemora: ‘Gratificante’

Às 19h15 desta quinta-feira, o Fluminense pega o Avaí, no Nilton Santos, pela Copa do Brasil. O jogo, além de significar um passo adiante no torneio, pode levar Júlio César a alcançar uma importante marca pelo clube. Sem levar gols há 527 minutos, o goleiro, caso termine o confronto de logo mais sem ser vazado, ocupará a 4ª posição do top-5 de arqueiros que ficaram mais tempo com a rede intacta. À frente dele, ficarão, em ordem, Paulo Victor (619 minutos), Castilho (635) e, na liderança, Wellerson (759).

– Figurar numa lista repleta de ídolos e referências para um clube gigante como o Fluminense é muito gratificante. Estou trabalhando muito junto com meus companheiros para seguirmos na mesma pegada e mantermos nossa boa média de poucos gols sofridos. Sabemos que teremos pela frente um Avaí perigoso, e estamos nos precavendo da melhor forma possível – garantiu.

Júlio César assumiu de vez a titularidade em 2018. (Foto: Lucas Merçon)

Apesar dos bons números, Júlio prefere lembrar da composição defensiva. Com o 3-5-2, sistema adotado por Abel Braga para a temporada, Gum, Renato Chaves e Ibañez dão mais segurança ao goleiro. As estatísticas pessoais são importantes, mas o jogador frisa a coletividade.

– Eu priorizo a parte coletiva sempre. Prefiro vencer e ter um sistema defensivo sólido do que marcas individuais expressivas. Lógico que o ideal é conciliar os dois. Até porque um puxa o outro. Se a parte coletiva está em um momento positivo, fica mais fácil para todos também se sobressaírem individualmente. É isso que buscamos sempre – concluiu.

Dada a saída de Diego Cavalieri, dispensado em dezembro passado, o clube foi ao mercado buscar novas opções para o técnico. Vieram Guillermo de Amores e Rodolfo – nenhum deles foi testado. Ainda assim, a meta tricolor continua sob responsabilidade de Júlio César, que conviveu com críticas e desconfiança da torcida desde a sua chegada, em 2014. O começo de ano animador parece indicar um novo tempo do arqueiro nas Laranjeiras.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com

A volta as Laranjeiras entra em pauta e ganha apoio no Fluminense

O Estádio das Laranjeiras que  transborda glórias  sendo  a história viva do futebol Brasileiro, poderá voltar a receber jogos do Fluminense .

Um projeto de reforma das Laranjeiras foi elaborado  por um grupo de Tricolores de diferentes correntes políticas que sempre almejaram revitalizar o Estádio das Laranjeiras. A princípio eram vários grupos com propostas diferentes  sobre Laranjeiras e estádios. Criou-se então um grupo  em uma rede social com a intenção de  debater o assunto  e  depois vieram reuniões  presenciais das quais estive presente em várias e ali ficou definido que uniríamos forças,que  seríamos  um grupo só e que dele sairia um novo projeto aproveitando a experiência de todos e o melhor de cada projeto, mas com uma certeza de que o  alvo seria a simplicidade para obter a  funcionalidade de Laranjeiras. Uma maquete simples foi criada  para  pontuar o que seria  necessário fazer .O foco sem dúvida alguma é no restauro das áreas históricas como a casa sede e a  arquibancada social .O projeto visa também a modernização  de  toda a área das arquibancadas populares. Obviamente há a necessidade de aprovação  do projeto junto aos órgãos públicos e para isso precisaríamos ter uma posição oficial do clube. O projeto então foi  apresentado  a direção em algumas reuniões e agradou ao  Presidente Pedro  Abad  e ao  conselho Diretor pois a possibilidade de  captação com recursos da Lei Rouanet, que permitiriam  ao Fluminense levantar os recursos  para a reforma sem precisar desembolsar recursos próprios foi um dos grandes motivadores . O Presidente Abad  deu uma carta para alguns membros que representam todos os grupos a  fim de iniciarem o detalhamento do projeto e para que negociassem com os órgãos Federais as aprovações necessárias .

É importante salientar que muitos avanços já foram conquistados  mas que  muito ainda há de  ser feito e que  por mais que se queira contar detalhadamente tudo o que se passa no projeto,chega o momento de manter o sigilo para que tudo flua sem contratempos !

Claro que algumas informações já podem ser passadas ao Torcedor para que ele possa entrar nessa corrente  de otimismo  que todos nos encontramos  em relação  a revitalização de Laranjeiras.
Recentemente no site globoesporte.com,uma matéria apresentava alguns tópicos do projeto  e a foto da maquete piloto . Seriam eles :

1-O estádio seria reformado, mas a fachada mantida.
O objetivo principal é fazer somente as mudanças necessárias paras as adequações do estatuto do torcedor e as exigências dos bombeiros. Preservar o máximo possível a estrutura original de Laranjeiras para não impactar negativamente aos órgãos públicos responsáveis pela aprovação do projeto.

2-Seria construída nova arquibancada no lugar do antigo estacionamento dos jogadores (Rua Pinheiro Machado).
A área que hoje recebe carros de diretores e que antigamente também servia aos jogadores,dará lugar há uma pequena arquibancada que pode vir a ser utilizada pela torcida visitante.

3-Por estarem em mau estado de conservação, as atuais arquibancadas teriam de ser refeitas.
Não há possibilidade de reforma das atuais arquibancadas populares e sua demolição se faz necessária.

4-A ideia é abandonar o modelo de dois lances, tendo apenas um
Em vez dos dois lances de arquibancada , seria apenas um,exatamente como era  entre 1919 e 1922.

5- A capacidade de público está indefinida.
Estima-se que a capacidade seja  em torno  de 15 a 18 mil lugares.

6-Parte do estádio teria cadeiras.
Cadeiras retráteis  como as do  Maracanã para proporcionar maior conforto aos torcedores.

7-Para atender ao Estatuto do Torcedor, novos acessos ao público seriam  feitos.
Quatro  novos acessos seriam construídos para facilitar a entrada e a saída dos torcedores.

8-Há previsão de espaço para viabilizar a transmissão de TV.
Quatro pontos de transmissão,cabines de rádio e TV seriam disponibilizados.

9-Os vestiários teriam de ser remodelados.
Reformas,ampliações  e instalação de equipamentos para o maior conforto de atletas e árbitros .

10-O custo ainda não foi estimado, mas os recursos viriam de patrocinadores e por leis de incentivo.
Várias formas de financiamento do estádio sem a necessidade de utilização dos recursos do Fluminense foram estudadas e já algumas já se encontram na fase de captação. Quanto ao custo só será divulgado quando da liberação do orçamento do projeto final.

Existem outros tópicos que oportunamente serão divulgados  após sua liberação.

Outro importante ponto a se salientar é que o Fluminense não abrirá mão de jogar no Maracanã  e que  Laranjeiras será usada para receber jogos de pequeno  e médio porte bem como jogos de futebol feminino que será obrigatório à partir de 2019 e do Football Americano que teve um crescimento fantástico de adeptos  no Brasil.


Perguntas sobre o projeto são respondidas na página do Facebook do Novo Estádio das Laranjeiras e obviamente também aqui no CanalFluNews .
https://www.facebook.com/NovoEstadioDasLaranjeiras/

O trabalho segue firme e forte para que Laranjeiras volte a ser a nossa casa.

Saudações Sempre Tricolores

Alvaro Souza Che

 

Com moral no Fluminense, Ibañez assina contrato de cinco anos

A revelação do momento no Fluminense, Roger Ibañez garantiu sua permanência nas Laranjeiras por, pelo menos, cinco anos. Antes vinculado ao PRS, do Rio Grande do Sul, o gaúcho teve os direitos econômicos adquiridos pelo Tricolor – a porcentagem, porém, é mantida em sigilo. O vínculo anterior era de empréstimo até dezembro deste ano.

Novo acordo firmado foi registrado no BID, da CBF. (Foto: Reprodução)

– Fico muito feliz. O ano de 2018 começou muito bem. Tive a oportunidade de mostrar meu futebol e recebi muitos elogios. Tenho que agradecer ao Abel Braga pela confiança, por ter acreditado em mim. Vou continuar trabalhando forte para construir uma história bonita aqui no Fluminense – declarou Ibañez, de 19 anos.

O zagueiro havia sido relacionado para alguns jogos na temporada passada, mas nunca sequer entrou. Em 2018, dado o novo sistema adotado por Abel Braga – o 3-5-2 -, Ibañez ganhou a vaga de titular e logo caiu nas graças do técnico e da torcida. Ele, junto com Gum e Renato Chaves, deu uma nova cara à defesa tricolor, que está sem ser vazada há cinco partidas.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Abel garante goleiro De Amores contra o Avaí

O técnico confirmou durante a coletiva, que levará seus três goleiros ao jogo.

O Fluminense encara o Avaí nesta quinta-feira (1) em jogo válido pela primeira partida da terceira fase da Copa do Brasil. Para o confronto, o técnico Abel Braga confirmou a presença do goleiro De Amores, que será relacionado pela primeira vez pelo técnico tricolor.

Contudo, ainda de acordo com o treinador, o uruguaio ficará a disposição no banco de reservas junto com Rodolpho, com Júlio César sendo mantido como titular da meta tricolor:

– Estou levando 23 jogadores. São três goleiros. Até o De Amores vai, para se adaptar. Só o Frazan, que tem condições, que não vou levar. Levarei o Reginaldo também – disse Abelão.

O treinador também confirmou que os volantes Douglas e Airton, seguem fora da equipe:

– Douglas e Airton não vão, ainda melhoram – completou o treinador.

Fluminense e Avaí entraram em campo nesta quinta-feira (1), no estádio Nilton Santos, com início previsto para às 19h 30.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Médico do Flu dá diagnóstico sobre lesão de Neymar

Ortopedista consagrado, Michael Simoni deu o seu parecer sobre a lesão do craque.

O caso da lesão de Neymar tomou conta de todos os noticiários brasileiros desde a noite do último domingo (25), quando o jogador em lance isolado torceu o tornozelo direito, onde após realização de exames mais específicos detectou uma fissura no quinto metatarso do pé direito do camisa 10 do PSG e da Seleção brasileira.

Diagnosticada a fissura, surgiu um questionamento, Neymar deve ou não operar. Caso opte pela intervenção cirúrgica, o tempo de recuperação é de aproximadamente três meses, mas com uma maior chance de recuperação total da lesão. Se não operar, Neymar antecipa sua volta aos gramados, porém, o local não terá cicatrização total da lesão.

Especialista no assunto, o diretor de saúde do Fluminense, Michael Simoni, deu seu parecer sobre o caso:

– Fraturas da base do quinto metatarso em atletas são mais previsíveis se tratadas com fixação. Pelo menos 30% dos atletas não operados, a fratura não consolida…portanto se não operar, Neymar tem pelo menos 30 % de chances de não jogar a Copa…se operar tera 95% de chances de jogar – Falou Simoni.

Vale destacar que Simoni é uma referência na área de ortopedia e já avaliou jogadores consagrados como Philippe Coutinho.

Embora o PSG ainda não confirma uma intervenção cirúrgica no jogador, pessoas ligadas ao craque afirmam que Neymar já optou pela operação. A decisão definitiva deve sair nas próximas horas.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Fluminense passa fevereiro com 100% de aproveitamento

Tricolor somou quatro partidas entre Carioca e Copa do Brasil.

O Fluminense começou o ano de 2018 cercado de uma grande desconfiança por parte dos torcedores e até da mídia especializada, que só aumentou com o fraco desempenho na Flórida Cup, e início irregular no Campeonato Carioca, onde ficou inclusive fora das finais da Taça Guanabara.

Contudo, a eliminação precoce no estadual trouxe um tempo à mais para o time realizar uma mini pré temporada. O resultado veio logo no mês seguinte, com o tricolor fechando o mês de fevereiro com 100% de aproveitamento.

Em quatro jogos, entre Carioca e Copa do Brasil durante o mês (Carioca: Fluminense 1 x 0 Macaé; Fluminense 4 x 0 Bangu; Fluminense 4 x 0 Flamengo; Copa do Brasil: Fluminense 5 x 0 Salgueiro) a equipe manteve 100%, com um saldo super positivo: 14 gols marcados e nenhum sofrido.

Passado fevereiro, o tricolor volta à campo na próxima quinta-feira (01), no estádio Nilton Santos, para enfrentar o Avaí pelo primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil.

 

ST,

Douglas Wandekochen

 

Flu inicia venda de ingressos pela Copa do Brasil

Tricolor encara catarinenses em primeiro jogo do duelo na terceira fase da competição.

O Fluminense enfrenta o Avaí na próxima quinta-feira (01) no estádio Nilton Santos, em partida válida pelo primeiro jogo da terceira fase da Copa do Brasil.

Com valores à partir de R$20 (vinte reais), o tricolor liberou os locais de compra e os preços dos ingressos para a partida. Onde o mesmo já teve início nesta segunda-feira (26).

Preço dos ingressos:

Arquibancada leste inferior
Inteira – R$40 / Meia – R$20

Arquibancada oeste inferior
Inteira – R$40 / Meia – R$20

Locais de compra antecipada: 

 

Laranjeiras:

Terça-feira, das 10h às 17h.
Quarta-feira, das 10h às 17h.

Nilton Santos (Bilheteria Sul):

Terça-feira, das 10h às 17h.
Quarta-feira, das 10h às 17h.

 

Locais de compra no dia da partida: 

 

Laranjeirasdas 10h às 14h.

Nilton Santos (Bilheterias Leste e Oeste): das 10h até o final do primeiro tempo.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Empresário de Wendel reclama da falta de oportunidade no Sporting

Volante foi negociado no início do ano após se destacar em 2017.

O volante Wendel, que foi considerado uma das grandes revelações do futebol brasileiro em 2017 e negociado com o Sporting, de Portugal no início deste ano.

Pretendido por diversos clubes europeus, entre eles: Paris Saint-Germain, Porto e Milan, o volante optou pelo Sporting por entender que seria o clube no qual teria mais oportunidade de atuar, se destacar e rumar para um clube de mais renome na Europa. Contudo, o jogador não tem tido oportunidades na equipe portuguesa.

Contudo com pouco mais de um mês de clube, Wendel ainda não atuou, sendo relacionado apenas no último jogo mas não entrou na partida. Diante do pouco aproveitamento dentro de campo, o tio e empresário do jogador, Cláudio Moisés dos Santos, concedeu uma entrevista ao jornal do país, A bola, na qual reclama da situação do atleta:

– Se fosse só para treinar ele ficava no Brasil. O Wendel sabe que está num clube grande, respeita as decisões, mas estamos falando de um grande investimento que não está sendo aproveitado. Não entendemos e queremos perceber as razões – disse o empresário.

Ainda de acordo com a publicação, Cláudio Moisés está em Portugal acompanhado do advogado do jogador, Aguinaldo Barreto, para se reunir com dirigentes do clube. No entanto, não foi revelado qual seria o teor da reunião.

 

ST,

Douglas Wandekochen