fbpx

De solução a problema: Fluminense é processado por venda de Gerson

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Vendido à Roma, da Itália, por 16 milhões de Euros (R$60 milhões à época), em 2015, o meia Gerson virou de solução a problema no Fluminense. Isso porque, o clube acumula quatro processos na Justiça do Rio, que somados, totalizam R$18 milhões, cerca de 30% do valor da venda do jogador em 2015.

Segundo o site Globoesporte.com, a dívida é relacionada ao não pagamento aos parceiros que detinham percentual do meia e comissões de empresários envolvidos na venda celebrada em 2015.

Ainda de acordo com o portal, dois destes processos já estão na fase de acordo entre as partes. Outros dois, no entanto, segue em fase de execução. Um desses, ainda de acordo com o Globoesporte.com, resultou no arquivamento de um recurso devido ao não pagamento de uma taxa judicial.

A dívida foi gerada na gestão Peter Siemsen, presidente que vendeu o jogador, e não foi quitada pelo sucessor Pedro Abad. Desde então, por conta de juros, subiu para R$ 9,5 milhões. E, além desta, outras três ações foram movidas por Davi Macedo Filho Representações Comerciais, Brazil Football LTDA e T Desenvolvimento e Educação Esportiva LTDA (Traffic).

Vale destacar que o Fluminense terá direto a cerca de 318,6 mil euros (R$ 1,3 milhões), fruto do mecanismo de solidariedade da Fifa recorrente a negociação do jogador que trocou a Roma pelo Flamengo, que desembolsou cerca de 11,8 milhões milhões de euros (R$ 49,5 milhões) na contratação do atleta formado nas categorias de base do Tricolor.

Ex Flu, Gérson deve ser negociado pela Roma e render uma grana ao Tricolor

Foto: Gabriele Maltinti/Getty Images

Uma das grandes promessas dos últimos últimos anos de Xerém, o meia Gérson, vendido a Roma, da Itália, por cerca de R$60 milhões, está próximo de deixar o clube da capital italiano.

De acordo com o noticiário europeu, o brasileiro que estava emprestado a Fiorentina, não conseguiu repetir o mesmo futebol da época de Fluminense na Itália, e deve trocar o país da Bota pelo Leste Europeu, mais precisamente na Rússia, para defender o Dynamo Moscou.

Ainda de acordo com os jornais europeus, o brasileiro deve ser negociado por cerca de €10 milhões. Como clube formador, o Fluzão teria direito a 3% da negociação, o renderia aos cofres Tricolores uma bagatela de aproximadamente R1,3 milhões

Flu na Rede TV: emissora assina acordo para transmitir a Copa Sul-Americana

O acordo prevê as transmissões nas quartas ou quintas-feiras, sempre no horário das 21h:30.

A Rede TV firmou um acordo de parceria com a rede de streaming, DAZN, e será a única TV aberta do Brasil com o direito de transmitir a Copa Sul-Americana.

O acordo prevê a transmissão de um total de 12 jogos nessa temporada, que vai de fevereiro até novembro, tendo como transmissão inicial a partida entre Corinthians x Racing-ARG, que será exibido nesta próxima quinta-feira (14), às 21h30, em São Paulo.

Já a estréia do Flu acontece só no dia 26 contra o Antofagasta, do Chile, devido a mudança do calendário Tricolor em decorrência da tragédia no Ninho do Urubu

O acordo do sub licenciamento prevê ainda que a Rede TV terá direito na transmissão de um jogo por semana em que houver a rodada da competição, podendo ser essa exibição nas quartas ou quintas-feiras e sempre no horário das 21h:30.

Eduardo Monssato, ex ESPN, será o responsável pelas narrações das partidas. (Foto: Divulgação)

O diretor da plataforma, Johnny Devitt, comentou sobre a importância da transmissão da Copa Sul-Americana:

– Estamos muito empolgados com a Copa Sul-Americana, já que as equipes da América do Sul batalham para conquistar esse prestigioso troféu – falou Johnny, que acredita que a parceria pode alavancar o nome da DAZN:

– Esta é uma parceria importante e estratégica que fará com que milhões de fãs de futebol possam ver seus times e jogadores favoritos de graça. Ao mesmo tempo, a parceria irá construir o perfil da marca DAZN nos lares em todo o país como o destino para assistir aos campeonatos. Concluiu.

Vale destacar que além da Copa Sul-Americana, o acordo firmado entre as dias empresas garante também exclusividade da Rede TV nas transmissões do Campeonato Italiano, onde além de acompanhar craques renomados como Cristino Ronaldo por exemplo, o torcedor poderá ver como anda o futebol do ex tricolor, Gérson, emprestado pela Roma à Fiorentina.

Nem Empoli nem Besikitas: Gérson é emprestado a Fiorentina

Jogador vai defender as cores da Viola por uma temporada.

O meia Gérson, ex Fluminense teve seu futuro definido. O meia da Roma que vinha sendo especulado no Empoli e no Besikitas, foi emprestado por uma temporada à Fiorentina, tradicional clube italiano.

O jogador que era tido como uma grande promessa no Brasil, não conseguiu desencantar nas duas temporadas em que atuou pela equipe romanista e terá agora uma oportunidade de atuar na mesma liga, porém, em um clube com menos pressão que o da capital italiana.

Contudo, apesar de não começar o campeonato como um dos favoritos ao escudeto, a Fiorentina é um clube tradicional no país e já teve jogadores conservados vestindo a sua camisa, casos dos atacantes Edmundo e do argentino Batistuta. No último Campeonato Italiano, a viola terminou na oitava colocação com com 57 pontos, 38 a menos que a campeã Juventus.

Em sua conta oficial no Twitter, a Roma desejou toda a sorte para o jogador continuar desenvolvendo seu futebol e poder voltar ainda mais forte para integrar o elenco romanista no futuro.

 

ST,

Douglas Wandekochen

foto: Divulgação

Ex Flu, Gérson deve ser emprestado pela Roma

Jogador deve ser emprestado ao Empoli.

De acordo com informações do jornal italiano Corriere dello Sport a Roma está próxima de acertar o empréstimo do meia Gérson ao Empoli, recém promovido a série A italiana.

A intenção dos romanistas e fazer com que o atleta ex Flu, tenha mais tempo em campo, uma vez que na última temporada o meia esteve em campo em 31 partidas, sendo titular em apenas 11 delas, marcando dois gols pela equipe da capital.

Ainda de acordo com o jornal, o acordo que já estava praticamente selado perdeu forças nos últimos dias, mas deve ser finalizado ainda nesta semana.

O Besikitas, da Turquia, também estaria interessado no empréstimo do ex Tricolor de 21 anos.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Fluminense pede adiantamento de parcelas de vendas de joias e perde valor milionário

Diante do desastroso cenário financeiro, o Fluminense tenta encontrar soluções para minimizar a crise econômica. Algo que, hoje, tem se tornado mais comum é a antecipação de parcelas de vendas de jogadores, como nos casos de Gérson, de maior lucro na história do clube, e Richarlison. Mas, para tal, existe um custo: €1,47 milhão (R$ 6,73 milhões). As operações foram realizadas porque a diretoria entendeu que o ‘custo-oportunidade’ seria positivo.

Do valor milionário, maior pedaço é do que o Fluminense deveria receber pela ida de Gérson à Roma, em 2015, e acabou servindo de garantia de empréstimo. Duas parcelas foram antecipadas, o que gerou um prejuízo de € 1,2 milhão, pagos ao fundo inglês XXIII Capital Limited. O episódio ainda criou dívida para o Tricolor, que não repassou o que pertencia aos investidores.

O restante do montante (€ 270 mil) vale pela saída de Richarlison para o Watford, em 2017. Uma parcela do negócio cairia nos cofres de Laranjeiras em agosto deste ano, mas foi adiantada, em parceria com o fundo Star Fund GP S.a.r.l. O motivo: pagar a folha salarial, de R$ 5 milhões, e regularizar um mês de direitos de imagem com o elenco.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

FluFest 2018: clique aqui e garanta sua presença na festa de 116 anos do Fluminense!

Empresa cobra quase R$5milhões ao Flu por venda de Gerson

Grupo de Luxemburgo detinha 12,5% do passe do atleta.

A empresa MPI S.à r.l., sediada em Luxemburgo, cobra do tricolor um valor de R$4,9 milhões referente a venda de Gerson a Roma, da Itália.

Com 12,5% pertencentes a empresa, Flu e MPI negociaram o pagamento do valor do percentual da empresa em quatro parcelas, onde três delas já venceram, elevando a dívida em R$570 mil. Somada as três parcelas devidas, totalizam R$ 4.411.039,48. Com multa e juros (R$570.673,88), o valor foi a R$ 4.981.713,36.

Se receber essas três parcelas, a MPI entro na justiça do Rio em fevereiro deste ano. Contudo, o Flu ainda não foi notificado pois a parte autora não pagou todas as taxas judiciárias. Sem ter sido citado no processo, o tricolor aguarda uma notificação para tomar as devidas providências.

 

ST,

Douglas Wandekochen

Top