fbpx

Crise? Sede do próximo adversário do Flu amanhece apedrejada

Quando a fase não está boa, nem mesmo a torcida deixa barato. Dessa vez a torcida do Goiás não perdoou. Após serem goleados pelo Grêmio jogando fora de casa, a sede do clube amanheceu nessa segunda-feira (16) com os muros pichados e vidro da loja oficial quebrado.

Nas últimas 11 rodadas do Brasileirão, o Goiás conseguiu apenas uma vitória. Os muros da Serrinha foram pichados com ordens para que o presidente esmeraldino, Marcelo Gonçalves, deixe o cargo. Também é possível ler as escritas: “Time sem vergonha”

A equipe volta a campo pela Série A no domingo (22), mas antes, nesta quarta-feira (18), joga a semifinal da Copa Verde contra o Cuiabá. Ou seja, mais uma oportunidade de quem sabe, o clube vir de mais uma derrota e chegar com a moral mais baixa contra o tricolor.

Fluminense e Goiás se enfrentam no próximo domingo ás 19h no Serra Dourada. Em caso de vitória do Flu, o time iguala o time goiano em pontos.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Fotos:Foto: Reprodução/TV Anhanguera/GloboEsporte.com/Canal Gama

Com Nino suspenso, Frazan pode assumir titularidade contra o Goiás

Zagueiro levou o terceiro amarelo na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, no Mané Garrincha

Foto: Mailson Santana / FFC

A vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians no Mané Garrincha possibilitou ao Fluminense deixar a zona de rebaixamento, encerrar o primeiro turno sem estar entre os quatro últimos e ter uma semana tranquila para se preparar para a sequência do Campeonato Brasileiro. Mas também rendeu uma dor de cabeça justamente para o próximo jogo.

No final de semana que vem, o Tricolor das Laranjeiras vai até o Serra Dourada enfrentar o Goiás, em duelo válido pela 19ª rodada do Brasileirão. Para essa partida, o treinador Oswaldo de Oliveira terá o desfalque do zagueiro Nino, que levou o terceiro amarelo contra o Timão. Com isso, o técnico pode escalar Frazan, que acumulou boas atuações neste ano quando foi exigido, mas acabou sendo expulso no clássico contra o Vasco pouco depois de entrar em campo.

Além de Frazan, Oswaldo pode optar também por Luan, zagueiro oriundo da base, ou até na improvisação de Yuri, como já foi feito por Fernando Diniz, ex-treinador da equipe. O retorno de Airton, que cumpriu suspensão contra o Corinthians, poderia possibilitar essa alteração. Porém, é difícil que o comandante escolha alguma dessas duas opções.

Bem encaminhado com o Flu, Lucão quase acertou com outro clube da série A

O atacante Lucão, de 27 anos está em vias de ser anunciado como o novo reforço do Fluminense, faltando apenas ser aprovado nos exames para ser anunciado oficialmente.

O jogador que estava no Kwait, quase acabou sendo repatriado por outro clube brasileiro, o Goiás, antigo clube do jogador, e que chegou a sondar Lucão para tentar o retorno, mas os vencimentos do jogador acabou inviabilizando o acerto.

Diretor do futebol do Esmeraldino, o ex jogador Túlio Lustosa, confirmou o contato:

– Tentamos, chegamos a iniciar uma conversa com o representante do Lucão, mas a realidade financeira do clube não é a que imaginávamos no ano passado quando subimos. Achávamos que poderia ter até uma situação mais fácil com patrocinadores. Infelizmente, não foi assim. O Goiás tem uma reputação excelente de bom pagador. Nunca atrasou salário desde que me entendo por gente, desde que cheguei aqui como jogador. Não vou dar um passo maior que a perna e comprometer algo que não possamos pagar – confirmou Túlio.

Vale destacar que antes de se transferir para o Kwait, Lucão foi artilheiro do Goiás na série B do ano passado, quando marcou 16 gols no torneio, terminando ainda como vice artilheiro da competição.

Fonte: Rádio Brasil

Ex-Flu, Rafael Moura acerta com novo clube

O Goiás oficializou nesta sexta-feira a contratação e Rafael Moura, o He-Man, que retorna ao time esmeraldino após nove temporadas. O veterano de 36 anos estava sem clube desde o ano passado, quando atuou pelo América-MG.

Anúncio do He-Man (Foto: Goiás)

Em sua primeira passagem pelo Goiás, em 2012, ao todo, ele fez 23 gols em 41 partidas. O contrato será por produtividade, no qual He-Man terá um salário fixo e bônus por jogos disputados durante o Brasileirão.

Rafael Moura é um atacante com muita história nas Laranjeiras. Chegou ao clube em 2007 e fez parte do elenco campeão da Copa do Brasil do mesmo ano.

Depois, voltou em 2011 e foi peça importante na boa campanha do Fluminense no Brasileirão do mesmo ano, e que o clube terminou na 3ª posição.

He Man comemora gol pelo Clube (Foto: Flu Nômeno/Divulgação)

Ainda foi campeão do Campeonato Carioca de 2012 fazendo o gol da vitória no jogo dois da final contra o Botafogo(Primeiro jogo foi 4×1 para o Flu). Ele ainda atuou em algumas partidas pelo Flu no Brasileiro, que futuramente, o tricolor sagrou-se campeão. Mesmo com sua transferência para o Inter no segundo semestre, o Fluminense fez questão de entregar a faixa de campeão brasileiro ao atacante.

Campeão Brasileiro em 2012 (Foto: Twitter)

No total, fez 86 jogos e marcou 28 gols pelo clube.

Saudações Tricolores,

João Eduardo Gurgel

Fluminense libera zagueiro Paulo Ricardo para o Goiás

Contratado em agosto de 2018, Paulo Ricardo ficou sem espaço no Fluminense com a chegada de Fernando Diniz e acabou deixado de lado. Nesta temporada, jogou apenas uma vez, em 21 de março, no jogo de volta da primeira fase da Sul-Americana, contra o Antofagasta, no Chile. Passou a não ser relacionado na mesma época.

O zagueiro de 24 anos acertou com o Goiás e, em Goiânia, depende somente da aprovação nos exames médicos realizados nesta quarta-feira para ser anunciado oficialmente amanhã. O contrato deve valer até dezembro.

Revelado pelo Santos, ele chegou às Laranjeiras emprestado pelo Sion, da Suíça, e atuou 12 vezes no ano passado, sob comando de Marcelo Oliveira. Não marcou gols.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Fernando Diniz elogia time com três volantes e sai em defesa de Luciano: “Faz uma temporada brilhante”

Em estreia no Brasileirão marcada por chuva e erros do juiz mesmo com auxílio do VAR, o Fluminense acabou perdendo para o Goiás, no Maracanã, por 1 a 0. Fernando Diniz usou a mesma escalação derrotada pelo Santa Cruz no tempo normal, quarta-feira, com três volantes (Airton, Bruno Silva e Allan), dada a ausência do lesionado Ganso.

– Eu achei que funcionou bem. Jogando com um time bem estruturado, marcação de linha baixa. As chances do Goiás foram oriundas de erros infantis. Teve o pênalti, o gol mal anulado. Os três fizeram boa partida. Não foi falta de ligação. Não houve. Houve erros, mas os três cumpriram suas funções. No geral, uma partida equilibrada – analisou.

Apesar da má exibição do Tricolor, a arbitragem ganhou maior destaque, principalmente na imprensa e na web, pelas falhas em lances decisivos. Primeiro, ao anular gol legítimo marcado por Everaldo. Ao fim do jogo, pela falta inexistente que abriu o placar para o Esmeraldino.

– Atrapalhou, de fato. No gol do Everaldo, não tem cabimento. Sou a favor para corrigir injustiças. Usar o que demora para cometer um erro tão grande… É uma máquina grande o futebol. Esse erro não pode acontecer. Tem que expor o time, e os erros vão acontecer – disse o técnico.

Na primeira etapa, o clube das Laranjeiras conseguiu a chance de sair em vantagem. Nos acréscimos, após 20 minutos de paralisação por queda de energia provocada pela chuva, Luciano perdeu o seu terceiro pênalti em tempo regulamentar em 2019. Diniz, porém, defendeu o artilheiro do time no ano.

– Tem outros que treinam, ele é um dos batedores. Hoje teve a infelicidade de errar. A gente não controla o torcedor. Já aplaudiu e hoje vaiou. Ele perdeu o pênalti. Teve coragem para bater e perdeu. Está fazendo uma temporada brilhante. Vai voltar a jogar bem e ser aplaudido.

A reapresentação acontece na manhã desta segunda-feira, no Centro de Treinamento. O elenco treina durante o início da semana em preparação para a sequência de compromissos longe de casa, contra Santos, quinta, e Grêmio, domingo.

– A primeira coisa é ter clareza nas análises e corrigir. Não tem vara mágica. As coisas não estão todas erradas quando perde nem todas certas quando ganha. É montar o melhor time possível para enfrentar Santos e Grêmio – ponderou Fernando Diniz.

VEJA MAIS TRECHOS DA COLETIVA DO TREINADOR:

PEDRO: “Indo com cautela. Acelerou um pouco a bola dele. Conseguiu participar dos jogos contra o Santa Cruz, mas a previsão inicial era de que jogasse somente hoje. Cuidado para oferecer as condições necessárias pra quando puder jogar os 90 minutos. Talento raro, convocado para a Seleção. Todo mundo quer o Pedro desde o início, mas com cuidado”.

ALLAN: “Foi bem contra o Santa Cruz. Fez partida boa lá, hoje não foi brilhante, mas fez boa partida”.

AIRTON E BRUNO SILVA: “Airton não é só de marcação. Passe para iniciar a jogada. Ele e Bruno fizeram bom jogo. Não saíram porque estavam mal. Queria ganhar o jogo e coloquei o Léo (Artur), fresco, para tentar vencer”.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Thiago Silva reclama de erro do VAR contra o Fluminense e lembra punição a Neymar

Ídolo do Fluminense, onde começou a carreira, Thiago Silva usou rede social para publicar uma reclamação ao VAR em razão do erro na anulação do gol legal de Everaldo, na derrota por 1 a 0 para o Goiás, no Maracanã, pela primeira rodada do Brasileirão.

O zagueiro ainda lembrou episódio que terminou em punição a Neymar, companheiro de elenco no PSG e na Seleção. Em jogo pela Liga dos Campeões, frente ao Manchester United, o atacante brasileiro questionou, na web, o mal uso do vídeo numa marcação de pênalti para os ingleses, que avançaram no torneio.

“Se eu falar do VAR lá no Brasil, serei punido?”

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense inaugura vestiário personalizado no Maracanã contra o Goiás

Parceiro do Flamengo na gestão do Maracanã desde o dia 19, o Fluminense usou sua identidade para personalizar um dos vestiários do estádio. As paredes do corredor que leva ao gramado foram adesivadas com imagens do escudo e da torcida. A novidade, que visa ao projeto de customização do local, estreia neste domingo, contra o Goiás, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Veja as imagens registradas pelo fotógrafo Gabriel Affonso/Studio A2.



Ex-Fluminense, Kayke alfineta tricolores às vésperas de estreia pelo Goiás: “Não enchem estádio”

Dispensado pelo Fluminense ao fim do ano passado, Kayke chegou ao Goiás nesse mês e deve estrear justamente contra o ex-clube, domingo, no Maracanã, pela primeira rodada do Brasileirão. Em entrevista nesta quinta-feira, ele negou favoritismo sobre o Esmeraldino.

– Goiás perdeu o Estadual, mas o Fluminense também. Pelo o que eu sei, eles não ganharam nada esse ano. Então, a gente está empatado nisso. Todo mundo começa o campeonato da mesma forma. Nenhum time começa com três pontos. Todo mundo começa com a mesma pontuação e, obviamente, temos o objetivo de começar com o pé direito. Maracanã é um campo que eu tenho boas lembranças, inclusive contra o Fluminense. Espero que isso possa se repetir.

Kayke ainda alfinetou os tricolores, ao alegar que o Time de Guerreiros não costumar lotar o estádio, o que acredita ser um menos um problema para o Goiás. Ele só jogou nove vezes num período de quatro meses nas Laranjeiras e não marcou nenhum gol.

– É um time grande, assim como o Goiás. Porém, no meu ponto de vista, o fato de estarmos jogando fora de casa nessa primeira partida não irá interferir muito. Podemos citar alguns clubes que teremos certas dificuldades no (jogo) externo, coisa que não vai acontecer no fim de semana. O Fluminense não é um time que enche estádio, que tem uma torcida tão presente no Maracanã. Eu estive lá e sei do que estou falando. De certa forma, não que facilite, porque não vamos encontrar jogo fácil, mas não é um ponto extracampo que vai influenciar.

A declaração gerou revolta dos tricolores nas redes sociais. “Quem é Kayke O que esse craque já fez de relevante?”, questionou um torcedor. “O time do Fluminense jogando com Kayke e ele acha que torcedor é obrigado a gastar dinheiro pra ver isso”, disse outro. “Não é um atacante que faz”, ironizou um terceiro.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Mobilização Tricolor recebe aval do BEPE e confirma festa diante do Goiás

Em celebração à estreia no Campeonato Brasileiro e na administração do Maracanã, ao lado do Flamengo, o Mobilização Tricolor confirmou, nesta quarta-feira, que haverá a “Festa das Bandeiras” contra o Goiás, às 19h de domingo, dia que marca, ainda, a primeira vez do novo uniforme no gramados. Serão distribuídas mil bandeiras no setor Sul.

A realização do projeto está garantida em razão do cumprimento da meta de arrecadação estipulada em R$ 4.635 e do aval do Batalhão Especial de Policiamento em Estádios (BEPE).

Ainda haverá mais compromissos no estádio até a parada para a Copa América, em junho. Contra Botafogo, dia 11 de maio, e Cruzeiro, dia 18, a ideia é promover novas ações, a valores um pouco mais baixos: R$ 1.452,00
e R$ 3.560,00, respectivamente.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top