fbpx

Golaço, chapéu e caneta: reveja alguns lances da vitória do Flu sobre o Inter

O Fluminense venceu o Inter na noite do último domingo (22) e com um golaço de Lucca, que fez valer a lei do ex, com grande estilo:

Além dos gols, a galera do Fluzão ainda proporcionou grandes lances, como o chapéu de Felippe Cardoso e as canetas de Marcos Paulo e Calegari. Confira:

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Fluminense já possui segundo melhor ataque e maior goleada do Brasileirão

A goleada imposta pelo Fluminense, ontem (07/10), ao Goiás, no Estádio Hailé Pinheiro, na Serrinha, em Goiânia, por 4 a 2, transformou o ataque Tricolor no segundo melhor do Campeonato Brasileiro em 2020.

Mas essa não é a única marca do poder de fogo do Fluzão, que também tem a maior goleada por diferença de gols, alcançada no 4 a 0 contra o Curitiba, na 12ª rodada, no Maracanã. Essas duas vitórias foram conquistadas, mesmo com muitas baixas no elenco Tricolor, por conta dos desfalque dos jogadores que testaram positivo para a Covid-19.

A boa performance do ataque Tricolor fica clara quando é apresentada a lista de artilheiros do clube, onde Nenê, com seis gols, tem a companhia de outros dez jogadores que já marcaram neste Brasileirão.

O Fluminense tem média de 1,5 gols, no campeonato e, apenas, em duas partidas o ataque passou em branco, mas em compensação, o jogo de ontem foi o segundo em que time marcou quatro vezes.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Reveja os gols da classificação do Fluminense sobre o Botafogo-PB

O Fluminense venceu o Botafogo-PB por 2 a 0 no noite da última quarta-feira (4) no Maracanã e garantiu classificação à terceira fase da Copa do Brasil.

A câmera Tricolor estava presente e registrou os gols marcados por Marcos Paulo e Nenê, de pênalti. O primeiro inclusive foi após uma vela jogada de Gilberto pelo lado direito e uma bonita chapada de Marcos Paulo, no cantinho.

Acompanhe os lances:

Foto em destaque: Paulo Sérgio/Gazeta Press

Fluminense tem o segundo melhor ataque de clubes da Série A

O Fluminense possui o segundo melhor ataque entre times que disputarão o Campeonato Brasileiro, série A. Só no começo deste ano a equipe do tricolor está mostrando que tem fome de gols, em 11 jogos o Fluminense marcou 24 vezes, contando com Campeonato Carioca, Copa Sul-Americana e Copa do Brasil.

Em números absolutos, o time do Flamengo é o primeiro, com 26 bolas na rede, entretanto o rival já atuou em 12 oportunidades. Na média, o Tricolor leva vantagem com 2,18 por jogo contra 2,17 da equipe Rubro-Negro. Na elite do futebol brasileiro, a média atual tricolor só é superada pela de 2,33 do Atlético-GO, que tem 21 gols em nove confrontos.

O top 10:

1º – Flamengo: 26 gols (média: 2,17)
2º – Fluminense: 24 gols (média: 2,18)
3º – Bahia: 22 gols (média: 1,57)
4º – Atlético-GO: 21 gols (média: 2,33)
4º – Atlhetico-PR: 21 gols (média: 2,10)
6º – Coritiba: 19 gols (média: 1,90)
7º – Fortaleza: 18 gols (média: 1,80)
8º – Sport: 15 gols (média: 1,15)
9º – Palmeiras: 14 gols (média: 1,75)
9º – Grêmio: 14 gols (média: 1,56)
9º – Atlético-MG: 14 gols (média: 1,27)
9º – Goiás: 14 gols (média: 1,27)
9º – Internacional: 14 gols (média: 1,27)

Fonte: GloboEsporte

Problema nacional: brasileiros passam em branco fora da casa tanto na Libertadores como na Sula 2020

O Fluminense foi eliminado da Copa Sul-Americana ao empatar em 0 a 0 com o La Calera, no Chile, na última terça-feira (18), porém, o fraco desempenho não foi exclusivo do Fluminense. Todos os times brasileiros que entraram em campo, tanto pela Libertadores, como pela Sul-Americana em 2020, não marcaram um gol sequer.

Foto: Reprodução/Seleção SporTV

Internacional e Corinthians que entraram em campo pela Libertadores não marcaram nenhum gol em solo estrangeiro. Pior para o Corinthians, que foi eliminado assim como o Fluminense, na primeira fase, ao perder por 1 a 0 no Paraguai e ganhar por 2 a 1 em São Paulo. Sendo eliminado pelo gol qualificado, assim como o Fluminense.

Já pela Sul-Americana, Atlético-MG, Fluminense, Fortaleza, Goiás e Vasco, também não marcaram nenhum gol fora de casa. O Vasco no entanto, passou de fase por ter ganhado em casa.

Já Atlético-MG, Fortaleza e Goiás, ainda vão disputar a vaga dentro de casa. Situação difícil é a do Galo, que precisa reverter um placar de 3 a 0.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: Seleção SporTV

Além da vitória, Fluminense é o único dos grandes a marcar na primeira rodada do Carioca

A vitória de 1 a 0 sobre a Cabofriense na primeira rodada do Campeonato Carioca fez com que o Fluminense não só fosse o único dos grandes a vencer, como também o único a marcar um gol.

Flamengo e Vasco, que empataram, ficaram no 0 a 0 contra Macaé e Bangu respectivamente. O Botafogo, que perdeu, sofreu 1 a 0 para o Volta Redonda. Pode ser levar em conta porém, que Flamengo e Botafogo entraram em campo com jovens na faixa do sub-23.

E por incrível que pareça, o gol de Nenê, já coloca o Fluminense com o principal ataque da primeira rodada, ao lado de Volta Redonda e Madureira, uma vez que foram as únicas equipes que marcaram gol e todas as três, apenas um.

O Fluminense volta a campo na próxima quinta-feira (23), quando enfrenta a Portuguesa-RJ na reencontro do Tricolor com o Maracanã, as 20h.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fluminense 3 x 1 Peñarol: veja os gols da vitória do Fluzão sobre o time uruguaio

Foto: Mailson Santana/FFC

O Fluminense venceu na noite da última terça-feira (30) a equipe uruguaia do Peñarol, por 3 a 1.

A vitória garantiu o tricolor na próxima fase da Copa Sul-Americana (quartas de final), onde espera o classificado entre Corinthians ou Montevidéu Wanders, que se enfrentam na próxima quinta-feira (01), com o clube paulista na vantagem dos 2 a 0 conquistados no primeiro jogo, em São Paulo.

O jogo marcou também os primeiros gols de Marcos Paulo entre os profissionais do Flu, quando o meia balançou as redes por duas vezes.

Acompanhe os gols da vitória do Fluzão através do link: https://s.videos.globo.com/p3/amp/index.html?videosIDs=7806188&adAccountId=175759447&adCmsId=2464884&adunit=globosat.sportv%2Faplicativos%2Ftimes%2Ffluminense&autoPlay=true

Aperitivo: perto da volta do atacante, Fluminense disponibiliza gols de Pedro com a camisa Tricolor

Foto: Lucas Merçon/FFC

A torcida do Fluminense já conta as horas para acompanhar a volta aos gramados do atacante Pedro, relacionado pela primeira vez no ano para a partida conta o Santa Cruz-PE, nesta quarta-feira (17), no Maracanã às 21h e 30.

Para deixar a torcida com um pouco mais de ansiedade pela volta do atacante, o Fluminense divulgou por meio de seu Twitter oficial alguns de Pedro com a camisa Tricolor:

Contudo, como o jogador está há quase oito meses fora dos gramados, ele deve iniciar a partida no banco de reservas, exatamente pelo longo período de inatividade.

Dupla entrosada: Yony e Luciano são responsáveis por metade dos gols do Flu em 2019

Foto: Maílson Santana/FFC

Juntos, atacantes foram as redes em 13 dos 26 gols do Tricolor.

São apenas três meses de parceria e Yony Gonzalez e Luciano vem mostrando um belo entrosamento dentro de campo. Juntos, os atacantes são responsáveis por metade dos gols do Fluminense em 2019.

Ao todo, a equipe Tricolor marcou 26 gols, desses, sete foram de Luciano e seis de Yony, somando juntos 13 gols.

Os sete gols de Luciano ainda o colocam como o maior artilheiro do Flu na temporada, a frente exatamente de Yony, com os seis marcados.

Os outros gols do Flu foram marcados por: – Everaldo (4); Matheus Ferraz (2); Ezequiel, Bruno Silva, Marlon, Digão, Caio Henrique e Ganso (1), além de Ibanez, autor do primeiro gol do Fluzão no ano, mas que já deixou o clube para defender o Atalanta, da Itália.

 

Fonte: Lance!

Se inscreva também no Canal Flunews no YouTube: https://www.youtube.com/user/flunewstv

Fluminense atinge maior jejum de sua história

Clube chegou ao sexto jogo sem marcar nenhum gol.

A derrota do Fluminense por 2 a 0 para o Bahia fez o Tricolor atingir o maior jejum de gols da sua grandiosa história. Levando em conta apenas o Brasileirão, a seca de gols já e superior há um mês, sendo o último marcado por Luciano no dia 21 de outubro na vitória de 1 a 0 sobre o Atlético Mineiro.

De lá pra cá foram seis jogos, com 4 derrotas (3 a 0 para o Santos; 1 a 0 Vasco; 3 a 0 Palmeiras e 2 a 0 Bahia.) Entre eles ainda houveram os dois empates diante de Sport e Ceará, ambos terminados no 0 a 0.

Traduzido em minutos, o Flu já está há 568 minutos sem balançar as redes adversárias, superando a pior seca do Tricolor até então, quando ficou 567 minutos sem balançar as redes adversárias no ano de 1971.

O número fica ainda pior se somado aos jogos da Copa Sul-Americana, 42 ante o Nacional, mais os 90 diante do Atlético Paranaense. Chegando aos incríveis 582 minutos (ou nove horas e quarenta e dois minutos) sem gols.

 

foto: Lucas Merçon

Top