fbpx

Flu parabeniza Henrique, que completa 35 anos neste sábado

Um dos jogadores mais experiente do elenco Tricolor, o volante Henrique, completou neste sábado (16), 35 anos e o Fluminense, através das redes sociais, parabenizou o jogador.

Emprestado pelo Cruzeiro até o final de 2020, Henrique, até aqui, já atuou em sete partidas e ainda não marcou nenhum gol com a camisa verde, branca e grená.

Foto: FFC

Apesar de vantagem por empate, Henrique quer que Fluminense jogue para vencer esta noite


FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Dono de uma das melhores campanhas na fase de grupo, o Fluminense encara o Flamengo esta noite com a vantagem de poder jogar por um empate. Apesar disso, o volante Henrique disse em entrevista que espera que o time jogue com vontade de vencer o arquirrival.

– Vantagem só vale se acontecer o empate. Vamos jogar para vencer o Flamengo. Fla-Flu tem histórico de grandes jogos, jogos decisivos. Vamos encarar dessa maneira para darmos um passo para a final. Sem pensar no empate.

Henrique vê Sul-Americana “mais valorizada” e diz que confia em classificação

Mais valorizada a cada ano, a Sul-Americana é, há algum tempo, o principal objetivo de conquista do Fluminense. Depois de chegar duas vezes às quartas-de-final (2017 e 2019) e uma vez à semifinal (2018) desde que voltou a disputar a competição, o Time de Guerreiros começou mal a campanha de 2020 ao empatar em 1 a 1 com o Unión La Calera, no Maracanã.

— Não é um resultado tão bom por causa do gol (sofrido em casa). Mas eu vejo uma competição que é, hoje, mais valorizada, porque dá uma condição maior, de disputar o Mundial. Então, nós sabemos o que temos que fazer lá: vencer. Em busca disso, nós vamos tentar fazer nosso melhor para que a gente consiga reverter esse placar, porque não temos vantagem nenhuma – destacou Henrique.

Campeão de torneios eliminatórios pelo Cruzeiro, o volante de 35 anos explicou como usar a experiência para trazer do Chile a vaga na fase seguinte.

— Já vivemos situações como essa em outras oportunidades. Então, nós, que já vivemos situações parecidas, temos que saber lidar com essa competição. Ainda temos mais 95, 98 minutos a serem disputados. Está em aberto. O Fluminense tem a sua capacidade e vai buscar uma vitória fora de casa, que nós dá a classificação.

O técnico Odair Hellmann repetiu na terça-feira a escalação que venceu o Flamengo na Taça Guanabara, com três volantes. A formação, porém, levantou questionamentos acerca de suposta lentidão dos jogadores de meio de campo. Henrique discorda.

— Os adversários nos trazem dificuldades. Hoje, um primeiro tempo não tão bom. Mas, no segundo, um futebol mais solto, com criação de mais possibilidades de gol. Tivemos um futebol mais envolvente na segunda etapa. Na primeira, claro, tivemos dificuldades. Mas isso faz parte do início de trabalho, início de conhecimento de jogadores que já estavam ou que estão chegando. Faz parte de um ciclo que está começando.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Experientes, Nenê e Henrique livram Miguel de culpa por gol perdido: “Só erra quem está ali”

Nenê e Miguel protagonizaram um dos principais lances do empate em 1 a 1 entre Fluminense e Unión La Calera, terça-feira, pelo jogo de ida da primeira rodada da Sul-Americana. Servido com lindo passe do veterano, o jovem de 16 anos ficou frente a frente com o goleiro da equipe chilena, mas acabou perdendo o gol.

Na zona mista do Maracanã, Nenê revelou ter conversado com Miguel sobre o erro na conclusão da jogada e o eximiu da culpa.

— Falei para ele que é uma coisa normal. Faz parte. Só erra quem está ali. O goleiro deles foi bem. Falei para ter tranquilidade porque é uma coisa normal – disse.

Também experiente, o volante Henrique elogiou a cria de Xerém e disse que o episódio servirá para a evolução do jogador.

— Lógico que os jogadores que têm essa oportunidade dentro de campo, querem fazer o gol. Mas isso é tranquilo. São escolhas que tomamos no momento. É um menino jovem, que tem muito a aprender, tem qualidade para isso. Faz parte do jogo. Isso não interfere na sua qualidade, no seu desempenho. Ele vai continuar e, na próxima oportunidade, vai estar preparado, porque essas lições dão mais confiança.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Henrique abre portas do Fluminense para Fred: “Sempre bem-vindo”

Não vem apenas da arquibancada a expectativa pelo retorno de Fred ao Fluminense. Ex-companheiro do centroavante no Cruzeiro, o volante Henrique contou que conversa sobre o Tricolor com o camisa 9. Porém, lembrou que o primeiro passo para a volta às Laranjeiras é a rescisão com a Raposa.

— Falei com o Fred. Claro que ele tem de resolver a situação lá primeiro para depois pensar nas possibilidades. Ele sempre demonstrou um carinho enorme pelo Fluminense. A gente aguarda ele resolver a situação lá para que depois tome a decisão. Tomara que essa decisão seja para nos ajudar – disse, completando:

— Um jogador com a qualidade e o potencial dele… Ainda mais o Fred, que é um ídolo aqui, dos torcedores, é sempre bem-vindo.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

Henrique minimiza ausência da equipe principal do rival em clássico: “Independente de quem estava jogando, era o Flamengo”

Em seu primeiro clássico em 2020, o Fluminense levou a melhor. Diante da garotada do Flamengo, o Time de Guerreiros venceu por 1 a 0, com gol de calcanhar de Nenê. Na saída do Maracanã, após o jogo, o volante Henrique, em conversa com a imprensa, valorizou o triunfo e minimizou a ausência da equipe principal do rival.

— É importante. Não só para nós, jogadores, que estamos no começo de trabalho, mostrando ainda o potencial e a melhora da equipe. Sabemos que estamos em um período de evolução. Conforme os jogos vão passando, você vai ganhando mais confiança e mais força. Então, isso é bom, ganhar um clássico. Independente de quem estava jogando, era o Flamengo. E nós sabíamos a importância de jogar e vencer – disse.

Com o resultado dessa quarta-feira, o Tricolor se isolou na liderança do grupo B, ainda com 100% de aproveitamento. Apesar de encaminhada a vaga na semifinal da Taça Guanabara, Henrique mantém pés no chão. Por outro lado, reconhece a boa fase.

— Comemorar (classificação), a gente nunca comemora. Tem que comemorar títulos. Para a classificação, estamos um passo avançados. Nós temos muito a conquistar ainda. Não tem nada ganho. Vamos continuar trabalhando, sabendo que os jogos não têm sido fáceis. Acho que estamos numa crescente que pode nos dar uma condição, lá na frente, de classificação — ponderou, completando:

— O trabalho é muito bom. É um trabalho de qualidade, por mais que nem todos os jogadores estejam no ritmo adequado. Mas o trabalho está sendo bem feito. Os resultados mostram isso.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

‘A Camisa oito tem dono!’ Henrique é anunciado pelo Flu

O volante Henrique, 35 anos, foi anunciado pelo tricolor, nesta quinta-feira.
O novo camisa 8, que estava no Cruzeiro, chega por empréstimo de uma temporada.

“Em uma palavra, alegria. Que a gente tenha uma temporada muito boa e possa brigar na parte de cima das competições, brigar por conquistas. Sabemos que temos um time competitivo esse ano, e que a gente possa dar muitas alegrias para a torcida – disse o atleta em entrevista ao site oficial do clube.” declarou o atleta em entrevista ao Globoesporte.com

Henrique já vinha treinando com o grupo desde o início da pré-temporada, mas foi o último, dos oito reforços, a ser anunciado oficialmente. Isso porque o jogador renovou seu contrato com o Cruzeiro por mais dois anos. O contrato de empréstimo com o Fluminense foi publicado no BID (Boletim informativo diário) da CBF, ontem, quarta-feira.

Foto em destaque: Reprodução/FFC

Entenda o motivo do atraso no anúncio oficial do volante Henrique

Dos oito reforços contratados pelo Fluminense para 2020, apenas um ainda não foi anunciado oficialmente: trata-se do volante Henrique, oriundo do Cruzeiro.

O jogador de 34 anos participa da pré-temporada do Tricolor desde a apresentação do elenco, em 8 de janeiro, no entanto, viu jogadores que chegaram junto e depois dele já serem oficializados, como o companheiro de clube mineiro Egídio, além de Hudson e dos estrangeiros Fernando Pacheco e Michel Araújo.

Mas por quê Henrique ainda não foi anunciado pelo Flu?

Não há risco da contratação de Henrique “melar”. O Tricolor adota a prática de só oficializar seus reforços após tudo estar assinado. E para isso acontecer é preciso que sejam resolvidos todos os trâmites burocráticos. E é isto que tem causado a demora no caso do volante.

Diferentemente de Egídio, que rescindiu com o Cruzeiro para assinar com o Fluminense, Henrique acertou uma extensão de contrato com o clube celeste até o fim de 2021 para ser emprestado ao Tricolor durante a temporada 2020.

Desta forma, o Flu precisava aguardar primeiro que o Cruzeiro registrasse o novo contrato de Henrique no sistema da CBF, para depois receber a documentação do clube mineiro e aí sim registrar o contrato de empréstimo.

Devido ao momento atribulado do Cruzeiro, o tempo de resolução dos trâmites burocráticos acabaram se alongando. Mas no fim da última semana, o clube mineiro avançou nas documentações e a expectativa é que nesta semana o Fluminense já possa, ao menos, dar entrada no registro do jogador.

No entanto, o Tricolor não poderá contar com o volante na próxima partida, contra a Portuguesa, quinta-feira, no Maracanã, já que seria preciso que o atleta fosse regularizado no penúltimo dia útil antes do início da segunda rodada, que começa terça-feira – prazo que se encerrou na semana passada.

Fonte: Globo Esporte

Flu aguarda documentação para inscrever reforços a tempo da estreia no carioca

Diretoria tricolor esperar receber nesta segunda-feira as documentações por parte de Cruzeiro e Vitória para regularizar três de seus reforços, são eles: Egídio, Henrique e Yago. O trio corre risco de ficar fora da primeira partida do tricolor no Campeonato Carioca. Estreia está marcada para Domingo (19), às 19h, em Bacaxá, contra a Cabofriense.

Tudo isso porque, o regulamento da competição determina que só poderão participar da primeira partida da fase principal “os atletas inscritos até o 5º dia útil que anteceder o início da fase”, no caso o Fluminense tem até sexta-feira para regularizar situação dos atletas junto a FERJ (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro).

Ainda sem serem anunciados oficialmente, os três já treinam normalmente no CT Carlos Castilho com os demais companheiros. Em um primeiro esboço do time feito por Odair Helmann, Egídio e Henrique ficaram entre os titulares.

Top