Há exatos 69 anos, Fluminense conquistava o Mundial de 1952

Há exatamente 69 anos, o nosso tricolor conquistava o Mundial em cima do Corinthians dentro do Maracanã.

A taça veio após o Fluminense empatar com o time paulista por 2 a 2 tendo ganhado o primeiro jogo por 2 a 0.

A primeira fase era composta por Sporting-POR, Grasshoppers-SUI e Penarol-URU. Na semi final, o Fluminense pegou o Austria Viena-AUT, ganhando o primeiro jogo por 1 a 0 e goleando no segundo jogo por 5 a 2. Vale ressaltar que o time Austria Viena, foi campeão Austríaco no mesmo ano.

No twitter, o Fluminense comemorou o feito histórico.

FAZENDO HISTÓRIA! Fred se torna o terceiro maior artilheiro da história do Brasileirão

Desde que voltou ao Fluminense, Fred tem se habituado a bater recordes e atingir marcas importantes. Nesta quarta-feira (30/06), ao balançar as redes contra o Athletico-PR em Volta Redonda, o ídolo tricolor se igualou a Edmundo como o terceiro maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro, com 153 gols.

Além disso, Fred deu mais um passo rumo à vice-liderança da artilharia da competição. Empatado com Edmundo, ele agora está a um gol de Romário, que anotou 154 gols. Caso marque mais duas vezes no Brasileirão, o camisa 9 será o segundo colocado da lista de forma isolada, ficando atrás somente de Roberto Dinamite, que tem 190 gols. Fred lidera a lista do campeonato na era dos pontos corridos.

Em seu retorno ao Fluminense, Fred já rompeu a barreira dos 400 gols na carreira, se tornou o segundo maior artilheiro da história do Tricolor (agora com 189 gols, atrás apenas de Waldo – 319) e virou o terceiro maior goleador brasileiro na Libertadores, com 22 gols.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Conheça a história do ex-goleiro Batatais

Nascido no dia 20 de maio de 1910, Algisto Lorenzato ficou conhecido pelo nome da cidade paulista onde nasceu: Batatais. Contratado pelo Fluminense em 1935, o goleiro viveu em Laranjeiras o início da era do profissionalismo. Além disso, integrou o elenco que protagonizou os Anos de Ouro do clube.

Absoluto debaixo das traves, Batatais só deixou o Tricolor em 1946, depois de mais de uma década de títulos e jogos marcantes. Foi sucedido pelo igualmente ídolo Castilho, por quem era admirado e tido como inspiração.

Batatais conquistou o Campeonato Carioca (1936/37/38/40/41) e o Torneio Municipal (1938), além de várias outras taças. Entre suas mais de 300 partidas pela equipe, destaca-se o “Fla-Flu da Lagoa”, disputado em 1941.

Foi por Batatais, com a clavícula deslocada, que os jogadores do Time de Guerreiros passaram a chutar a bola para a água, a fim de garantir o título carioca contra o rival. Como não era permitido realizar substituições, o arqueiro permaneceu em campo e ainda operou grandes defesas.

O sucesso pelo Flu consolidou Batatais como um dos maiores goleiros tricolores e contribuiu para a sua convocação para a Copa do Mundo de 1938, quando a Seleção Brasileira ficou em 3º lugar.

Texto: Flu-Memória

Foto: Flu-Memória

“Segue fazendo história”, Conmebol destaca mais um feito de Fred

O atacante Fred foi o grande nome da vitória do Fluminense por 2 a 1 sobre o Santa Fé, na noite da última quarta-feira (28), na Colômbia. O atacante que marcou os dois gols do Fluminense na partida, chegou a marca de 185 gols, ultrapassando Orlando Pingo de Ouro e, alcançando a segunda posição entre os maiores artilheiros da história do Fluminense.

Alem de fazer história dentro do Fluminense, Fred também entra para a história da Libertadores, sendo o quarto maior artilheiro brasileiro na competição, com 21 gols, atrás apenas de Luizão (29), Palinha (25) e Célio (22).

Por suas mídias sociais, a Conmebol destacou o feito do atacante:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Você sabia? sete equipes já venceram o Brasileirão de 2003 pra cá

Desde que passou a ser disputado por pontos corridos, a partir de 2003, apenas sete times venceram o Campeonato Brasileiro. Neste formato o Tricolor sagrou-se campeão duas vezes: 2010 e 2012.

Outra curiosidade é de que todos que conquistaram o título, são da região sudeste (Rio de janeiro, São Paulo e Minas Gerais e Espirito Santo). Do Rio, apenas a dupla Fla-Flu levantou a principal taça do país.

Confira o Ranking de títulos, por time e estado, de 2003 pra cá

Clubes / N° de títulos (ano)

Corinthians – 4 (2005/2011/2015/2017)
Cruzeiro – 3 (2003/2013/2014)
São Paulo – 3 (2006/2007/2008)
Flamengo – 2 (2009/2019)
Fluminense – 2 (2010/2012)
Palmeiras – 2 (2016/2018)
Santos – 1 (2004)

Estado / N° de títulos

São Paulo – 10 Títulos
Rio de Janeiro – 4 Títulos
Minas Gerais – 3 Títulos


Clubes como: Vasco, Botafogo, Internacional, Grêmio e Atlético-MG, que completam os chamados 12 grandes, ainda não foram campeões neste formato.

Foto: André Durão / Globoesporte.com

Há 109 anos nascia Romeu Pellicciari, pentacampeão carioca pelo Flu

Mais conhecido como Romeu, o ex-meia nasceu no dia 26 de Março de 1911 na cidade de Jundiaí-SP e completaria 109 anos nesta quinta-feira.
Após se destacar atuando pelo antigo Palesta Itália (atual Palmeiras), foi contratado pelo Tricolor, onde jogou por sete temporadas (1935-1942).

Ao todo foram 202 partidas com a camisa verde, branca e grená com 92 gols marcados. Durante seu período nas laranjeiras, Romeu foi multicampeão, conquistando os principais títulos da época. Dentre eles, cinco Campeonatos Carioca, sendo um tricampeonato consecutivo (1936, 1937 e 1938). Foi atuando pelo Tricolor que chegou a seleção Brasileira, disputando a Copa do Mundo de 1938.

Romeu, Leônidas e Tim

Romeu era calvo, o que disfarçava jogando com uma touca, sua marca registrada, e tinha tendência a engordar. Um tipo físico pouco comum para um atleta. Foi um dos melhores meia-direita do Brasil em seu tempo. Um estilista que jamais abusava do drible. Desmontava os adversários com sua inteligência, seus passes e lançamentos, e ainda marcava muitos gols. “Levava meses para errar um passe”, diziam seus companheiros.

Confira todos os títulos conquistado por Romeu enquanto esteve o Flu

Campeonato Carioca: 1936, 1937, 1938, 1940 e 1941

Torneio Municipal: 1938

Torneio Extra: 1941

Torneio Início: 1940 e 1941


Foto: O globo Esportivo

Você sabia? Flu participou da inauguração do Estádio Atanasio Girardot, local da partida de hoje

Foto: divulgação FFC

Quando entrar em campo hoje no Estádio Atanasio Girardot, diante do Atlético Nacional (COL), pela Copa Sul-Americana, o Flu deve ser recebido de forma hostil pela torcida, mas a história tricolor no local começou em 1953, pois teve a honra de ser protagonista dos jogos inaugurais da principal praça esportiva de Medellín.

Em 19 de março de 1953, o Flu que tinha jogadores do Nível de Telê Santana, encarou o Esportivo Cali (COL) e empatou em 1 a 1. A partida que abriu aquela rodada dupla foi entre Atlético Nacional e Alianza (PER). Na campanha na Colômbia, o Triolor ainda empatou com os peruanos e venceu o Atlético Nacional, adversário de hoje, porém terminou o Quadrangular Internacional de Medellín com o vice-campeonato, o campeão foi o Cali.

No total o Flu soma 7 partidas no Atanasio Girardot, com 4 empates, 2 vitórias e 1 derrota.

ST

Gugah Assis