fbpx

Lesão de Hudson abre vaga para jovem da base; Julião e Wellington Silva retornam

O volante Hudson sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo na última quarta-feira (29) o que deixou o jogador de fora da partida deste sábado (01) contra o Botafogo, às 19h.

A saída do experiente jogador e um dos líderes do elenco no entanto, abriu brecha para André, que foi relacionado mas deve começar no banco de reservas.

Outras duas novidades são as voltas de Wellington Silva e Igor Julião. Enquanto o primeiro se recuperou da Covid-19, Julião estava fora por problemas musculares. A tendência no entanto, é que a dupla inicie assim como André, entre os suplentes.

Com isso, o time Tricolor deve iniciar a partida com a seguinte formação: Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Egídio; Yuri, Dodi e Yago; Nenê, Marcos Paulo e Evanilson.

Foto em destaque: Maílson Santana/FFC

Fora de combate! Hudson sofre lesão no tornozelo

Em treino realizado nesta terça-feira (28), no CT Carlos Castilho, o volante Hudson sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo. O camisa 25 fez exames ,que constatou a lesão, e já iniciou o tratamento junto ao departamento médico do clube.

Com isso o jogador se torna dúvida para o jogo contra o Botafogo neste sábado (01), pela Taça Gerson e Didi.

Fonte: Fluminense Football Club
Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Em primeira coletiva após parada da pandemia, Hudson faz duras críticas pela volta apressada do Carioca

Um dos líderes do atual elenco, o volante Hudson foi o escolhido para conceder a primeira coletiva do Fluminense após a parada forçada pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O jogador que vem sendo um dos mais atuantes nós posicionamentos contrários à volta do futebol, não poupou críticas ao ser perguntado sobre o tema:

– É lógico que é muito difícil jogarmos futebol, que é o esporte do país, que comove o país inteiro, paixão de milhares de torcedores que vivem por isso e parecer que não está acontecendo nada lá fora. O maior exemplo disso é o Maracanã, que tem um hospital de campanha dentro do complexo e a gente fazer um gol e ter uma pessoa morrendo do lado. Isso é, no mínimo, estranho, é falta de humanidade, é não pensar no próximo. Talvez as pessoas responsáveis por toda a programação, pelo calendário, não estejam agindo com a maior humanidade possível, estejam agindo por interesses externos e internos – disse o jogador.

Veja a coletiva na íntegra:

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Hudson adere à campanha #ÉpeloFlu e convoca a torcida

Apesar do pouco tempo de casa, o volante Hudson, que foi contratado no início da temporada por empréstimo junto ao São Paulo, já se tornou uma das vozes mais ativas do elenco Tricolor.

O jogador que demonstrou um futebol de confiança no início da temporada, ganhou o respeito não só dá comissão técnica como também da torcida e, é mais um a participar do movimento #ÉpeloFlu, que busca arrecadar um maior número de sócios possíveis ao clube.

O jogador gravou inclusive um vídeo pedindo adesão ao quadro de sócio do clube. Acompanhe a mensagem:

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Hudson comenta sobre isolamento e a volta das atividades

O volante Hudson comenta sobre a postura adotada pelo clube em relação ao isolamento em virtude ao coronavírus e avalia como será o retorno. Para o jogador, terá que ser muito bem planejado.

“No Rio está bem mais complicado. Tem muitos casos, número de mortes. O presidente do Fluminense, o Mário Bittencourt, tem procurado tomar todos os cuidados possíveis. Se acontece alguma tragédia com algum funcionário, se vem a falecer no período de trabalho, vai ser uma repercussão ruim. Acho que cada estado vai evoluir de certa forma. Acredito que temos de pensar, sim, em voltar. Não só o futebol, mas outros trabalhos, mas com protocolos sendo seguidos, com exames feitos, higienização, evitar vestiários, lugares fechados. Dá para se pensar, tudo bem pensado, administrado, em volta aos treinos para que aos pouquinhos possamos ir retomando a nossa rotina normal” conclui o jogador.

Fonte: Band Minas

Hudson compartilha rotina para recuperação muscular

Em prevenção à disseminação do coronavírus – os campeonatos foram paralisados – enquanto isso o volante Hudson compartilhou em seu Instagram que vem mantendo o trabalho para recuperação muscular.

Confira a foto postada pelo volante tricolor:

Foto Reprodução: Lucas Merçon/FFC

“ Feliz pela atuação segura do Fluminense” declara Hudson após goleada contra Resende

As goleadas estão se tornando cada vez mais comuns ao Fluminense. A vitória por 4 a 0 sobre o Resende, no último domingo, representou a quarta vez que a equipe comandada por Odair Hellmann derrotou um adversário por mais de três gols de diferença. Após o duelo, Hudson analisou o panorama da equipe no Campeonato Carioca.

– Por mais que não seja parâmetro, se torna uma obrigação e responsabilidade muito grande fazer um bom Campeonato Carioca. É isso que estamos procurando fazer. A gente sabe que não estamos classificados ainda, precisamos vencer um turno para chegar à final, mas estamos encarando com muita seriedade – afirmou o volante

O Tricolor não encontra, geralmente, dificuldades para bater as equipes de menor investimento do Estadual. Hudson afirmou que o responsável por isto é o próprio Fluminense, que encontra maneiras de facilitar a construção dos resultados positivos.- O Fluminense tem feito com que as partidas fiquem fáceis para ele. Não existe jogo fácil hoje em dia, todas as equipes têm qualidade. O Fluminense tem mostrado uma maneira de jogar que facilita isso (vencer). Quando temos a oportunidade, nós fazemos o gol – analisou.

Chave virada. Depois da goleada sobre o Resende, o Fluminense retorna aos gramados na próxima quarta-feira para enfrentar o Figueirense, na Copa do Brasil. O primeiro jogo da terceira fase será no Orlando Scarpelli, longe do Rio de Janeiro.

– Feliz pela atuação segura do Fluminense. Venceu com autoridade, criou as melhores oportunidades, quando teve o placar mais favorável controlou o jogo. Isso mostra um amadurecimento muito grande da equipe e nos dá confiança para o confronto contra o Figueirense, na quarta-feira, em Florianópolis – colocou.

Fonte: terra

foto: Mailson santana

Hudson comenta sobre a boa fase do Fluminense no carioca


FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

O Fluminense vem fazendo boas partidas no Campeonato Carioca, em 2 partidas pela competição, o tricolor marcou 9 gols o que vem deixando bastante gente animada com as atuações do time.

O volante Hudson comentou um pouco sobre a boa fase que o time vem tendo na competição.

— A gente encara com a maior seriedade possível, o carioca se torna uma responsabilidade muito maior de ter que atuar bem por que a torcida e a imprensa consideram os times menores como equipes que o Fluminense tem que estar um nível acima então essa obrigação a gente vem fazendo como deve ser feito.

Hudson fala sobre meio de campo de Odair e parceria com Nenê

Volante tricolor concede coletiva antes do treino nesta sexta-feira e vê “disputa sadia” no meio de campo da equipe de Odair

Em alta no Fluminense, Hudson concedeu entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (6) antes do início das atividades no centro de treinamento tricolor, na Zona Oeste do Rio. Ele logo falou sobre a parceria com Nenê nos tempos de São Paulo e comemorou a boa fase do meia com a camisa tricolor neste início de ano.

– Quando a gente foi campeão do primeiro turno lá em 2018, ele estava muito bem. Fazia gol, dava assistência. Era referência ao lado do Diego Souza. Tem muita qualidade, ajuda muito, pode decidir o jogo num lance só. Agrega muito. Fica muito feliz com a fase dele.

Uma das principais contratações tricolores para a temporada, Hudson quer ver o Fluminense forte no Maracanã em busca de uma vaga na final do Carioca:

– Taça Rio é muito importante para a gente. A gente sabe que uma melhor pontuação pode nos levar à final. A gente joga perante nossa torcida, temos que nos tornar cada vez mais forte no Maracanã para que as outras equipes nos respeitem cada vez mais.

Apesar de desejar o título do turno, ele lembra a possibilidade de classificação para a decisão estadual pela classificação geral:

– É um caminho. Lógico que ser campeão de algum turno é outro caminho, a gente pensa em ser campeão, mas não pode descartar esse caminho. Essa conversa tem que ter.

Fonte: Globo Esporte

Deu liga! Hudson e Yago tem boa atuação e devem seguir como titulares do Flu

Hudson e Yago atuaram juntos no setor como titulares, na vitória do tricolor por 2 a 0 sobre o Botafogo-PB, pela Copa do Brasil. Com o resultado o Fluminense avança para a próxima fase da competição, onde encara o Figueirense.

Escalado como primeiro volante, Hudson foi bem na função e encaixou movimentação interessante com Yago, que atuando como segundo volante e mais centralizado teve mais liberdade para chegar aos homens da frente. Ambos revezavam os avanços, sem que deixassem espaços atrás. Quando um subia, o outro fechava a linha defensiva com os zagueiros.

Com mais dinamismo no setor que vinha sendo bastante criticado pela torcida, o Fluminense conseguiu construir mais jogadas de perigo ao gol adversário, com movimentação intensa e rapidez na transição da defesa para o ataque. Além de dar poucas chances para para contra-ataques ou para um “sufoco” próximo à meta de Muriel.

Mesmo com a queda de produção em determinados momentos da partida, ocasionando lances de perigo para a equipe do Botafogo-PB, a equipe de Odair Hellmann, saiu ilesa de campo, e deu fim a uma estatística incomoda. Isso porque nas últimas partidas o Tricolor vinha sofrendo gols no início dos jogos, foi assim contra Flamengo, Moto Club e Madureira.

Assim, Hudson e Yago, que já tinham dado uma “palinha” como primeiro e segundo volante no fim da vitória por 5 a 1 sobre o Madureira, no último domingo, devem seguir formando a dupla de volantes titular do Fluminense.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: Lucas Merçon

Top