Segundo portal, Fluminense arcará com 100% do salário em CLT de Hudson

Uma contratação muito contestada entre os torcedores o novo empréstimo do volante Hudson vem deixando várias dúvidas em relação aos vencimentos do atleta. Em algumas declarações, o presidente Mário Bittencourt chegou a afirmar que o Tricolor arcaria com menos da metade do salário do jogador, dizendo inclusive em outra aparição, que a nova transação será nos mesmos moldes que do ano passado.

Contudo, não é o que diz o portal “Uol Esportes”, que confirmou que o Tricolor arcará com 100% do salário de Hudson em CLT. A parte que ficará a cargo do São Paulo, o equivalente a 25%, é referente ao direito de imagem.

Ainda de acordo com o “Uol”, a medida é uma alternativa do São Paulo, que busca diminuir o valor de sua folha salarial, que aumentou com a chagada de novos reforços no Morumbi.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Em entrevista, Paulo Angioni explica retorno de Hudson

Uma das renovações mais contestadas entre a torcida do Fluminense, a prorrogação de empréstimo do volante Hudson, teria sido, segundo Angioni, um compromisso já apalavrado com o jogador:

O Hudson, já foi explicado. Quando ele veio para o Flu já tinha um compromisso de mais um ano. O retorno ao São Paulo se deu por uma nova governança no clube paulista. Isso atrasou um pouco a continuidade imediata dele aqui, porque ele teve que se reapresentar lá, discutir as coisas pessoais dele junto ao São Paulo, mas já havia um compromisso — destacou o dirigente em entrevista à rádio Globo.

Angioni também destacou que a diretoria vê o jogador com papel importante não só fora, como dentro de campo:

Não é que temos muito jogador para essa posição (volante). O Hudson não é um “5”, ele é um segundo volante e nos ajuda muito no que tange a parte de campo e fora dele, com sua experiência e pela pessoa que é. Mas já era um compromisso nosso e a gente não é de fugir de compromisso. O que fizemos foi ratificar o compromisso que a gente tinha — concluiu.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Altura, polivalência e experiência: segundo portal, tais motivos pesaram para Hudson voltar ao Flu

O volante Hudson seguirá no Fluminense ao longo de 2021, e segundo reportagem do portal “UOL Esportes”, alguns motivos pesaram para a permanência do jogador no Tricolor.

Hudson, de 33 anos, é visto como um dos jogadores mais benquistos no clube e um dos líderes do elenco ao longo de 2020. Além disso, apesar da idade, o jogador tem ótimos números de fisiologia.

Apesar dos muitos jovens no setor, o Fluminense acredita que apenas Martinelli atue como segundo volante de ofício, e, Hudson também é considerado internamente como um jogador versátil, podendo atuar tanto de primeiro como de segundo homem de meio campo, além da lateral direita.

Outro fator é a altura. Com 1,80, Hudson também é enxergado como opção pra bola aérea. O técnico Roger Machado acredita que a equipe se ressente um pouco da estatura, principalmente no meio campo e precisa de alternativas no jogo aéreo, principalmente defensivo.

Além dos atributos dentro de campo, ainda de acordo com o UOL, o Fluminense pagará menos de 50% de salários de Hudson em seu retorno, em operação semelhante a que aconteceu em 2020, com o São Paulo arcando ainda com a maior parte do salário do atleta até dezembro.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fora dos planos do São Paulo, Hudson pode acertar retorno ao Fluminense

O coordenador técnico do São Paulo, Muricy Ramalho, confirmou nesta terça-feira (09) que o volante Hudson não seguirá no clube paulista, onde se reapresentou no início de março após um ano emprestado ao Fluminense.

Segundo informações do portal “GE”, é exatamente o Tricolor carioca o provável destino do volante de 33 anos, que deve inclusive chegar ao Rio ainda esta semana para assinar um novo contrato até dezembro de 2021.

Em entrevista ao canal do jornalista Arnaldo Tironi, o próprio diretor do São Paulo, Muricy Ramalho confirmou a possibilidade de Hudson voltar ao Flu:

Conversei com ele, porque é um cara que jogou 200 jogos pelo São Paulo, vestiu nossa camisa, e nós temos de respeitar. E ele tem times para ir. Ele só voltou porque tem de voltar, faz parte do contrato. Mas ele tem clubes, inclusive o Fluminense quer ele de volta. É um jogador interessante para muito lugar. Agora aqui tem um pensamento diferente — disse Muricy.

Hudson no entanto deve manter seu vínculo ligado ao São Paulo e acertar com o Flu por empréstimo.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Três concorrentes, uma vaga. Quem substituirá Martinelli na última rodada do brasileiro?

Marcão terá um desafio e tanto para resolver quem substituirá o jovem Martinelli que vinha muito bem, e se lesionou na última partida contra o Santos após uma entrada de Sandry, onde nem falta foi marcada. 

As opções para o lugar do volante são André, Hudson e Yuri. Quem a torcida menos contestaria seria o também jovem André, mas ele tem poucos minutos no time de cima. O volante tem 10 jogos no time de cima com 5 vitórias, 4 empates e 1 derrota. 2 partidas como titular e 8 vindo do banco. André foi destaque ao lado de Martinelli na base jogando na função de primeiro volante, justamente a posição que ficará vaga com a ausência do companheiro. 

A outra opção é Hudson, que tem 25 jogos no Brasileirão, com 14 vitórias, 6 empates e  5 derrotas. 19 como titular, 6 como reserva. Hudson era homem de confiança de Odair Hellman e perdeu espaço com a efetivação de Marcão, mas ainda assim todo jogo entra no mínimo no segundo tempo. O que joga contra o atleta é que já avisou a diretoria que irá para o São Paulo ao fim do contrato dia 27 desse mês. O clube paulista briga diretamente com o tricolor carioca pela vaga direta na Libertadores.

E por último temos Yuri. Com 16 jogos, 7 vitórias, 2 empates e 7 derrotas. 13 partidas como titular, 3 como reserva. O atleta é muito contestado pela torcida pela sua lentidão e falta de proteção a zaga quando está em campo. Essas são as principais opções do treinador Marcão para substituir Martinelli contra o Fortaleza. Só saberemos a resposta de quem conseguiu a vaga momentos antes da partida.

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

São Paulo pode tentar envolver Hudson em negociação com o Cruzeiro

O volante Hudson, que está emprestado pelo São Paulo ao Fluminense até o final do Campeonato Brasileiro, pode não permanecer nas Laranjeiras para a próxima temporada.

Embora o jogador seja contestado por boa parte da torcida, goza de grande prestígio com a diretoria do Flu, que já manifestou o interesse em contar com o atleta para a próxima temporada. Contudo, o São Paulo pode ter outros planos para o jogador.

Segundo informações do jornal “O Dia” o clube paulista tenta a contratação do lateral direito do Cruzeiro, Orejuela, e estaria disposto a envolver Hudson na negociação. Além do volante, Shaylom, emprestado ao Goiás nesta temporada, também seria envolvido no negócio.

A diretoria da equipe mineira buscou saber do interesse de sua nova comissão técnica, comandada por Felipe Conceição, e, pelo menos num primeiro momento, não se mostrou interessada no negócio. A ideia no Cruzeiro é se desfazer de Orejuela de forma definitiva. O clube espera embolsar cerca de R$ 20 milhões com uma venda, valor difícil de ser alcançado pelo São Paulo.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Acerto com Crespo pode mudar destino de Hudson no São Paulo

O volante Hudson que está emprestado pelo São Paulo ao Fluminense pode ter uma reviravolta no seu futuro para os próximos meses. O jogador que tinha a saída dada como certa do clube paulista, pode seguir no Morumbi.

Após acertar com o argentino Hernan Crespo para comandar a equipe na próxima temporada, a equipe do Morumbi irá sentar com o treinador nós próximos dias para começar a planejar o elenco para a temporada 2021, buscando saber do treinador sobre a intenção em contar com os jogadores emprestados, como é o caso de Hudson.

Com isso, o Fluminense que já demonstrou interesse em seguir com o jogador, irá aguardar uma decisão do São Paulo, para saber o próximo passo a ser dado.

Vale destacar que Hudson tem contrato com o São Paulo até o final de 2021, porém, o próprio jogador já demonstrou interesse em seguir no Fluminense, onde disputou 43 jogos ao longo da temporada, sendo considerado uma das referências do elenco.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Com vínculo até o fim do Brasileirão, Hudson ainda não sabe se fica no Flu

O volante Hudson é um dos jogadores mais contestados pela torcida do Fluminense, no entanto, o jogador é tido como um dos líderes do elenco e também um dos que mais entraram em campo na atual temporada tendo jogado 22 dos 33 jogos do Fluminense até aqui no Brasileirão.

Hudson, porém, tem seu futuro indefinido. O jogador que pertence ao São Paulo, está emprestado ao Fluminense até o fim do Campeonato Brasileiro, e ainda não definiu seu futuro para a próxima temporada.

Ainda não existem conversas de renovação após o Campeonato Brasileiro. O importante agora é cumprir o objetivo do clube na competição. Depois, vamos pensar no planejamento para a próxima temporada. Se a comissão técnica e a diretoria acharem importante a permanência, e se vai depender de quais campeonatos vão disputar, temos que aguardar – confidenciou o jogador.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Fonte: GE

Com o contrato perto do fim, Hudson manifesta deseja de ficar no Flu: “Gostaria de continuar”

Emprestado pelo São Paulo até fevereiro de 2021, o volante Hudson tem seu futuro no clube indefinido. Em coletiva realizada hoje pela manhã no CT Carlos Castilho, o jogador expressou a vontade de seguir no Flu.

Eu só tenho que agradecer ao Fluminense. O clube me abraçou de uma forma muito melhor do que eu esperava, os profissionais, jogadores. Está chegando o finalzinho do contrato. Se fosse uma escolha minha, eu gostaria de continuar. Esse ano de 2021 vai ser promissor e seria uma vontade minha, mas infelizmente não depende só de mim, nem do Fluminense, nem só do São Paulo, com o qual tenho contrato. É um conjunto de fatores que na hora certa todos vão sentar e escolher o melhor para todos – disse o camisa 25.

Foto: Lucas Merçon/ FFC

Fluminense renova empréstimo de Hudson até o fim do Brasileiro

O Flu acertou com o São Paulo a extensão do contrato do volante Hudson até o fim do Brasileirão. Vínculo do atleta se encerrava no fim do ano e será prorrogado até 28 de Fevereiro.

Emprestado pelo São Paulo, Hudson não poderia ser utilizado pelo clube paulista no Brasileirão, que não criou empecilhos para a extensão até fevereiro. Uma possível renovação de contrato com o Flu além deste período só será discutida pelas partes no próximo ano e dependerá de outros fatores.

O Fluminense, atualmente, arca com cerca de 75% do salário de Hudson, que tem vínculo com o São Paulo até o fim de 2021. Os clubes ainda precisarão sentar para debater os moldes da extensão, e cabe ao Tricolor das Laranjeiras avaliar se tem condições de arcar com os altos vencimentos do jogador.

Contratado por empréstimo no começo deste ano, Hudson tem status de titular na equipe. O volante tem 35 jogos e 1 gol pelo Flu em 2020.

Foto: Lucas Merçon/ FFC