Antes de partida decisiva no sub-20, técnico Eduardo Oliveira comenta sobre integração com os profissionais e o sub-23

Em preparação para o confronto decisivo contra o Flamengo pelo jogo de volta das quartas de final do Brasileiro Sub-20, a equipe do técnico Eduardo Oliveira precisa tirar uma desvantagem de dois gols após perder a partida de ida por 3 a 1. A tarefa seria muito mais fácil se todos os jogadores com idade estivessem à disposição, com vários atletas servindo as equipes sub-23 e profissional, o treinador, no entanto, busca ver o lado positivo.

– Para mim o sub-20 tem sido uma escola e um aprendizado. É o último patamar da base que fornece jogadores para o profissional. A gente entende o sub-23 já como futebol profissional. A demanda deles vai ditar o ritmo do grupo que temos para trabalhar durante a semana. No Brasileiro, conseguimos dar oportunidade a muitos jogadores. Conseguimos bons resultados com jogadores que nem sempre tinham uma minutagem alta no clube. – comentou Eduardo.

O treinador explica também sobre uma integração com o futebol profissional, que disponibiliza jogadores abaixo dos 20 anos dos elencos principal ou sub-23 para atuarem nas fases mais avançadas da temporada do sub-20.

– Nessa reta final nós continuamos com essa integração com o futebol profissional para entender quais são os jogadores que estarão à disposição no nosso plantel para o sub-20. Mas eu acho que isso é uma característica da categoria e a gente tem que se adaptar e conseguir bons desempenhos com diferentes jogadores, já que todos são do Fluminense e têm potencial para que possam ser desenvolvidos e evoluir a ponto de chegar à equipe profissional do clube. – explicou o técnico do sub-20 tricolor.

Foto: Maílson Santana/ FFC