fbpx

Internacional trava negociação pela volta de Wellington Silva ao Fluminense

O acordo entre Fluminense e Internacional pela liberação de Wellington Silva ao Time de Guerreiros parece longe de acontecer. Embora vinculado ao Tricolor, o atacante tem contrato de empréstimo com o Colorado até o meio do ano, quando acaba seu compromisso com o clube carioca.

Em entrevista no CT Carlos Castilho, nessa terça-feira, o presidente Mário Bittencourt comparou o caso de Wellington Silva ao de Fred, que precisa deixar o Cruzeiro para negociar a volta às Laranjeiras.

– O Inter, momentaneamente, não liberou o jogador. Nós conversamos direto com os clubes. Eles informaram ter interesse que o jogador continue lá e o jogador sabe do nosso desejo de tê-lo aqui. A situação é semelhante à do Fred. Se ele resolver a situação lá, voltamos a conversar – afirmou o dirigente.

Publicado por: Nicholas Rodrigues.

A pedido de Odair, Fluminense intensifica conversas por Wellington Silva

Velho conhecido da torcida tricolor, Wellington Silva, pode retornar às Laranjeiras.
O atacante, de 27 anos, está emprestado ao Internacional até julho, mesmo período que se encerra o vínculo com o Fluminense.
O jogador foi um pedido do técnico Odair Hellman, com quem trabalhou no clube gaúcho.
Entre Fluminense e Wellington já está tudo acertado, falta apenas o atacante chegar a um acordo com o colorado, que não dificultará a saída, desde que o Fluminense arque integralmente com o salário do atleta.

– É um jogador que agrada demais ao treinador e que também nos agrada. Foi formado aqui no Fluminense e tem grande identificação. A informação é de que ele tem muita vontade de voltar. Já manifestamos o interesse em repatriá-lo, mas ele tem que resolver a situação com o Internacional. Até por questões éticas, não podemos avançar – afirmou o presidente Mário Bittencourt.


Com o salário considerado alto para a realidade do clube, o tricolor negocia justamente os vencimentos do atacante. Até o momento, os clubes ainda não conversaram, como informou o diretor de futebol do Internacional, Rodrigo Caetano.

– Não fomos procurados pelo Fluminense, somente por outros clubes.

Wellington Silva chegaria para repor a saída do xará Wellington Nem, que retornou para o Shakthar Donetsk, da Ucrânia, após o fim do empréstimo.

Caso seja contratado essa será a terceira passagem de atacante pelo tricolor. A primeira foi em 2010 quando subiu para os profissionais, disputou 17 partidas e marcou um gol. A segunda foi em 2016, quando entrou em campo 23 vezes e marcou dois gols. No ano seguinte, teve sua maior sequência com a camisa verde, branca e grená, com 48 partidas e 8 gols.  

(Foto: Lucas Merçon/FFC)
Fonte: Lance








A pedido de Odair, Fluminense busca contratação de Neilton

O atacante Neilton deve ser o novo alvo do Fluminense para o setor ofensivo. Após sondagens de nomes como Caio Paulista, Rossi e Felippe Cardozo, o Fluminense deve intensificar a investida no atacante ex Internacional.

Neilton foi liberado do Inter após chegar ao clube por pedido do próprio Odair Hellmann, quando o treinador comandava o Colorado no início da última temporada.

Odair pediu por Neilton após o atacante se destacar pelo Vitória, em 2018, apesar do rebaixamento da equipe baiana.

No Inter, Neilton não teve tanto espaço e passou grande parte da temporada no banco de reservas.

Liberado pelo Inter, o atacante retorna ao Vitória, porém, o clube baiano não tem como pagar seu salário, e o Fluzão busca um acordo para ter o jogador em 2020. Clubes do Japão também já demostraram interesse no atacante e pode ser um dificultador na transação.

Cabem no Flu ? Inter prepara barca de 10 jogadores com ex tricolores no meio

Fazendo uma grande reformulação para a temporada 2020, o Internacional nem esperou a chegada do técnico Eduardo Coudet, e já anunciou uma barca com a saída de 10 jogadores, entre eles dois ex tricolores: o lateral direito Bruno e o volante Bruno Silva.

Bruno por exemplo foi titular sob o comando de Odair Hellmann, hoje no Fluminense.

Além deles, o goleiro Carlos Miguel, o zagueiro Emerson Santos, os volantes Rithely e Matheus Galdezani e ainda os atacantes Nico Lopez, Neilton, Santiago Trellez e Guilherme Parede.

Estima-se que a liberação dos jogadores deve render uma economia de cerca de R$ 2 milhões na folha salarial do clube.

Embora todos os nomes tenham trabalhado com o treinador Odair Hellmann, apenas Bruno teve uma boa sequência com o treinador no Colorado.

Fluminense divulga lista de relacionados para duelo contra o Inter

Foto: Divulgação/FFC

O Fluminense divulgou na manhã deste domingo (10) a lista de jogadores relacionados para enfrentar o Internacional nesta tarde, às 16h, no estádio do Beira Rio.

Na lista, Marcão relacionou o mesmo grupo que viajou para São Paulo e seguiu direto para o Sul, com 25 nomes na relação.

Como no banco de reservas só podem ficar 12 jogadores, o técnico terá que tirar dois nomes para o jogo.

Contra o São Paulo, Brenner, que não podia jogar por questões contratuais com o clube paulista e Marcos Felipe por opção do treinador, ficaram de fora.

Na busca por zagueiros, Fluminense vê negociação difícil, mas não desiste de Anderson Martins

A partir do rompimento do ligamento cruzado do joelho direito de Matheus Ferraz, em junho, o Fluminense acelerou a busca por zagueiros. Fernando Diniz dispõe de apenas quatro opções para a zaga, a segunda mais vazada do Campeonato Brasileiro, com 24 gols sofridos, atrás da Chapecoense, com 27.

A diretoria fez contatos por Bruno Fuchs, do Internacional, e Fabiano, do Palmeiras. Enquanto o clube gaúcho desconsiderou emprestar o jovem, o palmeirense, segundo Celso Barros, optou por aguardar possíveis propostas do exterior e acabou descartado nas Laranjeiras. Pintou até o nome de Lucão, ex-São Paulo, que está sem contrato. Ele, porém, não animou o Tricolor.

A negociação que melhor se desenvolveu envolvia o são-paulino Anderson Martins, de 31 anos. Reserva no Morumbi, o jogador se empolgou com o interesse verde, branco e grená, mas viu a tratativa esfriar devido ao alto salário. O SPFC não pretende dividir o pagamento dos vencimentos. Por outro lado, a falta de opções, dado o fechamento da janela de transferências para o Brasil, faz o Fluminense não desistir da contratação.

Empossada há dois meses, a gestão de Mário Bittencourt trouxe o goleiro Muriel, o meia Nenê e os atacantes Wellington Nem e Lucão. Além de zagueiro, os dirigentes estudam trazer um lateral-esquerdo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Prestes a ser negociado, Bruno Silva rescinde com o Fluminense

Na mira do Internacional, Bruno Silva rescindiu com o Fluminense, de acordo com a Rádio Gaúcha. Contratado junto ao Cruzeiro em troca que envolveu ainda a vinda do lateral-direito Ezequiel (hoje no Bahia) e a permanência de Digão pela saída de Jádson, o jogador de 33 anos perdeu espaço com Fernando Diniz. O “rebaixamento” à condição de reserva ocorreu a partir de lesão no joelho, sofrida em maio, e da ascensão de Allan. Seu contrato era válido até dezembro.

O volante soma apenas quatro jogos no Brasileirão, o que o deixa livre para defender o Colorado. Também liberado para a Libertadores, só não poderá entrar em campo pela Copa do Brasil, na qual já representou o Tricolor. Especulado no Beira-Rio em ocasiões anteriores, ele vira opção à carência de nomes para a posição na equipe de Odair Hellman.

Desde que chegou às Laranjeiras, em janeiro, Bruno Silva fez um gol em 23 partidas – a última delas em 30 de julho, contra o Peñarol – e conviveu com o descontentamento da torcida. Envolveu-se em polêmica quando um torcedor vazou conversa via rede social em que o atleta, supostamente, ironizava o clube carioca pela queda à Série C. À época, negou o episódio.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense conquista importante vitória fora de casa sobre o Internacional pelo Brasileirão sub-20

Foto: Reprodução/Vídeo

Com gol de Evanilson, o Fluminense venceu o Internacional por 1 a 0 na tarde desta quinta-feira (8), pelo Campeonato Brasileiro Sub-20.

Mesmo atuando fora de casa, no Cesc Campestre, em Porto Alegre, o Tricolor abriu o placar ainda na primeira etapa e, segurou o resultado que o deixou na oitava colocação do torneio. Posição que credencia o avanço a próxima fase da.. competição, uma vez que os oito melhores passam para a segunda fase.

A equipe comandada pelo técnico Luiz Felipe Santos só volta a campo agora pela competição no próximo dia 18, quando enfrenta o Palmeiras, em Laranjeiras. O jogo que será num domingo, às 11h, terá a transmissão da TV aberta pela Rede Bandeirantes.

Nenê comenta versatilidade dentro de campo e se diz satisfeito em ajudar a equipe

Meia de 38 anos entrou no segundo tempo na vitória por 2 a 1 sobre o Internacional e teve um papel importante tanto no ataque quanto na defesa

Foto: Lucas Merçon / FFC

Contratado para enriquecer o elenco do Fluminense com inteligência e qualidade, Nenê aos poucos vai ganhando espaço. Depois de uma boa estreia contra o Vasco, o meia de 38 anos entrou no segundo tempo na vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, no Maracanã. Com o resultado, o Tricolor subiu para a 16ª posição e deixou momentaneamente a zona de rebaixamento, respirando um pouco no Campeonato Brasileiro.

Após a partida, Nenê, que entrou com a importante função de colaborar na criação de jogadas de ataque e também de dar segurança defensivamente, comentou sobre seu posicionamento na partida e o que Fernando Diniz pediu que ele fizesse dentro de campo.

“Estava na dúvida se entraria no meio ou mais aberto, acabei entrando mais aberto. Tinha de ajudar na marcação. Na hora de atacar, eu tinha liberdade de poder estar em qualquer lado do campo. Na hora de defender, precisava ajudar o lateral. Fiquei feliz de ter feito bem esse trabalho”, disse.

O experiente meia se colocou à disposição do treinador para colaborar em qual posição for, mas destacou que prefere atuar participando mais do setor ofensivo.

“Eu gosto de ficar mais ofensivo, mas isso faz parte da intensidade do jogo. Todo mundo tem de ajudar, até o Pedro ajuda. Então a gente tem de se esforçar pra ajudar o time na hora que precisa”, afirmou.

Por fim, Nenê rasgou elogios ao desempenho da equipe e enalteceu a importância da vitória sobre o Internacional.

“Muito importante essa vitória. Essencial. Não podíamos mais perder pontos em casa, ainda mais nessa situação que o time está no Brasileiro. Então realmente era primordial essa vitória. O time entrou muito concentrado, podíamos ter feito gols no primeiro tempo”, concluiu.  

Capitão do Flu, Digão elogia atuação da equipe e demonstra alívio com a vitória

Zagueiro teve um bom desempenho ao lado de Nino, seu companheiro na defesa tricolor

Foto: Lucas Merçon / FFC

Depois de sete jogos de jejum, o Fluminense enfim voltou a vencer pelo Campeonato Brasileiro. Enfrentando o Internacional, que mandou à campo uma equipe reserva, o Tricolor triunfou por 2 a 1 e conquistou os três pontos dentro do Maracanã. Com o resultado, a equipe foi para a 16ª posição e deixou a zona de rebaixamento momentaneamente. Em uma noite inspirada, o Flu criou diversas chances de gol e poderia ter saído de campo com um placar mais elástico.

Após a partida, o zagueiro Digão, capitão do time, falou com os jornalistas e elogiou a atuação dos companheiros, apesar das oportunidades desperdiçadas principalmente na primeira etapa. De acordo com o defensor, a vitória foi importante para dar um alívio para o Tricolor, que não conseguia repetir no Brasileirão as boas atuações da Sul-Americana.

“Era uma coisa que nos incomodava. Estávamos bem na Sul-Americana, mas no Brasileirão não estávamos conseguindo vencer. Hoje fizemos um jogo muito bom. O Inter é um time muito qualificado. Tivemos chances no primeiro tempo e não fizemos, mas voltamos melhor e conseguimos fazer os gols”, disse.

O Fluminense volta a campo somente no próximo sábado (10), quando enfrenta o Atlético-MG, fora de casa, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 21h (de Brasília).

Top