fbpx

Jogadores do Fluminense criam manifesto contrários à volta do futebol

Os jogadores do Fluminense criaram um manifesto onde se mostram contrários à volta do futebol, confirmada para esta quinta-feira (18).

De acordo com os atletas, a manifestação partiu dos próprios jogadores que citaram alguns fatores como os altos números de óbitos ocasionados pela Covid-19 e um tempo de treinamento antes de retornar aos jogos.

Os jogadores ainda questionam o posicionamento da Federação em apressar a volta do Estadual e completam ainda que caso o clube seja obrigado a entrar em campo, jogarão sob protesto.

Veja o manifesto:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Presidente tricolor, Mário Bittencourt agradece jogadores por acordo

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt usou sua conta pessoal nas redes sociais para agradecer ao elenco do Fluminense pelo acordo na redução salarial.

Na mesma postagem, o presidente também lembrou da comissão técnica e todo staff do futebol Tricolor que já havia aberto mão de parte dos salários para que o clube conseguisse manter as contas em dia nesse período de pandemia.

Mário usou a postagem ainda para agradecer r mais uma vez os jogadores que apostaram no “projeto Fluminense”, e se comprometeu em agradecer pessoalmente a cada um dos integrantes do departamento de futebol.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Jogadores planejam protesto durante jogos da rodada

Cumprindo recomendação do governo para evitar concentração de pessoas em locais que pudesse ter uma grande aglomeração, como nos estádios de futebol, a Ferj determinou que os jogos dessa terceira rodada da Taça Rio acontecesse de portões fechados.

Contudo, os jogadores se mostraram contrariados pois achavam por bem a paralisação total do Campeonato, a fim de evitar qualquer tipo de contágio entre os atletas.

Como não houve a paralisação do tornei, jogadores de Fluminense, Botafogo e Vasco decidiram protestar durante os jogos da rodada.

Em acordo com o Sindicado de Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj) os atletas taparão a boca com uma das mãos antes, durante os jogos e até em eventuais comemoração de gols. O gesto também será repetido na entrada em campo durante a saída dos vestiários e até mesmo no cara ou coroa.

O gesto será parecido ao já realizado por Fluminense e Flamengo em 2015, quando na época os jogadores protestaram por conta de uma suspensão imposta a Vanderlei Luxemburgo pelo treinador ter criticado a Federação de Futebol do Rio de Janeiro, a Ferj.

De acordo com o Saferj, os jogadores do Flamengo não participaram da ação porque a ideia surgiu após a partida entre Flamengo e Portuguesa-RJ, que aconteceu no último sábado (14) no Maracanã.

Após o jogo no entanto, o capitão rubro-negro, Diego, e até mesmo o técnico Jorge Jesus se manifestaram também em favor da paralisação do Campeonato, principalmente no caso rubro-negro que houve contato dos jogadores com o vice-presidente de consulados e embaixadas rubro-negro, Maurício Gomes de Mattos testar positivo para o vírus.

“Contato entre os jogadores é risco deles”, diz governador ao anunciar portões fechados em jogos no Rio

A Ferj anunciou na tarde desta sexta-feira (13) que os jogos do Campeonato Carioca ocorrerão cm portões fechados por conta de precaução ao Coronavírus.

Em coletiva para anunciar o plano de continência no Estado também por conta do vírus, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi questionado sobre as partidas de futebol e confirmou que os jogos acontecerão sem torcida e ainda disse que o risco de contaminação entre os atletas é risco dos jogadores:

Os jogos serão com portões fechados. Não vai haver aglomeração com os portões fechados. O contato é entre os jogadores, aí se houver contaminação o risco é deles – disse o governante.

Capitão do Vasco, adversário do Fluminense no domingo (15), Leandro Castan ironizou a declaração do governador: “Risco é nosso, grande resposta, grande governador, obrigado pelo respeito com os atletas !!!

Acompanhe a fala do governador e a resposta de Castan:

Depois de garantir vaga na Sul-Americana, Marcão destaca comprometimento dos jogadores: “Honraram demais essa camisa”

O Fluminense encerrou o Campeonato Brasileiro 2019 neste domingo (8) de forma digna: venceu o Corinthians, em Itaquera, por 2 a 1. O resultado serviu para garantir o clube na Copa Sul-Americana do ano que vem.

Após a partida, o técnico Marcão, que deve voltar ao cargo de auxiliar permanente no próximo ano, fez questão de destacar o comprometimento dos jogadores:

Temos que agradecer aos jogadores. Destacar a entrega e o comprometimento deles. Foi um ano muito difícil para eles e honraram demais essa camisa. Fico muito feliz em poder contribuir um pouquinho com esse grupo – disse o treinador.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Top