fbpx

“Rival” de Paulo Henrique Ganso no Sevilla, Sampaoli foge de polêmica e elogia: “Quando comprometido, gera coisas diferentes”

Assim como na derrota do Fluminense para o Santos no primeiro turno, por 2 a 1, Paulo Henrique Ganso e Jorge Sampaoli, “rivais” no Sevilla-ESP, não se reencontrarão à beira do campo, nessa quinta-feira, no Maracanã. No duelo em maio, o meia não pôde jogar por causa de dores na coxa esquerda. Dessa vez, o técnico vai viajar ao Rio de Janeiro, mas não comandará a equipe porque cumpre suspensão.

Principalmente pelas poucas chances dadas a Ganso, treinador e jogador não conseguiram boa relação quando trabalharam juntos na Espanha, entre 2016 e 2017, e vivem se alfinetando em declarações públicas. Em entrevista na Vila Belmiro, o argentino fugiu de polêmica e elogiou o camisa 10 do Tricolor.

– Trabalhei com ele, recomendei sua contratação e respeito muito seu jogo. Quando ele está comprometido, gera coisas diferentes. Sua chegada ao Brasil dá hierarquia ao torneio, pela capacidade. Fluminense não passa por um bom momento, mas conta com um jogador capaz, que pode fazer um lance diferente a qualquer momento – disse.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fluminense e Santos lideram estatística de chutes ao gol

Crédito: Mailson Santana / FFC

Tanto o Fernando Diniz quanto Jorge Sampaoli estão chamando a atenção dos comentaristas esportivos ao longo do ano. Na vitória ou derrota, ambos os treinadores não deixam a filosofia implementada de lado e continuam jogando da mesma forma até o fim. Diante disso, Fluminense e Santos lideram o ranking de finalizações no Campeonato Brasileiro, mostrando que o futebol de suas equipes é ofensivo.

O Peixe é o time que mais finalizou certo nestas oito primeiras rodadas de Brasileirão, com 57 arremates em gol, seguido exatamente pelo Tricolor, que concluiu no alvo em 48 oportunidades. Em números gerais, o Santos finalizou 117 vezes e o Fluminense 106. Deste total de finalizações, o Fluminense chutou 59 bolas de dentro da área e 47 foram arremates de meia e longa distância, segundo dados do Footstats.

Já em número de passes durante os jogos, quem lidera a estatística é o Grêmio, com 4108 toques, sendo 289 errados. O Fluzão vem logo atrás, com 4038 passes, sendo que errou menos, 272 apenas. Em terceiro está o Botafogo com 3784, mas com o mesmo número de erros que o Tricolor, 272.  

Segundo Fernando Diniz, o Fluminense está jogando de uma forma mais aguda.

“Em um primeiro momento ficávamos com uma posse sem muita efetividade, sem ser muito agressivo, o que não era a proposta do time. Mas na condução do método, os problemas vão aparecendo e vamos aos poucos melhorando. O Flamengo nos pressionou nos últimos dois confrontos e sentimos muito. Só que o time está muito mais robusto nesse sentido, está muito mais treinado. E não é só treino tático. Os jogadores precisam experimentar a experiência de se sentir acuado e você tem que dar uma solução. Procuramos melhorar, evoluir na questão tática e na confiança do time”, afirmou o treinador.

Gilberto elogia Santos e destaca duelo entre Diniz e Sampaoli: “É um jogo esperado”

Fernando Diniz e Jorge Sampaoli dividiram palco em palestra na CBF, semana passada, para compartilhar suas características de jogo, bastante semelhantes. Às 19h15 desta quinta-feira, vão se reencontrar no gramado, pela primeira vez, na Vila Belmiro, em jogo válido pela segunda rodada do Brasileirão.

– É um jogo esperado. Todo mundo tem curiosidade de ver como vai ser esse jogo, porque são dois treinadores que jogam com características parecidas, que gostam que os times tenham bastante posse de bola. Vai ser um jogo bom. Temos que estar atentos, mas vamos procurar fazer nosso jogo. Independente do adversário, temos que buscar fazer o que a gente vem trabalhando sempre – destacou Gilberto.

A equipe, que perdeu para o Goiás na estreia, no Maracanã, busca vencer para deixar a zona de rebaixamento. A sequência de jogos nesta semana, porém, se mostra complicada. Há ainda o duelo com o Grêmio, domingo, na Arena. Gilberto explicou a preparação para os compromissos, finalizada nesta quarta-feira, e admitiu a importância de pontuar longe de casa.

– Nossa estreia foi uma derrota tensa. O grupo ficou muito chateado com essa derrota, mas a gente trabalhou muito sério essa semana e vamos focar nesses dois jogos. O Santos tem um time muito bom, um dos melhores no futebol do Brasil. Temos que estar ligados nele para fazer um bom jogo. É uma equipe rápida e temos que ter foco para tentar pontuar lá.

Ainda que não estejam juntos do elenco nessas viagens, os reforços Kelvin e Guilherme, anunciados nos últimos dias, agregarão qualidade e experiência, de acordo com Gilberto. Ambos assinaram empréstimo por um ano e aguardam as publicações de seus contratos no BID para estrear.

– É sempre importante a chegada de novas peças. Guilherme é um jogador experiente. Não tinha trabalhado com ele ainda, mas conheço e é um jogador de qualidade, habilidoso. Kelvin é um jogador rápido. Joguei com ele no Vasco, é meu amigo pessoal. Fico feliz de ele estar aqui com a gente e espero que ele possa dar um salto de qualidade na carreira dele. Desejo boa sorte para todos que chegaram e espero que possam nos ajudar durante o ano.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.


Fernando Diniz se junta a Tite e Jorge Sampaoli em dia de palestras na CBF

Durante a semana, a CBF sediará, na Barra da Tijuca, a terceira edição do Somos Futebol 2019, projeto que visa à evolução do esporte mais popular do mundo. O evento vai reunir diversas personalidades do mercado para colocar em discussão nove assuntos: Técnicos e Táticas; Categorias de Base; Patrocínios e Ativações; Branding; Futebol e a Transformação da Mídia; Licenciamento de Clubes e Fair Play Financeiro; Futebol Feminino; Desenvolvimento do Futebol; e Arbitragem.

Nessa segunda-feira, três dos principais treinadores brasileiros darão palestras pela manhã. Considerado o melhor técnico do Campeonato Carioca em seleção divulgada pela FERJ, Fernando Diniz, do Fluminense, está escalado para a preleção, assim como Tite, da Seleção, e Jorge Sampaoli, do Santos.

À tarde, Diniz comanda treino do Time de Guerreiros no Centro de Treinamento, de olho, especialmente, no jogo da volta da 4ª fase da Copa do Brasil, contra o Santa Cruz, quinta-feira.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Top