Complicou! Júnior Barranquilla vence Oriente Petrolero e se isola na liderança do grupo

Se já não bastasse deixar de fazer sua parte em campo, o Fluminense não tem contado com a sorte nos jogos dos adversários e, na noite desta quinta-feira (28) viu o Júnior Barranquilla derrotar o Oriente Petrolero por 3 a 1 e se isolar na liderança do grupo H com sete pontos, três a mais que o Fluminense.

O próximo jogo do Junior Barranquilla será na quarta-feira da semana que vem, às 21h30 (de Brasília), extemente contra o Fluminense no Maracanã. Já o Oriente Petrolero, lanterna com nenhum ponto e virtualmente eliminado, visita na quinta-feira o Unión Santa Fe na Argentina, às 19h15.

Raio-x do adversário: Júnior Barranquilla tem time bem parecido com o que enfrentou o Flu na temporada passada

O Fluminense embarcou para Colômbia, onde encara o Júnior Barranquilla pela segunda rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana, adversário que o Tricolor enfrentou na fase de grupos da última Libertadores.

Inclusive, o time que o Flu vai enfrentar nesta quarta-feira (13) é bem parecido com o da última temporada: oito dos 11 titulares daquele jogo devem começar jogando novamente.

Apenas Jorge Arias, vindo do Deportivo Cali, Daniel Giraldo, ex-Millonarios, Yesus Cabrera, que atuava no Cuiabá, chegaram à equipe em 2022. Dos três jogadores que marcaram sobre o Tricolor nas duas partidas, dois devem começar jogando no próximo duelo: Borja e Cetré.

Com isso, a provável escalação do Junior Barranquilla para enfrentar o Fluminense é: Sebastián Viera, Fabián Viáfara, Dany Rosero, Jorge Arias, Gabriel Fuentes, Didier Moreno, Daniel Giraldo, Edwuin Cetré, Yesus Cabrera, Fredy Hinestroza, Miguel Borja.

Foto em destaque: Reprodução

Fonte: GE

Adversários do Flu, Unión de Santa Fé e Júnior empatam na Argentina

Ao vencer o Oriente Petrolero no Maracanã, o Fluminense se isolou na liderança do grupo H. Isso porquê, Unión Santa Fé e Júnior Barranquilla empataram por 1 a 1 na Argentina.

O jogo, anotou um grande destaque: Federico Vera, lateral dos argentinos. O defensor colocou seu time na frente, mas, poucos minutos depois, anotou um gol contra e definiu o placar.

O Fluminense volta a campo pela Sul-Americana, já na próxima quarta-feira (13), quando enfrenta o Júnior, na Colômbia, às 21h 30.

É bom destacar que diferente da Libertadores, a Copa Sul-Americana só prevê classificação para o primeiro colocado do grupo, o que faz ainda mais importância a combinação dos resultados com o Flu já largando na frente.

Foto em destaque: Divulgação

Fluminense é derrotado pelo Júnior e perde invencibilidade na Libertadores

O Fluminense recebeu o Júnior Barranquilla na noite desta terça-feira (18), no Maracanã e conheceu sua primeira derrota na competição com os 2 a 1 ante os colombianos.

Como ja vêm sendo de praxe, o Flu fez um péssimo primeiro tempo e saiu perdendo por 1 a 0. Ainda sim, a equipe de Roger teve duas oportunidades para abrir o placar e desperdiçou ambas, com Kayky e Luiz Henrique. Na volta do segundo tempo, quando o time buscava a reação, o Júnior ampliou o placar logo no iníciocio. O Flu ainda diminuiu com Abel Hernandez, mas não teve forças para buscar o empate.

Com o resultado, o Flu passa a ter que buscar a vaga contra o River Plate, na última rodada, na próxima semana, na Argentina, quando o Tricolor segue precisando de um empate para avançar a próxima fase.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Flu divulga relacionados para enfrentar o Júnior Barranquilla no Maracanã

Podendo garantir a classificação para a próxima fase da Libertadores com um empate, o Fluminense divulgou os relacionados para a partida de hoje contra o Júnior Barranquilla, às 21:30, no Maracanã.

Sem novidades, a lista é mesma da última partida contra o Santa Fé. Se recuperando da Covid-19, o atacante John Kennedy segue fora.

Confira a lista completa:

GOLEIROS: Marcos Felipe, Muriel;

ZAGUEIROS: David Braz, Luccas Claro, Manoel e Nino;

LATERAIS: Calegari, Danilo Barcelos, Egídio, Samuel Xavier;

MEIAS: Cazares, Gabriel Teixeira, Ganso, Martinelli, Nenê, Wellington e Yago;

ATACANTES: Abel Hernández, Bobadilla, Caio Paulista, Fred, Kayky e Luiz Henrique.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Rival Tricolor na próxima rodada da Libertadores, Júnior Barranquilla tem desfalques de peso

Lutando pela sobrevivência na Libertadores, o Júnior Barranquilla, próximo adversário do Fluminense, tem dois desfalques de peso para o duelo no Maracanã. O ponta Hinestroza e o atacante Miguel Borja, artilheiro da Libertadores até aqui com seis gols, levaram o terceiro cartão amarelo no empate por 1 a 1 contra o River Plate na Colômbia e estão suspensos.

Com o resultado ruim contra os argentinos, o Júnior tem 3 pontos em quatro jogos disputados, e ocupa a terceira posição no Grupo D, cinco pontos atrás do Flu. Um empate na próxima rodada contra a equipe colombiana classifica matematicamente o Fluminense para as oitavas de final da competição continental.

Além de Borja e Hinestroza, o Júnior Barranquilla deve seguir sem podar contar com o atacante Téo Gutiérrez, que se recupera de lesão. As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (18/5), às 21:30, no Maracanã.

O Fluminense é o primeiro colocado do Grupo D, com oito pontos conquistados em quatro partidas, dois a mais que o River Plate, segundo da chave.

Foto: Divulgação Júnior Barranquilla

Mesmo prejudicado pela arbitragem, Fluminense empata com o Júnior e segue líder do grupo D

O Fluminense completou mais uma rodada na fase de grupos da Libertadores, vivendo uma grande saga. O “Time de Guerreiros” que viajou para Barranquilla, teve que fretar um novo vôo para Guayaguil, no Equador, onde enfrentou o Júnior Barranquilla, por conta de protestos na Colômbia.

Se ja não bastasse o transtorno da viajem, o Tricolor ainda contou com a trapalhada do juizão, que assinalou um pênalti pra lá de duvidoso. Borja cobrou e abril o placar logo aos 11 minutos.

O Flu reagiu e empatou aos 21 minutos, com Kayky. O juiz que já havia assinalado um pênalti esquisito, se complicou e acabou perdendo o controle da partida, que se estabilizou na volta do intervalo.

Logo no início da segunda etapa, Fred quase virou o jogo, mas Viera fez ótima defesa. O Júnior ainda levou perigo com chutes de fora da área, chegando a acertar o travessão de Marcos Felipe, mas também não conseguiu seu gol, terminando o jogo empatado por 1 a 1. Como noutro jogo do grupo, o Santa Fé e River Plate ficaram no 0 a 0, o Fluminense garantiu mais uma vez a liderança do grupo D.

No próximo confronto o Flu recebe o Santa Fé, na próxima quarta-feira (12), no estádio do Maracanã.

Foto em destaque: Mailson Santana/FFC

Roger comenta sobre indefinições no local da partida: “Motivação para mais esse compromisso”

Em busca de continuar na liderança do Grupo D na Libertadores, o Fluminense enfrenta hoje a equipe do Júnior Barranquilla. Com mudanças de país e no local do jogo, a partida passou para o Equador. O técnico Roger Machado projetou o confronto.

Sabemos da qualidade do adversário, mas da nossa parte, temos a oportunidade de levarmos mais três pontos para o Brasil e nos consolidarmos como protagonistas desse grupo importante. Uma partida dura, difícil, com tantos percaussos de mudança de lugar, que só devem servir de motivação para esse compromisso. – disse o treinador.

A bola rola às 21hrs, no Estádio Monumental de Barcelona, em Guayaquil, no Equador.

Foto: Maílson Santana/FFC

Com novidades, Flu divulga relacionados para enfrentar o Júnior Barranquilla

Depois de mais uma indefinição sobre o local da partida, com mudanças de cidade e país, o Fluminense divulgou os relacionados para o duelo contra o Júnior Barranquilla, às 21hrs, no Estádio Monumental de Barcelona, em Guayaquil, no Equador.

As novidades da relação são o zagueiro David Braz, que ainda não estreou, e o volante André, que volta a ficar à disposição do técnico Roger Machado após lesão de Hudson.

Com Covid-19, o atacante John Kennedy segue em isolamento.

Confira a lista completa de relacionados para a partida:

GOLEIROS: Marcos Felipe, Muriel e João Lopes;

ZAGUEIROS: David Braz, Luccas Claro, Manoel, Matheus Ferraz e Nino;

LATERAIS: Calegari, Danilo Barcelos, Jefté e Samuel Xavier;

MEIAS: André, Cazares, Gabriel Teixeira, Ganso, Martinelli, Nenê, Wellington e Yago;

ATACANTES: Abel Hernández, Bobadilla, Caio Paulista, Fred, Kayky, Lucca e Luiz Henrique.

Pelo regulamento da competição, dos 27 relacionados, apenas 23 vão para o jogo, com quatro atletas sendo cortados.

O Fluminense é o primeiro colocado do grupo D, empatado com o River Plate com 4 pontos ganhos em duas partidas.

Foto: Maílson Santana/FFC

Fluminense poderá dividir vôo com Júnior Barranquilla

A mudança no local da partida entre Júnior Barranquilla x Fluminense, da Colômbia para o Equador, obrigou ao Fluminense refazer sua escala. O time Tricolor que já estava em solo colombiano terá que fazer uma nova viajem para Guayaquil, no Equador. No entanto, o vôo terá que ser dividido com a delegação do Júnior Barranquilla.

Assim como na semana passada, quando precisou fretar um novo voo para ir de Bogotá à Armênia enfrentar o Santa Fé, mais uma vez o clube se deparou com um problema de logística: a delegação tricolor novamente não poderá usar o avião da “Gol”, fretado no Rio de Janeiro para ir até a Colômbia, em função das burocracias do país.

A solução pode ser dividir um mesmo voo com o adversário. O GE apurou que a diretoria do Fluminense e do Junior Barranquilla estão em conversas para tentar combinar a programação e irem juntos para o Equador ainda na noite desta quarta-feira, de modo a evitar uma viagem de duas horas no dia do jogo. As equipes se enfrentarão nesta quinta, às 21h (de Brasília), no Estádio Monumental de Barcelona, em Guayaquil, pela terceira rodada do Grupo D da Libertadores.

Antes da viagem, os jogadores tricolores treinaram pela tarde na sede da Federação Colombiana de Futebol. O grande problema dessa logística é que, depois da partida, o Fluminense terá que voltar para Barranquilla, embarcar no voo já fretado e só então retornar ao Brasil. Porém, a diretoria tricolor está tentando que as autoridades locais liberem para o avião da “Gol” que está na Colômbia saia vazio na quinta-feira para buscar a delegação em Guayaquil e seguir direto para o Rio de Janeiro.