O Vovô e o Moleque de Xerém! Nenê e Kayky podem quebrar marcas de idade do Flu na Libertadores

A partida de hoje contra o River Plate, da Argentina, às 19hrs no Maracanã, pode ser histórica para dois jogadores do Fluminense: Kayky e Nenê.

A dupla pode quebrar duas marcas de idade ao entrar em campo hoje. Nenê pode ultrapassar Felipe (35 anos, 8 meses e 20 dias) e se tornar o atleta mais velho a vestir a camisa do Flu na Libertadores, aos 39 anos.

Já Kayky, de 17 anos, pode superar outro Moleque de Xerém, o atacante Alan (18 anos, dez meses e 11 dias), e virar o jogador mais jovem a atuar pelo Tricolor na competição continental.

Foto: Maílson Santana/FFC

Portal detalha negociação de Flu com City por Kayky

Um dos destaques do Fluminense neste início de temporada vem sendo o garoto Kayky, de apenas 17 anos, “jóia” já negociada com o Manchester City. Com negócio feito deste início da temporada, o portal GE traz um detalhamento sobre a negociação.

Segundo o portal, a negociação já está fechada há dois meses, faltando apenas os trâmites burocráticos, porém, o atacante seguirá no Fluminense até o final do ano, seguindo ao City em janeiro de 2022. Para contar com o jogador no entanto, o clube inglês adquiriu 80% dos direitos econômicos do atacante por €10 milhões de euros fixos (R$ 66,5 milhões) mais bônus de até €11 milhões (R$ 73,2 milhões): sendo € 7 milhões de euros atingíveis a curto/médio prazo e €4 milhões de euros em metas a longo prazo. Além disso, há uma cláusula de opção de compra dos 20% de direitos econômicos restantes por mais € 5 milhões de euros. Somando tudo, o Fluminense pode receber até € 26 milhões de euros (R$ 173 milhões).

Esse valor no entanto ainda não chegou em sua totalidade ao Flu, que recebeu até agora apenas uma parte, um pouco menos da metade do valor fixo, quando fechou a operação – o que ajudou o clube a quitar a dívida com o elenco. O restante foi parcelado pelos próximos anos. Já os bônus estipulados em contrato são todos por performance, mas passando a valer com as atuações no City, como por exemplo número de jogos, número de partidas como titular, quantidade de gols, convocações para a seleção brasileira etc.

Foto em destaque: Divulgação

Após golaço, Kayky é eleito o Guerreiro da rodada em votação apertada

Depois da boa atuação na vitória por 3 a 1 contra o Nova Iguaçu, com direito a um golaço, o meia-atacante Kayky foi eleito o Guerreiro da rodada em votação realizada no perfil do Fluminense no Twitter com 49% dos votos.

O moleque de Xerém acabou passando Fred, que estava na liderança da enquete, para conquistar o prêmio pela segunda rodada consecutiva.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Fluminense faz campanha pelo golaço de Kayky: “Puskás, né” ?

O Fluminense venceu o Nova Iguaçu por 3 a 1 noite deste domingo (11), no Maracanã. Autor do primeiro gol da partida, Kayky fez uma verdadeira pintura, quando costurou a zaga da equipe da Baixada Fluminense, antes de tocar para o fundo das redes.

O clube usou suas redes sociais para brincar com o golaço da jóia, cobrando uma indicação ao Puskás – prêmio dado pela FIFA ao gol mais bonito do ano.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Segundo jornalista, transferência de Kayky para o Manchester City está perto de ser concretizada; valores podem chegar a R$ 114 milhões

O golaço de Kayky contra o Nova Iguaçu chamou atenção da imprensa internacional. Segundo o jornalista italiano Fabrizio Romano, especialista no mercado de transferências, a transferência do jovem para o Manchester City está perto de ser concretizada.

De acordo com Fabrizio, os ingleses estão tratando dos últimos detalhes da contratação e da licença de trabalho para fechar um contrato de 5 anos com o meia-atacante Tricolor. O jogador chegaria na Europa no meio de 2022.

Os valores da transferência giram em torno de 10 milhões de Euros (cerca de 67,58 milhões de Reais), podendo chegar a 17 milhões de Euros com bônus (cerca de 114,88 milhões de Reais).

Desde que subiu aos profissionais, Kayky fez oito jogos com a camisa do Flu, marcando dois gols. Confira o golaço do moleque de Xerém contra o Nova Iguaçu abaixo.

Fonte: Fabrizio Romano

Foto: Lucas Merçon/FFC

Em noite de Gol 400 de Fred, Tricolor vence por 3 x 1 e está no G4 da competição

Em um jogo fraco na primeira etapa, o Flu começou tentando marcar na frente, pressionar o adversário e tentar marcar o primeiro gol. Porém, com o passar dos minutos e a defesa do Nova Iguaçu entrincheirada na defesa, a partida ficou lenta, e o tricolor caiu no marasmo da equipe laranja.

O primeiro tempo teve bastante erros de passes, principalmente pelo setor de meio campo tricolor. O time forçava muitos lançamentos buscando a velocidade dos pontas, porém, sem resultado efetivo. Martinelli que é um dos destaques do Flu na temporada não conseguiu dar ritmo ao meio de campo. Luiz Henrique e Kayky ambos muito apagados não conseguiam dar amplitude ao time. Ainda no primeiro tempo, o treinador Roger Machado pediu para os atletas no banco de reservas aquecerem. Terminando 0 x 0 a primeira etapa. Sem criar nenhuma grande chance de gol.

O Flu voltou para o segundo tempo sem alterações, e errando muitos passes como no primeiro tempo de jogo. Mas aos 5 minutos o tricolor virou a chave e começou a apertar o adversário, criando boas chances com Nene e Egídio. Aos 7 minutos então o gol, e foi de placa. Jogada individual de Kayky que distribuiu dribles dentro da defesa do Nova Iguaçu. Golaço! 

Após o gol tricolor, o Nova Iguaçu tentou dar uma apertada, mas nada com muito perigo à meta de Marcos Felipe. Aos 16 minutos após bom contra ataque, o gol de 400 do capitão Fred saiu . Luiz Henrique foi lançado em progressão, que viu a infiltração de Nene, que não foi fominha e rolou para o centroavante guardar. 2 x 0, Fluminense.

Resposta rápida do adversário, defesa tricolor falha, e gol do Nova Iguaçu. Chute indefensável do meio campo Anderson no ângulo. O Flu mesmo após o gol continuou em cima, e quase ampliou em belo passe de Nene para infiltração de Calegari, mas a zaga afastou o que seria mais um gol do Fred. O time tricolor continuou intenso e criando boas chances como a finalização de Fred e a linda cobrança de falta de Nenê. 

No final do jogo ainda deu tempo para mais um. Em mais um belo contra ataque tricolor, o centroavante John Kennedy que entrou no lugar de Fred só escorou para o fundo das redes dando números finais ao confronto. 3 x 1 para o Fluminense.

Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Destaque Tricolor na temporada, Kayky elogia o trabalho feito em Xerém

Após seu primeiro gol entre os profissionais, o meia-atacante Kayky fez questão de elogiar a base Tricolor. Em coletiva de imprensa virtual realizada hoje no CT Carlos Castilho, o jovem de 17 anos comentou sobre o trabalho de excelência feito em Xerém.

O clube tem um DNA. É como se o profissional fosse um espelho, na base a gente vai trabalhando para se preparar para o profissional, como em uma prova. O trabalho é bem feito, os meninos que sobem estão acertando, o que dá bastante convicção e motivação para quem sobe. – disse Kayky.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Com o gol frente ao Macaé, Kayky se tornou o terceiro mais jovem a marcar pelo Flu desde 2011

Autor do primeiro gol na goleada por 4 a 0 sobre o Macaé, Kayky se tornou o terceiro jogador mais jovem a marcar pelo Flu desde 2011.

Com 17 anos, 9 meses e 26 dias, a joia de Xerém fica atrás apenas de João Pedro (17 anos, 6 meses e 0 dias) e Gerson (17 anos, 6 meses e 9 dias) como os goleadores mais jovens do Flu na última década.

Confira a lista:

João Pedro — 17 anos, 6 meses, 0 dias

Gerson — 17 anos, 9 meses, 16 dias

Kayky — 17 anos, 9 meses, 26 dias

Denilson — 17 anos, 10 meses, 22 dias

Dudu — 18 anos, 5 meses, 24 dias

Kenedy — 18 anos, 3 meses, 16 dias

Robert — 18 anos, 4 meses, 11 dias

Marcos Paulo — 18 anos, 5 meses, 29 dias

John Kennedy — 18 anos, 8 meses, 2 dias

Michael — 18 anos, 9 meses, 6 dias

Biro Biro — 18 anos, 9 meses, 16 dias

Marcos Junior — 19 anos, 3 meses, 2 dias

Matheus Carvalho — 19 anos, 4 meses, 5 dias

Alexandre Jesus — 19 anos, 5 meses, 17 dias

Pedro — 19 anos, 7 meses, 4 dias

Wendel — 19 anos, 7 meses, 5 dias

Luiz Henrique — 19 anos, 8 meses, 19 dias

Foto: Lucas Merçon/FFC

Jovens terão mais oportunidades? Roger comenta sobre utilização dos Moleques de Xerém

Algo que virou uma constante no Fluminense é a utilização da base como solução para os problemas do clube, com promessas de Xerém, como Martinelli, Calegari e Kayky, se firmando como realidades na equipe principal Tricolor.

Depois da vitória por 4 a 0 contra o Macaé, o técnico Roger Machado comentou sobre a utilização de mais jovens da base ao longo do Carioca.

São duas vias: amadurecer o time para a Libertadores sem deixar de valorizar o Estadual. Não gostaria de ter como o campeonato (Carioca) como laboratório de forma pejorativa. É uma oportunidade que temos de ver atletas em campo em jogos mais pesados, atletas mais jovens que podem nos ajudar. Quando houver oportunidade e o jogo permitir, não tenha dúvida que eu vou querer utilizá-los. Mas também tem a segunda via, que é amadurecer o time, encaixando as peças para as finais do campeonato e a Libertadores que se avizinha. – disse o treinador.

Foto: Lucas Merçon/FFC

Roger Machado elogia atuação de Kayky: “Aproveitou bem a oportunidade”

Autor do primeiro gol Tricolor na goleada de 4 a 0 contra o Macaé, o jovem Kayky, de 17 anos, foi o principal destaque Tricolor na partida. Na entrevista coletiva pós-jogo, o técnico Roger Machado elogiou a atuação da joia de Xerém.

– A ideia que a gente tinha era proporcionar um jogador que dentro do campo, jogando aberto, tem a vitória pessoal, o um contra um forte, é insinuante nos dribles, mas que também quando está dentro do bloco, atrás das linhas, consegue articular, correr com a bola em espaços onde tem muito congestionamento, e achar soluções por vezes com defesas fechadas. Acho que ele aproveitou bem a oportunidade.

Confira os números do jogador na partida:

O treinador aproveitou para citar que os jovens da base, como Kayky e Gabriel Teixeira passaram à frente dos outros na fila.

Hoje salientei para alguns atletas no final, especialmente o Caio (Paulista), por sua postura. Eu o preteri pelos meninos, dizendo que precisava vê-los jogando para que pudesse nos ajudar no decorrer do ano. Que bom ver os meninos podendo jogar e contribuindo para uma vitória importante. – disse o treinador.

Foto: Lucas Merçon/FFC