Conheça a história do ex-goleiro Batatais

Nascido no dia 20 de maio de 1910, Algisto Lorenzato ficou conhecido pelo nome da cidade paulista onde nasceu: Batatais. Contratado pelo Fluminense em 1935, o goleiro viveu em Laranjeiras o início da era do profissionalismo. Além disso, integrou o elenco que protagonizou os Anos de Ouro do clube.

Absoluto debaixo das traves, Batatais só deixou o Tricolor em 1946, depois de mais de uma década de títulos e jogos marcantes. Foi sucedido pelo igualmente ídolo Castilho, por quem era admirado e tido como inspiração.

Batatais conquistou o Campeonato Carioca (1936/37/38/40/41) e o Torneio Municipal (1938), além de várias outras taças. Entre suas mais de 300 partidas pela equipe, destaca-se o “Fla-Flu da Lagoa”, disputado em 1941.

Foi por Batatais, com a clavícula deslocada, que os jogadores do Time de Guerreiros passaram a chutar a bola para a água, a fim de garantir o título carioca contra o rival. Como não era permitido realizar substituições, o arqueiro permaneceu em campo e ainda operou grandes defesas.

O sucesso pelo Flu consolidou Batatais como um dos maiores goleiros tricolores e contribuiu para a sua convocação para a Copa do Mundo de 1938, quando a Seleção Brasileira ficou em 3º lugar.

Texto: Flu-Memória

Foto: Flu-Memória

Obra de Laranjeiras será patrocinada

Segundo o site Ge, a ideia inicial da diretoria era utilizar recursos da parceria com a empresa Tim. A empresa de telefonia já é aliada do clube, e investe cerca de R$ 5 milhões nos esportes olímpicos atualmente, e esse dinheiro seria realocado para à restauração de patrimônios. 

Ainda segundo o site, a diretoria tricolor ainda aguarda laudos para saber a viabilidade do projeto. Mas internamente já se fala que os gastos girarão em torno de R$ 10 milhões a R$ 12 milhões de reais. A obra ainda deve durar de um ano, a um ano e meio para ser concluída. 

Fonte: Ge

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Fluminense já tem empresa contratada para reforma de Laranjeiras

A empresa Encopetro Engenharia Estrutural, contratada pelo Fluminense para fazer o estudo de viabilidade para a revitalização do Estádio Presidente Manoel Schwartz, já iniciou seu trabalho na última segunda-feira (25/01). O foco principal está na segurança estrutural através da avaliação da capacidade de público que as arquibancadas (sociais e populares) conseguirão suportar para, depois, dar início às etapas de reforma de Laranjeiras.

A empresa já começou a fazer o levantamento geométrico da estrutura, localizando meticulosamente todas as vigas e colunas do estádio. Segundo Robson Luiz Gaiofatto, engenheiro responsável por esta fase preliminar das obras em Laranjeiras, o primeiro passo é fazer um mapeamento de danos.

“São estruturas de concreto armado muito antigas, que datam antes de 1920. Uma época em que o concreto ainda era um material muito novo, sem normatizações e regulamentações a nível mundial. Precisamos saber com que materiais foram construídas estas arquibancadas e de que maneiras elas foram projetadas para que possamos avaliar a capacidade de carga”, explicou Gaiofatto.

A partir deste estudo, que apontará os danos de mais de um século de existência do estádio, a empresa saberá quais os tipos de intervenções necessárias a serem feitas nestas estruturas para haja uma reabilitação na sua capacidade de resistência. “Depois virão outros estudos, como segurança e acessibilidade, que já fazem parte de uma segunda etapa”, concluiu o engenheiro, acrescentando que a previsão de entrega do laudo da parte estrutural do estádio é de três meses.

Para o presidente do clube, Mário Bittencourt, com o laudo da empresa de engenharia, a diretoria do Fluminense saberá exatamente qual a capacidade máxima que o Estádio de Laranjeiras conseguirá suportar. “Somente após este diagnóstico saberemos, com exatidão, o orçamento para fazer a obra aqui. Infelizmente, são 25 anos sem uma adequada manutenção do estádio, principalmente nas arquibancadas populares, onde há uma degradação acentuada”, frisou o presidente.

Fotos: Mailson Santana/FFC

Texto: Comunicação/FFC

Presidente do Fluminense confirma reforma das Laranjeiras com projeto próprio

Em assembléia realizada na noite da última quinta-feira (28) o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, confirmou que enfim o projeto de reforma do estádio das Laranjeiras sairá do papel, no entanto, segundo o mandatário, o projeto é próprio e criado pelo Conselho diretor, descartando desta forma, o projeto oferecido pelo grupo Laranjeiras XXI

Ainda de acordo com o mandatário, o novo projeto prevê uma reforma da arquibancada que deverá conter 7 mil lugares, diferente dos 20 mil lugares previsto pelo Laranjeiras XXI.

Além do estádio, a sede do clube também passará por uma reforma geral e, a expectativa é que o local já receba jogos oficias a partir de 2022.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Presidente da CBF visita sede do Flu

O presidente da CBF, Rogério Caboclo, visitou, na tarde de hoje (23/10) a sede do Fluminense, em Laranjeiras, acompanhado do Vice-Presidente Jurídico, Carlos Eugênio Lopes (o Carlô), do Secretário-Geral, Walter Feldman, do Diretor de Competições Manoel Flores e do Diretor de Comunicações, Douglas Lunardi.

A comitiva foi recebida pelo presidente Mário Bittencourt e conheceu a Sala de Troféus do Clube, em seguida, assistiu ao primeiro tempo da partida entre Fluminense e Coritiba, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro de Aspirantes – vale lembrar que o Fluminense é o único time carioca que disputa a competição na categoria.

Foto em destaque: Mailson Santana/Fluminense FC

Grupo Laranjeiras XXI encaminha carta repercutindo declarações de Mário sobre a revitalização do estádio

O grupo Laranjeiras XXI, que idealizou a reforma das Laranjeiras e com promessa de não usar recursos do clube pela reforma do estádio, encaminhou uma carta aberta ao presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, que afirmou, na coletiva da última sexta-feira (07) que não daria sequência no projeto.

Na ocasião, Mário, elencou alguns empecilhos, como por exemplo, a manutenção da arena depois que a reforma estiver finalizada. Além disso, Mário salientou a capacidade de público no estádio, o que segundo ele, iria na contramão da grandeza do Fluminense.

Em sua carta, endereçada ao presidente, o grupo questiona esses e outros pontos levantados pelo presidente em sua coletiva. Acompanhe:

Em forma de protesto, torcedores picham o mura de Laranjeiras

Após o empate em 1 a 1 contra o Palmeiras na noite da última quarta-feira (12) torcedores revoltados com as últimas atuações do time demostraram a insatisfação pichando o muro das Laranjeiras com palavras de ordem.

Entre algumas estavam a cobrança principalmente em cima do elenco Tricolor e do técnico Odair Hellmann, onde inclusive uma das frases era cobrando a saída do treinador.

Fluminense prorroga paralização na sede em Laranjeiras

O Fluminense por meio de sua assessoria de comunicação informou a prorrogação das atividades na sede do clube, em Laranjeiras, estendendo até o dia 31 de julho a paralisação das atividades sociais e esportivas.

De acordo com o comunicado, o período será usado para instituir um protocolo de reabertura a ser implantando, possivelmente, dentro do mês de agosto, dependendo das orientações dos órgãos de saúde e autoridades. 

O clube ainda informou que continuará fazendo avaliações das medidas a serem tomadas no dia a dia, com a orientação do seu Departamento Médico.

#FatoVerídico: Fred conta história com mais de 60 mil torcedores em Laranjeiras

Se você acompanhou o Tour do Fred, já sabe muito bem o que são os fatos verídicos do jogador – histórias imagináveis, mas que seriam impossível de acontecer.

E na chegada em Laranjeiras, não poderia faltar o #FatoVerídico, tão famoso ao longo do tour. E para fechar com chave de ouro, Fred contou a história em que Laranjeiras recebeu 60 mil torcedores. Acompanhe:

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Laranjeiras 101 anos: Fluminense rende homenagem ao berço do futebol brasileiro

Inaugurado em 11 de maio de 1919, o estádio Manuel Schwartz, ou simplesmente estádio das Laranjeiras, é conhecido como o berço do futebol brasileiro por ter recebido o primeiro jogo da seleção Brasileira, justamente no dia de sua fundação, quando o Brasil goleou os chilenos por 6 a 0.

E, para não deixar a data passar em branco apesar da pandemia, o Fluminense usou suas redes sociais para render uma homenagem ao estádio. Acompanhe:

Foto em destaque: Maílson Santana/FFC